Testa-de-ferro de Oliveira e Costa tinha carro de Hitler

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Testa-de-ferro de Oliveira e Costa tinha carro de Hitler

Mensagem por Admin em Sab Abr 25, 2009 1:54 am

Testa-de-ferro de Oliveira e Costa tinha carro de Hitler
Por Felícia Cabrita
Um advogado, que representou o antigo presidente do BPN em vários negócios imobiliários, foi constituído arguido, depois de ter sido ouvido pelo juiz de instrução, Carlos Alexandre

• Leia aqui a notícia de 27 de Dezembro de 2008Clique para ler o artigo
.

A equipa de investigadores da Operação Furacão constitui hoje como arguido o advogado Ricardo Oliveira, que representou por diversas vezes o Banco Português de Negócios (BPN) e o seu antigo presidente, Oliveira e Costa, em negócios de imobiliário feitos em nome de empresas ligadas ao banco e ao antigo banqueiro.

As propriedades de Ricardo Oliveira foram alvo de buscas pelas autoridades nos últimos dias, que se centraram sobretudo no Algarve. Numa das propriedades, o advogado tinha uma colecção privada com 102 carros, no valor de 20 milhões de euros, entre eles um carro que pertenceu ao ditador alemão Adolf Hitler.

Ricardo Oliveira, segundo apurou o SOL, foi constituído arguido depois de ter sido ouvido, em Lisboa, pelo juiz de instrução, Carlos Alexandre, e está indiciado pela pratica, entre outros, dos crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal.

Foi o SOL quem, pela primeira vez, revelou o papel deste advogado nos alegados esquemas de negócios imobiliários, feitos pelo ex-banqueiro Oliveira e Costa, através do BPN e das empresas do grupo Sociedade Lusa de Negócios.

Numa noticia publicada no passado mês de Dezembro, sobre a compra da Quinta dos Morgadinhos, no Algarve, o SOL noticiou que Oliveira e Costa exigiu que uma empresa do grupo BPN comprasse esta quinta, em Loulé, de 70 hectares, por dois milhões de euros acima do preço pedido pelos proprietários, de forma a que fossem pagas comissões a elementos do banco.

A transacção ocorreu em 2000: a Quinta do Morgadinho foi posta à venda por 15 milhões de euros e foi comprada pela Responsabilimo (empresa criada exclusivamente para este negócio pelos responsáveis do BPN) por 17 milhões.

A diferença constituiu «um overprice a retornar para terceiros», segundo a documentação sobre o negócio a que o SOL teve acesso. ‘Terceiros’ que, no caso, eram José Monteverde, director no BPN, Ricardo Oliveira, o advogado que representou diversas vezes o grupo, e, ao que tudo indica, o próprio Oliveira e Costa.

felicia.cabrita@sol.pt
avatar
Admin
Admin

Pontos : 5697

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testa-de-ferro de Oliveira e Costa tinha carro de Hitler

Mensagem por Vitor mango em Sab Set 08, 2012 11:14 am

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 108398

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum