Abstenção dos Estados Unidos permitiu que a resolução a exigir a Israel o fim “imediato” e “completo” da política de colonatos nos territórios palestinianos fosse aprovada pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas