(Des)encontros semanais

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

(Des)encontros semanais

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Dez 20, 2009 9:53 am

Desagrado de Cavaco é "intriga mesquinha" para Sócrates

por DAVID DINIS
Hoje



As notícias vindas a público de que o Presidente estava "desagradado" com Sócrates, por este ter falhado o último encontro semanal em Belém, deixou outro "desagrado" em São Bento. O Gabinete do primeiro-ministro garante que só um atraso o impediu de chegar à reunião. E fala de "intriga mesquinha, a propósito e a despropósito, contra o primeiro-ministro".

Um atraso de José Sócrates, que o impediu de cumprir o encontro semanal com o Presidente da República, é o pretexto para o mais recente episódio da já longa história de desentendimentos entre Belém e São Bento.

Em resumo, o primeiro-ministro falhou o encontro e, nos últimos dois dias, dois jornais diferentes noticiaram o "incómodo" e o "desagrado" na Presidência com o facto - sem qualquer citação formal. As notícias, por seu lado, provocaram incómodo em São Bento. E ontem, ao DN, o Gabinete de Sócrates foi claro na resposta ao alegado desagrado do Presidente: "O Gabinete do primeiro-ministro já não estranha a intriga mesquinha que, a propósito e a despropósito, é colocada nos jornais contra o primeiro-ministro."

O caso foi espoletado com a antecipação da audiência habitual entre o Chefe do Estado e o chefe do Governo. Sócrates tinha na agenda de quinta-feira uma deslocação até Copenhaga, para participar na cimeira do clima, pelo que pediu ao Presidente a antecipação do encontro a dois. Acontece que, na quarta-feira, nada correu de acordo com os planos. Primeiro, Sócrates chegou atrasado a uma cerimónia com formandos da GNR, em Portalegre. Foram 45 minutos.

Depois, o caminho para Beja - onde ia participar no encerramento das jornadas do PS - provocou nova demora, a tal ponto que a sua intervenção começou apenas às 16.00 (quando estava prevista para as 13.00). Nas duas circunstâncias, Sócrates pediu desculpas em público, justificando o facto com o mau tempo e uma má programação da deslocação - mas nem evitou ser assobiado pelos pais dos jovens GNR, logo em Portalegre.

Dito isto, era impossível chegar a horas a Belém. Primeiro para a posse dos novos conselheiros de Estado; depois, para o encontro semanal. Mandou Luís Amado, ministro de Estado, a substituí-lo no primeiro ponto da agenda e informou o Presidente de que não conseguiria chegar a horas para o segundo.

O desencontro acabou, porém, por suscitar notícias nos dias seguintes. Primeiro, no Diário Económico, na sexta-feira, onde se citava o "incómodo de Belém" perante o facto de Sócrates ter "trocado uma reunião de Estado por uma reunião partidária", informando "poucas horas antes" o PR; depois, no Expresso de ontem, que reiterava o "desagrado" do Presidente perante o mesmo facto.

Ao DN, o Gabinete do primeiro-ministro garante que "não é verdade" que Sócrates "tenha trocado uma reunião de Estado por uma reunião partidária".

"Simplesmente não conseguimos chegar a tempo para a cerimónia de posse dos conselheiros de Estado, pelo que [o primeiro- -ministro] pediu ao ministro dos Negócios Estrangeiros que o substituísse", acrescenta a mesma fonte. De resto, em São Bento alega-se que Sócrates ainda terá sugerido o adiamento por umas horas do encontro a dois, o que não terá sido possível por agenda do Presidente da República.

Mas o que desagradou mesmo ao Gabinete de Sócrates foi ver notícias sobre o assunto na imprensa. São Bento fala de "intriga mesquinha", "colocada nos jornais", numa rara declaração oficial sobre os relacionamentos institucionais com a Presidência da República. Os próximos capítulos estão, agora, prometidos para o Palácio de Belém, na próxima quinta-feira, onde decorrerá, enfim, o encontro semanal a dois.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

TSD acusam Sócrates de mandar "atacar" Cavaco Silva

Mensagem por Joao Ruiz em Seg Dez 21, 2009 2:47 pm

TSD acusam Sócrates de mandar "atacar" Cavaco Silva

por Lusa
Hoje



Os Trabalhadores Social Democratas (TSD), estrutura sindical do PSD, acusaram hoje o primeiro-ministro e secretário-geral do PS, José Sócrates, de ter mandado "desferir um ataque violentíssimo ao Presidente da República".

Num comunicado intitulado "O Presidente da República tem razão/O PS está autista e provocador", os TSD defendem que Cavaco Silva fez "muito bem" ao afirmar que a sua atenção estava no desemprego, no endividamento e na situação orçamental e económica do país, ao ser questionado sobre o casamento entre homossexuais.

No domingo, o dirigente socialista Sérgio Sousa Pinto reagiu a esta resposta de Cavaco Silva considerando que o Presidente da República "tem a liberdade de ter a sua posição pessoal" sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, "mas já não terá o direito de se intrometer na agenda dos partidos e, no caso vertente, do PS".

"Os portugueses não escolheram o PS para formar Governo para que a agenda do Governo e do PS fosse determinada pelo senhor Presidente da República", acrescentou Sérgio Sousa Pinto.

Segundo os TSD, que têm Arménio Santos como secretário-geral, "qualquer cidadão comum concordará" com as preocupações que Cavaco Silva expressou, "porque são de facto os grandes problemas com que o país se confronta".

"O engenheiro Sócrates, com total despropósito, mandou um porta-voz de segunda linha desferir um ataque violentíssimo ao Presidente da República", acusa a estrutura sindical do PSD, numa alusão às palavras de Sérgio Sousa Pinto.

Os TSD elogiam o Presidente da República pelo "sentido nacional de dizer publicamente o que pensa" sobre os problemas do país e apontam o combate ao desemprego como prioridade.

"Num momento em que centenas de milhar de famílias vêem os seus sonhos arruinados, com os empregos perdidos e a miséria e com a miséria envergonhada a angustiar-lhe a vida, quais são as prioridades do Governo? Casamento dos gays!", alegam.

"O autismo e o estilo provocatório do Governo revelam que não tem consciência dos verdadeiros dramas de muitos portugueses e que, em vez de governar, prefere criar e alimentar querelas e vitimizar-se para tentar colher vantagens junto da opinião pública. O que significa que é um Governo sem rumo e que não está à altura dos difíceis problemas nacionais", concluem os TSD.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (Des)encontros semanais

Mensagem por Vitor mango em Seg Set 17, 2012 2:34 pm

a...men

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 107435

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (Des)encontros semanais

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum