Vitor Gaspar sobe no "ranking" dos ministros das Finanças do Financial Times

Ir em baixo

Vitor Gaspar sobe no "ranking" dos ministros das Finanças do Financial Times

Mensagem por Vitor mango em Qui Nov 22, 2012 1:46 am

Vitor Gaspar sobe no "ranking" dos ministros das Finanças do Financial Times
21 Novembro 2012 | 23:18
Paulo Moutinho - paulomoutinho@negocios.pt


Sétima edição do "ranking" da publicação britânica volta a destacar Wolfgang Schäuble como o melhor no cargo. Luis de Guindos, de Espanha, é o pior.
Vítor Gaspar deu um salto no “ranking” realizado pelo “Financial Times”. De 18º, o ministro das Finanças português surge, este ano, na 10ª posição, logo atrás de três estreantes: Steven Vanackere (Bélgica), Vittorio Grilli (Itália) e Peter Kazimir (Eslováquia), numa classificação liderada por Wolfgang Schäuble.

O “ranking” decorre da ponderação de três critérios: o político, o económico e, por fim, o critério da credibilidade, que a publicação britânica assume medir-se pela evolução das “yields” da dívida pública. Ou seja, pelo custo de financiamento do país.

É no primeiro critério que Vitor Gaspar, que o Financial Times identifica como um “tecnocrata sem anterior experiência política”, obtém a sua melhor classificação. Fica no último lugar do pódio, só superado por Anders Borg, da Suécia, e Wolfgang Schäuble, da Alemanha.

Nos restantes critério, Gaspar surge bem atrás. No económico, fica a um lugar da última posição, ocupada pelo homólogo da Grécia, Yannis Stournaras, sendo este um reflexo da forte quebra do PIB de Portugal.

No último critério, o da credibilidade, apesar dos juros da dívida nacional terem registado uma queda acentuada este ano, o facto dos custos continuarem elevados, coloca-o na 15ª posição. A mesma de Stournaras.
É no critério político que Vítor Gaspar melhor pontua, sendo considerado o 5º melhor ministro, depois do sueco, do alemão, do irlandês e do britânico. Já no critério económico e credibilidade, a classificação fica colada ao fundo da tabela: 16º e 18º lugares, respectivamente.

Schäuble sucede a Anders Borg

A encabeçar o “ranking” do Financial Times está, este ano, Wolfgang Schäuble, o ministro das Finanças alemão, que volta a ser nomeado como o melhor entre 19 países da União Europeia. Já o tinha sido há dois anos, mas em 2011 foi superado por Anders Borg.

Schäuble troca de lugar com o ministro das Finanças da Suécia, que caiu para a segunda posição. No terceiro lugar, considerando a classificação global, surge Jacek Rostowski, ministro das Finanças da Polónia que era 12º em 2011.

No extremo oposto está Luis de Guindos. O ministro das Finanças espanhol é uma nova entrada no “ranking”, mas não para a melhor posição. É eleito o pior no cargo. Gyorgy Matolcsy, da Hungria, e Yannis Stournaras, ficam à frente.

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 110506

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum