... Tomavam mulheres locais e constituíam famitias de que viriam a descender a grande prole dos "Portugueses Pretos"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

... Tomavam mulheres locais e constituíam famitias de que viriam a descender a grande prole dos "Portugueses Pretos"

Mensagem por Vitor mango em Sab Ago 12, 2017 10:45 am

...

ordnariamente sahião às Religiosos p. essas missões, se acabou totalmente comunicação e tratos dos Portuguezes com muyins daquelles Reys...
Os padres que saíam de Malaca para Timor e Solor, eram pagos à razão de 150 cruzadas por ano "...e hum pipa de vinho p. missas ..." acabando-se este subsidio logo que se perdeu Ma laca.
Não era só o espirito de aventura, a fé religiosa, nem a miragem da riqueza que movia os Portugueses do séc. VXI. Em muitos deles havia a esperança de encontrarem algures um recanto do mundo onde tranquilamente aguardassem o fim dos seus dias, fugindo de uma vez para sempre não só ao fragor das batalhas mas também ao fragor das ondas. Por isso muitos se fixaram em zonas que lhes pareciam reunir boas condições para uma vida calma dedicada ao comércio e à agricultura.
Tomavam mulheres locais e constituíam famitias de que viriam a descender a grande prole dos "Portugueses Pretos" (como os holandeses chamavam aos mestiços portugueses) formando núcleos espalhados por todo o Oriente e dos quais descendem muitas destas pessoas com nomes portugueses que tenho vindo encontrando ao longo da viagem.

Pelo livro de ordens régias de 1638 sabe-se que os holandeses se instalaram em Solor no mesmo sitio de onde expulsaram os portugueses, mas a sua permanência durou pouco tempo devido ao debilitante clima. No entanto, alguns portugueses ali continuaram e estabeleceram pouco a pouco relações com Timor "donde traziam sândalo para o dito Solar e aly o vinham buscar os navios de Macau para vender aos chinas.. " o qual... "he general melhor para os chinas pello muyto que que/mão é seus pagodes.,."
O NOME HORNAY - No cemitério de Larantuka, além de muitas referências a defuntos com nomes portugueses vi várias campas com o nomë Hornay e nos livros que tenho consultado aparece com frequência este apelido estrangeiro como estando ligado aos destinos de Timor desde o século XVII. Ainda há pessoas com este nome em i irnor e também em Kupang (antigo Cupão, principal cidade de Timor ocidental, onde houve uma pequena fortaleza portuguesa). Recentemente, o Correio da Manhã (27 de Agosto de 2006) publicou a seguinte noticia: "Por ordem do nosso ministro do interior fomos ao comando da ONU para uma reunião sobre a nossa actuação na nova missão das Nações unidas e os polícias australianos obngaram nos a despir as nossas fardas e a ficar em roupa interior no meio da rua, em frente de toda a gente, confirmou, indignado, o oficial tmorense Júlio Homay
Qual a origem deste nome? Os antigos cronistas chamam-lhe 7an d'dmey.
Segundo um autor em ".:.1613 passou de Solar a Timor um aventureiro que dizem ser hofandez, outros Italiano, e ali se casou com uma mulher da terra, da qual teve um filho a que deu o nome António Homay"'
Outro afirma "..e assim se verifica, sem sombra de dúvida que António Homay era filho de um desertor holandez e de uma portuguesa, conforme consta de uma carta remetida ao Rei de Portugal 'por António de Meio e Castro... datada de 1666'
 
Ainda outo…..(ilegivel na copia )……… Luiz.. [
Mendonça Furtado (1671-1677) refere que: !M' ho.. aviso r ,oë. r J Antunes embarcado na nau Nossa Senhora da Guia, lhe cobre vyo tempo e n se sabe dela, será

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 108847

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum