Semanada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Semanada

Mensagem por Viriato em Dom Maio 08, 2011 3:08 pm

Semanada


A nossa direita é muito católica e esperava pela ressurreição de Teixeira dos Santos no Dia de Páscoa, como o ministro continuou no sepulcro das negociações com a troca, não mudando o seu gabinete para Carnaxide ou Alfragide desencadearam uma busca, só não oficializaram um pedido de ajuda à polícia porque sendo um adulto esta prefere esperar mais algum tempo. Afinal Teixeira dos Santos estava vivo e bem de saúde e Sócrates até o mostrou na sua comunicação ao país sobre o acordo com a troika.


Quem não desapareceu e parece que veio para ficar apesar de não ter qualquer estatuto no PSD foi Eduardo Catroga, o embaixador pessoal de Cavaco Silva junto da liderança do PSD aproveitou a divulgação do acordo para imitar o antigo ministro da informação nas suas comunicações à comunicação social. Revelando um grande sentido de humor propôs a criação de um museu da dívida externa, agora ficamos à espera que o instale no Centro Cultural de Belém, que proponha o Alberto João para curador e que convide Cavaco Silva para a inauguração. Até pode inaugurar o museu com uma exposição dedicada aos governos de Cavaco Silva.


Talvez a pensar no discurso de inauguração do museu do Catroga, Cavaco Silva dirigiu-se ao país. Mais parecia que estava a fazer o discurso de abertura do jantar do PSD em Santa Maria da Feira onde a palavra mudar que ele tanto usou no discurso servia de cartaz. Eu fiz zapping, mas se pudesse fazia um zapping na Presidência da República, este presidente com letra pequena já não é presidente dos portugueses mas sim de uns quantos portugueses.


O PCP promoveu mais uma gloriosa jornada de luta na Função Pública e desta vez sofreu um enorme fracasso, em vez dos habituais 90% de adesão desta vez a intersindical ficou-se pelos 60%. Agora andam todos à procura de um funcionário que tenha aderido à greve e faça parte desses imensos 60%.


A troika parece ter dado grande atenção às cartas do Eduardo Catroga, mandou privatizar os CTT.

Publicada por Jumento
avatar
Viriato

Pontos : 16657

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Semanada

Mensagem por Viriato em Dom Maio 15, 2011 4:08 pm

Semanada


Esta semana foi a mais difícil de Pedro Passos Coelho, depois de ter sido incapaz de inverter a tendência para a descida nas intenções viu o PSD ser ultrapassado pelo PS. Como diria Eduardo Catroga a vantagem do PS ainda poderá ser um pentelho, mas a verdade é que a imagem do líder do PSD está a desmoronar-se de dia para dia e é pouco provável que a recupere, porque dificilmente um líder que perde a credibilidade dificilmente a recupera. Passos Coelho que andou a gerir o PSD em função das sondagens e não hesitou em assaltar o poder quando tinha uma vantagem inquestionável arrisca-se a iniciar a campanha eleitoral irremediavelmente derrotado.


E é precisamente quando começa a sentir o sabor da derrota que Passos Coelho radicaliza o discurso apelando a uma maioria absoluta e prosseguindo na sua tentativa de exorcizar Sócrates do sistema político. Enquanto Eduardo Catroga ia destruindo a credibilidade do programa económico do PSD o líder esteve mais preocupado em encontrar novas fórmulas para condenar o seu adversário. Parece ignorar que os eleitores avaliam os candidatos e não propriamente a qualidade dos ataques que cada um faz ao adversário.


Sem ninguém dar por isso a letra do jingle da campanha do PSD que pedia para mudar o … Passos Coelho foi alvo de uma revisão. Já o mesmo não se pode dizer do programa do PSD, Sem pensar muito no assunto e perante as críticas de um velho apoiante Pedro Passos Coelho não hesitou em informar que iria mudar o programa. Se alguns candidatos se apresentaram nos debates sem programa agora temos um programa em que não se pode confiar pois uns quantos dias depois de ser apresentado com pompa o líder do PSD já anuncia que vai ser mudado.


O revisionismo de Pedro Passos Coelho não se fica pelo jingle e pelo programa, também a grande vedeta desta campanha, Eduardo Catroga, desapareceu de repente, num dia dizia que a TSU iria sofrer uma redução de 8% e no dia seguinte foi eliminado das imagens lembrando os tempos de Estaline, quando as personalidades desaparecem das fotografia. Parece que o Gulag de Pedro Passos Coelho fica para os lados do Brasil e quem pensava que aquele que se arrisca a ficar conhecido pelo professor pentelho iria esmiuçar o programa do PSD até ao dia das eleições estava enganado, o tutor de Pedro Passos Coelho designado por Belém foi vítima de um apagão.


Quem se diverte é Paulo Portas, um político que tinha ido ao fundo com os seus submarinos, os mesmos que o Ministério Público alemão diz que terão gerado 80 milhões de euros em luvas sem que por cá os campeões dos processos judiciais e do combate à corrupção tenham dito uma palavra. No caso do Freeport não haviam dados que permitissem suspeitar de luvas, mas o Ministério Público português procurou-as durante anos, agora que os alemães garantem que alguém ganhou 80 milhões ninguém está interessado no assunto. Talvez por isso Paulo Porta possa apresentar-se nos debates exibindo um sorriso cínico irritante, é o sorriso de quem sente que pode gozar com os seus adversários políticos pois com a confusão política que poderá resultar destas eleições estará no centro das soluções, com o país a ir ao fundo ninguém vai querer falar em submarinos.

Publicada por Jumento
avatar
Viriato

Pontos : 16657

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum