judeus no brasil idos de portugal

Ir em baixo

judeus no brasil idos de portugal  Empty judeus no brasil idos de portugal

Mensagem por Vitor mango em Qui Jun 21, 2012 12:53 pm

Sul antes que a Inquisição pudesse agir contra eles.
No Brasil, radicaram-se na cidade de Recife, então dominada
j }( pela «febre» dos diamantes. Para encontrar pedras preciosas, na zona rural circundante, bastava escavar o solo ou peneirar a lama debaixo das quedas de água. Os cristãos-novos desterrados e fugidos começaram a trabalhar na exportação de diamantes. Montaram escritórios comerciais em Nova Amesterdão, onde construíram a primeira sina-
f^
goga mais de um século antes de os ingleses terem ali chegado e rebaptizado com o nome de Nova Iorque.
Houve tantos judeus a fugirem de Portugal para Roma que os r líderes da comunidade judaica ali estabelecida protestaram junto do Papa, temendo pela perturbação que tal facto iria causar na cidade. Pediram mesmo que lhes fosse recusada a entrada. A resposta do Papa não se fez esperar: acolheu os refugiados idos de Portugal e expulsou, para fora das muralhas da cidade os judeus que já ali residiam. Depois de terem acampado nos campos, durante algum tempo, pediram desculpa, pagaram uma multa e foram autorizados a regressar.
Mais do que em qualquer outro lugar, foi na Turquia que os judeus provenientes de Portugal foram bem recebidos. O sultão ameaçou mesmo mandar executar qualquer cidadão que fizesse mal aos refugiados.
Dispôs-se a ajudá-los no que fosse necessário para se radicarem
na sua nova pátria. Em determinado momento, até se ofereceu para enviar navios em seu apoio. Numa carta enviada clandestinamente para Lisboa pelo rabino Isaac Sarfati, de Constantinopla, pode ler-se: «A Turquia é uma terra onde nada falta e onde se pode ficar muito bem. Não é melhor estar sob o domínio muçulmano do que sob o domínio cristão? Aqui, todos podem habitar em paz, por debaixo da
1`t sua vinha e da sua figueira.» Os novos imigrantes levaram com eles, para a Turquia, o tabaco, que rapidamente se tornou no principal produto agrícola de exportação. Os judeus começaram a vender o tabaco turco no estrangeiro, um comércio que se prolongou até ao holocausto nazi. Instalaram técnicas modernas de tecelagem e de fabrico de munições. Tal como em outros lugares, introduziram a tipografia, mas, como só tinham fontes de tipo hebraico, publicaram obras em português e turco, transliteradas em caracteres hebraicos.
Gerações de sultões continuaram a protegê-los e a incentivá-los. Quando os cidadãos católicos de Ancona começaram a perseguir a
Utt1 LU J p1 UVC111C111CJ UdljUCIC
porto italiano no Adriático de atracarem na Turquia ou de qualquer barco turco aí fazer escala. Tal era, nesse tempo, o poderio económico da Turquia no Mediterrâneo Oriental que Ancona sofreu um colapso de que nunca haveria de recuperar.
Os mercadores e banqueiros cristãos-novos que partiram de Lisboa emigraram, na sua maior parte, para Antuérpia, na altura, a cidade e porto comercial de maior vulto existente no Norte da Europa. Tal como Portugal, esta cidade tinha caído sob o domínio espanhol. A prática do catolicismo era obrigatória e o judaísmo proibido. As diferenças essenciais residiam no facto de não haver Inquisição e na existência de uma garantia real de imunidade à investigação religiosa em relação aos cristãos-novos que ali viviam. Os governantes espanhóis de Portugal já tinham expulsado de Lisboa os comerciantes holandeses e ingleses. Antuérpia substituía agora Lisboa como o centro europeu de comércio de especiarias e pedras preciosas provenientes do Império Português. A mais destacada das famílias de banqueiros comerciais cristãos-novos que se instalaram em Antuérpia, idos de Lisboa, era a família Mendes. Entabularam relações comerciais, a partir de Antuérpia, com colónias portuguesas da África e da Ásia, até porque tinham familiares espalhados por todas elas. Moisés Mendes era comerciante na Formosa. Álvaro Mendes, joalheiro, encontrava-se em Goa, onde era o avaliador de pedras preciosas do governador. Graça Mendes, que administrava um banco, juntamente com o seu sobrinho Josef Nasi, era confidente do sultão da Turquia, além de ser banqueiro do rei de Inglaterra, apesar de os judeus terem sido banidos dó país. Foi a família Mendes, três gerações mais tarde, que pagou as despesas para o rei Guilherme IV que se encontrava praticamente falido, ascender ao trono da Inglaterra. Num dos primeiros actos do seu reinado, o parlamento acabou com a perseguição legal aos judeus.
Consta que Diogo Mendes, o chefe da família em Antuérpia, conseguiu praticamente o monopólio do comércio das especiarias, medicamentos e pedras preciosas, que, além do Báltico, se estendia ainda à Alemanha, à Europa de Leste e à Inglaterra. Tal como os portugueses fizeram em relação a Veneza, nos tempos de Vasco da Gama, também eles tinham transformado Lisboa e Cádis, outrora os portos mais ricos, em cidades decadentes. Foi talvez por esta razão que, em l 564, o governante espanhol, duque de Alba, suspendeu a imunidade
é-4
192 193


_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
judeus no brasil idos de portugal  Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 113095

Voltar ao Topo Ir em baixo

judeus no brasil idos de portugal  Empty Re: judeus no brasil idos de portugal

Mensagem por Vitor mango em Qui Jun 21, 2012 12:56 pm

Sul antes que a Inquisição pudesse agir contra eles.
No Brasil, radicaram-se na cidade de Recife, então dominada
j }( pela «febre» dos diamantes. Para encontrar pedras preciosas, na zona rural circundante, bastava escavar o solo ou peneirar a lama debaixo das quedas de água. Os cristãos-novos desterrados e fugidos começaram a trabalhar na exportação de diamantes. Montaram escritórios comerciais em Nova Amesterdão, onde construíram a primeira sinagoga mais de um século antes de os ingleses terem ali chegado e rebaptizado com o nome de Nova Iorque.

allo allo Kllux


construíram a primeira sinagoga mais de um século antes de os ingleses terem ali chegado e rebaptizado com o nome de Nova Iorque

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
judeus no brasil idos de portugal  Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 113095

Voltar ao Topo Ir em baixo

judeus no brasil idos de portugal  Empty Re: judeus no brasil idos de portugal

Mensagem por Vitor mango em Qui Jun 21, 2012 12:58 pm

Mais do que em qualquer outro lugar, foi na Turquia que os judeus provenientes de Portugal foram bem recebidos. O sultão ameaçou mesmo mandar executar qualquer cidadão que fizesse mal aos refugiados.
Dispôs-se a ajudá-los no que fosse necessário para se radicarem

olha olha ...hoje estao atravessados

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
judeus no brasil idos de portugal  Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 113095

Voltar ao Topo Ir em baixo

judeus no brasil idos de portugal  Empty Re: judeus no brasil idos de portugal

Mensagem por Vitor mango em Qui Jun 21, 2012 1:00 pm

Antuérpia substituía agora Lisboa como o centro europeu de comércio de especiarias e pedras preciosas provenientes do Império Português. A mais destacada das famílias de banqueiros comerciais cristãos-novos que se instalaram em Antuérpia, idos de Lisboa, era a família Mendes. Entabularam relações comerciais, a partir de Antuérpia, com colónias portuguesas da África e da Ásia, até porque tinham familiares espalhados por todas elas. Moisés Mendes era comerciante na Formosa. Álvaro Mendes, joalheiro, encontrava-se em Goa, onde era o avaliador de pedras preciosas do governador.

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
judeus no brasil idos de portugal  Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 113095

Voltar ao Topo Ir em baixo

judeus no brasil idos de portugal  Empty Re: judeus no brasil idos de portugal

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum