Genética... Fungo comum em Portugal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Genética... Fungo comum em Portugal

Mensagem por Kllüx em Qui Jul 10, 2008 7:07 am

Genética: Fungo comum em Portugal ajuda a compreender morte celular - estudo


Um fungo filamentoso comum em Portugal, da família das trufas, serviu de modelo a investigadores do Porto para estudar os mecanismos da morte celular, com interesse para um melhor conhecimento do cancro ou das doenças do envelhecimento.

"É um fungo não patogénico, conhecido como Neurospora crassa, que surge no pão e a seguir aos incêndios", disse hoje à agência Lusa Ana Castro, primeira autora de um estudo publicado pelo Journal of Biological Chemistry, uma revista científica norte-americana.

A escolha do fungo para modelo biológico prende-se com o facto do seu genoma ter já sido completamente sequenciado, o que permite aos cientistas estudar recombinações e mutações genéticas da espécie selvagem.

Esta equipa, liderada por Arnaldo Videira - investigador do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) e professor catedrático de Genética Molecular no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da Universidade do Porto -, descobriu que uma estirpe mutante deste fungo é mais resistente do que a estirpe selvagem à Fitoesfingosina, um fármaco que induz a morte celular programada.

"O estudo descreve pela primeira vez esse processo e o papel que nele desempenham as mitocôndrias, que são organelos responsáveis pela produção de energia nas células", explicou Ana Castro, também investigadora do IBMC e docente de Biologia Molecular na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa.

Durante este trabalho, iniciado há cerca de dois anos e meio, os investigadores aperceberam-se da importância dos radicais oxigénio-reactivos no desencadear do processo de morte celular programada, a que os cientistas chamam apoptose.

Estes compostos oxidantes são formas químicas muito agressivas que destroem as células e estão associadas a muitas das doenças associadas ao envelhecimento, como a doença de Alzheimer.

É justamente no entendimento do processo que desencadeia a formação desses radicais livres que a estirpe identificada e caracterizada pelos autores do estudo poderá dar um contributo importante.

A equipa vai continuar a investigar os mecanismos moleculares da apoptose no mesmo modelo biológico, nomeadamente através de experiências com outras drogas.

Além de Arnaldo Videira e Ana Castro, participaram neste estudo a investigadora N. Louise Glass, da Universidade de Berkeley (Califórnia), e Artur Falcão, estudante de Medicina Dentária na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa.

A colaboração com a Universidade de Berkeley resultou de um período de trabalho sabático que Arnaldo Videira nela realizou e onde N. Louise Glass estava também a investigar a morte celular mas noutra situação, referiu Ana Castro à Lusa.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genética... Fungo comum em Portugal

Mensagem por Vitor mango em Seg Set 10, 2012 4:29 am

amen

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 109298

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum