Numa cadeira frente ao mar falando para as fanecas ruivos e peixe espadas

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Numa cadeira frente ao mar falando para as fanecas ruivos e peixe espadas

Mensagem por Vitor mango em Seg Set 08, 2014 12:47 am

Ja o meu avozinho me dizia quando temos uma grande dor ou uma grande alegria temos que a vomitar na primeira pessoa que encontramos

Os sábios e sabonetes da Grécia antiga treinavam junto ás ondas do mar que na minha analise se devia ao facto que as ondas do mar imitam o vozearar de um politico a falar sobre as suas vocações se for eleito para o orçamento de estado
Eu aqui na NET faço a mesma figura gritando os males do pais a maldade dos políticos a pila dos anjos que não há ( só anjinhos ) os amores ilícitos do padre  Macias que na sacristia houve (eu queria dizer OUVE ) a Rita em confissão intima 
Estas minhas orações matinais caminham pelo éter e nadam rumo á estratosfera passando pelos satélites que enxameiam a terra contornam a Lua depois embalam pela galáxia entram num buraco negro e ai são detectados pelo radar algures nos Andes e alguém gritam no Laboratório

-Pessoal recebi uma mensagem de um extraterrestre 
EM Belém com o SILVA a dar uma trinca no pastel e a verter um galão alguém lhe traz a novidade

- Sr Presidente foi descoberta vida no espaço

VIDA? conte conte !
- Fala no Buraco do orçamento Português que é galáctico 
- Tem piada nunca ninguém me informou e todos as informações que eu tenho do governo não confirma isso , telefona-me ai ao COSTA



Última edição por Vitor mango em Qui Set 08, 2016 12:09 am, editado 1 vez(es)

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 107639

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Numa cadeira frente ao mar falando para as fanecas ruivos e peixe espadas

Mensagem por Vitor mango em Seg Set 08, 2014 1:06 am

Cavaco levanta dúvidas sobre informação que recebeu no caso BES
Sofia Rodrigues  
07/09/2014 - 14:23
Presidente da República disse por duas vezes que espera ter recebido toda a informação relevante sobre o BES.



 
Cavaco Silva disse este domingo esperar ter sido informado atempadamente pelo Governo e com informação relevante sobre o caso BES, numa declaração que visa chamar a atenção directamente o Executivo de Passos Coelho.
Cavaco Silva lembrou que é ao Executivo que cabe informar o Presidente, sobretudo, quando há comentadores políticos - como é o caso de Marques Mendes - que têm revelado as soluções encontradas para o BES e para o Novo Banco ainda antes de serem anunciadas oficialmente.
Nas primeiras declarações públicas depois de férias e do desfecho do caso BES, Cavaco Silva sublinhou que a informação relevante tem que ser comunicada no timing certo e pelos canais oficiais. 
Em Arganil, onde participou nas comemorações no dia do município, Cavaco Silva respondeu aos jornalistas sobre as declarações públicas que fez sobre o BES, ainda antes de ter sido dividido em dois, ao transmitir uma mensagem de confiança na instituição, ainda que se tivesse baseado na informação dada pelo Banco de Portugal . “O Presidente não tem ministérios, não tem serviços de execução política, não tem serviços de fiscalização ou investigação, e portanto recebe toda a informação das entidades oficiais e espera que o Governo logo que tenha conhecimento de informação relevante a comunique. Eu espero que tenha acontecido assim [no caso BES], que é o que resulta da Constituição”, afirmou o Presidente da República.
No passado dia 21 de Julho, Cavaco Silva, numa visita a Seul, afirmou que os portugueses podiam confiar no BES de acordo com informações que recebia do Banco de Portugal. Nove dias depois o BES apresentava prejuízos recorde e duas semanas após serem conhecidos os números o Banco de Portugal anuncia a criação do Novo Banco, deixando no BES todos os activos tóxicos. Um dos advogados dos pequenos accionistas daquele banco, Miguel Reis, responsabilizou, em entrevista ao jornal i, o Presidente e o governador do Banco de Portugal pelas perdas dos seus clientes que considerou terem sido convencidos a investir na antiga instituição pelas declarações tranquilizadoras de ambos. Na sequência destas dúvidas, a Presidência transcreveu, na íntegra, no site oficial as perguntas dos jornalistas e as respostas de Cavaco Silva. 
Esta manhã, o Chefe de Estado sublinhou que, de forma geral, é informado pelo Governo e que “é essa informação a que atribui importância”. Embora – acrescentou – registe o que os agentes económicos e sociais “dizem” e que “muitas vezes tem em conta nas conversas com o Governo”.
O Presidente deixou, no entanto, um elogio ao Banco de Portugal pela solução encontrada. “Considero que o Banco de Portugal, de acordo com as competências que lhe cabem, nos termos da lei e tendo em conta as regras comunitárias, enfrentou uma situação extremamente difícil da forma melhor para defender os interesses nacionais”, afirmou aos jornalistas. 
Questionado pelos jornalistas sobre a sugestão da ministra das Finanças de discutir a dívida pública no Parlamento, Cavaco Silva concordou com a ideia e lembrou que esse foi o tema da sua tese de doutoramento há 40 anos. Mas deixou um aviso: "Discutir a dívida pública não significa reestruturar".

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 107639

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Numa cadeira frente ao mar falando para as fanecas ruivos e peixe espadas

Mensagem por Vitor mango em Qui Set 08, 2016 12:09 am

amem

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 107639

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Numa cadeira frente ao mar falando para as fanecas ruivos e peixe espadas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum