Liga dos Campeões 2010 - 2011

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Liga dos Campeões 2010 - 2011

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Ago 25, 2010 8:13 am

.
Histórico Sp. Braga dá lição de futebol e de gestão

por JOÃO ROSADO
Hoje


Equipa de Domingos espanta a Europa com jogadores desperdiçados pelos 'grandes' do futebol português. Lima imitou Messi e marcou três golos ao Sevilha.

O Sp. Braga provou ontem que a classe média também tem o direito de sonhar com a elite europeia, e pela primeira vez os minhotos entram na Liga dos Milhões depois de derrubarem "apenas" e "só" um dos melhores representantes do futebol campeão do mundo.

Graças a uma actuação muito madura e inteligente em pleno Sanchez Pizjuan, na senda daquilo que já tinha mostrado nos dois jogos com o Celtic e na primeira-mão com os andaluzes, os "guerreiros" de Domingos estarão amanhã ao lado do Benfica no sorteio da fase de grupos. Mas, ao contrário do que acontece com o campeão nacional, o… vice-campeão não precisou de abrir os cordões à bolsa para competir de igual para igual com as "estrelas" do panorama internacional.

Jogadores como Sílvio (formado no Benfica), Moisés (dispensado pelo Sporting) e Alan ou Luís Aguiar (ambos desperdiçados no Dragão) confirmam-se como unidades determinantes num conjunto que obrigou a Europa a abrir a boca de espanto e também faz corar os dirigentes dos principais emblemas portugueses. Sem o orçamento dos (outros) "grandes", o Sp. Braga fez história em Sevilha e lançou também para a ribalta um jovem treinador que não se intimidou nunca com o ambiente e que não hesitou em lançar um central (Paulão entrou aos 67') quando pressentiu que os espanhóis iriam tentar o tudo por tudo com as bolas altas.

Domingos Paciência, nesta terça-feira "gorda" para o Braga, cumpriu o sonho anunciado tantas vezes e saboreou certamente em Sevilha uma sensação algo semelhante àquela que experimentou José Mourinho há sete anos, quando, na mesma cidade, levantou a Taça UEFA pelo FC Porto. Sendo presunçoso considerar que os bracarenses estão em condições de seguir no mesmo caminho desse FC Porto europeu, para já é de elementar justiça reconhecer que a visão e a gestão seguida há muitos anos tiveram ontem um desfecho à altura da ambição de António Salvador.

Um presidente que foi buscar o homem do jogo (Lima fez três golos ao Sevilha, como Messi fizera no sábado) ao Restelo e assim dar mais uma lição a quem anda desatento no mercado nacional…

http://dn.sapo.pt/desporto/interior.aspx?content_id=1647868



In DN






Última edição por Joao Ruiz em Seg Jul 04, 2011 5:12 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Reviravolta histórica coloca Sporting na fase de grupos

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Ago 26, 2010 2:25 pm

.
Reviravolta histórica coloca Sporting na fase de grupos

Hoje


Evaldo, Nuno André Coelho e Yannick marcaram na vitória por 3-0 sobre o Brondby. Foi a primeira vez que o Sporting deu a volta a uma eliminatória europeia depois de perder em Alvalade na primeira-mão.

FILME DO JOGO
- FINAL. O Sporting cumpriu a obrigação e virou a eliminatória, depois de ter perdido por 2-0 em Alvalade. Os leões prometeram oferecer a vitória a João Pereira, que se lesionou no fim-de-semana contra o Marítimo, e cumpriram. Sem deslumbrar, a equipa portuguesa marcou três golos e garantiu a presença na fase de grupos da Liga Europa.


- 90 min + 3 - Substituição no Sporting. Sai Liedson, entra Saleiro.


- 90 min - GOLO DO SPORTING. 0-3. Grande golo de Yannick Djaló a resolver a eliminatória em cima do final do jogo. A passe de Liedson, Yannick viu bem o adiantamento do guarda-redes dinamarquês e fez um 'chapéu' tecnicamente perfeito.


- 87 min - Pouco tempo depois de entrar, Valdes ia marcando o terceiro golo do Sporting. O chileno remata forte, de fora da área, e com Andersen batido a bola passa ao lado da baliza.


- 84 min - Valdes entra para o lugar de Vukcevic.


- 77 min - O treinador do Brondby mexe na equipa. Bruno Batata entra para o lugar de Jallow.


- 75 min - GOLO DO SPORTING. 0-2. Nuno André Coelho remata de muito longe, a cerca de 35 metros da baliza. A bola sai forte, mas o guarda-redes Andersen facilita e deixa o esférico ir para o fundo das redes. O Sporting iguala a eliminatória a 15 minutos do fim do jogo.


- 67 min - Substituição no Sporting. Matías Fernández entra para o lugar de Hélder Postiga.


- 64 min - O Brondby esteve muito perto de marcar. Larsen, em boa posição, remata com perigo. A bola passou rente ao poste da baliza de Rui Patrício.


- 60 min - Findo o primeiro quarto-de-hora da segunda parte, os leões continuam a dominar o Brondby. No entanto, a equipa dinamarquesa arrisca menos e o Sporting continua com dificuldade em criar oportunidades de golo.


- 52 min - Liedson remata com perigo, à entrada da área, mas a bola sai ao lado da baliza do Brondby.


- 2.ª PARTE. Não houve alterações nas duas equipas.


- INTERVALO. O Sporting não entrou bem no jogo mas foi melhorando gradualmente. Mesmo assim, os leões dominaram a partida mas foram raras as ocasiões de golo que conseguiram criar. A sorte que faltou em Alvalade apareceu em cima do intervalo, com o tento de Evaldo a chegar num bom momento para os leões. A equipa verde-e-branca tem agora 45 minutos para marcar pelo menos um golo e igualar a eliminatória, se quiser continuar na Liga Europa. Paulo Sérgio tem de mexer na equipa, se quiser outra dinâmica para o segundo tempo.


- 45 min - GOLO DO SPORTING. 0-1. Evaldo faz o primeiro golo do jogo mesmo em cima dos 45 minutos. Maniche marca um livre, descaído para o lado esquerdo do ataque leonino. O médio centra para a grande área, onde aparece Evaldo, sozinho, a cabecear sem hipótese para Andersen.


- 32 min - O Sporting joga agora instalado no meio campo do Brondby, mas o futebol da equipa portuguesa é muito previsível e as ocasiões de golo são poucas.


- 28 min - Liedson remata para o fundo da baliza mas o árbitro assinalou fora-de-jogo ao avançado leonino. Pelas imagens televisivas, Liedson parece estar em linha.


- 22 min - Primeiro remate do Sporting à baliza. Maniche chutou de longe para uma boa defesa de Andersen.


- 18 min - A defesa do Sporting complicou e o Brondby quase chegou ao golo. Jallow, à entrada da pequena área, rematou forte mas às malhas laterais.


- 15 min - Só à passagem dos 15 minutos é que o Sporting começa a mostrar vontade de dominar o jogo. Há pouco Yannick cabeceou na área do Brondby, mas a bola saiu muito longe da baliza.


- 10 min - Até agora, o Sporting não chegou à baliza dinamarquesa. O Brondby tem o controlo do jogo e até parece que está em desvantagem na eliminatória.


- 3 min - Primeiro remate com perigo, para o Brondby. A bola passa rente à barra da baliza leonina.


- 1 min - Já se joga no Estádio do Brondby. O Sporting tem 90 minutos para marcar, pelo menos, dois golos.


- As equipas já estão no relvado.


- Está um ambiente fantástico no recinto do Brondby.


- Já acabou o aquecimento. As equipas recolhem agora aos balneários.


- O presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, está no relvado a assistir ao aquecimento da equipa.

- Antes da equipa portuguesa começar os exercícios de aquecimento, Peter Schmeichel aproveitou para cumprimentar alguns elementos da comitiva do Sporting. O antigo guarda-redes leonino e campeão nacional vai comentar o encontro para uma cadeia de televisão dinamarquesa.


- Onzes iniciais:

- BRONDBY: Stephen Andersen; Wass, Bischoff, Von Schelebrugge, Rasmussen; Mike Jensen, Mikael Nilsson, Jens Larsen, Krohn-Dehli; Kristiansen, Jallow.
- SPORTING: Rui Patrício; Abel, Daniel Carriço, Nuno A. Coelho, Evaldo; Vukcevic, Maniche, André Santos; Yannick Djaló, Liedson, Hélder Postiga.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ricardo Quaresma regressa ao Dragão

Mensagem por Joao Ruiz em Sex Ago 27, 2010 9:27 am

.
Ricardo Quaresma regressa ao Dragão

Hoje


FC Porto defronta Besiktas (Turquia), CSKA Sofia (Bulgária) e Rapid Viena (Áustria). O Sporting vai medir forças com os franceses do Lille, os búlgaros do Levski Sofia e o Gent da Bélgica

Sporting e FC Porto já conhecem os adversários que vão enfrentar na fase de grupos da Liga Europa.

No caso dos dragões dá-se a curiosidade de terem de defrontar os turcos do Besiktas, equipa comandada por Bernd Schuster e que conta com Ricardo Quaresma (e Guti) nas suas fileiras.

CSKA Sofia, da Bulgária, e Rapid Viena, da Áustria, são as outras duas equipas que terão de esgrimir argumentos com o conjunto de André Villas-Boas.

Note-se que os dragões voltam à capital austríaca, onde venceram a sua primeira Taça dos Campeões no ano de 1987.

O Sporting também não se pode queixar do sorteio. Tal como o FC Porto tem de defrontar uma equipa búlgara, o Levski Sofia, mas as outras duas formações também são perfeitamente acessíveis. Referimo-nos ao Lille (França), talvez o principal opositor dos leões no grupo mas que tem tido um início de temporada para esquecer pois no seu campeonato ainda não venceu em três jornadas.

Esta fase decorre de 16 de Setembro a 16 de Dezembro e apuram-se os dois primeiros classificados para os 16 avos-de-final da Liga Europa.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luxuosa eficácia numa noite que era só dos 300

Mensagem por Joao Ruiz em Sex Out 22, 2010 2:37 pm

.
Luxuosa eficácia numa noite que era só dos 300

por JOÃO ROSADO
Hoje


Ao contrário do habitual, os leões evidenciaram um índice de aproveitamento notável. E com dois avançados...

Com toda a... naturalidade. Se estivesse Paulo Bento ainda no comando técnico dos leões, dir-se-ia que o Sporting goleou ontem com toda a... tranquilidade. Mas no "reinado Paulo Sérgio", a palavra de ordem é outra, sobretudo quando os desafios contam para a Liga Europa. O Sporting, no plano internacional, demonstra, de facto, outra cara, e a de ontem foi a de uma equipa tremendamente eficaz, a tal ponto que nas primeiras quatro grandes oportunidades ante o Gent houve direito a... quatro golos.

O jovem Diogo Salomão inaugurou o marcador na sequência de uma assistência de Hélder Postiga e, talvez por uma questão de estatuto, não se esqueceu de devolver a amabilidade no lance que fechou a goleada. Sempre encostado ao flanco esquerdo, Salomão equilibrou a equipa ofensivamente, apesar de Evaldo não se ter mostrado muito empreendedor nos apoios, bem em contraste com a articulação evidenciada pela dupla composta por Abel e por João Pereira - o melhor jogador em campo.

Em 4x4x2 "clássico", Paulo Sérgio decretou o que era inevitável, ou seja, Matías nunca saiu do banco mas valha a verdade que perante a modéstia do adversário também não era preciso fazer apelo à criatividade do chileno. Maniche conseguiu aparecer muitas vezes no papel de terceiro avançado e com isso também ajudou a disfarçar a falta de criatividade no corredor central.

Do mesmo (ou de algo ainda pior) se pôde queixar Francky Dury, já que o técnico belga, apesar das mudanças operadas, nunca viu o n.º10 Azofeifa assumir a bola e nesse estilo calibrar a equipa nos momentos de transição. O Gent exibiu-se a milhas da qualidade técnica dos leões e nem sequer na componente física foi capaz de equilibrar minimamente os acontecimentos. E, quando falta poder de choque perante adversários como Liedson, o resultado nunca pode ser... levezinho.

Por falar nisso, Liedson comemorou ontem 300 jogos de verde e branco. Numa noite de luxuosa eficácia, pois claro.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hulk e Falcao simplificam os cenários mais difíceis

Mensagem por Joao Ruiz em Sex Out 22, 2010 2:42 pm

.
Hulk e Falcao simplificam os cenários mais difíceis

por RUI FRIAS
Hoje


Brasileiro (dois) e colombiano (um) dividiram os golos do FC Porto em Istambul e já levam 18 dos 34 golos da equipa em jogos oficiais. Dragão acabou com nove jogadores.

Conseguir juntar dois atacantes com a qualidade de Hulk e Falcao num mesmo onze é um luxo raro para uma equipa portuguesa neste hipercompetitivo mercado global vasculhado à lupa por todos os tubarões do futebol europeu. É quase uma chance em mil. O FC Porto conseguiu-a e está esta época a rentabilizar em pleno a feliz conjugação. Ontem, em Istambul, foram eles que resolveram, em três penadas, o cenário mais complicado que esta equipa de Villas- -Boas já apanhou pelo caminho.

Falcao e Hulk repartiram os três golos com que o FC Porto se impôs ao Besiktas, tal como têm repartido a maioria da produção ofensiva da equipa esta temporada - 18 golos dos 34 totais do dragão (11 de Hulk, 7 de Falcao). Ontem, começou por ser o colombiano a facilitar um jogo que amea- çava dificuldades.

Sim, porque apesar do folgado resultado final o FC Porto sofreu durante largos momentos no mais barulhento estádio do mundo. Teve de sofrer logo de início, perante um Besiktas que entrou no jogo em excesso de velocidade e deixou a defesa portista desconfortável. Nessa altura valeram os raides poderosos de Hulk para não permitir ao Besiktas encostar completamente o FC Porto às cordas.

Depois, quando a equipa já controlava a bola e abrandara o ritmo dos turcos, surgiu Falcao, ave rara de área, a molhar o bico à primeira oportunidade. O "9" ainda marcou mais um golo e sofreu um penálti antes de sair ao intervalo - ambos negados de forma cruel pelo árbitro, que expulsou bem Maicon perto do intervalo, por derrubar o isolado Bobo.

A jogar com dez, na 2.ª parte, o FC Porto parecia destinado ao sofrimento. Mas então Hulk revelou a evolução da sua incrível gama de recursos: em contra-ataque, perante uma defesa negligente, mostrou a sua nova faceta finalizadora em dois golpes letais - o segundo uma obra de requinte. Com avançados assim, tudo é mais simples. Mesmo ganhar um jogo em que se acaba com nove.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

6 erros que tramaram o Benfica

Mensagem por Joao Ruiz em Sex Out 22, 2010 2:57 pm

.
6 erros que tramaram o Benfica

por José Augusto
Hoje


Os encarnados sofreram em Lyon a sexta derrota em 12 partidas oficiais. São muitas as diferenças com a época passada, e José Augusto, antigo campeão europeu pelo clube da Luz, está "preocupado" e, ao DN, revela alguns dos pecados exibidos pela equipa.

1. Teimosia táctica

Jorge Jesus testou durante a pré-temporada um sistema táctico de 4x3x3, mas quando os jogos oficiais começaram voltou ao 4x1x3x2 que tão bons resultados deu na época passada. Só que, tal como José Augusto sublinha, "o Benfica não tem extremos e jogadores com velocidade suficiente para fazer as transições ofensivas". Na prática, defende o antigo jogador encarnado, "venderam-se Di María e Ramires, que eram os motores da equipa, e não se compraram jogadores semelhantes".

Sem o poder ofensivo que revelou na temporada passada, José Augusto admite que "seria aconselhável mudar o sistema táctico" nos jogos com equipas mais fortes. É que, em sua opinião, "o Benfica fica sem capacidade de desequilibrar os jogos, quando joga de forma aberta nestas partidas mais exigentes" e, desta forma, "fica à mercê dos adversários". Foi isso que aconteceu anteontem em Lyon.

2. Faltam operários à equipa de Jesus

A pressão alta exercida pelos jogadores do Lyon, sobretudo até ao 2-0, deixou muitas vezes Javi García sem opções de passe e, com isso, os franceses conseguiram como que "partir" a equipa do Benfica ao meio. José Augusto admite, por exemplo, que faria sentido colocar em campo Airton ao lado de Javi García à frente da defesa. "Seria uma boa opção porque daria ao Benfica uma maior capacidade de suster os ataques adversários, ganhando maior poder na recuperação da bola, para depois lançar o ataque com maior segurança."

Na opinião da antiga glória dos encarnados, "faltam operários a esta equipa do Benfica", razão pela qual a pressão alta exercida pelo Lyon provocou "muitas perdas de bola" e "desorganização" na equipa portuguesa. Pressionando junto da zona de acção de Javi García, o Lyon conseguiu "anular os organizadores de jogo" dos encarnados, que na opinião de José Augusto são Pablo Aimar e Javier Saviola.

3. Defesas laterais sem ajuda

As principais jogadas de perigo do Lyon foram criadas através da velocidade que imprimiu nas alas, onde Michel Bastos na esquerda e Jimmy Briand na direita criaram muitos desequilíbrios na defesa encarnada. José Augusto considera que Maxi Pereira "sentiu mais dificuldades" que Fábio Coentrão.

O antigo campeão europeu considera que o uruguaio "não está num bom momento de forma" e, como "não teve muita ajuda" a defender o flanco direito do Benfica, "as suas limitações notaram-se ainda mais". A "fragilidade" do meio-campo encarnado volta a ser responsável pelas aflições de Maxi e Coentrão.

Em relação ao internacional português, é verdade que os golos surgem pelo seu lado, mas Coentrão acabou por disfarçar algumas dificuldades com a enorme disponibilidade física que tem, que o permitiu evitar que Briand tivesse tido ainda mais êxito.

4. A expulsão de Nicolás Gaitán

Ao minuto 43, o argentino Nicolás Gaitán viu o segundo cartão amarelo por travado um adversário que lhe havia tirado a bola perto da área. A expulsão foi tão infantil como justa. José Augusto acredita que, apesar de a equipa já estar a perder por 1-0, este facto "roubou força à equipa", ainda para mais numa altura em que o argentino estava a ser "um dos melhores da equipa". Gaitán está há quatro meses na Europa, tem apenas 22 anos e pouca experiência na Liga dos Campeões - fez apenas três jogos incompletos. Apesar de todas as atenuantes, José Augusto mostra-se pragmático em relação a estas questões: "Os jogadores não podem ter aquele tipo de atitude numa grande competição, como é a Liga dos Campeões." É que são estes erros que se pagam caro frente a equipas com tão larga experiência na prova, como é o caso do Lyon. Sem Gaitán, o Benfica ficou ainda mais refém da pressão exercida pelos franceses.

5. Ataque com falta de velocidade

O ataque do Benfica em Lyon foi demasiado estático e incapaz de chegar com perigo à baliza de Hugo Lloris. José Augusto considera que Saviola foi "bem marcado" pelos defesas franceses, que "impediram que a bola lhe chegasse em condições" enquanto a Alan Kardec "faltou mobilidade".

Teria sido por isso aconselhável colocar de início um jogador rápido como Salvio e Franco Jara em vez de Kardec? José Augusto tem algumas dúvidas, pois considera que o problema não foi só o ponta-de-lança brasileiro. "No futebol ou em qualquer outra modalidade, a velocidade, como a técnica, são importantíssimas. Um jogador rápido na frente de ataque tem mais possibilidades de tirar os defesas do caminho e das suas posições", defendeu o ex-jogador, que gostava que o Benfica tivesse um jogador "rápido" no ataque, mas para isso "seria importante que as bolas chegassem ao ataque". E nesse ponto, Alan Kardec foi mais vítima do que culpado.

6. Discurso audaz do treinador

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Lyon, Jorge Jesus lançou duas afirmações fortes e polémicas. Enalteceu a forma quase única no mundo como o Benfica pressiona os adversários e considerou normal uma vitória em Lyon. José Augusto acredita que foram "declarações espontâneas" e que, normalmente, estão "de acordo com o trabalho que é feito" durante a semana. Neste contexto, o antigo jogador não acredita que essas palavras tenham criado um sentimento de excesso de confiança nos jogadores que iniciaram a partida. Ainda assim, a antiga glória encarnada admite não ser normal que a primeira parte do Benfica tenha sido "muito má". A verdade é que esta não é a primeira vez esta época que as afirmações de Jorge Jesus não são confirmadas pela produção da equipa em campo.

*bicampeão europeu pelo benfica

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mourinho 'expulsou' dois jogadores do Real

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Nov 24, 2010 6:30 am

.
Mourinho 'expulsou' dois jogadores do Real

Hoje


Ronaldo bisou no festival do Real Madrid em Amsterdão (0-4); Merengues apuraram-se. O 'picante' do jogo foi outro.

O Real Madrid apurou-se para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões depois de bater o Ajax, em Amsterdão, por claros 4-0.

Mas este não foi o facto do jogo. Para além dos dois golos de Ronaldo, algo de costumeiro nos tempos que correm, e ainda do apuramento, selado com o primeiro lugar do grupo, José Mourinho primou, uma vez mais, pela originalidade.

A poucos minutos do fim do encontro pediu ao guardião suplente Dudek para transmitir uma instrução a Casillas.

Este ouviu e falou com Sergio Ramos e Xabi Alonso. Depois percebeu-se; Mourinho mandou os dois futebolistas, que já tinham sido admoestados, verem novo amarelo e correspondente vermelho. Ou seja, para que se perceba; o Real Madrid terminou com nove futebolistas em campo.

Agora descodifiquemos. Com apenas uma jornada para o fim da primeira fase da Champions, Ramos e Alonso ficam suspensos na última ronda e chegam aos oitavos-de-final apenas com uma cartolina amarela no cadastro (com três dá suspensão). Se não surgirem lesões, os dois jogadores estarão em ambos os encontros dos oitavos. Como é óbvio, Mourinho, no final, desmentiu, mas Casillas, um dos portadores da mensagem não negou.

Quanto ao jogo, pouco há a dizer a não ser realçar a boa exibição de Benzema, condimentada com um golo, e os dois tentos de Ronaldo, um deles de grande penalidade. Alvo de marcação cerrada, CR7 até tentou marcar de letra. No outro jogo do grupo, o AC Milan bateu o Auxerre e também se qualificou, mas a liderança está assegurada pelo Real Madrid. A última ronda é para cumprir calendário.

In DN

Embarassed Rolling Eyes Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Benfica vaiado à chegada ao aeroporto de Lisboa

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Nov 25, 2010 5:02 am

.
Benfica vaiado à chegada ao aeroporto de Lisboa

por Lusa
Hoje


A equipa do Benfica saiu hoje do aeroporto de Lisboa rodeada pela polícia e foi recebida por uma dezena de adeptos, que manifestaram o seu descontentamento devido à derrota (3-0) com o Hapoel de Telavive na Liga dos Campeões de futebol.

"São uma vergonha", foi uma das frases entoadas pelos poucos seguidores do clube que se deslocaram ao aeroporto para receber a equipa à chegada de Israel, onde a derrota deixou o Benfica sem hipóteses de apuramento para os oitavos de final da Liga dos campeões.

Nenhum dos futebolistas prestou declarações e Nuno Gomes, um dos capitães da equipa campeã nacional, afastou os microfones com as mãos quando os jornalistas tentavam falar com os jogadores à entrada do autocarro, que saiu do local perante protestos e alguns insultos dos adeptos. Encabeçada pelo presidente do clube, Luís Filipe Vieira, e pelo treinador, Jorge Jesus, a comitiva saiu do aeroporto e em fila indiana e em passo acelerado rumo ao autocarro.

Vários adeptos viajaram com a equipa e um dos que o faz habitualmente, António Ramos, conhecido por 'Barbas', manifestou o seu descontentamento afirmando que "Nuno Gomes tem de jogar desde o início e os jogadores têm de trabalhar mais". "A continuidade do treinador (Jorge Jesus) não está em causa", acrescentou, à saída do aeroporto, enquanto o autocarro da equipa deixava o local.

O adepto que mais se fez ouvir à chegada da equipa, Paulo Pereira, reiterou que "este é um mau momento" e sublinhou que, "acima de tudo, é preciso dizer aos jogadores o quanto estão a jogar mal". "O Hapoel é uma equipa completamente acessível. Isto não passa pela substituição do treinador, que não adianta nada, mas por começar a jogar a bola", concluiu o adepto.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Há dez anos que Portugal não caía na fase de grupos

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Dez 09, 2010 3:31 am

.
Há dez anos que Portugal não caía na fase de grupos

por CARLOS NOGUEIRA
Hoje


O Sp. Braga confirmou o que já se esperava: pela sétima vez em 18 anos de história da prova que os portugueses não passam às eliminatórias. Minhotos na Liga Europa

Nem Benfica nem Sporting de Braga. Portugal não terá qualquer equipa nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Um facto que não é inédito, mas que já não acontecia há precisamente dez anos, quando o Sporting foi eliminado no grupo A, que incluía ainda Real Madrid, Bayer Leverkusen e Spartak Moscovo. Nessa altura, os leões somaram apenas dois pontos (a pontuação mais baixa de sempre de uma equipa portuguesa), graças a empates caseiros com espanhóis e alemães, e ficaram no último lugar.

Nos primeiros oito anos de prova, em quatro ocasiões as equipas nacionais caíram na fase de grupos, sendo que em 1992/93 os vencedores dos dois grupos apuravam-se imediatamente para a final da prova.

Em sete edições da Champions, Portugal teve duas equipas na fase de grupos e esta é a terceira vez que ambas não se apuram para a ronda seguinte. A estreia foi em 1997/98, quando o Sporting foi penúltimo num grupo em que se apuraram Mónaco e Bayer Leverkusen, enquanto o FC Porto foi último atrás de Real Madrid, Olympiakos e Rosenborg. Na época seguinte, foi a vez de o Benfica ser segundo (só o primeiro se apurava) atrás do Kaiserslautern, enquanto o FC Porto ficou em terceiro lugar, atrás de Olympiakos e Dínamo Zagreb.

Apesar da eliminação da Champions, o Sp. Braga bem pode dar- -se por satisfeito por aquilo que conseguiu na estreia numa prova tão exigente. Conquistou nove pontos - mais três que o Benfica n o grupo B - e encaixou qualquer coisa como 12 milhões de euros, mais 800 mil euros que a equipa da Luz. Além disso, a equipa de Domingos Paciência conseguiu ser o segundo melhor terceiro classificado de todos os grupos, o que lhe confere o estatuto de cabeça de série no sorteio da Liga Europa, no próximo dia 17.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Real Madrid vence Lyon e está nos quartos-de-final

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Mar 16, 2011 5:31 pm

.
Real Madrid vence Lyon e está nos quartos-de-final

por DN.pt

Hoje


A equipa espanhola venceu os franceses por 3-0 no Santiago Bernabéu. O Chelsea empatou, mas também está nos "quartos".

O Real Madrid apurou-se esta noite para os quartos-de-final da Liga dos Campeões pela primeira vez desde 2004, precisamente o ano em que Mourinho venceu a prova ao serviço do FC Porto.

A equipa madrilena recebeu e venceu o Olympique de Lyon, por 3-0 (após a igualdade a um golo no jogo da primeira-mão), vingando-se assim dos gauleses, que na edição do ano passado tinham deixado o Real pelo caminho nos oitavos-de-final.

Cristiano Ronaldo regressou à equipa após lesão, mas ficou em branco. Os golos foram apontados por Marcelo (37'), Benzema (65') e Di María (76').

No outro jogo da Liga dos Campeões, o Chelsea empatou a zero frente ao FC Copenhaga, valendo a vantagem de dois golos alcançado no jogo da primeira-mão, disputado na Dinamarca.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

FC Porto vence a Liga Europa (1-0)

Mensagem por Joao Ruiz em Qua Maio 18, 2011 4:08 pm

.
FC Porto vence a Liga Europa (1-0)

por Pedro Sequeira e Gonçalo Lopes,
em Dublin
Hoje


Bastou um golo de Falcao a acabar o primeiro tempo

HELTON LEVANTA A TAÇA. É o delírio no Estádio Aviva, com Helton a levantar a Taça UEFA, a segunda na história azul-e-branca.

MEDALHAS PARA O SP.BRAGA. Os jogadores do Sp.Braga sobem à tribuna para receberem as medalhas do segundo lugar.

FESTA E LÁGRIMAS. Enquanto os jogadores do FC Porto fazem a festa no relvado alguns dos futebolistas do Sp.Braga não contêm as lágrimas. Espera-se agora a entrega da Taça aos vencedores. Enquanto não começa a cerimónia o nome do FC Porto é inscrito na Taça.

FESTA PORTISTA. "Venceremos, venceremos outra vez, vamos ganhar a Taça como em 2003", cantam os adeptos portistas, recordando o triunfo em Sevilha diante do Celtic. E venceram mesmo.

SAI VARELA. Segunda alteração para os portistas aos 79': sai Varela e entra James.

SP.BRAGA TENTA TUDO. Os bracarenses estão por cima do jogo quando faltam 15 minutos para o fim. Os dragões jogam em contra-ataque e defendem a vantagem.

BELLUSCHI ENTRA. Agora é a vez de André Villas-Boas proceder à sua primeira alteração. Entra o argentino e sai Guarin, um dos melhores em campo.

ÚLTIMO TRUNFO. A 25 minutos do fim Domingos Paciência joga derradeiro trunfo e faz entrar Meyong para o lugar de Lima, troca de avançados.

NOVO AMARELO. Agora para Mossoró por intensos protestos, aos 60'. Contestava, bem, uma falta cometida por Moutinho sobre ele poucos segundos antes.

ENTRADA DURA. Miguel Garcia não poupa Fernando aos 56' numa entrada em riste, muito dura. Levou amarelo, mas travou um contra-ataque perigoso.

MOSSORÓ FALHA. Perdida escandalosa de Mossoró isolado na área portista após falhanço de Fernando. O brasileiro apenas com Helton pela frente atirou à figura.

COMEÇA A SEGUNDA PARTE. Mossoró e Kaká entram para o lugar de Hugo Viana e Rodriguez neste reatamento..

INTERVALO. Os dragões chegam ao intervalo a vencer após golo de Falcao a terminar o primeiro tempo.

GOLO DO FC PORTO. Excelente jogada de Guarin pela direita, senta um adversário e cruza para a cabeçada certeira de Falcao, já dentro da área.

NOVO AMARELO. Agora para Silvio por entrada feia sobre Hulk, aos 31 minutos

ESPECTÁCULO NAS BANCADAS. Com meia hora de jogo está tudo empatado e o jogo até nem está muito interessante, mas este espectáculo vale até agora por outro que se faz nas bancadas. Ambas as claques ainda não se calaram desde o início da partida e fazem do Aviva um verdadeiro inferno para os ouvidos dos espectadores. Está bonito...pelo menos nas bancadas.

PRIMEIRO AMARELO. Hugo Viana rasteira Hulk, ainda no meio-campo do FC Porto, e o árbitro mostra-lhe o amarelo, aos 23'.

FC PORTO PERTO DO GOLO. Aos 8' foi a vez dos dragões assustarem. Hulk passa dois adversários, entra na área e atira forte mas a bola saiu por cima.

SP.BRAGA ASSUSTA. Aos 4' o Sp.Braga tem o primeiro lance de perigo, mas Custódio sozinho na área atira ao lado.

INÍCIO DO JOGO. O FC Porto deu o pontape-de-saída. As bancadas estão agora bem mais compostas, perto da enchente.

CERIMÓNIA DE ABERTURA. Segue-se agora a cerimónia de abertura desta final. Depois da subida da Taça ao relvado, onde ocupa um lugar na linha lateral, algumas centenas de pessoas dão côr ao estádio.

EQUIPAS RECOLHEM AOS BALNEÁRIOS. Faltam 20 minutos para o árbitro dar o apito inicial da partida e ambas as equipas descem ao balneário para receberem as derradeiras indicações dos dois treinadores.

ESTÁDIO MUITO VAZIO. A menos de 40 minutos do início da partida o estádio Aviva, em Dublin, está bastante vazio. Com capacidade para 51 mil pessoas deverão estar neste momento pouco mais de 20 mil pessoas.

SEM SURPRESAS. André Villas-Boas e Domingos Paciência não fazem alterações de relevo ao habitual onze. Eis as equipas: FC Porto - Helton, Sapunaru, Rolando, Otamendi, Fernando, Guarin, João Moutinho, Varela, Hulk e Falcao. SP.Braga - Artur, Miguel Garcia, Paulão, Alberto Rodriguez, Silvio, Vandinho, Hugo Viana, Alan, Paulo César e Lima.

ABRIRAM AS PORTAS DO ESTÁDIO AVIVA. Quando faltam cerca de duas horas para o início da partida a UEFA deu permissão para a abertura das portas. Há claramente mais adeptos do FC Porto neste momento.

UMA HORA À ESPERA DA RAINHA. O casal Pereira, de Vila Nova de Gaia, segue à muito o FC Porto nas deslocações ao estrangeiro. Joaquim Pereira guarda na memória a final da Taça UEFA 2002/03, em que os dragões de José Mourinho bateram o Celtic, por 3-2, em Sevilha, como o ponto alto das viagens que já fez. De Dublim, além do jogo desta noite, já têm uma memória para os anos vindouros: viram a rainha Isabel II. Ou melhor, o carro onde esta seguia. "Estivémos uma hora à espera de a ver passar e depois lá acabámos por ver o carro onde ela ia. Foi uma experiência diferente", conta Adelina Pereira ao DN.

UMA RECLAMAÇÃO BRACARENSE. Joaquim Alberto, 56 anos, natural de Braga, é um dos adeptos minhotos que se deslocaram a Dublim. E tem uma reclamação a fazer: "Acho que a direcção do Sp. Braga devia dar mais apoio a sócios, como eu, que têm cadeira anual na estádio. Esta aventura ficou um pouco cara. Paguei 590 euros por uma noite no hotel, viagem e jogo. Acho muito, deviam dar outro tipo de apoio aos sócios". Apesar da crítica pontual, Joaquim Alberto reconhece um bom trabalho da direcção bracarense. "Fizeram aposta certas, são pessoas honestas e empenhadas. A isso se deve em boa parte o sucesso do Sp. Braga".

TEMPERATURAS BAIXAS. As temperatura baixaram esta manhã em Dublin. É esperada uma máxima de 12 graus. A boa notícia é que, quando o desafio começar, às 19.45, não é esperada chuva.

A RAINHA, TAKE II. Embora ainda se note algum aparato policial nas ruas, a situação desta quarta-feira não tem paralelo com a que se viveu na véspera. Hoje, apesar de alguns constrangimentos, já se circula melhor por Dublin.

AMIGOS RECENTES. Já com as ruas de Dublin mais compostas por adeptos portugueses, saltou à vista um grupo em que se notavam cachecóis e camisolas dos dois clubes. Não se tratava de uma família, mas sim de um grupo de pessoas que se tinha conhecido no avião para a capital irlandesa e, apesar da rivalidade clubística, preferiu passar as horas que faltam até ao jogo em conjunto. Sem dúvida, um bom exemplo.

TRADIÇÃO A FAVOR DO FC PORTO. Dragões e Sp. Braga já se cruzaram por duas vezes em finais, mais precisamente na Taça de Portugal. E, em ambas as ocasiões, a vitória foi sempre azul e branca. A primeira foi em 1977 (1-0) e a segunda em 1998 (3-1), era António Oliveira o técnico dos portistas.

TROFÉUS MINHOTOS. Comparativamente, no que a troféus diz respeito, hoje medem forças dois clubes muito diferentes. O FC Porto, em todas as competições, soma já perto de sete dezenas de taças, enquanto o Sp. Braga apresenta no currículo apenas duas: uma Taça Intertoto (conquistada pelo actual técnico do Benfica, Jorge Jesus) e uma Taça de Portugal (ganha em 1966, frente ao V. Setúbal).

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Barcelona é o vencedor da Liga dos Campeões

Mensagem por Joao Ruiz em Sab Maio 28, 2011 4:56 pm

.
Barcelona é o vencedor da Liga dos Campeões

Hoje


Catalães venceram Manchester United por 3-1, em Wembley, com golos de Pedro, Messi e Villa. Rooney marcou pela equipa inglesa, onde Nani entrou a 20 minutos do fim.

O Barcelona venceu a Liga dos Campeões pela quarta vez na sua história. Este sábado, os catalães derrotaram o Manchester United por 3-1, em Wembley, na final da mais importante competição de clubes do continente europeu. O argentino Messi foi o herói do encontro.

Pedro Rodriguez abriu caminho ao triunfo do Barcelona, inaugurando o marcador aos 21 minutos, a passe de Xavi. O Manchester United conseguiu sair para o descanso para o empate, graças a um golo de Rooney, aos 34 minutos.

Na segunda parte, inspirados pelo génio de Messi, os catalães conseguiram desfazer a igualdade. O argentino deu o exemplo, aos 54 minutos, com um remate à entrada da área que Van der Sar não conseguiu suster. O guarda-redes holandês, que se despediu esta noite dos relvados, voltaria a ser batido por David Villa, aos 70 minutos: o espanhol disparou em arco, de fora da área, corando da melhor maneira uma jogada de Lionel Messi.

Nani entrou na partida aos 70 minutos, mas a contribuição do português não foi suficiente para dar a volta ao resultado. Guardiola conquistou o décimo título de uma carreira de treinador que, em apenas três anos, já conta com duas Ligas dos Campeões no palmarés.

Reveja o filme do encontro:

90' - Final da partida. Vitória do Barcelona, que dominou toda a partida no relvado de Wembley. Na segunda parte, os catalães pressionaram a equipa inglesa e conseguiram desfazer a igualdade, muito graças ao génio de Lionel Messi. O Manchester United apostou no contra-ataque, mas nunca conseguiu criar muito perigo junto à baliza de Valdés. Nani entrou aos 70 minutos, mas não foi capaz de evitar a derrota dos ingleses. A equipa de Guardiola ergue a Liga dos Campeões pela quarta vez.

85' - Nani tenta um remate que sai ao lado da baliza de Valdés. O Barcelona está próximo de garantir a conquista da Liga dos Campeões pela quarta vez na sua história.

70' - GOLO DO BARCELONA! David Villa amplia a vantagem dos blaugrana, através de um remate colocadíssimo à entrada da área, coroando uma jogada em que Messi fintou vários jogadores ingleses.

69' - O português Nani entra em campo, substituindo Fábio da Silva.

65' - Van der Sar está a exibir-se a grande nível no relvado de Wembley. O guarda-redes holandês, que hoje termina a carreira, evitou por várias vezes o terceiro do Barcelona. Primeiro Messi, depois Iniesta, obrigaram o guardião do United a aplicar-se a fundo.

54' - GOLO DO BARCELONA! Messi desfaz a igualdade com um golaço. O argentino recebeu um passe de Iniesta e disparou à entrada da área, batendo Van der Sar.

48' - Início pressionante dos catalães, que encostam o Manchester à sua área defensiva. A equipa inglesa defende a baliza de Van der Sar com dez jogadores atrás da linha da bola.

Intervalo no Estádio de Wembley. O Barcelona dominou a partida e adiantou-se no marcador através de Pedro. O Manchester United, por sua vez, jogou sempre na expectativa de aproveitar um erro do adversário, acabando por marcar numa jogada bonita concluída com um remate de Rooney, após passe de Giggs, que até estava em posição de fora-de-jogo. Está a ser um jogo intenso, com lances muito bonitos e com emoção. A segunda parte promete...

44' - Messi fica a centímetros de desviar a bola para o segundo golo do Barça, após cruzamento rasteiro de David Villa

34' - GOLO DO MANCHESTER UNITED! Rooney faz o empate, com um remate à entrada da área, após passe de Ryan Giggs, que beneficia de posição de fora-de-jogo não assinalada pelo árbitro

28' - GOLO DO BARCELONA! Pedro marca, com um remate cruzado, após um brilhante passe de Xavi.

21' - Villa outra vez, com um remate cruzado, mas para a defesa de Van der Sar

20' - David Villa remata de fora da área, mas ao lado. O Barcelona controla a partida, com o United a procurar jogar de forma segura e pela certa.

16' - Pedro perde uma grande oportunidade de dar vantagem ao Barcelona, o seu desvio na pequena área, após cruzamento de Xavi, sai ao lado.

5' - As duas equipas iniciam a partida com muitas cautelas e a um ritmo baixo.

O extremo português Nani começa no banco de suplentes a final da Liga dos Campeões, no Estádio de Wembley, entre o Manchester United-Barcelona.

O Barça não pode contar com o capitão Puyol que ressentiu-se de um problema físico à última hora e por isso está no banco de suplentes

Num jogo que arbitrado pelo húngaro Viktor Kassai, o Manchester United está a alinhar com Van der Sar; Fábio, Rio Ferdinand, Vidic, Evra; Valencia, Carrick, Giggs, Park; Rooney, Chicharito Henrnández. Por sua vez, o Barcelona apresenta Valdés; Daniel Alves, Mascherano, Piqué, Abidal; Xavi, Busquets, Iniesta; Pedro, Messi, David Villa.

Os dois clubes contabilizam três títulos de campeão da Europa cada e um deles irá igualar Bayern Munique e Ajax no ranking.

In DN


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Liga dos Campeões 2010 - 2011

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum