Preocupado com ascensão de rivais da direita, Netanyahu pede apoio de colonos

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Preocupado com ascensão de rivais da direita, Netanyahu pede apoio de colonos

Mensagem por Vitor mango em Qua Dez 26, 2012 11:17 am

Opera Mundi



Preocupado com ascensão de rivais da direita, Netanyahu pede apoio de colonos

De acordo com apuração do jornal Haaretz, o premiê israelense convocou reunião urgente com líderes de assentamentos

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, convocou uma reunião
urgente nesta quarta-feira (26/12) com membros de seu partido que
exercem mandato na administração de colônias judaicas na Cisjordânia
para expressar o seu apoio a esses assentamentos, informou o jornal
israelense Haaretz.

Durante toda a sua administração, foram poucas as vezes que o premiê se encontrou, pessoalmente, com líderes dos assentamentos.

Agência Efe (25/12)

O premiê israelense, Benjamin Natanyahu, discursa durante evento de lançamento de campanha eleitoral de seu partido, o Likud

O encontro foi marcado logo depois da divulgação de pesquisas
eleitorais que mostram queda na intenção de votos no Likud, partido de
direita do premiê, concomitante ao aumento da popularidade do partido
também direitista Habayit Hayehudi (Casa Judaica).

De acordo com as projeções do Hareetz e do Walla, a legenda de
Netanyahu perdeu 4 assentos no Parlamento, conquistando 35 lugares,
enquanto que o partido religioso e nacionalista conquistou mais 4
assentos, totalizando 15 representantes, na última semana.Após críticas, premiê israelense avança planos de assentamentos em Jerusalém Oriental


A mudança na preferência dos eleitores israelenses, que devem ir às
urnas na segunda quinzena de janeiro de 2013, vem em meio a uma
declaração polêmica do líder do Habayit Hayehudi e major das Forças de
Defesa de Israel de que se recusaria a cumprir ordens para evacuar os
assentamentos, considerados ilegais pela lei internacional.

Polêmica: quem é o melhor candidato para os assentamentos?

A afirmação de Naftali Bennett pode ter desagradado organizações de
direitos humanos, palestinos e aqueles que lutam pela solução de dois
estados, mas foi bem recebida pelos colonos judeus que vivem nos
territórios palestinos ocupados.

Netanyahu criticou o concorrente, afirmando que mesmo sendo contrário
ao desalojamento de judeus, não poderia fazer apologia à desobediência
militar. Bennett respondeu ao premiê e a muitos críticos de que havia
sido mal interpretado pela fala: “Se eu receber uma ordem para retirar
um judeu de sua casa, pessoalmente minha consciência não permitiria. Eu
pediria para meu comandante me exonerar. Mas eu não iria pedir
publicamente por uma desobediência civil”.

Agora, o Likud de Netanyahu tenta reconquistar o voto dos líderes dos
assentamentos com a ajuda de membros do partido que administram colônias
na Cisjordânia. Ze’ev Elkin telefonou, pessoalmente, para o líder do
conselho de assentamentos para agendar a reunião com o premiê nesta
quarta (26/12).

Agência Efe (26/12)

Um operário palestino trabalha na
construção de residências para judeus no assentamento de Gilo,
localizado na parte do território palestino em Jerusalém

O raro encontro, que deve contar com a presença de muitos líderes
vinculados ao Likud, não teve pauta definida. De acordo com apuração do
Haaretz, Netanyahu pode tratar de temas significantes, como a nova
decisão de construir milhares de casas em colônias, ou apenas declarar o
seu compromisso em proteger e expandir os assentamentos.

“Não me interessa o que a ONU diz sobre assentamentos”

Em uma recente entrevista ao Canal 2 da televisão local, o premiê
reiterou que Israel tem o direito de construir assentamentos na região
oriental de Jerusalém, área reivindicada pelos palestinos. Netanyahu
afirmou que se trata de uma questão de princípios, e pouco importa o que
as Nações Unidas pensam a respeito.

"Vivemos em um estado judeu e Jerusalém é a capital de Israel. O Muro
das Lamentações não é território ocupado. Construímos em Jerusalém
porque é nosso direito. O que a ONU diz não me interessa", manifestou o
chefe do Governo israelense.

O premiê negou que esta questão esteja relacionada à sua campanha eleitoral e explicou que faz parte da “política de governo”.

Um dia após o reconhecimento da Palestina como estado observador não
membro da ONU no dia 29 de novembro, o premiê anunciou planos para
construir 3 mil novas unidades de moradia em assentamentos judaicos e
avançar o polêmico projeto de edificação na zona E-1, que conectaria o
grande assentamento de Maaleh Adumim com Jerusalém e minaria a
continuidade territorial do Estado palestino.

Nesta segunda-feira (24/12), o Comitê de Planejamento Urbano de
Jerusalém aprovou a construção de 942 casas no assentamento de Gilo,
localizado em território palestino.

* Com informações do jornal israelense Haaretz

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106491

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preocupado com ascensão de rivais da direita, Netanyahu pede apoio de colonos

Mensagem por Vitor mango em Qua Dez 26, 2012 11:26 am

Tudo isto me faz lembrar o Marcelo Caetano e as conversas em família onde com voz calma garantia a todos os portugueses que as colónias eram portuguesas e que o nosso exercito defenderia as mesmas ate a ultima gota de sangue ...e estou certo que em votos para ...O Marcelo ganharia
Para cumulo foram os militares que lhe deram o xuto no traseiro
Porque ?
Porque o colo0niasmo estava acabado depois da Argelia e da autodeterminação da Inglaterra ás suas colónias e como para casos POLÍTICOS não ha soluções militares a visão dos militares portugueses foi evidente
- Combatiam por uma causa perdida
em nessa altura tínhamos na ONU ao nosso lado em vetos a EUA a França e vários países da Europa

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106491

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preocupado com ascensão de rivais da direita, Netanyahu pede apoio de colonos

Mensagem por Vitor mango em Qua Dez 26, 2012 11:28 am

Livni se recusa a descartar servindo no governo com Lieberman
Hatnuah presidente critica o sistema legal mais prolongados de Lieberman processos judiciais, dizendo que "as rodas da justiça não deve voltar tão lentamente."
Por Ilan Lior | 17:11 26.12.12 | 4

Hatnuah partido, Tzipi Livni, presidente recusou-se a afirmar que ela não iria participar de um governo com o ex-ministro das Relações Exteriores Avigdor Lieberman, que deixou o cargo no início deste mês
devido a acusações iminentes contra ele.

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106491

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preocupado com ascensão de rivais da direita, Netanyahu pede apoio de colonos

Mensagem por Vitor mango em Qua Dez 26, 2012 11:30 am

Vitor mango escreveu:Livni se recusa a descartar servindo no governo com Lieberman
Hatnuah presidente critica o sistema legal mais prolongados de Lieberman processos judiciais, dizendo que "as rodas da justiça não deve voltar tão lentamente."
Por Ilan Lior | 17:11 26.12.12 | 4

Hatnuah partido, Tzipi Livni, presidente recusou-se a afirmar que ela não iria participar de um governo com o ex-ministro das Relações Exteriores Avigdor Lieberman, que deixou o cargo no início deste mês
devido a acusações iminentes contra ele.

O PM com o mundo a apontar-lhe o dedo tenta arranjar apoios por todo o lado

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106491

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preocupado com ascensão de rivais da direita, Netanyahu pede apoio de colonos

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 9:35 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum