IMPOTÊNCIA SEXUAL

Ir em baixo

IMPOTÊNCIA SEXUAL

Mensagem por Vitor mango em Sab Ago 11, 2012 9:36 am


IMPOTÊNCIA SEXUAL








Impotência

É um sentimento que todos nós já sentimos, ao menos alguma vez na vida. Mas aqui trata-se de Impotência Sexual.
Interessante é que, sem que se o diga expressamente, já todos o
perceberam e assumiram como um problema dos homens… Esse é um factor que
agrava estas situações.
Refiro-me ao Preconceito Social, às “convenções” que padronizam as
exigências de “performance” dos homens (e sobretudo dos candidatos a
homens, os jovens), estigmatizando as falhas.
Dizem os entendidos que 70% dos casos de impotência se devem a problemas
ou condicionantes de ordem física e 30% se devem a factores
psicológicos.
Curiosamente, quando se tem em conta as faixas etárias, observa-se que a
relação 70% - 30% se inverte completamente no caso dos jovens. Nestes,
só cerca de 30% ou menos dos que “falham” é devido a problemas físicos e
mais de 70% dos que “falham” é devido a problemas psicológicos; à
interiorização dos tais preconceitos, ao medo de falhar…
Raio de preconceito que tantos problemas causa… Digo eu!

Desta mesma “família”, temos também as situações devidas a problemas
decorrentes da convivência social, ou profissional, e dos
relacionamentos inter-pessoais.
A especialidade deste blog não é “tratar” problemas psicológicos ou
decorrentes de problemas sociais. Na verdade, para além duns chazinhos
para descontrair e duma boa dose de auto cura, provavelmente a melhor
solução para esses casos é “sentar a um canto e esperar que a crise
passe”.
Estou a exagerar, é claro! “Sentar a um canto” não é solução para o que
quer que seja; já uns bons passeios, a pé, por algum local calmo e
agradável são capazes de ajudar bastante.

Resumindo, no dizer dos brasileiros, significa “dar um tempo” e
descontrair, “partir para outra”(s) ocupações, distracções e
pensamentos.

Vamos então ao lado da questão que nos interessa:
A maioria dos problemas físicos que provocam impotência são adquiridos pelo desgaste da vida e são originados por medicamentos.
Há ainda os que são devidos ao excessivo sedentarismo (ou à excessiva
obsessão do culturismo e da adrenalina); e ainda há os que são
provocados pelos maus hábitos alimentares ou vícios.
Os medicamentos que, comprovadamente, estão na origem de muitos destes casos são:
-- medicamentos para hipertensão (referem-se especificamente os que
contêm espironolactona e os diuréticos, estes últimos por baixarem muito
os sais minerais reduzindo a capacidade física);
-- medicamentos anti-depressivos e ansiolíticos (é referida a fenotiazina e os beta-bloqueadores);
-- medicamentos para problemas gastro-intestinais (cinetidina);
-- medicamentos para alergias;
-- tratamentos dos problemas da próstata…;
-- problemas de diabetes e colesterol alto, etc.

Também há situações decorrentes de problemas cardio-vasculares: insuficiência venosa e má circulação; tudo coisas para cujo tratamento há produtos naturais excelentes e com muito menos (ou nenhuns) efeitos secundários... pelo menos deste tipo.
Temos ainda as situações provocadas pelos vícios: de fumar, de beber
demais, de comer mal (comer só, e em grande quantidade, coisas que fazem
mal), toxicodependências, obsessão pela adrenalina (que pode dificultar
a produção de testosterona).

Para se perceber o quanto estas situações podem ser frequentes e a
grande quantidade delas que não têm qualquer importância (se o próprio
não lha der, agravando), faço notar que algumas se devem a problemas que
provocam instabilidade emocional, normalmente tratada com
anti-depressivos e ansiolíticos, e que estes fazem parte dos
medicamentos “culpados”; isto é: que provocam impotência. Portanto, em
casos de estresse, ansiedade ou instabilidade emocional, mesmo que
devida a problemas sociais, (que não podemos resolver aqui) beba uns
chazinhos e dê uns passeios que curam mais depressa e não provocam
impotência, bem pelo contrário: ajudam a tratar.

Também há uma infinidade de casos provocados pelos diuréticos…
Pois é! Mas uma grande parte dos anti inflamatórios, que se usam até
para tratar uma gripe vulgar, uma distenção muscular e por aí fora, são
diuréticos e têm probabilidade de provocar alguma situação pontual
destas.
Se o próprio não ligar importância, não interiorizar complexos e
preconceitos tolos, a crise passa rapidinho e não deixa sequelas; se
não, pode ser “pior a emenda do que o soneto”, porque passa a “problema
psicológico”, a trauma (os tais que não são a “nossa especialidade”).

Portanto, qualquer que seja o seu problema de saúde, explore bem as
possibilidades de tratamentos naturais, antes de se “enfrascar” em
medicamentos que tratam um problema e provocam dois.
A cavalinha (equisetum arvense), por exemplo, é um bom diurético e
também é remineralizante (repõe os sais minerais). Há outras plantas com
essas características.

Desfaça-se dos vícios que, a longo prazo, lhe destroem a saúde e causam sequelas também desta natureza.
Aprenda a comer e a cuidar da sua saúde por essa via. O bem-estar físico é duma importância vital nesse tipo de coisas.
Desfaça-se do sedentarismo, inclusive no que respeita a actividades intelectuais e de socialização

Eis uma lista, resumidíssima, de plantas que podem ser usadas para
recuperar a auto-confiança e não só. Use doses reduzidas, cujos efeitos
demoram mais mas são mais eficazes e evitam as contra-indicações:
Hipericão, Damiana, Alecrim, Guaraná, Ginseng, Manjericão, Pau de Cabinda

Há quem use, nesses casos, "soluções" mais radicais: o consumo de mosca
azul mexicana, ou de algum batráquio que delas se alimente, pode
provocar até erecções dolorosas...

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 111315

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IMPOTÊNCIA SEXUAL

Mensagem por Vitor mango em Qua Dez 18, 2013 11:01 am

AUTOR ?
FALHOU

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 111315

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum