Fidel Castro fascinado com livro sobre o Clube Bilderberg

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fidel Castro fascinado com livro sobre o Clube Bilderberg

Mensagem por Kllüx em Qui Ago 19, 2010 8:04 am

Fidel Castro fascinated by book on Bilderberg Club






By WILL WEISSERT, Associated Press Writer – Wed Aug 18, 2:52 pm ET

HAVANA – Fidel Castro is showcasing a theory long popular both among the far left and far right: that the shadowy Bilderberg Group has become a kind of global government, controlling not only international politics and economics, but even culture.
The 84-year-old former Cuban president published an article Wednesday that used three of the only eight pages in the Communist Party newspaper Granma to quote — largely verbatim — from a 2006 book by Lithuanian-born writer Daniel Estulin.
Estulin's work, "The Secrets of the Bilderberg Club," argues that the international group largely runs the world. It has held a secretive annual forum of prominent politicians, thinkers and businessmen since it was founded in 1954 at the Bilderberg Hotel in Holland.
Castro offered no comment on the excerpts other than to describe Estulin as honest and well-informed and to call his book a "fantastic story."
Estulin's book, as quoted by Castro, described "sinister cliques and the Bilderberg lobbyists" manipulating the public "to install a world government that knows no borders and is not accountable to anyone but its own self."
The Bilderberg group's website says its members have "nearly three days of informal and off-the-record discussion about topics of current concern" once a year, but the group does nothing else.
It said the meetings were meant to encourage people to work together on major policy issues.
The prominence of the group is what alarms critics. It often includes members of the Rockefeller family, Henry Kissinger, senior U.S. and European officials and major international business and media executives.
The excerpt published by Castro suggested that the esoteric Frankfurt School of socialist academics worked with members of the Rockefeller family in the 1950s to pave the way for rock music to "control the masses" by diverting attention from civil rights and social injustice.
"The man charged with ensuring that the Americans liked the Beatles was Walter Lippmann himself," the excerpt asserted, referring to a political philosopher and by-then-staid newspaper columnist who died in 1974.
"In the United States and Europe, great open-air rock concerts were used to halt the growing discontent of the population," the excerpt said.
Castro — who had an inside seat to the Cold War — has long expressed suspicions of back-room plots. He has raised questions about whether the Sept. 11 attacks were orchestrated by the U.S. government to stoke military budgets and, more recently suggested that Washington was behind the March sinking of a South Korean ship blamed on North Korea.
Estulin's own website suggests that the 9/11 attacks were likely caused by small nuclear devices, and that the CIA and drug traffickers were behind the 1988 downing of a jetliner over Lockerbie, Scotland, that was blamed on Libya.
The Bilderberg conspiracy theory has been popular on both extremes of the ideological spectrum, even if they disagree on just what the group wants to do. Leftists accuse the group of promoting capitalist domination, while some right-wing websites argue that the Bilderberg club has imposed Barack Obama on the United States to advance socialism.
Some of Estulin's work builds on reports by Big Jim Tucker, a researcher on the Bilderberg Group who publishes on right-wing websites.
"It's great Hollywood material ... 15 people sitting in a room sitting in a room determining the fate of mankind," said Herbert London, president of the Hudson Institute, a nonpartisan policy think tank in New York.
"As someone who doesn't come out of the Oliver Stone school of conspiracy, I have a hard time believing it," London added.
A call to a Virginia number for the American Friends of Bilderberg rang unanswered Wednesday and the group's website lists no contact numbers.
Castro, who underwent emergency intestinal surgery in July 2006 and stepped down as president in February 2008, has suddenly begun popping up everywhere recently, addressing Cuba's parliament on the threat of a nuclear war, meeting with island ambassadors at the Foreign Ministry, writing a book and even attending the dolphin show at the Havana aquarium.
avatar
Kllüx

Pontos : 11177

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fidel Castro fascinado com livro sobre o Clube Bilderberg

Mensagem por Kllüx em Qui Ago 19, 2010 8:17 am


HAVANA - Fidel Castro está apresentando uma teoria muito popular tanto entre a
extrema esquerda e extrema-direita: o sombrio Bilderberg Group
tornou-se uma espécie de governo global, o controle não só política e
economia internacionais, mas mesmo cultura.

A 84-year-old ex-presidente cubano publica um artigo quarta-feira que
usou três dos apenas oito páginas no jornal do Partido Comunista Granma
citar - em grande parte integral - de um livro de 2006 pelo lituano,
nascido escritor Daniel Estulin.

trabalho Estulin, "The Secrets do Clube Bilderberg", argumenta que o grupo internacional em grande medida corre o mundo. Tem
realizado um fórum secreto anual de destacados políticos, pensadores e
empresários desde que foi fundada em 1954 no Hotel Bilderberg na
Holanda.

Castro não fez comentários sobre os trechos com excepção para descrever
Estulin como honesto e bem informado e para chamar seu livro de uma
história "fantástica".

livro de Estulin, como citado por Castro, descreveu "panelinhas sinistro e os
lobistas Bilderberg" manipular o público "para instalar um governo
mundial que não conhece fronteiras e não prestar contas a ninguém, mas o
seu próprio eu."

O site do grupo Bilderberg, diz que os seus membros têm "quase três dias
de discussões informais e off the record" sobre temas de interesse
actual ", uma vez por ano, mas o grupo faz mais nada.

Ele disse que as reuniões estavam destinadas a incentivar as pessoas a
trabalhar em conjunto sobre questões políticas importantes.

O destaque do grupo é que os alarmes críticos. Muitas
vezes, inclui membros da família Rockefeller, Henry Kissinger, E.U.
sênior e funcionários europeus e internacional de negócios e executivos
de grandes meios de comunicação.

O trecho publicado por Castro sugeriu que a Escola de Frankfurt esotérico
socialista acadêmicos trabalharam com membros da família Rockefeller na
década de 1950 para preparar o caminho para a música rock para
"controlar as massas", desviando a atenção dos direitos civis e da
injustiça social.

"O homem encarregado de garantir que os americanos gostaram do Beatles foi
Walter Lippmann si mesmo", afirmou o trecho, referindo-se a um filósofo
político e colunista de jornal, por então sério que morreu em 1974.

"Nos Estados Unidos e Europa, grandes concertos de rock ao ar livre foram
usados para travar o crescente descontentamento da população", afirmou o
trecho.

Castro - que tinha um assento no interior da Guerra Fria - tem manifestado há suspeitas de parcelas de bastidores. Ele
levantou questões sobre se a 11 de setembro os ataques foram
orquestrados pelo governo E.U. para alimentar os orçamentos militares e,
mais recentemente sugeriu que Washington estava atrás do naufrágio de
um navio de Março de sul-coreano responsabilizou a Coreia do Norte.

Estulin próprio site sugere que o 9 / 11 ataques foram provavelmente causadas
por pequenos dispositivos nucleares, e que a CIA e os traficantes de
drogas estavam por trás da derrubada de 1988, um avião sobre Lockerbie,
na Escócia, que foi atribuído a Líbia.

A teoria da conspiração Bilderberg tem sido popular em ambos os extremos
do espectro ideológico, mesmo se eles discordam sobre exatamente o que o
grupo quer fazer. Os
esquerdistas acusam o grupo de promoção da dominação capitalista,
embora alguns sites de direita, argumentam que o Clube Bilderberg impôs
Barack Obama nos Estados Unidos para o avanço do socialismo.

Alguns dos trabalhos Estulin tem por base relatórios de Big Jim Tucker,
pesquisadora do Grupo de Bilderberg, que publica em sites de
extrema-direita.

"É material Hollywood grande ... 15 pessoas sentadas em uma sala de estar
em uma sala de determinar o destino da humanidade", disse Herbert
London, presidente do Hudson Institute, um think tank apartidário
política em Nova York.

"Como alguém que não sai da escola de formação de quadrilha Oliver Stone, eu
tenho um tempo difícil acreditar", acrescentou Londres.

A chamada para um número de Virgínia para os Amigos Americanos do
Bilderberg tocou sem resposta quarta-feira e no site do grupo não lista
os números de contacto.

Castro, que se submeteram a cirurgia intestinal de emergência em julho de 2006 e
deixou o cargo de presidente em fevereiro de 2008, de repente começaram
a surgir por toda parte, recentemente, abordando o parlamento de Cuba
sobre a ameaça de uma guerra nuclear, reunião com os embaixadores ilha
no Ministério dos Negócios Estrangeiros, escrever um livro
e até mesmo assistir o show de golfinhos no aquário Havana.


Google tranlate
avatar
Kllüx

Pontos : 11177

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fidel Castro fascinado com livro sobre o Clube Bilderberg

Mensagem por Vitor mango em Sex Jan 30, 2015 1:32 am

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 108406

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fidel Castro fascinado com livro sobre o Clube Bilderberg

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum