Um grupo de 24 especialistas e ex-funcionários pediram ao presidente dos EUA, Barack Obama, a mudar de tática contra o Irã, advertindo contra sanções mais duras contra a República Islâmica.

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um grupo de 24 especialistas e ex-funcionários pediram ao presidente dos EUA, Barack Obama, a mudar de tática contra o Irã, advertindo contra sanções mais duras contra a República Islâmica.

Mensagem por Vitor mango em Sex Dez 21, 2012 1:31 am

'AIEA deve se apressar para normalizar arquivo do Irã'
'EUA expande exército às custas dos cidadãos "

Pontos de vista relacionados:

EUA matam crianças máquinas de guerra

Um
grupo de 24 especialistas e ex-funcionários pediram ao presidente dos
EUA, Barack Obama, a mudar de tática contra o Irã, advertindo contra
sanções mais duras contra a República Islâmica.


"Deve
haver uma volta adequada e proporcional paring de sanções
internacionais contra o Irã", os signatários, principalmente
investigadores e ex-embaixadores dos países europeus para Teerão,
escreveu em uma carta datada de 06 de dezembro, mas publicado na
quinta-feira.

A
carta fez menção de "iranianos comuns a sofrer os efeitos das sanções" e
lembrou que o presidente dos EUA de suas promessas para "resolver a
questão nuclear iraniana diplomaticamente." "O tempo é a essência, e nós
esperamos que você irá utilizar as semanas e meses antes de prosseguir uma iniciativa diplomática robusta ", disse.

"Nós
encorajamos você a dirigir a sua equipe para perseguir vigorosamente
sérios, sustentados negociações com o governo iraniano ... com maior
determinação, criatividade e persistência, acreditamos que esse acordo
está ao nosso alcance", escreveram eles.

Eles
também alertaram contra Obama prevê opção militar contra o Irã sobre o
programa nuclear da República Islâmica, dizendo que "seria
contraproducente e caro."

Os
Estados Unidos, Israel e alguns de seus aliados têm repetidamente
acusado o Irã de perseguir objetivos não-civis em seu programa de
energia nuclear.

O
Irã argumenta que, como signatário do Tratado de Não-Proliferação
Nuclear e membro da Agência Internacional de Energia Atómica, tem o
direito de desenvolver e adquirir tecnologia nuclear para fins
pacíficos.

A
carta do mesmo modo argumentou, "sanções internacionais ... mesmo se
apertou ainda mais, é improvável que parar atividades nucleares do Irã".

Além
disso, a AIEA realizou várias inspecções de instalações nucleares do
Irã, mas nunca encontrou qualquer evidência de divergência para
objectivos militares no programa a República Islâmica de energia
nuclear.

KA / HN

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106508

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum