Israel é vítima confusa com a política externa in haaretz

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Israel é vítima confusa com a política externa in haaretz

Mensagem por Vitor mango em Ter Abr 05, 2011 12:22 am

Israel é vítima confusa com a política externa
crença de Israel de que "o mundo está contra ele" tem nos últimos anos se transformou em uma verdadeira obsessão, um sentimento de que estamos constantemente sob ataque, um medo de deslegitimação, uma loucura de perseguição.
Por Michaeli Merav



Em um artigo de opinião publicado no The Washington Post, Richard Goldstone escreveu que se ele soubesse o que sabe hoje, o relatório teria olhado diferente, e que teria sido melhor se Israel tivesse colaborado com ele.

Na verdade, ele foi imediatamente após o relatório de Goldstone foi divulgado que muitos aqui concluiu que teria sido melhor para Israel a emprestar sua cooperação à comissão nomeada pelas Nações Unidas, de acordo com um estudo realizado pelo Instituto de Democracia de Israel. De fato, a Associação pelos Direitos Civis em Israel, fez uma recomendação nesse sentido ao governo perante a comissão de Goldstone foi ainda formado.

Mas esta não é a conclusão de que a liderança de Israel chamou. Tanto o chanceler Avigdor Lieberman eo ministro da Defesa, Ehud Barak, disse que a decisão de não cooperar com Goldstone "foi a correta."

Enquanto Israel tinha motivos para acreditar que um inquérito encomendado pelo Humanos da ONU, Conselho de Direitos seriam hostis, neste caso extraordinário, foi possível pensar o contrário. Goldstone é conhecido por ser uma pessoa particularmente grave, um judeu e um apoiador de Israel. Na verdade, ele se opunha ao mandato original, que exigia que ele concentrar sua sonda apenas em Israel. Goldstone concordou em liderar a investigação depois de ter sido dada autorização para analisar as acções do Hamas também. Israel não tinha nada a perder, cooperando com Goldstone.

Esta lição poderia ter sido tiradas de um episódio anterior - de 2004 audiências realizadas no Tribunal Penal Internacional em Haia envolvendo o muro de separação West Bank. O TPI é um importante autoridade jurídica independente. Não havia nenhuma razão para suspeitar que seria unilateral. Mas, então, também, Israel se recusou a reconhecer sua autoridade. Ele não participou na discussão nem apresentar a sua posição, todos para que pudesse mais tarde afirmar que a sentença proferida foi unilateral e Israel causou sérios danos internacional.

Costuma-se dizer que um homem sábio aprende com os erros dos outros, enquanto um tolo aprende com os erros dos seus próprios. Aqueles que não aprendem com seus próprios erros confirmar que a insanidade é repetir o mesmo ato, enquanto esperava um resultado diferente. No nosso caso, essa loucura é uma loucura de perseguição.

Nossa crença de que "o mundo está contra nós", nos últimos anos se transformou em uma verdadeira obsessão, um sentimento de que estamos constantemente sob ataque, um medo de deslegitimação, uma loucura de perseguição. Se não está claro se Israel é verdadeiramente capaz de diferenciar entre um verdadeiro inimigo e aqueles que desejam o bem, ou se é simplesmente reclamando ser perseguido porque entende que isso serve os seus interesses. Agora, o primeiro-ministro está a exigir que o relatório Goldstone ser anulada, enquanto o ministro da Defesa está chamando de "Goldstone ser obrigada (!) Para falar perante a ONU." Se essa artimanha não tiver êxito, ele servirá como mais uma prova de que estamos sendo perseguidos.

Como o passar dos anos, Israel se tornou mais forte militarmente, economicamente e demograficamente. Isso não impediu que nossos líderes de intensificar as suas advertências sobre a campanha para nos pegar. Eles estão acostumados a reclamar sobre a unilateralidade ea parcialidade em favor dos nossos inimigos. Eles também são rápidos advertir contra a tentativa de deslegitimar, até destruir Israel.

Há paralelos muito grande entre nossas declarações de líderes denunciando a perseguição do Estado de Israel e suas declarações denunciando a perseguição que lhes são dirigidas pessoalmente. Isso vale para Lieberman, Ehud Olmert e Benjamin Netanyahu. Enquanto nossos dirigentes se sentem cada vez mais perseguidos numa base individual, eles respondem aumentando a retórica de que todos nós somos vítimas de perseguição.

Além do reflexo instintivo de todos os israelenses para assumir o papel de vítimas, há também a exploração cínica aqui de hostilidade real que existe. Como tal, não há espaço para uma análise honesta destas declarações, ea realidade fica distorcida.

Como ele lamenta a "perseguição" a que ele e sua esposa estão sujeitas, da mesma maneira que ele criticou a "perseguição" de Israel, Netanyahu está tão profundamente imerso em seu sofrimento que ele nem percebe que, em ambos os casos , a lamentar-se simplesmente faz mais dano - tanto a ele pessoalmente e para a imagem do Estado de Israel. Queixar-se sobre a perseguição não é uma política, nem é uma estratégia. Pelo contrário, é uma tática que só inflige mais barragens

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 108113

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Israel é vítima confusa com a política externa in haaretz

Mensagem por Vitor mango em Ter Abr 05, 2011 12:33 am

completamente isolados das realidades do mundo os judeus teem medo de tudo e todos
Quando vou ao haaretz vejo que 99 % das noticias sao sobre o mundo que ataca os judeus e a vida do roubo e atritos com os tribunais dos dirigentes ( todos roubam ...
Quando estava no Brasil e Olhava e via os noticiários apenas e so 5% das noticias eram do mundo ...tudo o mais era do Brasil
Dizia um conhecido politicos para os militares no 25 de Abril
- Porra larguem as armas ..porque voces quando querem pensdar pensam logo no gatilho
AS nossa safa da revoluçao dos cravos foi termos altos politicos na dança que travaram militares que avaliavam a politica em doses de armamento
- nesta caso esta o Spinola e nao so ... que foi salvo pelo mario
- SR General nao se meta e quando abrir a boca fale antes comigo
Com o sabem o spinola foi envolvido numa golpada do PCP avisando-o ao ouvido
XOU General esta iminente uma revolta dos comunas e o melhor é fazer uma contra revolta
e ele militar caiu que nem um pato

Amen

Os judeus no caso de israel veem inimigos em tudo e cometem erros tremendo de avaliçao por tudo o que é sitio em contratse com o Abbas que bem avisado pela Europa sabe que o negocio ja nao se revolve com armas mas sim no paleio nos acordos e na paz deuxando o odioso para os judeus
E a tal ponto odiosos que a judiaria nos EUA começa a ficarv fria ao ser apontada como mimos e males que se passaram de armas e bagagens de um povo perseguido e com o holocausto ás costas para o mais odioso crime de manter milhoes de seres humanos num campo de concentraçao urtilizar o racismo o partahid e a arrogancia de muros quando fala da ONU
A URSS caiu com o assopro e o muro podre ruiu em horas . A Africa do sul viu o poder passar de maos de uma semana para a outra seguida de caos controlado
os israelitas sabem isso e os dirigentes teem a mesma atitude que o Marcelo Caetano
falta de tomates para decidirem e nao os tendo nada fazem porque teem uma coisa real
Medo !
E o medo é real porque eles pensam que se cederem um milimetro a escalada real vem por ai abaixo

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 108113

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Israel é vítima confusa com a política externa in haaretz

Mensagem por Vitor mango em Dom Set 30, 2012 2:14 am

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 108113

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Israel é vítima confusa com a política externa in haaretz

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum