Ladra mas morde porrah e assim esta os EUA

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ladra mas morde porrah e assim esta os EUA

Mensagem por Vitor mango em Seg Ago 08, 2016 12:50 am

Nunca um pais foi tão anedota a colonizar povos como os americanos
No médio Oriente para não falarmos na Asias UiHHHH Uihhh uns nabos
Agarraram em Israel e descarregaram tudo o que havia de mais perfeito em armas e...os Judeus soltaram os azeites e começaram a invadir tudo a cheirar a Toucinho ou kuku voltado para Meca
Empulgados (carregados de pulgas )...
Depois invadem O Iraque ...o negocio era este

-Destruímos tudo e depois levamos lá os nossos patos bravos erguemos e eles pagam tudo (o Saloio e FDP do Ranhoso Cherne caiu que nem um pato bravo )


A caixa de pandora abriu-se porque o Irão entrou no baile e mais adiante entram as religiões quando os Judeus conquistam Jerusalém que estava adormecida depois do Saladino
Com ramela nos Olhos os americanos querem deitar abaixo o Sirio ...os Russos nao gostaram da ementa ...os americanos como sempre e a Moussad arma os Isis que armado com boa artilharia dominam numa semana toda a área
-Instala-se o terror
A Turquia zanga-se com os Judeus junta-se ao Irão o Egipto desenrola varias múmias e Israel quer por força inovador o Irão Coisa que Obama se opos terminantemente
Vieram as eleições americanas onde temos
Um Maluco zanfrado -o Trampas
-Uma convencia para ir para a sala oval ver o missei do marido (....?...querem festas tou a ver

Ora ora a Hillary é muito mais perigosa que o maluco porque representa todos os maus interesses americanos em Lobbys ...Armas wall streatt....e por ai fora

e...
Putin lúcido e consciente deu uma abada nesta gente que do mundo nada pesca e a única acção foi enviara para Israel NILL BILHOES DE dolares com novas armas

OH MY GOD ...diz aí ao Moisés para descer da Montanha cortar as gadexas aos judeus tirar a pala dos olhos dos americanos e eleger um Português para os destinos do Mundo

O Guterres carago !




Última edição por Vitor mango em Seg Ago 08, 2016 12:55 am, editado 2 vez(es)

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106523

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ladra mas morde porrah e assim esta os EUA

Mensagem por Vitor mango em Seg Ago 08, 2016 12:51 am

Republicanos evitam Trump e Hillary pisca o olho aos descontentes


Hillary Clinton surge com larga vantagem nas sondagens nacionais

  |  EPA/JIM LO SCALZO


Pub

A três meses das presidenciais, as sondagens dão vantagem de oito pontos à candidata democrata sobre o rival republicano.
O anúncio começa com Mike Coffman, congressista do Colorado e veterano do Iraque, a olhar para a câmara e a garantir: "Fui marine, para mim o país está sempre primeiro. Se Donald Trump for o presidente, vou opor-me a ele. Ponto final!" Esta é a primeira vez que um eleito republicano divulga um anúncio de campanha declaradamente contra o candidato do partido às presidenciais de 8 de novembro. E revela bem como, a três meses de os americanos irem às urnas, as declarações polémicas do magnata estão a assustar o seu próprio partido.
Segundo o The New York Times, os estrategas republicanos estão até a pensar ir mais longe e lançar anúncios de vários candidatos a dar a derrota de Trump como garantida, apelando ao voto neles para que um Congresso republicano possa limitar os poderes de uma presidente democrata Hillary Clinton.
Depois de uma semana que envolveu ataques contra os pais de um soldado muçulmano morto no Iraque e acusações de ter expulsado um bebé de um comício por estar a chorar, Trump está a ser castigado nas sondagens. A última, da ABC News/The Washington Post e divulgada ontem coloca Hillary Clinton oito pontos à frente do magnata do imobiliário - 50% das intenções de voto, contra 42%.




Os últimos dias foram também de guerra aberta com a liderança republicana. Depois de Paul Ryan e John McCain terem criticado o seu ataque contra os pais do capitão Humayun Khan, na sequência do seu discurso na convenção democrata em que denunciaram a sua proposta para banir os muçulmanos dos EUA, Trump recusou apoiar o presidente da Câmara dos Representantes e o senador do Arizona, ambos candidatos à reeleição em novembro. Pressionado pela sua equipa de campanha, o milionário viria a recuar, acabando por dar o apoio a Ryan e a McCain, mas a relação entre o candidato republicano e dois dos mais influentes líderes do partido (McCain, além de veterano do Vietname, foi o candidato às presidenciais de 2008) continua tensa.
Então o que impede o aparelho republicano de retirar o apoio a Trump? Sobretudo o receio de perder os votos daqueles que o apoiam e que, apesar de todas as polémicas, se mantiveram fiéis ao seu lado num processo de primárias em que Trump eliminou 16 adversários. "Corremos o risco de alienar a nossa base ao repudiarmos o tipo ou corremos o risco de sermos punidos pelos independentes por não o repudiarmos? Estamos tramados se o fizermos e tramados se não o fizermos!", explicou ao The New York Times o analista republicano Glen Bolger.
Apoiantes desvalorizam
Enquanto o Partido Republicano tenta conter o pânico, os apoiantes de Trump vão desvalorizando as dificuldades do candidato. "Toda a gente devia acalmar",sublinhou Rody Giuliani na ABC News. O ex--mayor de Nova Iorque, ele próprio candidato à nomeação republicana em 2008 e agora conselheiro de Trump, está convencido de que o milionário ainda tem "todas as possibilidades de vencer estas eleições". Opinião semelhante à de Paul Manafort, o gestor de campanha de Trump, segundo o qual o candidato "está muito concentrado. Sabe o que tem de fazer. Estou confiante que ele vai começar a fazê-lo".
A verdade é que, indiferente a polémicas e críticas, Trump se tem mostrado igual a si próprio. Aproveitando as declarações de Hillary Clinton, que na sexta-feira admitiu ter entrado em "curto-circuito" quando foi interrogada pelo diretor do FBI, James Comey, sobre o uso do e-mail pessoal enquanto era secretária de Estado (2009-2013), o candidato republicano garantiu que a rival democrata não tem "condições mentais" para ser presidente.
Numa intervenção num estilo menos exuberante do que aquele a que habituou os apoiantes, Trump chegou mesmo a ler partes do discurso de 57 minutos que fez no New Hampshire. Mas nem por isso poupou Hillary, acusando-a de ter "falta de julgamento, de temperamento, para liderar este país" e acrescentando: "Ela é horrível, um ser humano horrível. É incompetente e acho que não podemos sequer pensar em deixar esta mulher tornar-se presidente dos EUA."
Luta pelos swing states
Com três meses pela frente até ao dia da votação, ambos os candidatos sabem que, mais do que olhar para as sondagens nacionais, precisam de se concentrar nos chamados swing states. Estes estados que alternam o voto entre democratas e republicanos são a chave para vencer. Sobretudo os que valem mais votos no Colégio Eleitoral que escolhe o presidente. Numa América polarizada, em que alterar uma tendência de voto não é fácil, estamos a falar de Florida, Pensilvânia e Ohio que, juntos, valem 67 dos 270 votos no Colégio Eleitoral que um candidato precisa para garantir a eleição.
Com tantos republicanos descontentes com Trump, Hillary Clinton tem apostado em piscar o olho a esta ala mais moderada, pouco inclinada a dar o voto ao milionário que quer construir um muro na fronteira com o México, expulsar 11 milhões de imigrantes ilegais ou banir os muçulmanos de entrarem nos EUA.
Se vão conseguir mobilizar as bases, só saberemos a 8 de novembro, mas a verdade é que são muitas as figuras de peso republicanas a ter dado o apoio à ex-primeira-dama. De Meg Whitman, a CEO da Hewlett Packard e financiadora tradicional da direita, a Hank Paulson, ex-secretário do Tesouro de George Bush filho. E alguns até criaram grupos de apoio a Hillary, como o Republicans for Her, do lobista Craig Snyder, ou as Republican Women for Hillary, de Jennifer Pierotti Lim, diretora para a política de saúde da Câmara do Comércio. "A escolha é entre um tipo que convidou uma nação hostil a piratear-nos e ela", resumia uma das mulheres republicanas por Hillary ao diário britânico The Guardian em Nova Iorque.
Bloomberg vs. Giuliani: luta de ex-mayors de Nova Iorque no apoio a Hillary e Trump

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106523

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ladra mas morde porrah e assim esta os EUA

Mensagem por Vitor mango em Seg Ago 08, 2016 1:05 am


_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106523

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ladra mas morde porrah e assim esta os EUA

Mensagem por Vitor mango em Seg Ago 08, 2016 4:42 am

Daniel Oliveira
1 h ·
A ignorância não é cool
O “politicamente incorrecto”, uma via verde para a alarvidade que entusiasma a direita e que se diz que a esquerda deveria acompanhar, apresenta-se como um grito de libertação das amarras intelectuais e morais do passado que levavam as pessoas a dizerem coisas em que não acreditavam ou a calarem as suas convicções. Os adolescentes dirão que isso é excelente. Um adulto saberá, e a velha direita conservadora também sabia, que é por as pessoas não dizerem em público todas as barbaridades que lhes passam pela cabeça que é suportável vivermos uns com os outros. A defesa desta incorreção política, que torna natural ser racista, xenófobo, misógino ou homofóbico e não ter vergonha disso, tem consequências. (...) Como dizia Obama, "ignorance isn’t cool". E o discurso "politicamente incorrecto" não faz mais do que tornar "cool" a ignorância. Tornar “cool” as generalizações com base na religião, etnia ou cultura. Tornar "cool" as barbaridades que se repetem sobre os muçulmanos sem nunca ter trocado uma palavra com algum. Tornar "cool" o discurso sobre outras culturas com base num impressionismo atrevido. Tornar “cool” a negação da evidência cientifica sobre as alterações climáticas. E tornar “cool” o polemista que mais conseguir chocar uma plateia. Hoje, Archie Bunker teria uma coluna num jornal e seria chamado de intelectual. (...)
Quando julgarem que estão a inovar, não é mau olharem para Trump. Talvez estejam apenas a fazer a humanidade regressar às cavernas. Mesmo que pareça "cool".

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106523

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ladra mas morde porrah e assim esta os EUA

Mensagem por Vitor mango em Seg Ago 08, 2016 4:45 am


_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106523

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ladra mas morde porrah e assim esta os EUA

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:51 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum