O sexo dos anjos na dialectica do padre Inacio

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O sexo dos anjos na dialectica do padre Inacio

Mensagem por Vitor mango em Dom Jan 04, 2015 2:05 am

Havia um padre no tempo do D. João I (Mestre de Avis ) que tinha 400 filhos (SEO ) e do facto  parece que o King casado com uma das Filipes da nobreza Lencastre lhe perdoou os giros pelas terras alheias
Naquelas épocas só o King tinha direito a "jus primae noctis" em Portugal o termo era "direito de pernada "  ou seja o noivo tinha que aguentar os cavalos enquanto o rei molhava a sopa fresca .Como vingança e aqui entro na má língua nem todos os putos que nasciam eram fruto do rei mas mais do reinado dos devaneios da KINGA 
E aqui entra a minha raiva porque os nossos reinantes não são apanhados com as calças na mão mas pelo oposto amantes do mesmo sexo e...
E...alto e para o baile que eu nestas coisas de sexo familia patria e Orçamento de estado sou muito pudico (ou pubico ...ja nem sei como vos diga ) depende da Ora São


Última edição por Vitor mango em Dom Jan 04, 2015 2:08 am, editado 1 vez(es)

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106508

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O sexo dos anjos na dialectica do padre Inacio

Mensagem por Vitor mango em Dom Jan 04, 2015 2:08 am

Direito da Primeira Noite (Latim: jus primae noctis), foi uma alegada instituição que teria vigorado na Idade Média, permitindo ao Senhor Feudal, no âmbito de seus domínios, desvirginar uma noiva na sua noite de núpcias. Nenhum documento medievo comprovou existencia real de tal direito.
Na Europa, existiu contudo em certos lugares um direito feudal que obrigava o noivo a pagar algumas moedas ao seu senhor, quando a noiva era oriunda de outro feudo, o que deixou pensar a alguns autores do século XVIII e XIX que poderia ter existido algum direito da primeira noite.
Na apresentação da peça musical, "As primícias", o dramaturgo brasileiro, Dias Gomes, diz que em alguns países, como a França, essa instituição chegou até a Revolução de 1789, e que na Sicília (Itália), ela teria sobrevivido até meados do século XIX.
No Brasil Colonial, os abusos proprios da escravatura deixam imaginar que semelhante direito poderia ter existido, sendo usado pelos Senhores de Engenho e pelos grandes proprietários de terras, ainda que de uma forma "oficiosa". Aliás, na maioria dos casos, o senhor não esperava pela boda. Tratou-se então de um abuso, não de um direito.


Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode aju

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106508

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O sexo dos anjos na dialectica do padre Inacio

Mensagem por Vitor mango em Dom Jan 04, 2015 2:10 am


Vitor mango

Pontos : 106508

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O sexo dos anjos na dialectica do padre Inacio

Mensagem por Vitor mango em Dom Jan 04, 2015 2:16 am


_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106508

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O sexo dos anjos na dialectica do padre Inacio

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:48 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum