Mirandela

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A 'stôra' que saiu na 'Playboy'

Mensagem por Joao Ruiz em Sab Maio 15, 2010 3:53 pm

A 'stôra' que saiu na 'Playboy'

por FERREIRA FERNANDES
Hoje


Na transmontana Torre de Dona Chama, Bruna, professora de Educação Musical de uma das escolas da vila, posou nua para a revista Playboy. A câmara suspendeu-a. Bruna não posou nua na aula tocando harpa. Bruna não relacionou a escola de Torre de Dona Chama com a sessão fotográfica - e olhem que seria fácil lançar pontes entre o negócio da revista (afoguear homens) e as palavras "torre", " dona" e "chama". Bruna simplesmente foi ao estúdio da Playboy, fez as fotos e recebeu o acordado. Tal como outros professores saem da escola e vão para casa embebedar--se. Eu não gosto de quem posa nu para a Playboy ou vai para casa embebedar-se. Mas isso é assunto que eu tenho de resolver comigo próprio. Passa a ser assunto público só quando, sem meu consentimento, a Bruna quiser fazer fotos no meu sofá ou algum professor se servir do meu uísque. Enfim, Bruna só teve o mau gosto de posar para a Playboy, o que é um facto impossível de ser punido porque outros consideram, legitimamente, que posar para a Playboy é de bom gosto. Torre de Dona Chama tem interesse em olhar esta história com liberalidade. Senão, quando lhe saltarem à perna por ter a Festa dos Caretos, fica desarmada. E alguém, com dedinho moralizador, proíbe-lhe uma festa que gaba a vitória dos cristãos sobre os mouros.

In DN

Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mirandela

Mensagem por Joao Ruiz em Sab Maio 15, 2010 4:02 pm

A continuar assim, Trás-os-Montes jamais sairá do isolamento a que se tem vindo a votar suicidariamente, com tomadas de posição como a da Câmara de Mirandela, neste caso.

A que se agarrou legalmente esta câmara, para se arrogar uma punição a alguém, na sua esfera privada? Devo recordar a recente posição da Comissão de Ética, relativamente ao caso Ricardo Rodrigues?

Valha à região o Menino Jesus da Cartolinha!!!


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mirandela

Mensagem por Viriato em Sab Maio 15, 2010 6:00 pm

É assim uma espécie de movimento das "Mães de Braga cornudas". Naturalmente a minha ignorância de prática musical deve-se a nunca ter tido uma professora competente....

Viriato

Pontos: 16644

Voltar ao Topo Ir em baixo

Câmara tomará posição no «prazo máximo» de uma semana

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Maio 16, 2010 10:35 am

Professora da Playboy

Câmara tomará posição no «prazo máximo» de uma semana

A Câmara de Mirandela vai analisar o caso da professora do 1º. Ciclo do Ensino Básico que posou nua para a Playboy e promete tomar uma decisão no prazo «máximo» de uma semana, disse o presidente José Silvano.

Alertada para a situação por parte do Agrupamento de Escolas de Torre de Dona Chama, onde a docente é responsável pelas Actividades Extra Curriculares (AEC), a autarquia presidida por José Silvano vai averiguar o \"alarme social\" provocado pelo caso e promete uma tomada de decisão no \"prazo máximo de uma semana\".

Segundo o autarca, reúnem responsáveis pelo Ministério da Educação, do Agrupamento de Escolas e os encarregados de educação.

JN, 2010-05-16

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Contrato não vai ser renovado

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Maio 16, 2010 10:38 am

Contrato não vai ser renovado

Professora que posou para a «Playboy» foi afastada dos alunos

A Câmara de Mirandela confirmou ao JN que a professora de Actividades Extra Curriculares do 1.º Ciclo do Ensino Básico que posou nua para a «Playboy» foi afastada das actividades lectivas e transferida para um serviço onde não tem contacto com os alunos.

Gentil Vaz, responsável pelo pelouro da Educação, acrescentou que o contrato da professora, de 25 anos, termina no final de Junho e que a Câmara já decidiu que não vai contratar a docente para o próximo ano lectivo.

A professora é a protagonista de uma produção ousada para a revista \"Playboy\", em que contracena nua com outra mulher. O director do Agrupamento de Escolas da Torre da Dona Chama pediu o afastamento da professora, conforme revela o JN na edição de hoje, sexta-feira.

Por causa da professora, a revista \"Playboy\" esgotou há três semanas em Mirandela, os alunos trocaram fotografias por telemóvel e até fotocópias e os pais ficaram preocupados.


Glória Lopes in JN, 2010-05-16

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mirandela

Mensagem por Viriato em Dom Maio 16, 2010 4:28 pm

Pornografia na Câmara Municipal de Mirandela

Tiago Mota Saraiva

Leio no Público que a professora de Mirandela, Bruna Real, teria um «contrato com remuneração inferior a 500 euros, “a recibos verdes”», e que, José Silvano – o moralista presidente da autarquia, já se teria decidido pela não renovação do seu contrato. Entre os pingos da chuva, surge a notícia descarada de mais um trabalhador precário, com dependência hierárquica, horário e posto de trabalho – um falso recibo verde.

Tantos se chocam com o erotismo da imagem e poucos se incomodam com a pornografia da situação.

ShareThis

Viriato

Pontos: 16644

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mãe da professora defende a filha

Mensagem por Joao Ruiz em Seg Maio 17, 2010 10:01 am

Mãe da professora defende a filha

«Voltaria a apoiar a minha filha a posar na Playboy»

Mãe da professora que posou para a «Playboy» defende a filha. Vereadora explica porque tirou Bruna da escola onde estava.

A mãe de Bruna Real, a professora que está a causar polémica por se ter despido para a revista Playboy, falou ao DN e garantiu que está ao lado da filha, desde o início. «Apoiei a minha filha quando ela decidiu fazer a sessão fotográfica para a revista Playboy, não estou arrependida de o ter feito e vou apoiá-la em tudo quanto a mesma necessitar, principalmente neste momento em que mentes perversas vêem maldade onde não existe.»

Foi assim que Fátima Real, mãe de Bruna, reagiu ao «escândalo» provocado pela divulgação das fotos da Playboy , e que levou esta professora primária a ser afastada da escola preparatória de Torre de Dona Chama, onde coordenava as Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC) do ensino básico.

O DN falou também com Bruna Real, que foi passar o fim-de-semana ao Sul do País, e que se recusou a comentar tudo quanto se tem passado em relação à sessão fotográfica.

Bruna Real tem 27 anos, é uma de sete irmãs, filhas de um empreiteiro da construção civil, toda a sua família por parte de mãe e pai vive em Golfeiras, um bairro integrante da cidade de Mirandela. Bruna licenciou-se no Instituto Piaget de Mirandela com excelentes notas. Há dois anos fez o estágio na Câmara Municipal de Mirandela, e no ano lectivo 2009/10, concorreu ao lugar de coordenadora de AEC. Foi uma das vencedoras do concurso e como tal admitida pela câmara, tendo sido colocada em Torre de Dona Chama.

Bruna sempre foi uma rapariga extrovertida, e que vestia com um certo «arrojo». No entanto, foi um rapariga com a cabeça no lugar, tendo como sonho o mundo do espectáculo, contou uma amiga de infância ao DN. «Foi isso que a levou a inscrever-se no concurso de televisão Master Plan», lembra a amiga. Bruna sempre foi considerada pelos colegas «muito à frente» e «às vezes esquecia-se do mundo onde vivia», adiantou-nos um seu familiar, «e o caso mais concreto foi este de se despir para a revista». «Para ela é natural mas para uma grande parte da população é um escândalo», diz o familiar.

Ludmira, 79 anos, é avó de Bruna, recusa-se a falar. No entanto, a expressão é triste e nota-se que enfrenta a reportagem do DN com lágrimas a correr pela face, pede desculpa e afasta-se rapidamente, expressando: «Já estou arrependida de ter aberto a porta.»


José Cardoso in DN, 2010-05-16


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruna Real não compreende suspensão

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Maio 18, 2010 12:39 pm

Fotos por 700 euros

Bruna Real não compreende suspensão

«O que eu fiz foi apenas tirar umas fotos e não vejo por que não posso voltar a dar aulas. Eu não fiz mal a ninguém.» É desta forma que Bruna Real, a professora de Música afastada do ensino depois de ter aparecido nua na edição de Maio da revista «Playboy», encara a possibilidade de não mais voltar a dar aulas no concelho de Mirandela, onde reside.

Depois da polémica se ter instalado em Trás-os-Montes, a professora de 27 anos foi relegada a serviços de secretária pela autarquia de Mirandela, que prometeu não voltar a contratar a jovem no próximo ano lectivo.

Ao que o CM apurou, Bruna Real recebeu cerca de 700 euros da revista «Playboy», sensivelmente o mesmo ordenado que recebia da autarquia de Mirandela para um mês de trabalho na escola primária de Torre de Dona Chama, onde esteve desde de Setembro a dar aulas de Expressão Musical.

\\\\\\\\"Isto ainda é muito fresco e quero descansar. Estou em Lisboa para passar o fim-de-semana e fazer a digestão de tudo o que me aconteceu nos últimos dias\\\\\\\\", disse ainda Bruna Real, contactada pelo CM.

A professora recusou há cerca de 15 dias uma outra produção da «Playboy» por não poder faltar às aulas. Bruna Real tinha sido convidada para participar numa sessão que tinha por tema a selecção nacional de futebol. A possibilidade de vir a ser capa da revista também não está afastada.

Antes de ter sido convidada pela «Playboy», Bruna apenas tinha participado em dois desfiles amadores em Mirandela.

BOOK ESTÁ NO HI5

IMPLANTES MAMÁRIOS

Há três anos Bruna fez uma cirurgia para aumentar os seios. A operação custou três mil euros e foi feita no Porto.

FOTOS SENSUAIS NA NET

A jovem de 27 anos colocou cerca de 50 fotos sensuais na sua página internet. O book foi realizado há dois anos por profissionais.

POLÉMICA DÁ CAPA DA PLAYBOY

A polémica e o mediatismo criados à volta da suspensão da professora de Mirandela podem levar Bruna Real a ser a próxima modelo a aparecer na capa da revista «Playboy».

Alexandre Panda in CM, 2010-05-17

Embarassed Rolling Eyes Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coelhinha de Mirandela. «Playboy» fala em censura

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Maio 18, 2010 12:44 pm

«Atitude de censura»



O caso agitou o fim-de-semana: Bruna Real, professora do ensino básico no concelho de Mirandela, foi afastada das suas funções pela autarquia depois de ter pousado nua para a revista «Playboy». Ao i, o director da revista, João Araújo, diz que não lhe compete julgar as decisões da câmara, mas se a decisão teve por base apenas a sessão fotográfica, então estamos perante um caso de «censura».

«Não é à «Playboy» que compete julgar as decisões da Câmara de Mirandela, mas sim aos munícipes», considera João Araújo, acrescentando: «Se a decisão for baseada única e exclusivamente no facto de a Bruna ter posado para a «Playboy», parece-nos não só uma decisão injusta, mas também uma atitude de censura.»

Bruna Real, de 27 anos, responsável pelas actividades extracurriculares na escola básica de Torre Dona Chama, foi afastada de funções lectivas depois de as oito páginas em que aparece na edição da Maio da «Playboy» terem começado a circular entre alunos e populares, tendo mesmo esgotado em alguns pontos de venda. A Câmara Municipal de Mirandela não gostou e já anunciou que o contrato de Bruna não será renovado no próximo ano.

A decisão provocou fortes reacções (o grupo de apoio à professora Bruna Real no Facebook já tem mais de 12 400 membros) e levantou a questão: deve a vida privada ter impacto na vida profissional? João Araújo não tem dúvidas: «As pessoas devem ser julgadas pelo resultado do trabalho que efectuam e não pelas suas actividades de índole pessoal.»

Opinião diferente tem Paulo Veiga e Moura, advogado especialista em direito administrativo. «Quem trabalha para o Estado tem deveres acrescidos e o que faz na vida privada pode afectar a vida pública», explica. «Ela pode ser a melhor professora do mundo, mas parece-me óbvio neste caso que ficou comprometida a dignidade da profissão, o prestígio e a imagem da instituição. As crianças não podem estar a comentar as partes íntimas da docente.

Contactada pelo i, Bruna recusou-se a fazer mais comentários além dos que já tinha feito durante o fim-de-semana. «O que fiz foi apenas tirar umas fotos e não vejo por que razão não posso voltar a dar aulas. Não fiz mal a ninguém», afirmou ao «Correio da Manhã», que avança que Bruna recebeu 700 euros, perto do seu salário mensal como professora.

Apesar de Bruna Real já ter participado no reality show «Pedro o Milionário», era, até agora, uma desconhecida. A «Playboy» escolheu-a depois de Bruna ter enviado o portefólio, passando depois por um processo de recrutamento. Além de receber portefólios e currículos, a «Playboy» tem profissionais responsáveis por fazerem observações ao vivo de modelos que poderão encarnar o espírito da revista. «É um espírito que perdura ainda hoje, muitas vezes citado pelo próprio Hugh Hefner - a «girl next door». Ou seja, a vizinha do lado pode ser a mulher mais sexy do mundo», explica o director da revista.

A «Playboy» não fecha também a porta a uma nova colaboração com Bruna. Embora deva ter de aumentar o cachê. «A Bruna Real deixou de ser uma modelo desconhecida», afirma João Araújo. «É natural que, com uma maior exposição, as solicitações que possam ser feitas sejam de outra natureza e/ou financeiramente mais atractivas. Parece-me evidente que a modelo sai valorizada.»

Nuno Aguiar in i, 2010-05-17

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Professora da 'Playboy' afastada dos alunos

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Maio 18, 2010 3:59 pm

Professora da 'Playboy' afastada dos alunos

por JOSÉ ANTÓNIO CARDOSO e PEDRO SOUSA TAVARES
15 Maio 2010


Docente de 25 anos, que posou nua, já não volta à escola. Mas pode vir a desempenhar outras funções. Reacções variam.

A professora de Mirandela que apareceu nua numa produção da revista Playboy já foi afastada do contacto com pais e alunos, tendo sido colocada temporariamente ao serviço do arquivo da câmara municipal da cidade.

A confirmação foi dada ao DN pelo presidente da câmara, José Silvano. O contrato da docente com a autarquia termina a 30 de Junho, e é já garantido que "não voltará a ter contacto com alunos das escolas do concelho". Porém, o autarca admitiu que esta poderá ainda vir a desempenhar "outras funções" na autarquia. "É um caso a analisar", disse, acrescentando: "As pessoas não podem ser discriminadas pelas suas opções."

O afastamento foi decidido ontem à tarde, numa reunião entre representantes da autarquia, Ministério da Educação, pais e a direcção do agrupamento de escolas de Torre de Dona Chama - onde a professora de 25 anos coordenava as actividades de enriquecimento curricular (AEC) do 1.º ciclo do básico.

Entre os encarregados de educação, as reacções a este caso variaram da indignação à tolerância.

A avó de um aluno que frequentava as AEC orientadas por esta docente não hesitou em considerar "uma vergonha pessoas que se despem nas revistas estarem a dar aulas". Já a mãe de uma rapariga da mesma turma mostrou-se mais compreensiva. "Cada um é livre de fazer o que lhe apetece", defendeu. "Não vi nem quero ver [a revista], mas não estou chocada", disse.

"Estranhei o meu filho ter-me pedido dinheiro para comprar uma revista onde vinha a professora", contou ao DN outra mãe. "Quando percebi qual era a revista deu-me vontade de rir", acrescentou, confessando "não conseguir criticar" a docente.

A edição de Maio da Playboy, na qual a educadora de 25 anos ocupa uma produção de oito páginas, interagindo com outra modelo num cenário de salão de cabeleireiro, está esgotada há várias semanas em Mirandela.

Escusado será dizer que em Golfeiras, a pacata localidade transmontana onde esta vive, este é o tema de conversa do momento.

Para Albino Almeida, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), a exposição, a que a docente se terá sujeitado "ao tomar uma decisão legítima mas, provavelmente, sem ponderar as consequências", é "a pena" que esta já está a pagar. E "não faz sentido" que lhe seja aplicada mais nenhuma.

"Esta situação deverá ser muito difícil para ela. Provavelmente terá de equacionar dar aulas noutra localidade", admitiu. "Mas nós não somos uma sociedade que defenda a perseguição perpétua das pessoas", acrescentou, defendendo que, no futuro, a professora "não deve ser impedida de exercer uma actividade para a qual está habilitada".

Para João Dias da Silva, presidente da Federação Nacional da Educação (FNE), o que a professora faz "em termos pessoas" não tem "nada a ver com a qualidade do seu desempenho profissional".

O Ministério da Educação informou que "acompanha sempre as questões que envolvem alunos", mas que a questão está a ser "devidamente gerida pela autarquia" à qual a docente está vinculada.

In DN

Embarassed Rolling Eyes Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Professora convidada a contar história a TV brasileira

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Maio 19, 2010 12:53 pm

.
Professora convidada a contar história a TV brasileira

por JOSÉ ANTÓNIO CARDOSO
Hoje


Bruna Real recusou o convite da TV Record. Entretanto, a 'Playboy' condena a decisão da câmara de ter afastado a docente

A professora que posou nua para a Playboy e que foi afastada da escola de Mirandela, onde coordenava as Actividades Extracurriculares (AEC), foi convidada a contar a sua história à televisão brasileira Record, que transmite para 150 países. Mas Bruna recusou, por agora, adiantou ao DN Natacha Loureiro, responsável da TV Record em Portugal. A responsável acrescentou ainda que a jovem de 27 anos não afastou, porém, a ideia de fazer a reportagem mais tarde. "Suscitou o nosso interesse porque no nosso país as modelos que posam para a revista não são discriminadas desta maneira", conclui Natacha.

Entretanto, ontem, a direcção da Playboy fez um comunicado onde considera a atitude da Câmara Municipal de injusta, acusando-a de estar a fazer censura. Isto por Bruna ter sido afastada da escola e enviada para o arquivo da autarquia. Mas, confrontado com as críticas da revista, o presidente de câmara recordou que a docente foi afastada da escola de comum acordo. Aliás, segundo conta, foi a própria a pedir "o afastamento, por se sentir constrangida com o ambiente na escola, onde as fotocópias das fotos na Playboy correm de mão em mão".

Bruna cumpriu ontem o seu segundo dia de trabalho no arquivo municipal tendo feito um horário diferente: trabalhou de manhã e à tarde perfazendo a totalidade das horas (6) correspondentes ao resto da semana, pois, a partir de hoje, vai ausentar-se de Mirandela regressando segunda-feira.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruna quer continuar a dar aulas

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Maio 20, 2010 10:35 am

«Alarido social»

Bruna quer continuar a dar aulas

Bruna Real, a professora afastada da actividade lectiva em Torre de Dona Chama pela Câmara de Mirandela, após ter posado nua para a «Playboy», não pondera abandonar a carreira. Mas não põe de parte a hipótese de continuar a fazer trabalhos de modelo.

A jovem possui uma licenciatura de professora do Ensino Básico, que concluiu com boas notas no Instituto Piaget, e tenciona continuar a dar-lhe uso. \"É a minha profissão\", disse, ao JN.

Bruna Real, 27 anos, continua sem querer falar sobre a polémica que se gerou em torno das fotografias da Playboy que lhe custaram o lugar de docente de Expressão Musical, vendo-se transferida para outro serviço no Arquivo Municipal de Mirandela.

No entanto, ontem, quebrou o silêncio para explicar, ao JN, que este ano vai recandidatar-se para leccionar nas Actividades Extra-Curriculares (AEC) em Mirandela e outros concelhos. \"Vou concorrer a tudo o que aparecer nesta área\", explicou Bruna Real, acrescentando que também será opositora ao Concurso Nacional de Professores do Ministério da Educação. \"Pois, se sou professora, se tirei um curso nesta área, é natural que me candidate, é o que fazem todos os professores, portanto, é normal\", justificou.

A jovem docente referiu ainda que lamenta que \"alguma comunicação social\" esteja a atribuir-lhe declarações que não fez: \"Muitas coisas que têm sido escritas são fruto da imaginação dos redactores. Ainda não disse nada, mas é natural que escrevam que vou candidatar-me às AEC, pois, se sou professora, basta deduzir\", afirmou.

\"Alarido social\"

Bruna Real escusou-se a comentar uma eventual acção judicial contra o município por lhe ter retirado das funções que exercia, devido \"ao alarme social\", como declarou Gentil Vaz, a vereadora da Educação, que revelou ainda que a direcção do Agrupamento de Escolas de Torre de Dona Chama solicitou à Câmara que tomasse uma medida, pois a colaboração da professora para a Playboy provocou na vila muito alarido.

O caso foi muito comentado, a revista esgotou nos quiosques de Torre de Dona Chama, Mirandela e até de Bragança e de Vila Real, e os jovens da escola onde a modelo leccionava apareciam na escola com fotocópias da revista.


Glória Lopes in JN, 2010-05-20


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

«É uma violação dos direitos da professora», diz o deputado Osvaldo de Castro

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Maio 20, 2010 10:40 am

«Foi crime e castigo e ponto final»

«É uma violação dos direitos da professora», diz o deputado Osvaldo de Castro

Osvaldo de Castro, presidente da comissão parlamentar de Direitos, Liberdades e Garantias, não tem dúvidas de que o afastamento de Bruna Real, «acusada» de ter posado nua para a Playboy, «é uma violação dos direitos fundamentais» da professora. «Estão a entrar no domínio da vida privada. Posar nua faz parte do acervo de liberdades que a professora tem e não colide em nada com o seu trabalho», afirmou o deputado socialista ao i.

Para Osvaldo de Castro, o que se passou no agrupamento escolar de Torre de D. Chama é equivalente à apreensão de livros, em Fevereiro do ano passado, pela PSP de Braga, sob o argumento de que as capas que reproduziam o quadro \\"A origem do mundo\\" de Gustave Coubert eram \\"pornográficas\\". O presidente da Comissão de Direitos e Liberdades e Garantias da Assembleia da República afirma também que a expressão utilizada pela Câmara de Mirandela para o afastamento da professora - o \\"alarme social\\" - é manifestamente imprópria. \\"É uma expressão que é utilizada nos tribunais pelos juízes para manter alguém em prisão preventiva\\", diz. \\"A senhora entendeu por razões artísticas, pessoais, fazer fotografias eróticas. São os seus direitos mais profundos, relativos à vida privada, que estão em causa. A escola e a Câmara de Mirandela violaram os direitos da professora\\".

Mário Nogueira, secretário-geral da Fenprof, considera a situação \\"complicada\\" e \\"incómoda no plano social\\", mas defende que \\"não pode ter este tipo de tratamento\\". \\"A situação não é cómoda. Mas foi logo crime e castigo e ponto final!\\", afirma ao i. Mário Nogueira admite que se \\"no plano social cada um terá as suas opiniões\\" [sobre a opção da professora em fazer as fotografias], \\"no plano laboral, o afastamento não tem sentido - não é uma situação de indisciplina, nem de crime. A Câmara Municipal deveria ter abordado a situação com mais cuidado\\".

Mário Nogueira coloca várias questões em cima da mesa, nomeadamente sobre o contrato que a professora mantinha com a Câmara de Mirandela. E interroga sobre quais serão os futuros critérios da Câmara: \\"Vão passar a dizer que quem tirar fotografias para determinado tipo de revistas não se pode candidatar?\\"

O Ministério da Educação colocou-se de fora desta guerra, uma vez que a contratação dos docentes das actividades de enriquecimento curricular compete às câmaras municipais. \\"A técnica em causa foi contratada pela autarquia para de-senvolver Actividades de Enriquecimento Curricular na escola. A situação está a ser devidamente gerida pela autarquia, que é a entidade responsável pelo vínculo contratual e que tem o poder hierárquico sobre a docente. A escola e o Ministério da Educação, obviamente, acompanham agora (como acompanham sempre) as situações que envolvem alunos\\". Foi assim que o Ministério de Isabel Alçada respondeu à pergunta do i sobre a legalidade do afastamento da professora. Da mesma maneira, o Ministério da Educação recusou-se também a responder sobre a aceitabilidade ou não dos argumentos utilizados pela escola e pela Câmara Municipal para a transferência de Bruna Real para o arquivo municipal. \\"Não cabe ao Ministério da Educação pronunciar-se sobre o assunto\\", afirma a tutela, quando confrontada com a decisão do presidente do agrupamento em excluir uma professora por ter posado nua para a \\"Playboy\\". Sobre o conceito de \\"alarme social\\" invocado pela Câmara de Mirandela, o Ministério também não quis responder.

Mas João Dias da Silva, dirigente da FNE [Federação Nacional da Educação], tem outra versão dos factos vindos a público. Apesar de já terem sido várias as declarações de responsáveis da Câmara de Mirandela sobre o afastamento, João Dias da Silva afirma ao i que \\"as informações mais recentes\\" de que dispõe, obtidas através de dirigentes locais do sindicato, \\"é que foi a própria professora que tendo em consideração o mal--estar que teria sentido pediu à Câmara Municipal para ser colocada noutro serviço\\".

Para João Dias da Silva, na situação da transferência ter sido feita a pedido da própria professora, a FNE \\"não tem nada a opôr\\". Caso contrário, o dirigente afirma que \\"não pode haver mistura entre opções da vida privada e relações laborais\\". \\"Se tiver havido deslocação da pessoa sem ser a seu pedido, opomo-nos e achamos ilegal essa transferência\\".

Bruna Real, de 27 anos, começou na segunda-feira passada a trabalhar no arquivo da Câmara Municipal de Mirandela. Segundo revelava o JN, afirmou que só falaria à imprensa \\"após o município concluir o processo de averiguações que está em curso\\".

Entretanto, o caso chamou a atenção da TV Record Internacional, que propôs a Bruna Real uma reportagem. \\"Contactei-a, mas não se mostrou para já disposta a fazer a reportagem\\", disse, citada pela agência Lusa, Natacha Loureiro da TV Record Portugal.

Ana Lopes in i, 2010-05-20

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Professora da Playboy estrela de festa universitária

Mensagem por Joao Ruiz em Sex Maio 28, 2010 1:33 pm

Volta ao contacto com os estudantes


Professora da Playboy estrela de festa universitária

É talvez a professora mais mediática deste país e, depois de se ter remetido ao silêncio por causa das polémicas fotos da Playboy e de ter sido afastada da escola, resolveu entrar no circuito das «presenças» em discotecas, precisamente num evento relacionado com actividades lectivas. Esta quinta-feira, Bruna Real, a professora de Mirandela, é cabeça de cartaz da festa de final de aulas que se realiza na discoteca Andrómeda, em Vila Real.

«Como estamos numa cidade universitária, achámos que fazia sentido convidar uma professora mediática para a festa de final de aulas», explicou ao tvi24.pt Alberto Cabral, gerente da discoteca.

«Ela vai chegar por volta das 1:30 ou 2:00 e fica por duas horas na festa. Vai falar com as pessoas e com a comunicação social», adiantou.

O responsável explica que o cartaz, que está já espalhado por toda a cidade, e inclusive junto dos universitários, está a gerar curiosidade. «As pessoas mandam e-mails para perguntar se é mesmo verdade que ela vai cá estar. Acho que a festa vai ter uma grande adesão».

A curiosidade que o cartaz gerou explica-se pela grande polémica que o caso tem gerado em todo o país, mas também pela foto escolhida para o ilustrar. O responsável da discoteca adianta que tanto a professora como o agente que agora a representa viram cartaz antes de este ser divulgaram e ambos o aprovaram.

Alberto Cabral explica que conhece familiares da professora e que a própria Bruna Real era cliente da discoteca. «Eu liguei-lhe a perguntar se ela queria cá vir, fiz-lhe uma proposta e pediu-me para pensar e depois aceitou. Na altura não tinha agente, mas agora já contratou um», conta. Além desta presença, Bruna Real agendou mais duas para discotecas do grupo em Cabeceiras de Basto e Macedo de Cavaleiros para os dias 29 de Maio e 5 de Junho.

Sobre os valores que envolvem esta presença, o gerente prefere não falar, dizendo apenas: «É menos do que a Merche [Romero], por exemplo. É na ordem do que recebem o Angélico e o Dzrt», adianta, explicando depois que não são valores muito altos.

Sara Marques in IOL, 2010-05-28

Laughing Laughing Laughing Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

«Mudar mentalidades»

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Maio 30, 2010 4:28 pm

«Mudar mentalidades»


«Stôra» Bruna Real já vai a festas

A professora mais famosa da actualidade, por ter posado para a Playboy, começa a colher os frutos da ousadia.

Além de arrastar uma legião de fãs no Facebook, Bruna Real também já começou a ser requisitada para «presenças».

Anteontem, a docente de Mirandela esteve na discoteca Andrómeda, em Vila Real, onde admitiu que «o mais importante é sentir o apoio das pessoas».

Acompanhada pelo pai, Carlos Manuel Real, e pelo namorado, Miguel Estrelinha, a jovem confessou-se disposta «a mudar mentalidades».

Bruna Real, 27 anos, perdeu o lugar de docente de Expressão Musical, vendo-se transferida para outro serviço no Arquivo Municipal de Mirandela, depois de posar para a «Playboy».

Afastada da actividade lectiva em Torre de Dona Chama pela Câmara de Mirandela, não pondera abandonar a carreira. Mas não põe de parte a hipótese de continuar a fazer trabalhos de modelo.

Foto João Manuel Ribeiro

JN, 2010-05-30


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma aldeia sem festa

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Jun 01, 2010 2:34 pm

Uma aldeia sem festa

Lamas de Cavalo é uma aldeia que parou no tempo, envelhecida por memórias e da qual só resta «quase ninguém»

Lamas de Cavalo passa despercebida no conjunto das 4 aldeias que formam a freguesia de Alvites (Mirandela), juntamente com Açoreira e Vale de Lagoa.

Não tem mais do que 25 habitantes e, para além da capela do Divino Espírito Santo, padroeiro da aldeia, não tem monumentos ou locais históricos. A sua importância reside nas pessoas e foi por elas e pela sua opinião que nos deslocámos, entre montes, até um destino completamente desconhecido. Ouviu-se falar numa aldeia quase fantasma, com apenas seis pessoas, mas Nuno do Nascimento usou e abusou das somas matemáticas e, sem recurso a uma calculadora, descreveu toda e qualquer pessoa, parando, somente, no resultado final: 25. Eu confio. Operado à coluna, depois de ter sido colhido por um carro, encontra-se fisicamente limitado por umas canadianas. “Agora não sou nada”, revela o seu íntimo. Mas eu não quero, simplesmente, acreditar. Sentámo-nos à conversa, pela sombra de uma brisa fresca, quando ele me diz como ocupa o seu tempo. “Tenho uma horta pequena mais acima e, assim, entretenho-me. Também, tenho uma propriedade maior, mas essa nem sequer vou lá”, assopra, talvez, por princípio de conversa. Perguntei, então, se no Verão havia festa, um costume antigo das aldeias, e se vinham emigrantes de férias. “Já há muitos anos que isto não tem gente para fazer festa. Temos uma população envelhecida, quase toda reformada, só meia dúzia é que ainda trabalha.

No Verão, há poucos emigrantes que regressam, alguns 2 ou 3”, responde Nascimento.
Entretanto, de dentro de casa saiu uma senhora, sua esposa, que se sentou ao nosso lado e sentiu confiança suficiente para desabafar: “Eu, infelizmente, estou aqui no deserto. Eu sou de Paradela e só estou aqui por causa do meu marido, porque é de cá e tem aqui o coração dele. Mas eu não gosto disto! Por mim, já estava em Paradela, que tenho lá família e aqui não tenho ninguém, sou só eu e ele. Portanto, veja lá o que eu posso aqui estar de contente”.

Sem transportes, Lamas de Cavalo é uma aldeia próxima de muitas outras, mas distante de tudo e todos

Ana Céu, 77 anos, veio para Lamas de Cavalo quando casou com Nascimento. “Tinha 32 anos incompletos”, recorda. Nessa época, o marido conta que as casas estavam todas habitadas, “mas uns morreram, outros partiram para Lisboa e para França, mas eram mais de 100 pessoas aqui na aldeia”, testemunha o octogenário. Sem autocarros a cruzar Lamas de Cavalo, a população, sempre que pretende deslocar-se, tem de chamar um táxi de Mirandela.

São 15 euros numa viagem que, na maior parte das vezes, representa um considerável rombo na demasiado magra pensão de reforma. “Ainda na segunda-feira, o meu marido foi ao Porto fazer um exame. Saiu ainda não eram as 6 horas e entrou-me em casa já passava da meia-noite e eu sozinha aqui”, apregoa Ana Céu, algo inconformada com a solidão e, ainda, esperançada em convencer o marido a mudar de poiso.

Questionados sobre que futuro a esposa de Nascimento não tem dúvidas: “Daqui a 10 ou 20 anos, o futuro desta aldeia é ficaram cá duas famílias”. Já o seu cônjuge suspeita que não demorará tanto tempo a permanecerem, apenas, 2 ou 3 casas habitadas. “A gente idosa que aqui há, daqui a 10 anos já cá não está. Há aqui 3 ou 4 com quase 90 anos e outras de 85, 84 e por aí. Com 30 e tal anos, são 2 ou 3. Mocidade nova há só 1 rapazito, e nada, anda com meia dúzia de ovelhas que aí tem”, revela, sem esperança, este agricultor de tempos idos.

A família de Nascimento não termina em Lamas de Cavalo: “tenho três irmãs mas estão casadas todas fora e não vêm para aqui, os sobrinhos também não vêm, de vez em quando fazem uma visita, nas férias, mas é raro”, confessa como quem não admite solidão. “Uns vivem em Macedo, têm um trabalho de categoria, são mecânicos, mas não vêm para aqui”, completa Ana Céu, a sentença do seu marido, sabendo que terão de continuar a viver, praticamente, sozinhos. Ele conformado com a solidão. Ela não!


Bruno Filiena, Jornal Nordeste, 2010-06-01
In DTM

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Câmara de Mirandela quer apostar no desporto e vai ter piloto no Europeu de Jet Ski

Mensagem por Joao Ruiz em Sex Jun 18, 2010 3:15 pm

«Vamos ter um piloto da cidade»
Mirandela



Câmara de Mirandela quer apostar no desporto e vai ter piloto no Europeu de Jet Ski

Criar uma carta desportiva municipal e um plano de acção para o desenvolvimento desportivo, são os objectivos a médio prazo, do pelouro do desporto do município de Mirandela.

O processo já está em andamento com a realização de uma série de fóruns muito participados pelos atletas e dirigentes, que já deram para traçar um primeiro diagnóstico.

Os mirandelenses ainda desconhecem a riqueza da actividade desportiva existente no concelho, pelo que não a partilham nem usufruem dela. É uma das conclusões dos fóruns já realizados pelo pelouro do Desporto na Câmara Municipal de Mirandela que assume neste momento um processo de reestruturação e reorganização que pretende, a médio prazo, criar um Serviço Municipal que, de forma estruturada, assuma a gestão de todo o fenómeno desportivo municipal.

“Não podemos ter um evento realizado num fim-de-semana sobre o qual o Mirandelense não tem conhecimento para participar. Se calhar muitos dos mirandelenses não sabem como participar no CTM” ou nos outros clubes. “E depois tem de haver racionalidade.”

Perante este diagnóstico, António Branco, vice-presidente da autarquia e agora o titular da pasta do desporto, não tem dúvidas da necessidade de criar uma carta desportiva municipal para regular o sector e para que a população se reveja nas modalidades existentes.

“O que pretendemos é criar uma carta desportiva e implementar modalidades que não precisam de diagnóstico. Temos um rio e não temos quase uma modalidade. Só temos o jet ski e este ano vamos ter um piloto da cidade no campeonato da Europa.”

A autarquia gasta anualmente mais de um milhão de euros em subsídios directos às associações desportivas e com esta reorganização pretende-se analisar qual o retorno e criar um sistema de avaliação.

Brigantia, 2010-06-17


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Reginorde altera calendário para atrair mais visitantes

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Jun 23, 2010 3:02 pm

De 10 a 17 de Julho

Reginorde altera calendário para atrair mais visitantes

A Reginorde 2010 assume este ano o conceito de feira e festa, aproveitando a presença dos emigrantes que passam férias na região.

A feira das actividades económicas de Trás-os-Montes acontecia sempre na última semana de Maio, mas desta vez, a organização decidiu mudar a calendarização para meados de Julho, com um orçamento de 200 mil euros.

A Reginorde deixa o mês de Maio e passa para Julho.

De 10 a 17, foi a nova data escolhida pelo conselho consultivo da Associação Comercial e Industrial de Mirandela.

Uma escolha que tem em conta as condições climáticas, mas também por ser um mês que já conta com muitos emigrantes na região.

“Em Julho, Mirandela é palco de outros eventos aos quais nós podemos dar continuidade” explica Jorge Morais. Por outro lado, “temos mais gente pois há pessoas oriundas de outros concelhos e de outros países” acrescenta.

Para além disso, a organização do certame fez questão de aproximar a data à realização de uma série de eventos em Mirandela, como o Jet Ski e as festas da cidade, e Jorge Morais confessa que, este ano, pretende-se dar ao certame um novo conceito de feira e festa.

“Durante o dia é a feira porque a entrada só é permitida a profissionais e durante a noite, com os espectáculos, o acesso é a todo o público em geral” afirma.

Nesse sentido, a organização aposta nos espectáculos que absorve 100 mil dos 200 mil euros do orçamento.

Os Ídolos, Santa Maria, Rui Bandeira, José Malhoa, são algumas das figuras para a edição deste ano, cujos bilhetes de acesso variam entre os dois e os cinco euros.

Jorge Morais conta ter cerca de duas centenas de expositores, distribuídos por três pavilhões e este ano com a novidade dos profissionais poderem visitar a feira de forma gratuita durante a tarde.

“Temos cerca de 200 expositores nos sectores automóvel, agrícola, comércio tradicional e construção civil” indica.

Na apresentação do certame, o presidente da câmara de Mirandela deixou um alerta à organização para que a Reginorde passe a ser auto-sustentável, caso contrário o Município não terá recursos financeiros para ajudar a suportar o certame.

“Ou fica auto-sustentável nos próximos anos ou deixa de haver feira porque não há recursos públicos para dar subsídios” avisa José Silvano. “Em épocas de crise o dinheiro tem de ser bem aplicado” salienta.

Jorge Morais aceita o desafio e revela que já este ano a estratégia passa por aí, tendo em conta que o município concede um subsídio de 10 mil euros, sendo os restantes 30 mil gastos em trabalhos de beneficiação do espaço.

“Neste momento, a feira não tem derrapagens” garante. “Contamos com um subsídio directo para que se possa arrancar logo no primeiro dia e depois também preferimos que haja melhoramentos naquela infra-estruturas, já que o espaço é municipal” refere.

Brigantia, 2010-06-22
In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Três homens, de 21, 25 e 39 anos

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Jun 29, 2010 9:34 pm

Três homens, de 21, 25 e 39 anos

Três detidos por furto, droga e armas em Mirandela

A GNR deteve três homens, em Mirandela, por crimes relacionados com furto, armas e droga, numa operação que se prolongou por vários dias e resultou ainda na apreensão de diverso material, divulgou hoje aquela força de segurança.

Os três homens, de 21, 25 e 39 anos, foram detidos por posse ilegal de armas e munições, material furtado e droga, no âmbito de um processo crime por furto qualificado, segundo informação do serviço de Relações Públicas do comando de Bragança da GNR.

A operação levada a cabo em Mirandela esteve a cargo do destacamento territorial local que realizou buscas, entre os dias 23 e 25 de junho, em várias localidades daquele concelho do Nordeste Transmontano.


Lusa, 2010-06-29

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Seis milhões para apoio social

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Jun 29, 2010 10:08 pm

Seis milhões para apoio social

Este espaço será dinamizado pelo Centro Social dos Santos Mártires

A área do apoio social no distrito de Bragança vai contar com um investimento de seis milhões de euros, destinados maioritariamente a seis projectos.

Três destes projectos destinam-se à área da deficiência, de onde se destaca a construção de um lar residencial, com residências autónomas e centro de actividades ocupacionais para mais de 70 utentes.

Este espaço será dinamizado pelo Centro Social dos Santos Mártires, sediado na cidade de Bragança, cuja empreitada está orçamentada em 1,3 milhões euros.

Com candidaturas aprovadas estão também a CERCIMAC de Macedo de Cavaleiros e a APPACDM de Mirandela, que também vão investir na construção de lares residenciais, destinado a pessoas com necessidades especiais.

Tratam-se de acções financiadas com quatro milhões de euros pelo POPH (Programa Operacional do Potencial Humano).

Terceira idade

As restantes candidaturas destinam-se ao apoio à terceira idade, nomeadamente a construção de um lar de idosos em Rebordelo, no concelho de Vinhais, com capacidade para 30 utentes, bem como a ampliação do lar de São Pedro dos Serracenos (Bragança) e ainda a construção de um lar de idosos pela Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro.

A directora distrital da Segurança Social, Teresa Barreira referiu que se tratam de investimentos também importantes na criação de mais postos de trabalho, nomeadamente emprego qualificado.

Glória Lopes in JN, 2010-06-29
In DTM


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bruna tem agenda de Verão cheia

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Jul 01, 2010 10:51 am

Trabalho não falta à professora


Bruna tem agenda de Verão cheia

Bruna Real, a professora de Mirandela que posou nua para a revista Playboy de Maio, já se está a preparar para candidatar-se aos concursos para a docência, quer a nível nacional quer a nível concelhio, para leccionar nas Actividades de Enriquecimento Curricular.

A vida profissional passará pela docência conciliada com o trabalho de modelo fotográfico, este é um dos projectos da professora que pagou caro a sessão fotográfica ao ser transferida da Escola EB 2/3 de Torre de Dona Chama, onde coordenava as Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC), para o arquivo municipal da Câmara de Mirandela. “Para mim, nem faz sentido o contrário, desistir de dar aulas seria estar a dar razão às pessoas que estavam contra a minha atitude”, disse, ao Jornal de Notícias. “Se estou a dar aulas estou bem”, acrescentou.

Até 31 de Julho, Bruna Real vai continuar a trabalhar no arquivo municipal, porque o contrato que realizou com a Câmara, no início do ano lectivo, “previa que assegurasse as férias das crianças até ao final de Julho”, explicou.

Tudo indica que terá um Verão muito ocupado. Trabalho não falta à professora-modelo, que já tem asseguradas várias presenças em discotecas da região. Aliás a sua aparição em locais de diversão nocturna é cada vez mais solicitada. O trabalho apraz-lhe. “Posso falar com as pessoas e é agradável, pois têm-me mostrado solidariedade, abordam-me para dizer que estão comigo”, assegurou. O movimento criado na rede social Facebook a seu favor também lhe tem dado mais força para prosseguir os seus objectivos.

A notícia de que a direcção da escola de Torre de Dona Chama queria a docente fora da instituição por causa das fotografias foi avançada pelo JN e deu azo a grande polémica. A situação motivou discussões apaixonadas e originou um grande assédio à professora por parte da comunicação social e muitos comentários por parte do público, mas acabou por dar um novo impulso à carreira da jovem de 27 anos.

“Mudou muito, sobretudo, ao nível das presenças em discotecas. Antes da polémica não as fazia, ia às discotecas como uma cliente normal, isso mudou, agora sou solicitada e pagam-me um cachê”, justificou.

Glória Lopes in JN, 2010-07-01


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Espectáculo sobre energia estreia em Mirandela

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Jul 04, 2010 10:30 am

«Unter Strom - Sob Tensão»
Mirandela


Espectáculo sobre energia estreia em Mirandela

Mirandela vai receber este fim-de-semana o «Unter Strom - Sob Tensão». Trata-se de um poderoso e surpreendente espectáculo teatral de rua, com muita electricidade e efeitos especiais.

Com cenários surpreendentes e o uso da técnica dramática, que criam uma produção emocionante sobre a electricidade.

A história que será encenada é contada pelo director do Museu da EDP, Eduardo Moura.

“É sobre uma miúda que tem um carrossel de brincar e se avaria. Procura alguém para o arranjar mas estamos numa sociedade em que já ninguém arranja nada. Vai ficando frustrada e acaba por se zangar com a sociedade. Um cientista procura uma solução para a crise energética e encontra a miúda, que fica sozinha numa sala de comando de uma central e vinga-se da sociedade manipulando a energia. Dá-se o caos e a sociedade apercebe-se da importância de um consumo sustentável. Isto acontece num cenário fantasioso e de fortes efeitos pirotécnicos.”

Este espectáculo foi exibido no passado fim-de-semana no Museu da Electricidade em Lisboa, e agora Mirandela.

Dois espectáculos únicos no nosso país.

“Mirandela foi mais um contexto surpresa, porque várias pessoas se aperceberam que era um disparate isto ficar só em Lisboa. Ainda por cima uma cidade afastada do litoral, que merece ser premiada com este espectáculo.”

Um projecto do Centro de Criação para o Teatro e Artes de Rua e do Theater Titanick (companhia de Teatro Alemã) com o financiamento da fundação EDP.

O que equivale dizer que fica a custo zero à autarquia de Mirandela, como confirma o presidente da Câmara, José Silvano.

“Nem em publicidade, nem convites, nem pagamentos extra. Apenas ajudamos na cedência do espaço e na montagem com os técnicos e trabalhadores.”

O cenário deste espectáculo é composto por uma máquina de fazer electricidade (uma torre com 12 metros de altura), um aglomerado de casas, uma cabana alpina, construções de aço e um espelho parabólico.

Em Mirandela, no parque da Ribeira de Carvalhais, Sexta-feira e Sábado, a partir das 22 horas.

Brigantia, 2010-07-02
In DTM


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Novo quartel da GNR na Torre de D. Chama

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Jul 04, 2010 10:34 am

Nas instalações da Casa do Povo
Mirandela


Novo quartel da GNR na Torre de D. Chama

A vila de Torre D.Chama, no concelho de Mirandela, vai ser dotada de novas instalações para a Guarda Nacional Republicana.

O protocolo foi assinado entre a Junta de Freguesia da Torre, Câmara Municipal de Mirandela, Direcção geral de Infra-estruturas e Equipamentos do Ministério da Administração Interna e GNR.


Presente esteve o Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, Conde Rodrigues, e respondendo a um repto lançado pelo presidente da autarquia de Mirandela, deixou a promessa de um reforço de efectivos.

“É uma responsabilidade do comando da GNR, mas o Governo está a fazer tudo para haver um reforço de efectivos em todo o país”, explicou.


O protocolo foi assinado no dia em que Torre Dona Chama comemorou o aniversário de elevação a vila.

A presidente da Junta de freguesia, Paula Lopes, espera que no próximo ano, no mesmo dia, seja inaugurado o novo posto territorial da GNR.


“O posto da GNR de Torre de D. Chama vai ser uma realidade no próximo aniversário”, disse. “Creio que vai acontecer e será mais uma data para lembrar.”


O novo quartel da Torre, vai ocupar as antigas instalações da Casa do Povo.

A requalificação está orçada em 300 mil de euros que ficam a cargo do Estado.

A Câmara de Mirandela fará o arranjo exterior do edifício.

A obra deverá arrancar até ao final do ano.


Brigantia, 2010-07-04
In DTM

Idea Arrow

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Falta de cirurgiões em Mirandela reabre polémica das urgências médico-cirúrgicas

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Jul 04, 2010 10:44 am

Silvano diz que está desiludido
Mirandela



Falta de cirurgiões em Mirandela reabre polémica das urgências médico-cirúrgicas

A falta de cirurgiões na urgência médico-cirúrgica de Mirandela vai obrigar a uma reorganização do horário e à transferência de um cirurgião para Bragança durante três meses.

Uma situação que está a causar polémica na cidade do Tua, sendo que o autarca local ameaça levar o caso a tribunal.

O director clínico do Centro Hospitalar do Nordeste garante que as urgências são para manter.

Mas Sampaio da Veiga admite alguns condicionalismos.

“Vai-se manter o serviço em Mirandela tal como estava até agora. É evidente que no período de férias, o número de médicos cirurgiões que temos é escasso para manter as equipas tal como estavam. Apenas há uma redução diária de um médico no período da tarde. Um dos médicos que estava em prevenção vem reforçar a equipa de Bragança. Se o CHNE não tem meios suficientes, o serviço principal de urgência, que está em Bragança, não pode ser enfraquecido para manter as duas abertas nas mesmas condições.”

Sampaio da Veiga diz que só serão afectadas situações emergentes, que terão de ser transferidas para Bragança, algo que já acontecia anteriormente.

Em Mirandela poderão ficar situações menos graves do ponto de vista da saúde.

“Tipo apendicite, tipo estudo do abdómen agudo, que os cirurgiões demoram algumas horas a fazer o estudo e o diagnóstico. Situações desta natureza cuja resolução pode ir até às 72 horas sem risco para o doente e são perfeitamente normais de resolver. Havendo cirurgiões em Mirandela, como vai continuar a haver, essas situações serão acompanhadas. Só as emergentes, que já não eram feitas, continuarão a ser transferidas. Politraumatismos ou traumatismos ósseos, no tórax ou cranianos continuarão a ser transferidos.”

De acordo com aquele membro do conselho de administração do Centro Hospitalar do Nordeste, esta foi uma proposta que partiu do próprio serviço de cirurgia e vai manter-se durante três meses.

Mas quem não gostou foi o autarca de Mirandela.

José Silvano diz que está a ficar desiludido com a administração do CHNE, que, segundo acusa, tem faltado à verdade e não estará a cumprir um protocolo assinado com a autarquia, com o Ministério da Saúde e com a ARS Norte, para a instalação da urgência em Mirandela.

O autarca acredita que esta medida é “uma machada” no serviço e que este será reavaliado “dentro de poucos meses”.

Por isso, garante que vai tomar medidas urgentes.

“A primeira será pegar no protocolo assinado e dentro de uma semana colocá-lo em tribunal para responsabilizar o ministério da Saúde e quem o assinou pelo seu não cumprimento. Se os particulares têm que cumprir os contratos que assinam, o Governo não está acima dessa regra. Se isto não tiver efeitos, vou novamente pedir à população de Mirandela que diga a essa gente que está farta e venha para a rua reivindicar aquilo a que tem direito.”

José Silvano diz que não pretende uma indemnização mas que o Ministério da Saúde obrigue a administração do CHNE a manter a urgência médico-cirúrgica em Mirandela, com as sete especialidades acordadas.

Brigantia, 2010-07-04
In DTM

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

PJ fecha alegada casa de alterne no concelho de Mirandela

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Jul 14, 2010 12:40 pm

Prática de lenocínio

PJ fecha alegada casa de alterne no concelho de Mirandela

Um homem foi detido em Mirandela pela Polícia Judiciária por suspeita da prática de lenocínio e auxílio à imigração ilegal.

A unidade criminal de Vila Real selou ainda um estabelecimento de diversão nocturna, incluindo uma habitação contígua.

O homem detido nesta operação é de nacionalidade estrangeira e encontrava-se em território português em situação ilegal.

O indivíduo, com 29 anos e operário da construção civil, já foi presente a tribunal para primeiro interrogatório.

O juiz decidiu aplicar-lhe como medida de coação a apresentação semanal às autoridades policiais da sua área de residência.

Brigantia, 2010-07-14
In DTm

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avioneta que se despenhou próximo da estrada nacional 15

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Ago 08, 2010 10:05 am

.
Após ter descolado do aeródromo
Mirandela



foto: Fernando Pires

Avioneta que se despenhou próximo da estrada nacional 15

Um homem de nacionalidade espanhola, de 58 anos, ficou ferido, esta manhã, após a queda da avioneta que dirigia alguns metros após ter descolado do aeródromo de Mirandela.

A queda aconteceu próximo da estrada nacional 15 e não existem ainda explicações para o acidente.

O piloto espanhol foi conduzido ao hospital local, apresentando diversas escoriações e está ainda a ser alvo de diversos exames de diagnóstico complementar por se suspeitar de lesões ao nível a coluna.

Fernando Pires in JN, 2010-08-06


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Trabalhadores do matadouro do Cachão paralisaram em protesto contra salário em atraso

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Ago 18, 2010 3:20 pm

.
Situação dificil


Trabalhadores do matadouro do Cachão paralisaram em protesto contra salário em atraso


O matadouro do Cachão não funcionou, ontem devido à paralisação de todos os trabalhadores da unidade de abate, alegando o atraso no pagamento dos salários do mês de Julho e a falta de explicações por parte da administração.

Os 48 trabalhadores compareceram no matadouro e apesar de envergarem o vestuário habitual que utilizam naquela unidade decidiram não proceder ao abate das mais de duas centenas de animais que estavam marcadas para o primeiro dia da semana.

Depois de alguns atrasos no pagamento dos salários dos últimos meses, os trabalhadores da unidade de abate estão mais preocupados com o atraso do salário do mês de Julho.

Indignados com a alegada falta de respostas da administração, decidiram tomar esta posição.

“Ninguém recebeu o mês de Julho e então o pessoal optou por não fazer o abate e estamos à espera que isto seja resolvido” explica o porta-voz dos 48 trabalhadores, acrescentando que “há um mês ou dois que recebemos com atraso, mas desta vez já é mais tempo”.

Henrique Afonso revela mesmo que esta tomada de posição já tinha sido comunicada à administração na semana passada, mas até agora ninguém deu qualquer explicação sobre este atraso e para quando a resolução do problema.

“Não vejo por aí ninguém a não ser a directora de pessoal. Ninguém nos dá explicações do caso” afirma.

O administrador delegado da Agro-Industrial do Nordeste (AIN), responsável pela gestão do matadouro do Cachão confirma o atraso no pagamento dos salários do mês de Julho, mas diz que precisa apenas de três dias para garantir os ordenados aos 48 trabalhadores. “Nós já temos o dinheiro para pagar, houve um atraso devido à época de férias” explica. “Esta semana regularizamos a situação” garante.

António Mendonça considera que não havia necessidade de enveredar por uma situação tão radical como esta. “Eu sei que é dramático, mas não havia razão para uma atitude tão radical”.

António Mendonça admite que a situação financeira é delicada, dado que o matadouro tem vindo a apresentar resultados negativos, fruto de uma crescente diminuição da actividade, provocada pelo aumento do consumo na região de carne importada, nomeadamente de Espanha, da instalação de grandes superfícies comerciais na zona que se abastecem a partir de centrais de compras em detrimento do mercado regional, mas sobretudo porque entraram em funcionamento novas unidades de abate em Vinhais, Bragança e Miranda do Douro, quando o matadouro do Cachão foi construído com o intuito de abastecer toda a região transmontana.

Recorde-se que a AIN, com o capital social repartido pelas câmaras de Mirandela e Vila Flor, adquiriu o matadouro, há quatro anos, à PEC Nordeste, um negócio que envolveu 400 mil euros.

No entanto, a intenção era realizar alguns investimentos para modernizar o matadouro e a criação de uma empresa de salsicharia, mas os projectos não foram avante por falta de apoio do QREN.

António Mendonça revela que está a encetar negociações com um privado para entregar a gestão e funcionamento da unidade de abate, que estão a ser dificultadas pela crise da banca e da economia em geral.

“Temos o projecto já aprovado e pensávamos que iríamos ter algum apoio do QREN mas não foi possível em virtude de ser uma entidade maioritariamente de capitais públicos” refere. Por isso “a segunda opção foi interessar provados na gestão e funcionamento do matadouro e já está tudo desenvolvido para que mal se entregue a gestão se comecem a fazer esse investimentos” revela. “Só que a crise dos bancos e da economia em geral dificulta a resolução destas situações” acrescenta.

Caso estas negociações falhem, o administrador da AIN admite o cenário de encerramento do matadouro, apesar de ressalvar que será sempre a último caminho a enveredar.


Brigantia, 2010-08-17
In DTM


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Guerra aberta entre administradores do matadouro do Cachão

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Ago 31, 2010 10:49 am

.
Situação financeira grave
Mirandela


Guerra aberta entre administradores do matadouro do Cachão

São declarações, no mínimo, surpreendentes e que prometem abanar com a estrutura da AIN (Agro-Industrial do Nordeste), a empresa que gere o matadouro do Cachão. António Morgado, um dos administradores delegados da empresa, cujo capital social é repartido entre as câmaras de Mirandela e Vila Flor, responsabiliza o presidente da administração pela situação financeira a que chegou aquela unidade de abate e teme que, caso o seu superior hierárquico continue a não tomar decisões, o matadouro venha a fechar as portas até ao final do ano.

Os desabafos de António Morgado, um dos dois administradores delegados da AIN, acontecem uma semana depois dos 48 trabalhadores do matadouro do Cachão terem recusado abater os animais pelo atraso no pagamento dos salários referentes ao mês de Julho, situação que entretanto já foi regularizada.

António Morgado começa por dizer que ficou surpreendido com as declarações do presidente da administração da AIN alegando que está a negociar a venda da unidade de abate com um privado, quando nunca revelou tal informação aos dois administradores delegados e aos presidentes das câmaras de Mirandela e Vila Flor.

Perante isto, este administrador delegado é peremptório

O seu superior hierárquico, António Mendonça, está a fazer bluff.

“Houve duas ou três empresas interessadas mas dá impressão que ainda nos estavam a fazer o favor e tínhamos de lhes dar dinheiro para tomarem conta disto. Depois o dr. António Mendonça disse que havia um angolano, mas isso é bluff. Eu já não acho nada estranho, porque num ano reunimos duas vezes.”

António Morgado acusa o presidente da administração de não tomar decisões quando lhe foram dadas instruções, na última assembleia-geral, em Junho, para accionar os mecanismos necessários para tentar receber junto dos clientes as verbas que estão em dívida que já ascendem a mais de um milhão e duzentos mil euros.

“Não toma decisão nenhuma, diz que vai fazer e não faz nada. Numa assembleia ficou decidido accionar os mecanismos de cobrança mas há grande parte das verbas que são incobráveis, porque há talhos que já fecharam. Um deles é o de Valpaços. E há talhos que já estavam em contencioso mas em vez de os eliminar, manteve-os. E há situações caricatas, como um talho que foi fornecido durante três anos e nunca pagou um tostão, porque ele dizia que era da sua confiança.

António Morgado coloca o dedo na ferida e denuncia uma situação que também pode estar relacionada com o descontentamento dos trabalhadores do matadouro.

O administrado delegado da AIN afirma que o presidente da administração permite que um funcionário da empresa, entretanto aposentado, esteja a servir-se de meios da AIN para depois fazer concorrência.

António Morgado não tem dúvidas que esta situação causa enormes prejuízos.

“Começo a encher o saco. Falei com ele, disse-me que ia resolver o problema mas continua. É grave se ele permitir que um funcionário que já se reformou, ande a vender carne para Veiga. E nem devia ter nenhuma ligação com a empresa. Mas é um foco de conflito entre os trabalhadores, e acarreta despesas, porque são almoços, viagens, combustível, e anda a fazer-nos concorrência.”

Com esta inércia de António Mendonça, o administrador delegado da AIN perspectiva um futuro nada risonho para o matadouro do Cachão e a solução poderá passar pelo encerramento até ao final do ano.

“O que ficou acordado em Junho e os senhores presidentes de câmara foram claros, é que ou se arranja uma solução de venda a uma empresa ou esta situação só pode aguentar até Dezembro, se não encerrará mesmo.”

António Morgado definitivamente em rota de colisão com o presidente da Agro-Industrial do Nordeste.

No entanto, este administrador delegado da AIN ainda acredita na viabilidade do matadouro do Cachão, mas sem António Mendonça ao leme.

O presidente da administração preferiu não responder às acusações.

Brigantia, 2010-08-31
In DTM

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Três anos de prisão com pena suspensa para obstetra de Mirandela

Mensagem por Joao Ruiz em Ter Set 21, 2010 4:00 pm

.
Provado o crime de recusa de médico


Três anos de prisão com pena suspensa para obstetra de Mirandela

O Tribunal de Mirandela condenou a três anos de prisão, com pena suspensa, uma médica obstetra por recusa de assistência num parto em que a criança nasceu com paralisia cerebral e uma incapacidade de 95 por cento.

Olímpia do Carmo respondeu pelo crime de recusa de médico, tendo o Ministério Público acusado a obstetra de se ter ausentado do hospital, quando estava em regime de presença física, durante o parto de uma criança, agora com sete anos, que nasceu na maternidade de Mirandela.

O colectivo de juízes deu como provado o crime de recusa de médico agravado com dolo eventual, por considerar que ficou provado o nexo de causalidade, alegando que se não fosse o facto da arguida não ter acompanhado o parto e ter recusado comparecer no hospital e prestar auxílio médico necessário solicitado, em tempo útil, o Gonçalo “não nasceria com as sequelas” já reveladas.

À saída do tribunal, a mãe do Gonçalo manifestava a sua satisfação pelo acórdão.

Isabel Bragada considera que finalmente foi reposta a justiça.

“Estou muito satisfeita depois de tantos anos de luta com esta penalização para a arguida” afirma. “Isto para nós significa a verdade que sempre dissemos em tribunal pois a nossa queixa foi baseada em verdades, nunca em mentiras” acrescenta, salientando que “espero que tenha valido a pena em termos sociais pois esperamos que sirva de exemplo para outros casos como o nosso porque sofre-se muito”.

O advogado dos pais do Gonçalo mostrava-se igualmente satisfeito por ter ficado provado todo o despacho de acusação do Ministério Público.

Agora Luís Teixeira, vai avançar com o pedido de indemnização que, em seu entender, deve ser o Estado a responsabilizar-se.

“É evidente que vamos avançar com um pedido cível junto das instâncias competentes. Vamos fazer a liquidação dos prejuízos e tem de ser o Estado a assumir a responsabilidade porque a arguida exercia funções num hospital público” afirma.

Insatisfeito com o acórdão ficou o advogado de defesa da obstetra.

António Pimentel considera que a sentença tem vários erros e vai interpor recurso.

“A minha constituinte continua com a consciência tranquila. Iremos interpor recurso após uma análise aprofundada da decisão pois embora concordemos com alguns pontos não nos podemos conformar com a decisão na sua globalidade e muito menos com a condenação” refere.

Três anos de prisão com pena suspensa para a obstetra.

Foi a decisão do Tribunal de Mirandela, o mesmo que em primeira instância tinha decidido o arquivamento, vindo posteriormente o Tribunal da Relação a determinar o julgamento que agora teve o seu acórdão.

Brigantia, 2010-09-21
In DTM

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Câmara de Mirandela quer revolucionar a mobilidade no centro histórico

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Set 30, 2010 10:46 am

.
9 milhões para mudar Mirandela


A Câmara de Mirandela quer revolucionar a mobilidade no centro histórico.

A Câmara Municipal de Mirandela tem em marcha várias candidaturas a fundos comunitários que envolvem um investimento total de nove milhões de euros.

Um dos projectos mais emblemáticos é o «Mirandela Sustentável», para promover a qualificação do espaço público e ambiente urbano. Outras acções estão previstas, nomeadamente a «Mirandela Inovadora», para revitalizar o tecido económico; «Mirandela Solidária», para reforçar a coesão social e promover a igualdade de oportunidades; a «Mirandela Criativa», que tem como objectivo preservar o património cultural; e a «Mirandela Cooperante» para garantir a animação da parceria e a divulgação.

A «Mirandela Sustentável» é das mais emblemáticas e está relacionada com o plano de mobilidade.
Para o efeito vai ser criado um gabinete de apoio à autoregeneração urbanística.

O plano de «Mobilidade Sustentável« prevê um investimento de cerca de dois milhões de euros, mas o montante total da acção em marcha é próximo dos três milhões de euros. As candidaturas são financiadas em 80% do seu valor e o município despende os restantes 20%. “Os projectos já estão a ser elaborados e os processos a ser orientados para em breve começar a executar”, adiantou adjunto do presidente da Câmara, Manuel Rodrigues.

Estacionamento na zona histórica vai ser pago

Entre as várias medidas a realizar estão as alterações à circulação dos transportes públicos, criação de um plano de Ecovias, aumento dos postos da Tuabike, criação de rotundas para aumentar a fluidez de tráfego, sinalização luminosa, entre muitas outras acções. Um dos primeiros projectos a executar será a tarifação dos lugares de estacionamento público na zona histórica, cujo estudo de viabilidade já está realizado. Segundo Manuel Rodrigues em breve vai ser submetido a concurso público, para criar um tarifário adequado às necessidades. Recorde-se que, actualmente, ainda não há estacionamento pago na cidade.

Outra prioridade é a designada «Zona Trinta», no centro histórico, onde a velocidade de circulação automóvel será reduzida a 30Km/hora.

Na mesma vertente, a Mirandela XXI, engloba três candidaturas, com um investimento de três milhões de euros, e destina-se à gestão do espaço público, segurança, prevenção da criminalidade, e melhoria das acessibilidades e mobiliário urbano.

Mirandela vai ainda avançar com o Polis XXI, para tornar a cidade um território de competitividade, com coesão social e ambiental, cujo primeiro eixo é a regeneração urbana no centro.

Glória Lopes, Jornal Nordeste, 2010-09-29
In DTM


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!

Joao Ruiz

Pontos: 31288

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum