Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Grécia

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir para baixo

Grécia Empty Grécia

Mensagem por Joao Ruiz Qui Mar 25, 2010 3:54 pm

Grécia: países do Euro acordam plano de ajuda

por Patrícia Viegas
Hoje

Grécia Ng1271543

Os líderes dos países da zona euro acabam de chegar a acordo, em Bruxelas, sobre um plano de ajuda à Grécia, assente em empréstimos bilaterais europeus coordenados e num recurso à intervenção do Fundo Monetário Internacional, disse, ao DN, fonte diplomática.

In DN

Rolling Eyes


Última edição por João Ruiz em Sex Abr 23, 2010 9:38 am, editado 1 vez(es)

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Atenas prepara-se para nova emissão de dívida pública

Mensagem por Joao Ruiz Sab Mar 27, 2010 4:16 pm

Atenas prepara-se para nova emissão de dívida pública

por Lusa
Hoje

Grécia Ng1272409

O Estado grego deverá realizar na próxima semana uma nova emissão de dívida pública de milhares de milhões de euros, no seguimento da decisão da União Europeia, na quinta-feira, de ajudar Atenas a sair da crise.

A nova emissão de títulos de dívida pública deverá atingir os cinco mil milhões de euros, disse o presidente da instituição gestora da dívida pública grega, Petros Christodoulou, citado hoje pelo jornal Financial Times.

"Gostaríamos de voltar ao mercado até ao final de Março", disse Petros Christodoulou.

Segundo o Financial Times, a emissão de dívida grega deverá ser feita através de títulos a vencer a três ou a sete anos e deverá vir a repetir-se em abril.

A procura e o sucesso da emissão grega no mercado será um teste crucial à confiança na economia do país, disse o jornal.

Na quinta feira, os 16 países da zona euro chegaram a acordo quanto ao plano de ação para ajudar a Grécia, que inclui a atribuição de empréstimos a Atenas e a intervenção do Fundo Monetário Internacional.

O plano da zona euro chega numa altura decisiva para a Grécia, que tem até maio para arrecadar verbas para pagar 20 mil milhões de euros de dívida pública.

"Acho que não teremos de usar as medidas [aprovadas pela zona euro]. A Grécia voltou a ter credibilidade, o sector financeiro do pais não está ameaçado e as verbas no sistema estão seguras", disse o primeiro ministro grego George Papandreou, após o anúncio do plano de auxílio.

Na sexta feira, o risco da dívida grega caiu, reduzindo assim o custo para o país contrair nova dívida pública e demonstrado um aumento da confiança dos investidores.

A rentabilidade das Obrigações de Tesouro gregas com maturidade a 10 anos, que indicam quanto Atenas tem de pagar pelo dinheiro emprestado, caiu para os 6,193 por cento, na sexta feira.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Portugal contribui com 774 milhões na ajuda à Grécia

Mensagem por Joao Ruiz Dom Abr 11, 2010 3:56 pm

Portugal contribui com 774 milhões na ajuda à Grécia

por Patrícia Viegas
Hoje

Grécia Ng1278705

Eurogrupo chegou hoje a acordo sobre plano de ajuda de 30 mil milhões de euros para 2010. Amanhã será fixado o montante a dar pelo FMI, possivelmente 15 mil milhões, segundo a AFP.

Os países da zona euro colocaram hoje à disposição da Grécia empréstimos bilaterais no valor de 30 mil milhões de euros para este ano, a taxas de juro de 5%, menos dois pontos do que o país está a pagar actualmente nos mercados. O acordo foi obtido após uma reunião por videoconferência entre os ministros das Finanças do euro e segundo o líder do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, contém as condições de um plano inédito desde o lançamento da moeda única europeia em 1999.

"Portugal participará neste esforço conjunto, numa proporção correspondente à sua dimensão económica e financeira, reflectida na participação no capital do Banco Central Europeu, 2,58%, depois de excluída a participação da Grécia", indicou, ao DN, a porta-voz do Ministério das Finanças Rita Tamagnini. Isto significa que a participação portuguesa poderá atingir um valor de 774 milhões de euros, o que dá 77 euros a cada português.

Nos termos do acordo obtido na cimeira do mês passado, os países europeus suportarão dois terços do plano de ajuda à Grécia, enquanto que um terço caberá ao Fundo Monetário Internacional. Esta instituição entrará com mais 15 mil milhões de euros, segundo avançou a AFP. Os seus técnicos reúnem-se amanhã em Bruxelas com a Comissão Europeia, nomeadamente com o comissário da Economia Olli Rehn. O plano é de três anos mas os montantes anunciados são só para 2010.

Acordadas as condições do mecanismo de ajuda basta aguardar que o Governo de George Papandreou peça a activação. ?É uma decisão importante. Mas o Governo grego ainda não solicitou a activação do mecanismo?, disse na televisão grega o ministro das Finanças George Papaconstantinou. A Grécia tem um défice de 12,7% e uma dívida externa na ordem dos 300 mil milhões de euros.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Grécia formaliza pedido de ajuda à UE e FM

Mensagem por Joao Ruiz Sex Abr 23, 2010 9:51 am

Grécia formaliza pedido de ajuda à UE e FMI

por DN.pt, AFP e Lusa
Hoje

Grécia Ng1283886

O primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, pediu hoje a activação do mecanismo de ajuda financeira gizada pela União Europeia (UE) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

O pedido de Papandreou foi feito pouco antes da partida do ministro das Finanças, Georges Papaconstantinou, para Washington, nos EUA, onde deverá reunir-se amanhã com o director-geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn.

O plano de ajuda da Grécia à zona euro e do FMI prevê empréstimos na ordem dos 45 mil milhões de euros, com uma taxa de juros de 5%. A formalização do pedido de ajuda segue-se à revisão em alta do défice do ano passado: o Eurostat, gabinente de estatística da Comissão Europeia, revelou ontem que o défice grego no ano passado foi de 13,6% e não de 12,9, informação que levou a agência de notação Moody's a baixar o 'rating' da Grécia para A3 e provocou uma forte tensão nos mercados financeiros.

Os responsáveis gregos começaram nesta quarta-feira a discutir, com peritos do FMI, da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu os detalhes relativos à activação do mecanismo de ajuda a países que atravessem crises financeiras sem precedentes.

Papandreou havia dado vários sinais nos últimos dias indiciando que se preparava para pedir ajuda à UE e FMI. “Se o interesse do país impuser a utilização do mecanismo de ajuda, nós fá-lo-emos sem hesitação”, disse na segunda-feira o primeiro-ministro grego.

Ontem, os juros da dívida a dois anos superaram os 11%, próximo do nível do Paquistão, com 12,2%. Depois do anúncio do primeiro-ministro grego, os juros dos títulos de dívida com maturidade a dois anos desceram 82 pontos base para 9,48%, enquanto o euro quebrou uma série de seis dias de quedas e passou a subir 0,1%, para 1,3309 dólares.

In DN

Grécia 00020319

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Alemanha quer Grécia fora do euro

Mensagem por Joao Ruiz Dom Abr 25, 2010 10:24 am

Alemanha quer Grécia fora do euro

Hoje

Grécia Ng1284539

O partido da coligação da chanceler Angela Merkel defende que Atenas tem problemas de crescimento estrutural.

A União Social Cristã (CSU) da Baviera, partido coligado com a União Cristão Democrata (CDU) da chanceler Angela Merkel, exigiu que a Grécia abandone a união monetária europeia devido à crise financeira que enfrenta.

"A Grécia não tem só um problema de liquidez, mas também de crescimento estrutural", defende Hans-Peter Friedrich, um dirigente do CSU, em declarações divulgadas pelo semanário alemão Der Spiegel.

A crise na Grécia acabou também por dominar a reunião de hoje do FMI/Banco Mundial, que decorre em Washington. O secretário norte-americano do Tesouro, Timothy Geithner, apelou ao Fundo Monetário Internacional, países europeus e Grécia para que "seja rapidamente aplicado um programa de reformas importantes e um apoio substancial e concreto" a Atenas.

Na sexta feira, a Grécia pediu à União Europeia e ao FMI para que seja accionado o pacote de ajudas no valor de 45 mil milhões de euros, face à pressão dos mercados.

Hoje, em Washington, George Papaconstantinou, ministro das Finanças grego, irá discutir com o director do FMI, Dominique Strauss-Kahn, o programa de cortes orçamentais que serve de contrapartida à ajuda económica.

Sem referir a Grécia, Elena Salgado, a ministra da Economia de Espanha, país que preside à UE, defendeu ajustamentos orçamentais "ambiciosos", considerando que a manutenção da actual situação tornaria "insustentável" o nível de dívida na Europa. Todos os países europeus devem apertar o cinto e preparar-se para o fim das políticas de estímulo até ao próximo ano, defendeu. Elena Salgado prevê uma "retoma moderada" da economia europeia.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Três mortos na violência em Atenas

Mensagem por Joao Ruiz Qua Maio 05, 2010 10:06 am

Três mortos na violência em Atenas

por Patrícia Viegas
Hoje

Grécia Ng1288993

Manifestantes gregos em fúria incendiaram um banco em dia de greve, juntamente com outros edifícios da capital grega

Três pessoas morreram hoje no interior do banco Marfin, em Atenas, depois de este ter sido incendiado por cocktails Molotov. As vítimas são duas mulheres e um homem e poderão ser funcionários ou clientes da instituição bancária. Os bombeiros estão neste momento a procurar mais vítimas, pois na altura do incêndio estavam cerca de duas dezenas de pessoas dentro do edifício, indicaram jornalistas que estão a acompanhar a greve geral na Grécia.

Esta foi convocada pelos sectores público e privado para contestar as medidas de austeridade anunciadas pelo Governo socialista de Georges Papandréou, para que o país beneficie de um plano de resgate de 110 mil milhões de euros a três anos dados pela União Europeia e o Fundo Monetário lnternacional. Na lista de medidas estão o congelamento de salários, o aumento do IVA para 23%, o aumento de impostos sobre o tabaco, o álcool e os combustíveis, bem como cortes nos subsídios de Natal e de Férias.

A Grécia é um cocktail explosivo de trabalhadores descontentes, de jovens manifestantes anarquistas e de membros de pequenos grupos terroristas herdeiros do antigo grupo do 17 de Novembro. No último ano estes têm colocado várias bombas na Grécia, junto a bancos, perto da bolsa, etc... Há pouco tempo já tinham morto um adolescente que passava à porta do edifício visado precisamente na altura em que a bomba explodiu. Face a este ambiente, a polícia grega foi colocada em estado de alerta máximo.

http://dn.sapo.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1561423

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Grécia rejeita proposta turca sobre mar Egeu

Mensagem por Joao Ruiz Dom Maio 23, 2010 5:32 am

Grécia rejeita proposta turca sobre mar Egeu

por LUÍS NAVES
Hoje

Grécia Ng1296887

Diplomacia de Ancara quer resolver questão de Chipre para acelerar adesão à UE.

O Governo grego rejeitou ontem uma proposta feita há uma semana pelo primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, de desarmar os aviões de caça no mar Egeu, para evitar incidentes. Sexta-feira, o chefe da diplomacia turca, Ahmet Davutoglu, adiantara uma iniciativa sobre Chipre que visa resolver um dos problemas mais complexos do conflito: os turcos aceitam abrir os seus portos a navios cipriotas gregos se, em simultâneo, terminar o boicote aos portos cipriotas turcos.

Em resposta à iniciativa de Erdogan, o ministro adjunto dos Negócios Estrangeiros da Grécia, Dimitris Droutsas, afirmou que os aviões gregos estão armados quando respondem à ameaça de aviões turcos que não forneceram os planos de voo e entraram em espaço aéreo grego. As forças aéreas turca e grega efectuam com frequência manobras de intimidação nas delimitações mal definidas das respectivas águas territoriais.

A proposta turca em relação ao conflito cipriota ainda não tem resposta, mas poderá fazer avançar as negociações de reunificação de Chipre, que estão num impasse. A abertura dos portos turcos a navios cipriotas é condição para a adesão da Turquia à União Europeia, pois Chipre é membro da UE. A ilha está dividida desde 1974, num conflito que colocou Grécia e Turquia à beira da guerra.

Legalmente, a autoproclamada República Turca de Norte de Chipre (RTNC) faz parte da República de Chipre, mas de facto é uma entidade política autónoma. A 25 de Abril, houve eleições presidenciais e venceu a facção nacionalista. A abertura dos portos da Turquia a navios cipriotas e o fim do isolamento dos cipriotas-turcos permitiria ultrapassar o maior obstáculo à adesão europeia da Turquia.

A proposta de Davutoglu pode ter outra vantagem para o Governo de conservadores islâmicos de Erdogan. As eleições legislativas turcas serão em 2011e, após dois mandatos, começam a sentir-se os efeitos da erosão eleitoral. Um avanço na questão europeia poderia ser tónico importante para o partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP). Ontem, o maior partido da oposição, Republicano (CHP), resolveu o problema de liderança ao escolher para o dirigir Kemal Kiliçdaroglu, de 62 anos, a quem os entusiastas chamam o "Gandhi" turco, ou o "senhor limpo". O anterior líder, Deniz Baykal, foi afastado por um escândalo, e os republicanos podem renascer das duas derrotas sofridas em 2002 e 2007. O AKP tem maioria absoluta, obteve 46% dos votos, e os republicanos só conseguiram 20%, mas num ano tudo pode mudar.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Sapos invadem a Grécia

Mensagem por Joao Ruiz Qui Maio 27, 2010 7:04 am

Sapos invadem a Grécia

Hoje

Grécia Ng1298673

Centenas de anfíbios pararam uma estrada na Grécia por duas horas. As autoridades de Thessaloniki - a cidade invadida - desconfiam que os animais procuravam alimento.

Centenas de sapos invadiram, esta manhã, uma estrada na cidade de Thessaloniki, na Grécia. As autoridades locais encerraram a via depois de três automóveis terem uma condução de risco para se desviarem dos anfíbios que invadiram a estrada.

“Parecia um tapete de sapos”, comentou Giorgos Thanoglou, polícia de trânsito. Thanoglou acredita que os sapos invadiram aquela região em busca de comida.

In DN

Grécia 0002009E

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Grécia reforma pensões mas não vende as ilhas

Mensagem por Joao Ruiz Sab Jun 26, 2010 4:35 pm

Grécia reforma pensões mas não vende as ilhas

por LUÍS NAVES
Hoje

Grécia Ng1310689

Notícia sobre alienações para reduzir dívida irritam o Governo grego

O jornal britânico The Guardian publicou ontem uma história segundo a qual o Governo grego se prepara para vender ilhas mediterrânicas visando reduzir a sua dívida pública de 300 mil milhões de euros, mais de 110% do PIB. O artigo citava casos específicos de venda, nomeadamente uma zona na ilha de Mykonos e uma ilha chamada Nafsika, no mar Egeu, cujo preço, num negócio privado, seria de 15 milhões de euros.

O Governo grego desmentiu de imediato a reportagem. Em comunicado, Atenas considerou "enganadora" a informação sobre alienação de ilhas de propriedade pública e negou o interesse de investidores russos e chineses.

A hipótese de venda de ilhas para pagar a dívida pública é um tema sensível na Grécia, sobretudo depois desta sugestão ter sido feita por dois deputados da direita alemã. Em Março, quando Atenas mergulhou na crise financeira, o cristão-democrata Josef Schlarmann (do partido de Angela Merkel) e o liberal Frank Schaeffler (na coligação do Governo) defenderam em público que o governo grego não se deveria limitar a medidas de austeridade para conter o défice, mas era também necessário que considerasse a venda de património turístico e histórico para conter a dívida pública.

Estas sugestões, feitas em tom irónico e reproduzidas pelos jornais alemães da direita, escandalizaram os gregos. Na altura, estava em causa um debate sobre a eventual ajuda alemã a um país em crise e os dois deputados alemães eram críticos da ideia de se financiar a Grécia, que tem cerca de seis mil ilhas, incluindo 227 sem habitantes. Na realidade, este país é um popular destino de turismo internacional e as ilhas são investimentos apetecíveis para milionários de todo o mundo. No mercado imobiliário, uma ilha no mar Egeu pode custar dois milhões de euros.

Em Maio, já depois da polémica com os deputados alemães, o governo introduziu medidas drásticas que provocaram forte agitação social. Com défice orçamental de 13,5% do PIB em 2009, Atenas aprovou um plano que prevê cortes de 30 mil milhões de euros em três anos, para atingir um défice de 3% do PIB em 2014.

Se a história do Guardian não parece relacionada com a crise financeira grega, o mesmo não se pode dizer da decisão de ontem, tomada pelo governo helénico, de avançar com a reforma do sistema de pensões. A iniciativa tem sido fortemente contestada pelos sindicatos, que tencionam organizar outra greve geral na terça-feira.

A nova lei prevê o congelamento das pensões até 2013 e aumento da idade mínima de reforma para 65 anos, bem como aumento do número de anos de contribuição. Serão fundidos diferentes sistemas de pensões e acabam os privilégios de reformas antecipadas para várias centenas de profissões.

A Grécia tem 2,6 milhões de pensionistas (23% da população) e deverá gastar 13% do PIB em 2020 com estes pagamentos. Segundo os peritos, e se nada fosse feito, em 2050 o sistema custaria 24% do produto. Outros dados estatísticos apontam para uma pensão média mensal de 720 euros, 14 vezes. Cada pensionista grego recebe na reforma, em média, 57% do salário que tinha.

O Governo de Georges Papandreou introduz a reforma das pensões no âmbito do acordo que fez em Maio com a UE e o Fundo Monetário Internacional. Este entendimento permitiu à Grécia aceder a um empréstimo de 110 mil milhões de euros. Ao explicar a reforma, o primeiro-ministro adiantou que ela é um teste sobre a "capacidade do Governo de ir além de aumentos de impostos e cortes na despesa e de introduzir reformas estruturais".

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Gregos em greve geral contra medidas de austeridade

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jun 29, 2010 6:05 am

Gregos em greve geral contra medidas de austeridade

por Lusa
Hoje

Grécia Ng1311838

Os principais sindicatos da Grécia convocaram para hoje uma greve geral de 24 horas, a sexta deste ano, num protesto contra as alterações ao regime de reformas anunciadas pelo governo de Atenas.

Os transportes marítimos devem parar a partir das primeiras horas da madrugada e são esperadas também perturbações nos transportes aéreos, o que poderá afectar ainda mais o turismo no país.

Os hospitais vão funcionar apenas para as urgências e as associações de comerciantes pediram aos filiados que encerrem as lojas.

O sector público e os bancos deverão funcionar, mas de forma limitada. As associações representativas dos jornalistas também vão participar no protesto.

Esta greve, convocada pelas duas grandes centrais sindicais do país, a GSEE para o sector privado e a Adedy para o sector público, conta também com a adesão da Frente Sindical comunista Pame e tem como principal objectivo protestar contra as alterações à lei das reformas que o Governo se prepara para aprovar, limitando algumas regalias sociais, proibindo as reformas antecipadas e aumentando a idade de reforma para os 65 anos.

O texto deverá ser votado no parlamento a 8 de Julho e faz parte das medidas de austeridade adoptadas pelo governo grego para fazer face à crise financeira que afecta o país e o levou já a recorrer à ajuda internacional junto dos países da zona euro e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty UE vai discutir respostas a nova ameaça terrorista

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 04, 2010 4:33 am

.
UE vai discutir respostas a nova ameaça terrorista

por LUMENA RAPOSO
Hoje

Grécia Ng1365540

Polícia procura cinco suspeitos de ligação ao caso das encomendas armadilhadas

A Comissão Europeia anunciou ontem que Bruxelas será palco amanhã de uma reunião de peritos sobre segurança aérea e explosivos. O encontro tem como objectivo avaliar as respostas a dar à nova ameaça terrorista que representam as encomendas armadilhadas oriundas do Iémen e da Grécia e que, nos últimos dois dias, marcaram o quotidiano da UE e do Ocidente em geral.

Em Agosto de 2006, tentativas de atentado com líquidos em aviões de passageiros que partiram do aeroporto londrino de Heathrow com destino aos EUA e Canadá levaram a medidas de segurança draconianas que incluíam a proibição de levar garrafas de líquidos com mais de 100 mililitros na bagagem de mão.

Michele Cercone, porta-voz da comissão dos Assuntos Internos, precisou que na reunião devem ser estudadas modificações das regras em vigor. E que no encontro, convocado a pedido da Comissão Europeia e da presidência belga da UE estarão peritos ligados à detecção de explosivos.

As regras de segurança em vigor na Europa apenas referenciam encomendas enviadas a partir de um Estado membro da UE. "Neste estádio, e tanto quanto tenho conhecimento, não há qualquer proposta para bloquear o correio oriundo de um país terceiro", precisou Cercone, reconhecendo que a oportunidade de tal medida deverá ser discutida amanhã.

O ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, avançou que os seus homólogos dos outros Estados membros da UE, e ele próprio, deverão também discutir na próxima semana a coordenação de medidas de segurança à escala europeia após o alerta terrorista.

Ontem, a polícia grega mantinha os efectivos mobilizados, decisão que tomou após terem sido descobertas encomendas armadilhadas dirigidas à chanceler alemã Angela Merkel e ao primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi. A polícia alemã anunciou que uma das suas equipas partiu para Atenas para ajudar nas investigações.

Atenas, que cancelou a saída do correio internacional por um período de 48 horas, publicou as fotografias de cinco homens, com idades entre os 21 e os 30 anos, sobre quem pedia informações. São procurados desde o Outono de 2009 por, alegadamente, pertencerem ao grupo anarquista Conspiração das Células de Fogo.

O ministro da Protecção do Cidadão, Christos Papoutsis, alertou para o facto de as encomendas armadilhadas enviadas de Atenas e que se destinavam a Berlusconi e Merkel não terem sido controladas pelas autoridades aeroportuárias gregas porque são as empresas de entrega de correio quem faz esse controlo. Papoutsis, cujo país garante que as encomendas não têm ligação a um "grupo terrorista internacional organizado", insistiu na necessidade de "harmonizar a legislação da UE" sobre o assunto.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Embaixada de França devolveu pacote suspeito

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 04, 2010 7:13 am

.
Embaixada de França devolveu pacote suspeito

por Lusa
Hoje

A embaixada de França em Atenas, Grécia, devolveu hoje um pacote suspeito que lhe tinha sido endereçado, informou a polícia grega, que enviou especialistas em explosivos para a empresa de correios de onde foi enviado o pacote.

Os especialistas em explosivos deverão fazer o rebentamento controlado do pacote antes de proceder à análise do seu conteúdo, precisou a mesma fonte.

A embaixada de França escusou-se para já a fazer qualquer comentário.

O alerta na embaixada francesa surge depois de na segunda-feira terem sido interceptados em Atenas, Berlim e Bolonha (Itália) 13 pacotes armadilhados destinados a embaixadas e dirigentes estrangeiros, todos expedidos a partir da Grécia.

A polícia atribuiu o envio de pacotes a extremistas locais ligados ao movimento anarquista, e este assunto obrigou a Grécia a suspender o envio de todo o seu correio internacional para verificação.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Atentado anarquista em Atenas

Mensagem por Joao Ruiz Sab Jan 01, 2011 8:07 am

.
Atentado anarquista em Atenas

por LUÍS NAVES
Ontem

Grécia Ng1415908

Violência da esquerda radical provoca estragos e ameaça tornar-se problema na Europa devastada pela crise.

A polícia grega pensa que o atentado de ontem no centro de Atenas foi da autoria do mesmo grupo anarquista radical que reivindicou em Novembro o envio de encomendas explosivas a várias embaixadas. Doze pessoas suspeitas de serem membros desta organização, Conspiração das Células de Fogo, enfrentam um tribunal a partir de dia 17. Em ataques mais recentes, contra as embaixadas da Suíça e do Chile em Roma, ficaram feridas duas pessoas. E na Grécia, em Novembro, a detonação atingiu uma empregada de distribuição de correio.

A forte explosão de ontem em Atenas ocorreu de manhã, à hora de ponta, mas foi precedida de um aviso telefónico que deu tempo à polícia para evacuar os edifícios em torno do veículo armadilhado (uma motorizada).

A operação foi eficaz e ninguém ficou ferido, mas foram atingidos dois edifícios que servem de tribunais administrativos e os estragos eram importantes, com muitos vidros partidos e uma dezena de carros destruídos. A moto que explodiu tinha sido roubada. O Governo grego, que enfrenta uma difícil crise financeira e social (ver texto ao lado), condenou de imediato o incidente, que visa "aterrorizar a democracia e os cidadãos".

Também de manhã cedo, mas na capital da Argentina, um engenho explosivo de pequena dimensão (alguns relatos mencionavam um cocktail molotov) fez alguns estragos em frente à embaixada da Grécia, também sem fazer vítimas. As autoridades em Buenos Aires não adiantaram se havia relação entre os dois atentados, mas a polícia grega afirma que há ligações entre vários grupos extremistas europeus, que se estarão a mobilizar na sequência do apelo feito pelos anarquistas gregos para uma "rebelião" europeia.

Em Novembro, a Conspiração das Células de Fogo divulgou uma carta através de um site da Internet onde se escreve o seguinte: "A nossa voz deve transformar-se em vento e ir ao encontro da rebelião, de Buenos Aires até Atenas e Salónica, do Chile e do México, até França e Bélgica." As cartas armadilhadas que explodiram em Roma foram reivindicadas por um grupo chamado Federação Anarquista Informal, Célula Revolucionária Lambros Fountas, baptizada com o nome de um membro grego da Luta Revolucionária, morto em Março durante um confronto com a polícia.

A vaga de atentados anarquistas iniciada em Novembro não é inédita na Grécia, mas coincide com forte contestação da população em relação às medidas de austeridade. A violência da extrema-esquerda radical tem um historial de décadas, mas tornou-se mais forte no final de 2008, quando a morte de um adolescente fez estalar uma onda de protestos de rua, criando alta instabilidade social durante semanas.

Em 2010 regressaram as manifestações violentas, mas desta vez ligadas às medidas de austeridade decididas pelo Governo, no âmbito da crise financeira.

O grupo Conspiração das Células de Fogo começou a ser conhecido a partir de 2008, com vários atentados incendiários contra agências bancárias. Segundo afirma a polícia, até agora nenhum dos ataques da organização fez vítimas.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Centenas de imigrantes em greve de fome há um mês

Mensagem por Joao Ruiz Ter Mar 01, 2011 4:11 pm

.
Centenas de imigrantes em greve de fome há um mês

por Lusa
Hoje

Os serviços médicos gregos hospitalizaram hoje em Atenas e Salônica 54 imigrantes que há 36 dias entraram em greve de fome para exigir uma autorização de trabalho e de residência na Grécia.

Segundo a agência Efe, os hospitalizados fazem parte de um grupo de cerca de 300 imigrantes, na sua maioria oriundos do Magrebe, que iniciaram uma greve de fome há mais de um mês para exigir que lhes seja concedido o direito de residência e trabalho na Grécia. De acordo com organizações da sociedade civil que acompanham o caso, muitos destes imigrantes não têm conseguido renovar as respectivas autorizações apesar de residirem e trabalharem na Grécia há vários anos. Os serviços sanitários decidiram hospitalizar os 54 imigrantes perante o perigo de os seus órgãos vitais poderem ser afectados de forma permanente, informaram fontes médicas.

Entre os hospitalizados, 14 apresentavam sintomas de falha renal e os restantes problemas de saúde diversos, depois de, durante um mês, terem apenas ingerido água com açúcar. Desde domingo, 36 dos imigrantes que estão em greve de fome negam-se, inclusive, a beber água, tendo 18 sido hospitalizados.

Artistas, actores e académicos gregos juntaram-se hoje numa conferência de imprensa em Atenas para transmitir o seu apoio aos imigrantes. "O tempo está a acabar e o governo ainda não se apercebeu [disso]", criticou Nadia Vartzeli, uma médica que integra o comité de solidariedade. O governo de Atenas parece, contudo, não querer ceder. Hoje, o ministro do Interior grego, Yanis Ragusis, insistiu que "não se concederão autorizações de residência permanentes" a imigrantes ilegais. O território grego é a porta de entrada da maior parte dos fluxos migratórios clandestinos que se dirigem à União Europeia, referem dados de Bruxelas.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Grécia prepara novas medidas de austeridade

Mensagem por Joao Ruiz Dom Abr 03, 2011 11:12 am

.
Grécia prepara novas medidas de austeridade

por dn.pt
Hoje

O país foi o primeiro a recorrer ao fundo de resgate europeu

A Grécia prepara novas medidas de austeridade, depois de ter vindo a público que o défice do ano passado é de 10,6% do PIB, revelam hoje os jornais Kathimerini e Eleftheros Typos.

O ministro das Finanças grego, Georges Papaconstantinou, admitira na quarta-feira que o défice para 2010 seria muito provavelmente superior aos 9,4% do PIB, inicialmente previstos, mas não precisou em quanto.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Manifestantes saem à rua na Grécia

Mensagem por Joao Ruiz Dom Maio 01, 2011 10:29 am

.
Manifestantes saem à rua na Grécia

por Lusa
Hoje

Grécia Ng1516334

Milhares de pessoas manifestaram-se hoje em diversas cidades da Grécia para protestar contra um novo endurecimento das medidas de austeridade, enquanto o primeiro-ministro George Papandreou apelava ao 'apoio de todos' no atual esforço.

As manifestações, sobretudo concentradas em Atenas e Salónica (norte), decorreram em clima de divisão com protestos paralelos organizados respetivamente pela Frente sindical comunista Pame e as grandes centrais do setor privado (GSEE) e público (ADEDY), mas com uma participação que segundo fontes policiais não ultrapassou as 15 mil pessoas.

O Pame garantiu no entanto uma maior concentração de manifestantes em Atenas, mobilizados por palavras de ordem que denunciavam "Nenhuns sacrifícios para a plutocracia" e propunham "Uma força popular para mudar o poder".

Em protesto contra a intervenção militar na Líbia, os manifestantes do Pame lançaram, tinta vermelha contra o gradeamento da embaixada de França, antes de terminarem o desfile frente à embaixada dos Estados Unidos.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Autoridades investigam notícia de abandono do euro

Mensagem por Joao Ruiz Seg Maio 09, 2011 8:57 am

.
Autoridades investigam notícia de abandono do euro

por Lusa
Hoje

O Ministério Público de Atenas ordenou hoje a abertura de um inquérito urgente sobre o artigo publicado na sexta-feira pela edição 'online' da revista alemã Der Spiegel, admitindo a possibilidade da Grécia abandonar o euro, segundo fonte judicial.

A investigação, conduzida pela procuradora Héléni Raikou, deverá determinar se a edição 'online' do Der Spiegel é culpada de "difusão de notícias falsas", precisou a mesma fonte.

A justiça grega pediu a colaboração judicial das autoridades alemãs para ouvir os responsáveis do 'site' e os autores do artigo.

A justiça grega é conhecida por determinar, frequentemente, a abertura de inquéritos preliminares sobre assuntos que perturbam a opinião pública, mas a maioria é posteriormente arquivada.

O artigo do Spiegel Online deixou os mercados em pânico, ao afirmar que a Grécia queria deixar a zona euro, uma hipóteses desmentida por Atenas e pelos principais protagonistas europeus.

o 'site' noticiava ainda que os responsáveis do euro se iriam reunir secretamente no Luxemburgo para encontrar uma saída para a crise da dívida grega.

Desde o início desta crise, no inverno de 2010, os meios de comunicação social alemães têm sido acusados pela opinião pública grega, na melhor das hipóteses, de reciclar lugares comuns e preconceitos anti-Grécia, e na pior, de se prestarem a manipulações especulativas contra o país.

In DN

Grécia Smilie31

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Grécia "fecha a loja" se não receber ajuda em Junho

Mensagem por Joao Ruiz Ter Maio 24, 2011 9:23 am

.
Grécia "fecha a loja" se não receber ajuda em Junho

Hoje

O ministro das Finanças grego, Yorgos Papaconstantínu, reafirmou hoje que o país declarará a bancarrota se não receber uma quinta tranche de ajuda externa no valor de 12 mil milhões de euros até 26 de Junho.

"A verdade é muito difícil e se não recebermos o dinheiro até 26 de Junho, seremos obrigados a fechar a loja e a declarar a impossibilidade de pagar as nossas obrigações", disse Papaconstantínu numa entrevista exclusiva ao canal privado Skai, de Atenas, citada pela agência espanhola EFE.

Na segunda-feira, o Governo grego decidiu aplicar de forma urgente novos cortes salariais na função pública e nas pensões, aumentar os impostos e privatizar portos e empresas estatais, medidas que visam responder às condições para continuar a receber o empréstimo trianual concedido em maio de 2010, pela Zona Euro e o FMI, num valor total de 120 mil milhões de euros.

No domingo, o primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, já tinha advertido que a Grécia entrará em colapso se não receber a nova tranche da ajuda externa em Junho.

Papandreou vai reunir-se hoje com a oposição para tentar chegar a um acordo que permita aprovar as novas medidas de austeridade, no valor de seis mil milhões de euros, mas a tarefa poderá ser difícil, tendo em conta as divergências com o partido Nova Democracia, segundo o embaixador de Portugal em Atenas.

"Vai ser bastante difícil [chegar a um acordo]. Tem havido divergências muito profundas entre o Governo socialista e a Nova Democracia, o principal partido da oposição na Grécia", afirmou aos jornalistas, em Atenas, Alfredo Duarte Costa.

In DN

Embarassed Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty FMI pode não libertar verbas para a Grécia

Mensagem por Joao Ruiz Qui Maio 26, 2011 5:21 pm

.
FMI pode não libertar verbas para a Grécia

por Lusa
Ontem

O presidente do euro-grupo, Jean-Claude Juncker, disse hoje que o Fundo Monetário Internacional pode não libertar a ajuda de 12 mil milhões de euros à Grécia, em Junho, dificultando a situação financeira do país helénico.

"Há regras específicas no FMI e uma dessas regras diz que o FMI só pode tomar medidas quando a garantia de refinanciamento é dado ao longo de 12 meses", disse Juncker numa conferência de imprensa, citado pela Bloomberg. "Não penso que seja um dado adquirido que a troika conclua que isso está garantido", acrescentou.

Uma equipa de peritos da União Europeia, do FMI e da Comissão Europeia vai completar, na próxima semana, a avaliação do pacote de medidas durante a próxima semana, e dessa avaliação depende a libertação de mais 12 mil milhões de euros, dos quais cerca de 3,3 mil milhões virão do FMI. A porta-voz do Fundo Monetário Internacional, Caroline Atkinson, disse hoje que precisa de "garantias financeiras" antes de entregar verbas aos países em dificuldades financeiras como a Grécia.

"Temos de ter garantias financeiras em todos os programas", acrescentou a porta-voz, sublinhando que as verbas servem para suprir dificuldades de financiamento desses países. "É assim que garantimos a segurança do dinheiro dos nossos membros", concluiu a responsável.

In DN

Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Ministro: Grécia vai receber quinta parte do empréstimo

Mensagem por Joao Ruiz Dom Maio 29, 2011 4:39 pm

.
Ministro: Grécia vai receber quinta parte do empréstimo

por Lusa
Hoje

O ministro das Finanças grego, Yorgos Papaconstantinu, manifestou-se hoje seguro de que a Grécia vai receber a quinta tranche do empréstimo da ajuda externa para se salvar da bancarrota.

"Temos todas os motivos para acreditar que as negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e com a União Europeia (UE) terminarão com resultados positivos para a Grécia", disse na noite de sábado Papaconstantinu, entrevistado pelo canal de televisão privado ateniense Mega.

O ministro disse também que a Grécia "cumpriu as metas" para reduzir o défice num ano.

Os media gregos publicaram hoje as declarações de Papaconstantinu, que dão especial relevo ao desmentido sobre a notícia do semanário alemão Der Spiegel de que o FMI e a UE tinham chegado à conclusão de que "a Grécia falhou" em todas as suas metas fiscais.

"A informação é falsa (...) e as negociações continuam", sublinhou.

Segundo o ministro, "não é possível dizer que a Grécia não cumpriu as suas metas, quando conseguiu reduzir o seu défice em cinco pontos percentuais num ano, a maior redução da zona euro".

O Governo do primeiro-ministro grego, George Papandreou, que assumiu o poder em Outubro de 2009, teve que enfrentar um défice revisto no final desse ano que ascendia a mais do dobro do que supostamente havia herdado, ao situar-se em 15,4 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

Depois de um severo programa de austeridade e um pedido de resgate, previsto para três anos, no montante de 110 mil milhões de euros, a Grécia conseguiu reduzir o défice em percentagem do PIB, para 10,5 por cento em 2010.

O país já recebeu aproximadamente metade da ajuda em forma de empréstimos (53 mil milhões de euros), podendo estar mais próximo do que nunca da bancarrota caso não consiga obter a quinta parte do empréstimo da ajuda externa, no montante de 12 mil milhões de euros, segundo os media.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Confrontos na terceira greve geral do ano em Atenas

Mensagem por Joao Ruiz Qua Jun 15, 2011 4:52 pm

.
Confrontos na terceira greve geral do ano em Atenas

por Lusa e DN.pt
Hoje

Grécia Ng1553441

A polícia grega foi forçada a utilizar gás lacrimogéneo na tentativa de bloquear o acesso ao Parlamento de Atenas de alguns dos mais de 20 mil manifestantes que esta tarde tentaram evitar a votação de novas medidas de austeridade.


Também o funcionamento dos serviços públicos e dos transportes marítimos e urbanos estão hoje a ser fortemente perturbados devido à terceira greve geral deste ano, convocada pelas principais centrais sindicais do país. Além da circulação de comboios e barcos, a greve também está a paralisar a imprensa, a banca, os infantários e as empresas estatais em vias de privatização.

Os hospitais públicos apenas atenderão hoje casos urgentes e o comércio em Atenas estará fechado durante três horas ao meio-dia. As excepções hoje são as companhias aéreas e os aeroportos, que vão funcionar normalmente.

Os gregos protestam contra a adopção de um pacote adicional de medidas de austeridade, que vai começar hoje a ser analisado no parlamento e do qual depende a continuação da ajuda da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI) para evitar a bancarrota do país.

Centenas de manifestantes, pertencentes ao movimento de protesto popular dos 'indignados', reuniram-se hoje na praça Syntagma à frente do parlamento. Acampados na praça há três semanas, os indignados gregos prevêem formar uma cadeia humana e cercar o parlamento. A polícia colocou uma barreira de dezenas de veículos estacionados na rua, à frente da entrada do parlamento, para permitir o acesso aos deputados e impedir a multidão de se aproximar.

Várias artérias em torno do parlamento estão fechadas à circulação e aos peões devido à violência dos confrontos entre policia e manifestantes.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Merkel e Sarkozy debatem crise grega na sexta-feira

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jun 16, 2011 9:42 am

.
Merkel e Sarkozy debatem crise grega na sexta-feira

por Lusa
Hoje

Grécia Ng1554044

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Nicolas Sarkozy, reúnem-se na sexta-feira em Berlim para debater o impasse sobre a ajuda financeira suplementar à Grécia, para evitar a bancarrota deste país da zona euro.

O encontro foi inicialmente agendado para preparar a cimeira europeia de Junho, tradicionalmente dedicada a temas económicos de rotina, mas o agravamento da crise em Atenas, onde a agitação social subiu de tom esta semana, em vésperas da aprovação de novo pacote de austeridade, dominará por completo a conversa entre Merkel e Sarkozy, disseram fontes diplomáticas.

A Europa comunitária espera que a chanceler e o chefe de Estado francês mostrem o caminho para ajudar a Grécia, depois de os ministros das Finanças da zona euro não terem conseguido chegar a acordo, numa reunião que decorreu no princípio desta semana, em Bruxelas.

A grande maioria dos países da moeda única está de acordo em exigir a participação dos credores privados, como bancos e seguradoras, na solução financeira para a Grécia.

Boa parte dos Estados do euro, incluindo a França, rejeitaram a proposta alemã para prolongar a maturidade dos títulos da dívida grega por mais sete anos, receando que esta medida seja interpretada como um incumprimento da Grécia por parte dos mercados financeiros.

De acordo com vários economistas, se os mercados decretarem a bancarrota grega, poderá surgir uma situação mais complicada do que a actual, semelhante à que resultou da falência do banco norte-americano Lehmann Brothers, em finais de 2008, génese da maior crise económica e financeira internacional das últimas oito décadas

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Evangelos Venizelos para a pasta das finanças

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jun 17, 2011 5:02 pm

.
Evangelos Venizelos para a pasta das finanças

por Lusa
Hoje

Grécia Ng1554972

O primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, nomeou hoje Evangelos Venizelos para ministro das Finanças em substituição de Georges Papaconstantinu, que passa para a pasta do Ambiente, anunciou um porta-voz do governo.

Venizelos, de 54 anos, que também foi nomeado vice-presidente, cargo que ocupará ao lado do actual vice-presidente Theodoros Pangalos, que manteve funções, terá a tarefa de resolver a crise financeira e social da Grécia e negociar com os credores do país. Até agora, Venizelos era ministro da Defesa. A saída de funções de Papaconstantinou era esperada porque apesar de apreciado no estrangeiro, o ministro era criticado pelos eleitos do partido socialista no poder por ter imposto à pressão a austeridade para obter uma ajuda financeira da UE e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros do governo é Stravos Lambrinidis, de 49 anos, que foi chefe do grupo parlamentar socialista grego no Parlamento europeu e é próximo de Papandreou. Um outro próximo de Papandreou, Panos Beglitis, até agora secretário de Estado da Defesa, foi nomeado ministro da Defesa.

Confrontado com as pressões contraditórias dos credores do país e da população, e com a recusa do principal partido da oposição de direita de formar um governo de unidade nacional, o primeiro-ministro tinha anunciado quarta-feira que iria fazer uma remodelação governamental e posteriormente pedir uma moção de confiança no Parlamento.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Governo grego obtém confiança do parlamento

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jun 21, 2011 4:42 pm

.
Governo grego obtém confiança do parlamento

por Dn.pt/Lusa
Hoje

Grécia Ng1558930

A AFP avança que o o governo socialista grego conseguiu, na terça-feira à noite, 155 votos favoráveis à moção de confiança.Toda a oposição votou contra.

O Executivo precisava de pelos menos 151 votos favoráveis dos 300 deputados. Conseguiu os 155 votos dos socialistas.

O primeiro-ministro George Papandreou tinha apresentado uma moção de confiança, face ao aumento da contestação às medidas de austeridade que vêm sendo adoptadas.

Com esta aprovação, o primeiro-ministro grego George Papandreu terá mais facilidade em aprovar o novo pacote de medidas de austeridade exigido pelos parceiros europeus para que seja desbloqueada mais uma tranche do plano de resgate financeiro do país.

Enquanto isso, cerca de 200 mil pessoas concentraram-se frente ao parlamento. Este novo protesto foi convocado pelo movimento dos "indignados" gregos, que desde 25 de maio promove um acampamento na praça central de Syntagma, em oposição às medidas de austeridade ditadas ao país pela União Europeia (UE) e Fundo Monetário Internacional (FMI).

In DN

Grécia 00020670

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Greve geral dias 28 e 29 contra o plano de austeridade

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jun 23, 2011 10:58 am

.
Greve geral dias 28 e 29 contra o plano de austeridade

por Lusa
Hoje

As principais centrais sindicais gregas convocaram hoje uma greve geral para os dias 28 e 29 de Junho, aquando da votação no Parlamento do plano de austeridade exigido pela Zona Euro.

"Em vista do voto do plano orçamental de médio prazo (...) acordado entre o Governo e os seus usurários credores, decidimos uma greve geral de 48 horas para os dias 28 e 29 de Junho", indicou num comunicado a GSEE, a principal confederação sindical grega. A ADEDY, a central sindical dos funcionários, também anunciou que vai aderir a este protesto. Uma nova greve geral, a quarta deste ano contra a austeridade, desta vez por 48 horas, tem vindo a ser anunciada desde há vários dias pelos sindicatos, mas as datas exactas foram definidas após a publicação na quarta-feira pelo Ministério das Finanças do calendário do debate e votação no Parlamento.

Os "indignados" gregos que acampam à frente do Parlamento desde 25 de maio e estiveram, no início de Junho, no início de grandes protestos de cidadãos contra o novo plano de austeridade e as privatizações, também apelaram a novas manifestações nas mesmas datas que os sindicatos. A votação do controverso plano de austeridade de 2012-2015 é, segundo o Governo e os credores do país, a condição para o pagamento até início de Julho da quinta parcela, de 12 bilhões de euros, vital para a Grécia.

Esta é a quinta parcela do empréstimo de 110 mil milhões de euros concedido ao país pela Zona Euro e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), em maio último. A luz verde para o pagamento desta parcela deve ser dada numa reunião no Luxemburgo, a 03 de Julho, pelos países da Zona Euro.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Londres fica fora do segundo resgate à Grécia

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jun 24, 2011 8:14 am

.
Londres fica fora do segundo resgate à Grécia

por DN.pt
Hoje

O Reino Unido conseguiu manter-se fora do segundo resgate financeiro da União Europeia (UE) à Grécia. Londres apenas irá participar indirectamente, através das suas contribuições para o Fundo Monetário Internacional (FMI), parceiro da UE no apoio à Grécia.

O acordo dos líderes europeus para garantir um novo empréstimo gigantesco à Grécia, e evitar a falência do país, está em destaque nos jornais britânicos, como o The Guardian, mas sob o ponto de vista nacional, ou seja, destacando o facto de o primeiro-ministro, David Cameron, ter convencido os seus parceiros europeus de que para o novo pacote de resgate deverão contribuir apenas os países com o euro como moeda.

Em troca dos 120 mil milhões de euros, a Grécia, cuja falência poderia causar nova crise financeira mundial, segundo avisos do FMI, terá de implementar um plano de cortes de despesa e aumento da colheita de impostos de 28 mil milhões de euros e um programa de privatização de 50 mil milhões. Planos que terão de ser finalizados pelo governo grego nos próximos dias e, de preferência, num pacto político com a oposição.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Eurogrupo crê na aprovação de novas medidas austéras

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jun 24, 2011 4:27 pm

.
Eurogrupo crê na aprovação de novas medidas austéras

por Lusa
Hoje

O presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, declarou hoje ter confiança que o parlamento grego aprove o novo pacote de medidas de austeridade para aceder a nova ajuda internacional de modo a evitar a falência do país.

Juncker apelou a que os ajustes de austeridade no país sejam aplicados o quanto antes. "É evidente que há que confirmar que o texto que o parlamento aprove tenha uma aplicação imediata na realidade grega", comentou o responsável em conferência de imprensa decorrida em Bruxelas.

"Uma coisa é aprovar uma lei e outra coisa é aplicá-la", advertiu todavia o também primeiro-ministro do Luxemburgo. O novo plano de ajuda financeira prometido à Grécia em troca de mais um pacote de austeridade terá um montante "similar" ao do primeiro empréstimo, que atingia os 110 mil milhões de euros, disse hoje o primeiro-ministro grego, Georges Papandreou.

"Estamos a falar de montantes muito, muito significativos" para este programa de ajuda que será financiado pela zona euro, o Fundo Monetário Internacional e os credores privados", declarou o governante grego em Bruxelas.

In DN

Grécia Smilie31

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Grécia volta à estaca zero. Saiba porquê

Mensagem por Joao Ruiz Seg Jul 04, 2011 4:34 pm

.
Grécia volta à estaca zero. Saiba porquê

por Nuno Aguiar
Hoje

A agência de rating Standard&Poor's avisou hoje que a reestruturação de dívida grega que está a ser planeada será considerada um default (incumprimento). O modelo de reestruturação aceite pela banca francesa previa o rollover (reinvestimento) de 70% da dívida grega amortizada.

A posição da S&P poderá fazer regressar as negociações com a banca à estaca zero, prometendo agravar ainda mais a crise da zona euro.

Mais um atraso - É mais um revés para a zona euro. Começam a ser exasperantes os avanços e recuos na crise da dívida, neste caso motivados pelas agências de rating.

In DN

Twisted Evil


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Grécia impede Frota de Liberdade de seguir para Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jul 05, 2011 11:00 am

.
Grécia impede Frota de Liberdade de seguir para Gaza

por DN.pt
Hoje

A Frota da Liberdade pretende furar o bloqueio israelita e levar ajuda humanitária para Gaza. Mas, depois de ter atrasado a emissão de licenças, a Grécia proibiu todos os barcos saírem dos portos onde estão atracados. Uma das embarcações tentou furar a ordem, mas foi travada pela guarda costeira grega.

O incidente registou-se ontem com o barco canadiano Tahrir, que estava no porto de Agios Nikolaos, em Creta. A tripulação arrancou a caminho de águas internacionais, às seis horas locais, mas foram apanhados pelos barcos mais rápidos da guarda costeira. Na semana passada, o capitão do barco norte-americano The Audacity of Hope foi detido quando tentava fugir de Atenas, lembra o The Guardian.

A proibição, por parte do governo grego, foi decretada na sexta-feira, sem dar quaisquer explicações. Os críticos acusaram as autoridades de cederem o controlo das águas territoriais à pressão israelita e norte-americana. Binyamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, agradeceu aos gregos por terem travado a "provocação anti-israelita". Casos que se seguem às sabotagens que visaram alguns dos navios do grupo.

In DN

Grécia Smilie34

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Hillary declara apoio dos EUA "ao povo e governo grego"

Mensagem por Joao Ruiz Dom Jul 17, 2011 4:22 pm

.
Hillary declara apoio dos EUA "ao povo e governo grego"

Hoje

Grécia Ng1581766

A chefe da diplomacia norte-americana, Hillary Clinton, manifestou hoje o apoio dos Estados Unidos "ao povo e ao governo da Grécia" e saudou os planos de recuperação económica e as medidas de austeridade contestadas pela população.

"Apoiamos o povo e o governo gregos", declarou Hillary Clinton aos jornalistas em Atenas, afirmando que os Estados Unidos "apoiam a determinação do governo [do primeiro-ministro] Papandreou em fazer reformas necessárias para dar solidez" à economia do país.

Reconheceu que as reformas e as medidas de austeridade que contempla são um "remédio amargo" difícil de engolir mas afirmou que os Estados Unidos confiam inteiramente que irão resultar.

A crise financeira da Grécia deverá dominar a visita de Hillary Clinton, numa altura em que se discute um novo pacote financeiro de 115 mil milhões de euros para recuperar a economia grega.

O governo grego aprovou novas medidas de austeridade depois de não ter conseguido cumprir as metas de redução do défice estabelecidas para este ano.

Cortes no investimento e aumentos de impostos têm provocado com frequência greves e manifestações que descambam em violência na capital, Atenas.

Na quinta-feira, os líderes dos 17 países da zona Euro vão reunir-se para tentar chegar a acordo sobre um segundo pacote de ajuda financeira externa.

APN

Lusa/fim e re

In DN

Idea Arrow

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Grécia Empty Re: Grécia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos