Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sab Out 02, 2010 1:04 am


CONTOS POPULARES ALEMTEJANOS
(recolhidos da Tradição oral)
XLVI - "O Mouco"
Por A. Thomaz Pires
Elvas
In Tradição II vol. Anno V, Nº 10, Serpa, Outubro de 1903, Volume V, pp. 160

[Digitalizado por joraga (em finais de 2009), (para AA Cultural, Almada), procurando manter a grafia registada na época.]

mal-entendidos… que podem dar pancadaria…
files.cbecteologia.webnodemal_entendido

O Mouco Era d'uma vez um homem que era mouco, estava n'uma herdade, e, vendo vir outro homem, disse: Alem vem um homem que me hade perguntar d'onde eu sou, e eu digo-lhe:
De Barcellos.
Hade-me perguntar por onde é o caminho, e eu digo-lhe:
Alem por aquelles outeiros abaixo.
Hade-me perguntar que fundura tem este poço e eu digo lhe:
Este pau até ao nó.
Chegou o homem e disse:
- Guarde-o Deus, camarada.
- De Barcellos, disse o mouco.
- Não lhe digo isso, digo-lhe que o guarde Deus.
- Além por aquelles oiteiros abaixo.
- Olhe que lhe metto este pau pela bocca.
- Este pau até ao nó.
O homem, zangado com as respostas, deitou a bater no mouco e deixou-o como um S. Lazaro. (Elvas)
A. THOMAZ PIRES

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sab Out 02, 2010 1:12 am

Lazaro era segundo a Biblia um morto ja matado e a quem o Profeta Jesus Cristo Ordenou
- Levanta-te e caminha
E o lazaro alevantou-se e PASSOU
pois passou para a Biblia
Sei por erxperiencia vivida que reconstruir uma casa em ruinas da varias vezes muitas mais despesas que fazer uma nova
A gente meter-se em cima de um palanque e falar para Um visitante porra pah só por sadismo
O salazar entregava camionete e garrafao e pastel de bacalhau nas aldeias com a Ordem
Vai tudo aplaudir o Xalaxar
Biba o Xalaxar e ai vai uma Golada ...
BIBA O Governo do Xalaxar
ai vai patel de bacalhau
Salazar vinha á varanda e com a voz fininha assoprava
Portuguexes ....
e o piçoal fazia o sinal da cruz ...por nessa altura nao se podia dizer merda nem se podia beber cocacola e nem Ku se podia dizer na chapa dos carros ou no canto quando se dizia CURAÇAO

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sab Out 02, 2010 1:19 am

Oh my GOD
ke coragem com o SAM Por perto metido na pele do Cuze ..oh kllux vais lebar poucas pah ..ao menos ve se consegues a chave do camiterio pah
Mano K nem a DF la bai pah cheirar ou meter bosta para as Bacas pah
Vinho so do cartaxo pah


bem estou a preparar a valize para ir tres dias ao algarve para um encontro familiar e ver as baleias inglesas nos bares com um copo nas maos musicas na TV aos berros e passam o santo dia nisto pah
Depois ha imensos mesmo inumeros restaurantes de todas as raças e feitios indianos ( agora em peste ) Chineses imensos e muita ementa com preços de saldo mesmo a saldar com a caixa a clamar por bago

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sab Out 02, 2010 1:23 am

JC sempre em grande!


Lázaro
A multidão aproxima-se e vê Jesus que está a chamar Lázaro.
— Lázaro! Levanta-te, Lázaro.E Lázaro, nem liga nem se mexe.
— Lázaro! Levanta-te, Lázaro — repete Jesus.E nada de Lázaro se levantar. — Lázaro! Levanta-te, Lázaro. A malta tá toda aqui à tua espera.E nada...Então Jesus vira-se para a multidão que a tudo observa com ansiedade e, decepcionado, diz:— Desculpem lá malta. Desta vez, ele morreu mesmo.

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sab Out 02, 2010 1:32 am

A Múmia/The Mummy
Realizado por Stephen Sommers
EUA, 1999 Cor - 124 min. Anamórfico

Com: Brendan Fraser, Rachel Weisz, John Hannah, Arnold Vosloo, Kevin J. O'Connor, Jonathan Hyde, Oded Fehr, Omid Djalili, Erick Avary, Aharon Ipalé, Patricia Velasquez

Egipto, 1290 a.C.: com a sua relação descoberta pelo Faraó Seti (Ipalé), o sacerdote Imhotep (Vosloo) e a concubina Anck-su-Namum (Velasquez) assassinam-no e procuram fugir da sua vingança, mas ela decide que o caminho mais fácil é o suicídio. Imhotep promete ressuscitá-la, mas é impedido pelos guardas do Faraó e condenado à mais terrível de todas as penas (tão terrível que os próprios carrascos dormirão mal de noite durante semanas), que se pode resumir em ser enterrado vivo na companhia de dezenas de escaravelhos carnívoros, com o acompanhamento de cânticos místicos.

Em 1923, o americano Rick O'Connell (Fraser) encontra a cidade perdida de Hamunaptra, local onde Imhotep foi sepultado, quando o grupo é atacado por uma misteriosa tribo. As riquezas e/ou o interesse arqueológico da cidade atraem mais tarde dois britânicos - Evelyn (bibliotecária) (Weisz) e o irmão Jonathan (comic relief) (Hannah) -, que irão depender da ajuda de O'Connell, bem como um grupo rival que tudo tentará para chegar primeiro ao local. Imhotep ressuscita com um aspecto algo putrefacto, mal disposto e determinado a amaldiçoar todos os que tentem impedi-lo de se unir à carcassa da sua amada.

«A Múmia» é um dos maiores suck-sessos do início do Verão americano, reunindo ingredientes de vários géneros cinematográficos, saltando mais à vista o filme de aventuras a la Indiana Jones. A múmia é uma criatura do cinema de horror clássico, mas o moderno blockbuster americano não dá demasiada importância à questão, não tentando ser um remake, nem sequer recorrer às convenções do género; antes se amealham as convenções testadas e aprovadas não em um, mas em meia dúzia de géneros. A aventura desmiolada é o tom que desde logo se destaca, num filme onde tudo é cuidadosamente preparado com "sequência emocionante" atrás de "sequência emocionante", acrescentando-se um desbaratar de graçolas inapropriadas (fica sempre bem depois da morte de meia dúzia de pessoas descontrair com um comentário jocoso), contadas e catalogadas pelos cineastas e espalhadas a intervalos regulares pelo filme, tudo mexido e temperado, moderadamente, com alguma da violência-padrão possível num filme preparado desde o início para ser visto pelo grande público, com uma classificação etária que não afaste os mais jovens.

Admitir-se-á que o filme de Stephen Sommers não é senão aquilo que promete ser, e daí o seu sucesso. De um ponto de vista mais substancial (se não foi ao cinema apenas para digerir pipocas), é decepcionante mesmo tendo em atenção apenas as qualidades de um produto de entretenimento, uma vez que nunca conseguimos desligar totalmente o cérebro. Filmes como este, no entanto, parecem almejar o aperfeiçoamento dessa capacidade nos seres humanos acordados e imputáveis. Começamos por não perceber porque é que Anck-su-Namum fica para trás, logo no início, quando nada parecia impedi-la de fugir com Imhotep. Se assim fosse, ele não precisava de voltar e não seria apanhado. Eis que ficávamos no antigo Egipto com uma bonita história de amor. Com um ponto de partida tão fraco é difícil esperar muito do resto.

Imhotep poderia ser um personagem interessante e não apenas mais um monstro de ideia fixa que quer fazer mal a toda a gente, através de actos de violência demoníaca ou da indução de tédio, destruir o mundo (pois, o costume), etc. etc., já que a sua principal motivação parece ser reunir-se com o amor perdido. Quão fácil seria dar alguma ambiguidade ao "mau da fita", fazer-nos sentir algo por ele, partilhar a sua dor; mas o filme não quer em momento algum ser algo mais do que um "divertimento" descomprometido. Afinal se ele quer apenas destruir, se é puramente mau, para que precisa de uma companheira, morta há mais de dois mil anos? Amor? Ou a simples necessidade narrativa de transpôr a acção do ponto A até ao ponto B, no final do filme? A resposta é a segunda opção, porque a sucessão de acontecimentos é automática, decorrendo também daí a extrema facilidade como se encontra uma cidade perdida.

As pragas parecem existir só porque tem de se pôr algo colorido e movimentado no écran, com alguma frequência, com o acompanhamento de efeitos sonoros aparatosos. Nem falta um "cameo" dos meteoros de um par de filmes que Hollywood produziu recentemente, na ânsia de bater recordes de show-off. A secção "comédia" é deveras insuportável. A cena de destruição na biblioteca é o exemplo perfeito do exagerado não-humor com que «A Múmia» nos presenteia e nem vale a pena entrar na enxurrada de frases curtas pós-susto (síndroma descontraiam-isto-é-só-um-filme).

Entre «Independence Day» (1996) e os filmes de Indiana Jones (1981-89), «The Mummy» mais facilmente agradará aos fans do primeiro e de outros blockbusters falhos de imaginação e plenos de "espectacularidade". Outros obterão maior satisfação revendo a trilogia do arqueólogo Jones e as aventuras do desafortunado Ash, igualmente com três tomos, inauguradas com «The Evil Dead» (1982). Sommers certamente viu uma e outra, mas a inspiração não produziu bons resultados.

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sab Out 02, 2010 1:34 am

Noticias no Jn devidamente alteradas pah para animar a Koisa pah

Congeladas promoções de professores, juízes e polícias putas padres e pandeleiros
Lucília Tiago

Os funcionários públicos que em 2011 reuniam condições de subir de posição remuneratória, através do crédito de 10 pontos, não vão poder progredir. É que na proposta negocial que as Finanças enviaram aos sindicatos até as promoções obrigatórias ficam congeladas.
> Taxa sobre o passivo da Banca

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sex Nov 16, 2012 11:29 am

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Seg Fev 11, 2013 6:50 am

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Kllüx em Seg Fev 11, 2013 7:40 am


ThankYouMisterMango!!!

Kom est@$ histórias todas houVe MILAGRE... E o porta-vozzzzzzz do Vaticano, anunciou a resginação de Bento XVI.





cheers


√@mü$s Celebrar a saida do SAPATO Prada!!! cherry cheers bounce cheers




_________________
Your comments and critics are very welcome...

Kllüx

Pontos : 11149

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Seg Fev 25, 2013 12:17 pm

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Ter Set 10, 2013 12:22 pm

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Sab Jan 11, 2014 2:03 am

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Kllüx em Sab Jan 11, 2014 7:47 am



 Laughing  Laughing  Laughing 

_________________
Your comments and critics are very welcome...

Kllüx

Pontos : 11149

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Kllüx em Dom Jan 12, 2014 8:07 pm


_________________
Your comments and critics are very welcome...

Kllüx

Pontos : 11149

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Vitor mango em Seg Jan 13, 2014 12:37 am

o gajo esta com ticks ou sera tocks ?

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106477

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conto erotico dedicado ao mano Kllux agora numa de lazaro numa casa mortuaria

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:52 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum