Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Colômbia

Ir para baixo

Colômbia Empty Colômbia

Mensagem por Joao Ruiz Qua Ago 26, 2009 9:04 am

Chávez quer romper de vez as relações com a Colômbia

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1183407

A Venezuela quer cortar relações diplomáticas com a Colômbia devido ao acordo celebrado com os Estados Unidos, que permitirá às tropas norte-americanas um amplo acesso às suas bases militares.

O presidente Hugo Chávez disse que "não há possibilidade" de reparar as ligações com o governo da Colômbia.

A Colômbia e os Estados Unidos estão a negociar um acordo, com vigência de 10 anos, que permitirá às tropas norte-americanos aumentar a sua presença em sete bases colombianas.

Este acordo foi estabelecido para combater mais eficazmente o tráfico de droga e terrorismo, indicaram representantes colombianos e norte-americanos.

Hugo Chávez considera este acordo uma ameaça para a Venezuela, tendo por isso pedido ao ministro dos Negócios Estrangeiros para se "preparar para uma ruptura com a Colômbia".

DN

Colômbia Harp


Última edição por João Ruiz em Ter Jun 22, 2010 5:26 am, editado 1 vez(es)
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty "Novo Uribe" promete firmeza

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jun 22, 2010 5:26 am

"Novo Uribe" promete firmeza

por HELENA TECEDEIRO
Hoje

Colômbia Ng1308921

Santos venceu eleições com votação recorde de nove milhões, aproveitando popularidade do Presidente.

"Santos é Uribe", exclamava uma militante do Partido Social de União Nacional após a vitória de Juan Manuel Santos na segunda volta das presidenciais de domingo na Colômbia. E o próprio ex-ministro, que serviu nas pastas do Comércio, Tesouro e Defesa nos Governos de Álvaro Uribe fez lembrar o antecessor ao prometer usar "a firmeza necessária" para lutar contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) cujo "tempo acabou". Em 2002, Uribe prometera "autoridade" contra a guerrilha marxista.

Diante de uma multidão que se deslocou a uma sala de espectáculos de Bogotá para celebrar a sua vitória, Santos agradeceu a "Deus e à Colômbia" a "confiança que nove milhões de pessoas depositaram em mim, apesar da chuva e dos jogos de futebol". Com esta vitória sobre Antanas Mockus, o candidato do Partido Verde, o delfim do presidente Uribe tornou-se no homem mais votado da história da Colômbia.

Para tal, muito terão contribuído as suas vitórias contra as FARC enquanto ministro da Defesa. O mais significativo foi a Operação Jaque (Xeque) durante a qual o exército colombiano conseguiu libertar 15 reféns da guerrilha, a 2 de Julho de 2008. Entre eles a antiga candidata presidencial, a franco-colombiana Ingrid Betancourt.

Apesar de quase ter duplicado os efectivos das forças armadas que lutam contra as FARC - de 220 mil para 425 mil -, Uribe não conseguiu acabar com a guerrilha. Esta continua activa em perto de 50% do território colombiano, apesar de já não cercar as grandes cidades. Mesmo enfraquecidas, desde o início do ano, as FARC já protagonizaram mais de 800 acções violentas.

A violência marcou também o dia das eleições, com 11 elementos das forças armadas a morrerem em ataques que ontem ainda não haviam sido reivindicados.

A vitória de Santos mereceu os elogios dos EUA, dos quais a Colômbia é o maior aliado na América Latina, da União Europeia e da Organização dos Estados Americanos. Mas entre os vizinhos de esquerda, terá sido tudo menos bem vista. Em 2008, o Equador rompeu as relações diplomáticas com a Colômbia depois de o então ministro ter ordenado um ataque contra um acampamento das FARC naquele país e em 2009 foi a Venezuela a congelar os contactos bilaterais após um acordo militar entre Washington e Bogotá.

Para marcar um corte com o passado, no discurso de vitória, Santos estendeu a mão ao Equador e Venezuela. O presidente eleito propôs aos vizinhos "a abertura de caminhos de cooperação". Já a nível interno, apelou à criação de um Governo de união, que poderá integrar Mockus. Com o desemprego e a pobreza - que atinge 46% dos colombianos - a constituírem as principais preocupações dos eleitores depois da segurança, o novo chefe do Estado mostrou-se ainda empenhado em lutar contra estes dois problemas sociais.

Apesar das comparações com Uribe, os analistas concordam que os próximos anos serão de mudança. Até porque Santos é visto como um político mais conciliador e menos inclinado a usar palavras duras do que o antecessor.

In DN

Colômbia Tiphat

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Colômbia: Uma pesada herança

Mensagem por Joao Ruiz Sab Ago 07, 2010 9:49 am

.
Colômbia: Uma pesada herança

por SUSANA SALVADOR
Hoje

Colômbia Ng1327793

O ex-ministro da Defesa Juan Manuel Santos toma hoje posse em Bogotá, recebendo o testemunho do seu mentor, Álvaro Uribe.

O ex-presidente sai com uma popularidade elevada, fruto do sucesso da sua política de segurança democrática que enfraqueceu as FARC. O novo entra depois de ter recebido os votos de mais de nove milhões de colombianos, recebendo um país em crise diplomática com a Venezuela e onde há ainda muito para fazer.

Em 2002, quando Álvaro Uribe assumiu pela primeira vez a presidência, a Colômbia estava perto de ser considerada um "Estado falhado". Oito anos depois, o país que passa ao seu delfim e sucessor está longe de ser caracterizado dessa forma, mas há ainda muitos problemas com os quais Juan Manuel Santos tem de lidar.

O novo Presidente toma hoje posse em Bogotá numa cerimónia na Praça Bolívar, à qual vão assistir muitos líderes regionais. Há um, contudo, que não está convidado: o venezuelano Hugo Chávez, que acaba de cortar relações com a Colômbia por causa das denúncias de que, no seu território, alberga membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (ver caixas).

Venezuela ou FARC são dois dos dossiers quentes com que Juan Manuel Santos terá de lidar, mas há um outro que não se prende com política externa ou interna: a sombra do seu antecessor. Álvaro Uribe deixa a Casa de Narino com 75% de popularidade, graças aos resultados da sua política de segurança democrática. Apesar dos escândalos de corrupção (relacionados com a parapolítica, o envolvimento de deputados e congressistas com os paramilitares) ou de violações dos direitos humanos, Uribe é popular e terá uma palavra a dizer sobre as políticas de Santos.

O novo presidente foi eleito com mais de nove milhões de votos (mais dois milhões do que Uribe em 2006), mas não tem o carisma do antecessor. Este centrava de tal forma o poder na sua pessoa, que acabou por debilitar o poder legislativo. O Congresso, onde tinha a maioria, viveu estes anos abalado pela parapolítica e os partidos tradicionais perderam o seu poder. Apenas um "sobreviveu", o Partido de la U - de união, mas antes de mais de Uribe.

Santos vai tentar alterar este cenário, apostando em alianças partidárias para fazer avançar o seu Governo. Assim, em vez de se reunir pessoalmente com os deputados, quando foi necessário negociar virou-se para os líderes dos partidos, procurando o apoio do todo em vez do indivíduo. Assim, conseguiu ter a seu lado não só o Partido de la U, mas também o Partido Conservador, o Liberal e o Cambio Radical - um apoio maior do que aquele de que gozou Uribe. Resta saber até quando.

In DN

Colômbia 000203DA

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Chávez e Santos reúnem-se terça-feira em Bogotá

Mensagem por Joao Ruiz Seg Ago 09, 2010 6:24 am

.
Chávez e Santos reúnem-se terça-feira em Bogotá

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1328435

O Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, desloca-se terça-feira a Bogotá para se reunir com o seu homólogo, Juan Manuel Santos, um mês após os dois países terem cortado relações diplomáticas, anunciou o chefe da diplomacia venezuelana.

O anúncio foi feito domingo pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Venezuela, Nicolás Maduro, após uma reunião que manteve com a chefe de diplomacia colombiana, María Ángela Holguín.

O encontro entre Chávez e Santos na capital colombiana poderá ser o primeiro passo para restaurar o relacionamento entre os dois países.

Caracas rompeu a 22 de Julho as relações diplomáticas com o país vizinho, depois de acusações da Colômbia na Organização dos Estados Americanos sobre a presença de cerca de 1500 guerrilheiros das FARC na Venezuela.

Santos deu primeiro passo para retomar diálogo

"O Presidente Santos procura um diálogo franco e directo com a Venezuela. Creio que o chanceler Maduro e eu demos esse primeiro passo hoje [domingo] com o objectivo de restabelecer as relações, relações assentes na transparência e na franqueza", declarou Holguín à imprensa.

"Quero reiterar que foi um bom diálogo (...), onde primou a transparência e a franqueza, e isso deixa-nos satisfeitos", salientou.

Também Nicolás Maduro se mostrou satisfeito com a reunião, na qual também participou o secretário-geral da União de Nações Sul-americanas (UNASUL), Nestor Kirchner.

"Realmente estou muito satisfeito sobre como falámos, os temas em que começámos a trabalhar e como combinámos que vamos actuar com transparência", afirmou Maduro.

O governante venezuelano reiterou que "cerca do meio-dia de terça-feira, aqui na Colômbia", os Presidentes Santos e Chávez "vão ter a possibilidade de conversar e de tomarem as decisões que favoreçam, ao nível mais alto, as relações entre os dois países".

Santos, antigo ministro do governo do seu antecessor Álvaro Uribe, tomou sábado posse como 59.º Presidente da Colômbia numa cerimónia que contou com a presença dos principais chefes de Estado da América do Sul, à excepção de Hugo Chavéz, que se fez representar por Nicolás Maduro.

Chávez mostrou-se no sábado disponível para uma reunião com o novo Presidente colombiano para "virar a página" na crise diplomática que opõe os dois países há duas semanas.

Na cerimónia de tomada de posse, o novo chefe de Estado da Colômbia propôs à Venezuela um "diálogo directo", o mais rápido possível, "para resolver a crise que levou à ruptura das relações diplomáticas entre os dois países".

"Dadas as circunstâncias, sugiro um diálogo franco e directo, o mais rápido possível", disse Santos, depois de agradecer a todos os que sugeriram o seu nome para tentar aproximar os dois países, entre os quais o presidente do Brasil, Lula da Silva.

In DN

Colômbia Smilie_fluester

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Chávez e Santos à procura da paz na casa de Bolívar

Mensagem por Joao Ruiz Qua Ago 11, 2010 3:44 am

.
Chávez e Santos à procura da paz na casa de Bolívar

por SUSANA SALVADOR
Hoje

Colômbia Ng1329059

O Presidente venezuelano foi ontem recebido pelo novo líder colombiano, numa altura de tensão entre os dois países vizinhos.

A quinta de San Pedro Alejandrino em Santa Marta, última residência do libertador das Américas Simón Bolívar (1783-1830), foi o palco escolhido para outro momento que se queria histórico. O primeiro encontro entre o novo Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o seu homólogo venezuelano Hugo Chávez, numa altura em que as relações entre os dois países estão cortadas pelas acusações de Bogotá de que a Venezuela alberga guerrilheiros das FARC.

"Encontramo-nos num lugar histórico para procurar restabelecer as relações entre dois países irmãos (...) de forma firme e durável", disse Santos à chegada. "Faremos tudo ao nosso alcance para que assim seja", acrescentou o novo mandatário, que tomou posse no sábado, dias após a Venezuela romper relações acusando Bogotá de mentir. Em causa as provas apresentadas pelo anterior governo, de Álvaro Uribe, que alegadamente revelam a existência de acampamentos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

Antes do início da cimeira bilateral, Chávez mostrou-se também disposto a conseguir a paz "custe o que custar" com os vizinhos e importantes parceiros económicos. O líder venezuelano referiu que na casa de Bolívar, os dois países iam começar "a construir o que foi desmoronado". Num curto discurso no aeroporto, Chávez indicou ainda que ia à Colômbia "ratificar" o seu "amor eterno" pelo país.

A reunião começou com um encontro privado entre os dois presidentes, estando prevista depois a entrada dos ministros dos Negócios Estrangeiros - o venezuelano Nicolás Maduro e a colombiana María Ánela Holguín (ex-embaixadora em Caracas - e do secretário-geral da União Sul-Americana (Unasur), o ex-presidente argentino Néstor Kirchner, que se ofereceu como mediador. A reunião decorria ainda à hora de fecho desta edição.

O encontro na cidade portuária de Santa Marta (a norte de Bogotá) esteve rodeado de fortes medidas de segurança, tendo sido enviados para o local 3500 polícias. Helicópteros e navios patrulhavam o espaço aéreo e marítimo, tendo Chávez enviado na véspera à noite dois Mercedes Benz blindados para se deslocar na região.

In DN

Colômbia Smilie31

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Empresários festejam trégua Bogotá-Caracas

Mensagem por Joao Ruiz Qui Ago 12, 2010 3:41 am

.
Empresários festejam trégua Bogotá-Caracas

por SUSANA SALVADOR
Hoje

Colômbia Ng1329465

Juan Manuel Santos e Hugo Chávez concordaram em reatar as relações diplomáticas e económicas entre Colômbia e Venezuela.

A guerra entre Colômbia e Venezuela podia ser só de palavras, mas teve um impacto profundo nas relações económicas entre os dois países: de Janeiro e Maio, as exportações colombianas para aquele que é o seu segundo mercado mais importante caíram 71,4%. Não é por isso de estranhar que os empresários tenham sido dos mais satisfeitos com o resultado da cimeira bilateral em Santa Marta, que acabou já de madrugada em Lisboa com o reatar das relações entre Bogotá e Caracas.

No final de mais de três horas de reunião, o novo Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e o homólogo venezuelano, Hugo Chávez, "concordaram em relançar a relação bilateral e restabelecer as relações diplomáticas entre os dois países, na base de um diálogo transparente, directo, respeitoso, privilegiando a via diplomática".

Na cimeira bilateral, que decorreu na última residência do herói das independências da América, Simón Bolívar, ambos os presidentes concordaram no estabelecimento de cinco comissões, para o relançar das relações comerciais, a integração económica, as questões sociais fronteiriças, o desenvolvimento comum de infra-estruturas e a segurança.

Um dos temas mais polémicos prendia-se com as acusações, feitas por Bogotá, de que a Venezuela alberga acampamentos da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). "O Presidente Chávez reiterou que não permitirá a presença de grupos armados no seu território. Penso que é um passo importante para que as relações sejam mantidas numa base sólida", disse Santos. Por seu lado, o líder venezuelano indicou que o seu Governo "não apoia nem apoiará ou permitirá a presença de guerrilhas ou narcotráfico".

Chávez, que presenteou Santos com uma biografia de Bolívar (escrita por Felipe Larrazabal) por ser o dia do seu 59.º aniversário, lembrou contudo que ainda é preciso "vencer os demónios", indicando que há muita gente que quer que os dois países continuem de costas voltadas.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Demite-se padre colombiano que mantinha duas amantes

Mensagem por Joao Ruiz Dom Ago 29, 2010 7:24 am

.
Demite-se padre colombiano que mantinha duas amantes

Hoje

Há 20 anos que Rodrigo Carvajal Vargas mantinha uma relação com uma mulher divorciada. Não haveria problema, não fosse ele o pároco da Igreja de La Merced, localizada no centro histórico de Cali, a curta distância da arquidiocese, e nunca ninguém tivesse dado por isso. A história só ficou conhecido após a denúncia de outra mulher separada, amante do mesmo padre há três anos.

Vargas, de 73 anos, pediu a demissão após ser descoberto. "A sua renúncia foi aceite", indicou à agência EFE o arcebispo Darío de Jesús Monsalve, da Arquidiocese de Cali. Foi ainda aberto um expediente canónico, para investigar a situação, devendo ser questionados todos os intervenientes.

A denúncia foi feita por Noelia Quintero, uma professora de 48 anos: "Conhecemo-nos depois de uma missa que oficiou, começámos uma relação com algumas limitações, mas sólida, e por isso nunca pensei dizer nada sobre a sua actividade", revelou a mulher, que entretanto acabou a relação. "Acreditei que um homem consagrado a Deus me seria fiel", afirmou, acrescentando que, "tal como há mulheres que são atraídas pelos uniformes", ela é atraída "pelas sotainas".

A amante só descobriu que era a "outra" há um ano, quando caminhava ao lado do padre após uma missa e foi interpelada por uma mulher que gritava que ela era a esposa de Vargas.

In DN

Embarassed Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty O 'terror' das FARC morre em operação militar

Mensagem por Joao Ruiz Sex Set 24, 2010 10:28 am

.
O 'terror' das FARC morre em operação militar

por SUSANA SALVADOR
Hoje

Colômbia Ng1345678

'Mono Jojoy' era o líder militar da guerrilha e artífice da vaga de sequestros

O homem mais detestado pelo Exército colombiano, um "mito" para os guerrilheiros, o "terror" das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Estas são expressões que descrevem Jorge Briceno ou Mono Jojoy . O líder militar da guerrilha foi morto ontem numa operação do exército na região de Meta.

"É o golpe mais contundente contra as FARC em toda a sua história", disse o Presidente colombiano Juan Manuel Santos, anunciando o sucesso da operação Sodoma. Mais importante, referiu, que a morte do número dois das FARC, Raúl Reyes, em Março de 2008. "Mono Jojoy representava o terror das FARC", contou aos jornalistas em Nova Iorque, onde está para participar na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Na guerrilha desde 1975, Mono Jojoy cresceu a ouvir Jacobo Arenas, um dos fundadores das FARC. Considerado um dos guerrilheiros mais radicais, terá sido responsável, na década de 1990, pelos golpes mais duros contra as autoridades colombianas. Jorge Briceno era procurado por 62 mandatos de captura por homicídio, terrorismo e rapto. Como líder do Bloco Oriental das FARC, terá sido o responsável por idealizar a estratégia de sequestrar polícias e militares para forçar uma troca humanitária com o Governo.

"Podemos confirmar que nesta operação chegámos à mãe de todos os acampamentos das FARC, com mais de 300 metros de comprimento e um bunker construído em cimento no qual se refugiava o líder, com túneis de fuga para enganar as autoridades", disse o ministro da Defesa, Rodrigo Rivera.

O responsável aproveitou para lançar uma mensagem ao líder das FARC, Alfonso Cano, e aos cerca de oito mil guerrilheiros que se estima ainda estejam na guerrilha. "Entreguem-se, desmobilizem-se. Garantimos as vossas vidas e um tratamento digno e justo", acrescentou. Alguns especialistas acreditam que a sua morte pode mesmo ser o início do fim das FARC, já que por ele passavam todas as decisões militares. Uma boa notícia para Juan Manuel Santos, que assumiu a presidência há menos de dois meses e antes era o ministro da Defesa.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty 17 mortos em despiste de autocarro na Colômbia

Mensagem por Joao Ruiz Seg Nov 22, 2010 6:57 am

.
17 mortos em despiste de autocarro na Colômbia

por Lusa
Hoje

Pelo menos 17 índios morreram e 35 ficaram feridos quando o autocarro em que viajavam se despistou e caiu numa ravina, na madrugada de domingo, informaram os serviços de socorro.

O autocarro transportava indígenas da comunidade Paez, entre as localidades de Silvia e Jambaló, no departamento de Cauca, quando se despistou e caiu no abismo, pouco depois das zero horas de domingo (hora local), segundo o comandante dos bombeiros do referido departamento, Juan Gañan.

"Ao tentar travar, (o motorista) perdeu o controlo do veículo. A manobra, associada ao mau estado da estrada devido às chuvas, causou o acidente", esclareceu. Os cadáveres das vítimas foram recuperados no domingo, durante o dia, enquanto os 35 feridos foram transportados para os hospitais das proximidades.

A Colômbia atravessa desde Setembro a segunda estação das chuvas, este ano particularmente intensa.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Chuvas causam 167 mortos na Colômbia

Mensagem por Joao Ruiz Qui Dez 02, 2010 9:13 am

.
Chuvas causam 167 mortos na Colômbia

Hoje

Colômbia Ng1392500

As chuvas registadas este ano na Colômbia já causaram 167 mortos e afectaram mais de 1,5 milhões de pessoas, segundo dados oficiais.

Uma nota do Ministério do Interior adianta que além dos mortos, foram também registados 225 feridos e 19 desaparecidos.

De acordo com os mesmos dados, as chuvas, que se intensificaram nas últimas semanas, provocaram ainda 316 207 desalojados, tendo destruído 1821 casas e causado prejuízos em 256 083 outras habitações.

In DN

Colômbia Chuva

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Traficante colombiano mais procurado foi abatido

Mensagem por Joao Ruiz Qui Dez 30, 2010 9:37 am

.
Traficante colombiano mais procurado foi abatido

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1415202

O traficante de droga e paramilitar colombiano Pedro Guerrero, também conhecido como "Cuchillo", foi abatido pela polícia numa operação lançada no dia de Natal, informou o governo colombiano.

"Assassino entre assassinos" foi a expressão usada pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, quando confirmou, na quarta-feira, a morte de "Cuchillo", nascido a 28 de Fevereiro de 1970, no departamento de Meta, e a quem se atribuem mais de três mil mortes. Morreu com a faca "com que degolava as suas vítimas" nas mãos, descreveu Santos.

O traficante de droga e ex-paramilitar era, aos 40 anos, o homem mais procurado na Colômbia, cuja captura era pretendida pelos Estados Unidos .

In DN

Colômbia Swordplay

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Mais de 200 mil assassínios e desaparecimentos

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jan 14, 2011 7:37 am

.
Mais de 200 mil assassínios e desaparecimentos

por Lusa

A Procuradoria-geral da Colômbia elaborou 173.183 processos relativos a homicídios e 34.467 de desaparecimentos.

Estes casos são atribuídos a para-militares das antigas milícias Auto-Defesas Unidas de Colômbia (AUC), de extrema-direita, anunciaram fontes judiciais em Bogotá, citadas pela Efe.

A mesma entidade elaborou também processos relativos a 1.597 matanças da responsabilidade de ex-membros das AUC, bem como a deslocação forçada de 74.990 comunidades e o recrutamento compulsivo de 3.557 menores.

Os registos judiciais indicam que os antigos para-militares cometeram 3.532 casos de extorsão, 3.527 de sequestro, 677 de violência sexual e 68 de tráfico de droga, para além de 28.167 "outras condutas" não especificadas.

Esta organização dissolveu-se em meados de 2006, após o desarmamento de 31 mil para-militares, num processo realizado com o governo do então presidente Álvaro Uribe, que governou durante dois mandatos, de 2002 a 2010.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Confrontos entre FARC e traficantes fazem 13 mortos

Mensagem por Joao Ruiz Sab Fev 12, 2011 4:17 pm

.
Confrontos entre FARC e traficantes fazem 13 mortos

por Lusa
Ontem

Confrontos entre a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e um grupo de traficantes de droga provocaram na quinta-feira 13 mortos no sul colombiano.

"Tivemos conhecimento da morte de 13 pessoas ao fim de quinta-feira e durante a noite", pormenorizou aos jornalistas Guillermo Alberto González, governador da província de Cauca, citado pela agência AFP.

Os confrontos ocorreram na comuna rural de Argelia, no sudoeste da província de Cauca.

Opuseram "os vermelhos das FARC, que operam na zona, e os Rastrojos, com ambos a quererem controlar uma zona muito permeável ao tráfico de droga", acrescentou Guillermo Alberto González.

Os Rastrojos é um dos sete principais grupos criminosos que apareceram nos últimos anos na Colômbia. Estes grupos são constituídos por traficantes de droga e ex-paramilitares de extrema-direita e são considerados como um dos principais desafios à segurança pelo presidente colombiano, Jan Manuel Santos.

As FARC lutam contra o Estado há mais de 40 anos e contam com cerca de oito mil combatentes.

Segundo o governador, a região é estratégica porque está perto da costa do Pacífico, por onde os traficantes de droga a transportam para a América Central e os Estados Unidos, primeiro mercado mundial de cocaína.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty FARC deram falsas coordenadas para libertação de reféns

Mensagem por Joao Ruiz Seg Fev 14, 2011 4:36 pm

.
FARC deram falsas coordenadas para libertação de reféns

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1452382

O governo colombiano manifestou-se domingo "escandalizado" com a libertação abortada de dois reféns da guerrilha das FARC, que revelaram "falsas coordenadas".

"Apesar do respeito do governo pelos seus compromissos, as FARC cometeram um acto que nos escandalizou", declarou à imprensa, Eduardo Pizarro, delegado da presidência para este processo de libertação.

"As FARC revelaram hoje coordenadas do local de libertação no departamento de Tolima. Os helicópteros deslocaram-se ao local e os reféns não estão em Tolima, mas no departamento de Cauca", acrescentou. "Esta conduta estranha e incomodativa das FARC preocupa-nos muito", declarou.

Os processos de libertação de reféns das FARC são acompanhados de protocolos de segurança complexos, que implicam a paragem, por parte do exército, das operações militares em curso nas regiões onde estas pessoas devem ser libertadas, durante 36 horas. Outros responsáveis consideram que estes protocolos podem estar a ser utilizados para permitir o trânsito de membros das FARC para outros locais.

O cabo Salin Sanmiguel, sequestrado a 23 de Maio de 2008, com 25 anos, devia regressar a casa para junto da mulher e da filha.

Por seu lado, o major de polícia Guillermo Solorzano, 34 anos, sequestrado a 4 de Junho de 2007, é esperado pela mãe, três irmãos, pela mulher e pela filha em Bogotá.

Um terceiro homem, o polícia Carlos Ocampo, sequestrado em Dezembro, foi libertado são e salvo, anunciou o CICV.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Mais de 450 mortos no último ano devido à chuva intensa

Mensagem por Joao Ruiz Qui Maio 19, 2011 5:31 am

.
Mais de 450 mortos no último ano devido à chuva intensa

por Lusa
Hoje

Mais de 450 pessoas já morreram devido às chuvas intensas registadas desde Abril de 2010 na Colômbia e que já afetaram 3,4 milhões de pessoas em 1030 dos 1120 municípios do país, disse hoje o governo colombiano.

A última vitima mortal - num total de 452 já contabilizadas - foi registada na quarta-feira depois de uma avalancha ter atingido um aglomerado urbano em San Vicente de Chuchurí, em Santander, nordeste da Colômbia, num acidente que provocou também 11 feridos.

As autoridades desconhecem o paradeiro de pelo menos dez pessoas.

Departamentos governamentais colombianos afirmaram que a chuva, intensificada pelo fenómeno "La Niña" já afectou 803.150 famílias em 29 das 32 províncias.

Mais de 1,2 milhões de hectares de zonas agrícolas foram destruídos, bem como dezenas de estradas, pontes, aquedutos, escolas e outras infraestruturas públicas.

Nos cálculos do Governo, milhares de cabeças de gado e mais de meio milhão de aves de capoeira morreram afogadas devido às cheias.

As autoridades colombianas preveem que a intensidade da chuva se mantenha até meados de Junho.

In DN

Colômbia Chuva

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Líder das FARC escapou pela terceira vez à captura

Mensagem por Joao Ruiz Seg Jul 04, 2011 10:33 am

.
Líder das FARC escapou pela terceira vez à captura

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1569199

O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, revelou que o chefe máximo da guerrilha das FARC, Alfonso Cano, escapou há três dias de uma terceira operação lançada pelas forças armadas para o capturar.

Nota-se nas provas que encontrámos que deixou metade dos seus pertences e fugiu à pressa", disse Santos, durante um voo sobre a zona de operações, no sudeste da Colômbia, na sequência de uma visita às tropas envolvidas na ação.

As operações contra Cano, desencadeadas há três anos, centram-se numa extensa e abrupta área da cordilheira andina central, onde confluem os territórios das províncias de Tolima e Huila.

Segundo o presidente colombiano, nesta última operação foi utilizada artilharia pesada, tendo o ataque sido desencadeado quinta-feira de manhã numa zona entre Paez e Nátaga.

"Na noite de quarta-feira Cano dormiu nessa área. Mas as forças nacionais vão prosseguir as ações para o capturar", garantiu.

Alfonso Cano é o nome por que é conhecido Guillermo Léon Sáenz, um antropólogo de 62 anos e que há quase 35 integra os escalões de comando das FARC.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Alfonso Cano, comandante das FARC, está morto

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 05, 2011 11:58 am

.
Alfonso Cano, comandante das FARC, está morto

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1698385

O principal chefe das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), Alfonso Cano, foi morto durante uma operação militar na Colômbia, informaram oficiais militares citados pelas agências internacionais.

A morte de Alfonso Cano foi confirmada pelo governador de Cauca, Alberto Gonzalez, indicou a AFP. "O exército e força aérea realizaram operações militares nas localidades de Suarez e Lopez de Mikay, onde se registou a morte de Alfonso Cano", declarou Alberto Gonzalez à AFP.

Entretanto, um oficial colombiano, em declarações à AP sob a condição de anonimato, disse que as "impressões digitais coincidiam", ao avançar que Alfonso Cano tinha sido morto durante "uma operação militar".

Alfonso Cano estava na mira das autoridades colombianas desde 2010, tendo estas estabelecido um prémio de 5 milhões de dólares pela sua captura.

Fundadas em 1964, as FARC contam com cerca de 8.000 combatentes. Em 2008, a guerrilha perdeu dois líderes históricos - Manuel Marulanda e Raul Reves - e Ivan Rios.

Alfonso Cano era o nome por que era conhecido Guillermo Léon Sáenz, um antropólogo de 62 anos e que há quase 35 integrava os escalões de comando das FARC. Em 2008 ascendeu ao chefe máximo da organização substituindo o líder histórico Manuel Marulanda.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty FARC vão libertar dez militares a partir de segunda

Mensagem por Joao Ruiz Qua Mar 21, 2012 5:02 pm

.
FARC vão libertar dez militares a partir de segunda

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1871204

A guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) vai começar a libertar a partir de segunda-feira os 10 polícias e militares que ainda mantém como reféns, anunciou hoje uma responsável da organização "Colombianos pela paz" que medeia as negociações.

"Em 26 de março vão começar as libertações", assegurou à agência noticiosa AFP Marleny Orjuela, a responsável pelo coletivo e que foi designada para receber os reféns com uma delegação do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICR).

O anúncio quase coincide com o rescaldo de uma vasta operação militar no leste do país, que terá provocado pelo menos 33 mortos nas fileiras FARC.

Uma unidade da guerrilha marxista das FARC tinha emboscado no sábado, na mesma região, uma patrulha militar, causando a morte de 11 soldados, no ataque mais mortífero desde o início do ano.

"É a demonstração de que podemos continuar a avançar", comentou a antiga senadora da oposição Piedad Cordoba, outra responsável do "Colombianos pela Paz", a propósito da previsível libertação dos reféns.

As FARC reafirmaram em março o seu desejo de libertar os reféns "políticos", após terem oficialmente renunciado ao rapto em troca de um resgate, prática que em parte assegurou o seu financiamento desde a sua fundação, em 1964.

De acordo com as estimativas, as FARC ainda têm em seu poder mais de 100 reféns civis.

No entanto, ainda permanecem dúvidas sobre a promessa da guerrilha após uma mensagem divulgada no sábado, em que o movimento rebelde exigia ao governo, como condição prévia, autorização para que um grupo de personalidades civis visite os rebeldes detidos nas prisões colombianas.

As FARC, criadas em 1964, terão cerca de 9.000 combatentes distribuídos essencialmente pelas regiões de montanha e de selva.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Escândalo de prostituição marca visita de Barack Obama

Mensagem por Joao Ruiz Dom Abr 15, 2012 9:58 am

.
Escândalo de prostituição marca visita de Barack Obama

por Lusa
Hoje

Colômbia Ng1901419

A visita do Presidente Barack Obama à Colômbia está marcada por um escândalo de prostituição, já que alegadamente os guarda-costas e militares norte-americanos terão frequentado prostíbulos.

O Presidente norte-americano encontra-se pela primeira vez na Colômbia, onde se deslocou para participar na VI Cimeira das Américas que se reúne hoje e domingo em Cartagena das Índias.

O caso dos guarda-costas e militares que prepararam a visita de Obama eclodiu na sexta-feira naquela cidade colombiana, e teve maior amplitude hoje, segundo a AFP, o que levou a Casa Branca a garantir que o Presidente estava concentrado no programa da visita.

Na sexta-feira, os Serviços Secretos, a polícia especializada na proteção do Presidente, revelou que certos membros terão supostamente tido "uma má conduta em Caratgena, antes da viagem presidencial", sem dar outros pormenores.

O jornal Washington Post, citando o presidente da Associação norte-americana de Oficiais da Polícia Federal, afirmou que pelo menos um dos policiais tinha sido acusado de estar envolvido em relações com prostitutas de Cartagena.

"Estes elementos viram a sua missão encurtada e foram reconduzidos aos seus quartéis e serão substituídos por outros membros dos Serviços Secretos", disse o porta-voz deste organismo, Edwin Donovan.

O responsável, que falava ao The New York Times, não disse ao certos quantos eram os agentes envolvidos, mas referiu que foram chamados uma dúzia de agentes e que ia ser aberta uma investigação interna.

No sábado, o comandante militar norte-americano para a América do Sul - Soythcom -- revelou que cinco militares, enviados a Cartagena para uma missão de apoio aos Serviços Secretos, eram suspeitos de "má conduta".

Os presumíveis factos terão ocorrido "no mesmo hotel onde se hospedaram os agentes dos Serviços Secretos", entretanto chamados aos Estados Unidos, segundo a mesma fonte.

In DN

Colômbia Smilie31

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Guerrilheira holandesa vai negociar a paz pelas FARC

Mensagem por Joao Ruiz Qua Out 17, 2012 4:48 am

.
Guerrilheira holandesa vai negociar a paz pelas FARC

por AFP-Aldara Rodrigues
Hoje

Colômbia Ng2172242

Os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), revelaram a presença de Tanja Nijmeijer, uma rebelde de origem holandesa, nas negociações de paz com o Governo colombiano.

Tanja Nijmeijer, de 34 anos, tomou contacto com as FARC e foi seduzida pela luta dos rebeldes enquanto se encontrava na América Latina a realizar os seus estudos. Desde aí, há dez anos, terá deixado os estudos, adianta a AFP.

A sua presença na segunda fase das negociações de paz entre as FARC e o Governo colombiano, em Havana, Cuba, é uma tentativa de passar uma imagem mais positiva da rebelião que continua a fazer parte da lista de organizações terroristas da União Europeia.

Em declarações à AFP, Ariel Avila, um investigador no Instituto Novo Arco-íris e especialista no conflito colombiano disse que a participação de Tanja é "um golpe político que visa a opinião pública da União Europeia" e alegou ainda que "é também uma forma de enviar uma mensagem aos jovens, mostrando um rosto amigável".

A jovem, magra e com longos cabelos castanhos, irá certamente atrair a atenção dos meios de comunicação internacionais. Ela participará na segunda etapa das negociações com o governo colombiano, prevista para acontecer em Cuba, após o início, quinta-feira, das negociações na capital da Noruega, Oslo.

Segundo a AFP, as autoridades de Bogotá não ficaram contentes com a nomeação da holandesa, acusada de estar envolvida no sequestro de três americanos, em 2003, reféns que passaram cinco anos em cativeiro antes de serem libertados, pelo Exército, juntamente com a ex-refém Ingrid Betancourt.

Tanja Nijimeijer começou a atrair a atenção dos meios de comunicação internacionais depois de, em 2007, ter sido encontrado o seu diário, num acampamento abandonado pela guerrilha, onde reclamava do comportamento dos seus superiores. Ainda assim, em entrevistas posteriores, Tanja, conhecida também pelo seu nome de rebelde, Alexandra, sempre expressou o seu orgulho em fazer parte da guerrilha ativa mais antiga da América Latina, criada em 1964, após uma revolta camponesa, adianta a AFP.

Vinda para a Colômbia para estudar filologia e ensinar inglês, deixou-se envolver nos problemas sociais e nos abusos que aconteciam no país. Depois de visitar a zona rural de Caguán, em negociações de paz que se revelaram um desastre, apesar de terem durado três anos,Tanja decidiu juntar-se às FARC, diz a AFP.

Segundo Avila, em declarações à AFP, "ela representa uma geração de jovens guerrilheiros, muitos de áreas urbanas, que se juntaram às FARC depois dos acontecimentos de Cáguan".Na guerrilha, o principal trabalho de 'Alexandra' é dedicado à tradução e à comunicação.

In DN

Colômbia Images?q=tbn:ANd9GcQt2sbmu0Ni4uAgkw_C9OLbGgB6_fLDp8M5Ghf6wqhTvzSH7Kzv-Tc-rQ

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Colômbia Empty Re: Colômbia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos