Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Líbia

4 participantes

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Líbia

Mensagem por Joao Ruiz Sab Mar 27, 2010 4:31 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Líbia põe fim ao embargo à concessão de vistos a europeus

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1272442

A Líbia pôs fim ao embargo à concessão de vistos aos europeus do espaço Schengen, anunciou hoje um alto responsável do país, pouco depois da União Europeia ter anunciado o levantamento das restrições a cidadãos líbios.

A presidência espanhola da UE anunciou hoje ter retirado do sistema de informação da zona Schengen os nomes de cidadãos líbios que a Suíça tinha incluído, nomeadamente o do líder líbio, Muammar Kadhafi, e alguns familiares.

"A Líbia saúda essa decisão (da UE) e anuncia o levantamento imediato" da proibição à entrada no território de cidadãos procedentes dos países membros de Schengen, disse o responsável líbio, que pediu o anonimato.

Numa declaração, a presidência espanhola da UE reiterou também lamentar o que aconteceu entre a Líbia e a Suíça no caso dos vistos e "inconvenientes" causados.

Acrescentou que a medida, com efeitos restritivos, tinha sido adoptada "por um membro de Schengen, e não pela UE, que não desempenhou qualquer papel".

O espaço Schengen é integrado por 25 países europeus: 22 membros da União Europeia e ainda a Islândia, Noruega e Suíça. Cinco países membros da UE - Reino Unido, Irlanda, Bulgária, Roménia e Chipre - não integram este espaço de livre circulação.

A disputa entre a Suíça e a Líbia agravou-se em Fevereiro passado, quando a Tripoli decidiu suspender a concessão de vistos a cidadãos dos países que integram Schengen, em resposta ao veto de entrada na Suíça de mais de uma centena de cidadãos da Líbia.

A crise diplomática entre a Suíça e a Líbia nasceu da detenção em Julho de 2008 em Genebra de um filho do líder líbio, na sequência de uma queixa de dois empregados domésticos por violência. Em retaliação, a Líbia deteve dois empresários suíços em Tripoli sob a acusação permanência ilegal no país.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo


Líbia - Página 2 Empty Kadhafi diz que Sarkozy sofre de doença psíquica

Mensagem por Joao Ruiz Qua Mar 16, 2011 11:21 am

.
Kadhafi diz que Sarkozy sofre de doença psíquica

por Lusa
Ontem

Líbia - Página 2 Ng1476487

Numa entrevista a ser exibida esta noite pela televisão alemã RTL, o líder líbio Muammar Kadhafi diz que a rebelião só matou 200 pessoas e critica o presidente francês.

Na mesma entrevista, Kadhafi assegurou que a rebelião em curso há um mês contra o seu regime é "um pequeno evento" que causou "apenas 150 a 200 mortes", e que em breve será "controlada".

Quando ao Presidente francês, Kadhafi disse na entrevista, citada pela agência France Presse: "[Sarkozy] é meu amigo, mas creio que enlouqueceu. Sofre de uma doença psíquica. É o que dizem os seus assessores."

A França foi o primeiro país a reconhecer o Conselho Nacional de Transição, órgão que representa a rebelião anti-Kadhafi, como a única autoridade legítima na Líbia. A diplomacia francesa tem sido a mais ativa na comunidade internacional a insistir na necessidade de impor uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia ou mesmo de fazer "bombardeamentos cirúrgicos" contra as forças de Kadhafi.

O líder líbio repetiu novamente que não ocupa quaisquer cargos oficiais no governo da Líbia.

"Não posso portanto ser criticado. Será que criticam a rainha Isabel II pelas políticas [do seu governo]?"

Kadhafi repetiu ainda que, no futuro, não tenciona ter relações comerciais com os países ocidentais "que conspiram contra a Líbia", e que em vez disso irá investir "na Rússia, na Índia e na China".

Na entrevista com a estação alemã, Kadhafi abriu contudo uma excepção no Ocidente - a Alemanha, cuja atitude durante a crise tem sido "sensata".

In DN

Embarassed Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Rebeldes líbios negam tomada de Misurata pelo exército

Mensagem por Joao Ruiz Qui Mar 17, 2011 11:55 am

.
Rebeldes líbios negam tomada de Misurata pelo exército

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1478119

As forças leais ao regime líbio estavam hoje às portas de Benghazi, bastião do movimento de revolta, noticiou a televisão estatal depois de ter dado como tomada a cidade de Misurata, informação negada pelos rebeldes.

"A cidade de Zuwaytinah está sob controlo das forças armadas, que estão às portas de Benghazi", a segunda maior cidade do país e bastião da insurreição iniciada há mais de um mês, acrescentou. Zuwaytinah, cidade portuária a cerca de 150 quilómetros a sul de Benghazi, foi escolhida pelos rebeldes para sede do chamado Conselho de Transição líbia.

Testemunhas citadas pela agência noticiosa norte-americana AP relataram que dois aviões das forças de Kadhafi bombardearam hoje à tarde o aeroporto de Benghazi, cidade que fica a cerca de 1000 quilómetros de Tripoli. As mesmas fontes disseram que os aviões já tinham tentado bombardear o aeroporto horas antes, mas sem êxito. Segundo afirmaram, os rebeldes têm três aviões próprios e estão a utilizá-los para atacar as forças do regime nos arredores de Adjabiya, cidade próxima onde se registam combates há vários dias.

Outras duas fontes, um porta-voz dos rebeldes e um médico de Benghazi, disseram à agência noticiosa francesa AFP que os rebeldes conseguiram repelir um ataque lançado hoje contra a cidade, tendo abatido um avião. A televisão estatal, Al-Lybia, noticiou também hoje a tomada pelas forças pró-Kadhafi da cidade de Misurata, a cerca de 200 quilómetros a leste de Tripoli.

Esta informação foi negada por um porta-voz rebelde: "Continuamos a controlar a cidade e mesmo os seus arredores. Kadhafi está a tentar mobilizar as suas forças a alguns quilómetros da cidade", disse o porta-voz, citado sob anonimato pela AFP. "Ouvimos alguns disparos, esporádicos, nos arredores da cidade, e nada mais", acrescentou. Sobre os combates de quarta-feira na mesma cidade, o porta-voz disse terem sido mortos 15 rebeldes e três civis, assim como 60 soldados das forças de Kadhafi.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Conselho de Segurança autoriza recurso à força

Mensagem por Joao Ruiz Qui Mar 17, 2011 5:40 pm

.
Conselho de Segurança autoriza recurso à força

por Lusa
Hoje

O Conselho de Segurança da ONU estabeleceu hoje uma zona de exclusão aérea na Líbia, autorizando "todas as medidas necessárias" para a protecção de civis e áreas civis povoadas sob ameaça, referindo explicitamente a cidade de Bengazi.

A resolução foi aprovada com 10 votos a favor, incluindo Portugal, cinco abstenções e nenhum voto contra. O texto exclui explicitamente "qualquer tipo de ocupação estrangeira em qualquer parte do território líbio".

Autoriza os estados membros a "tomar todas as medidas necessárias (...) para proteger civis e áreas civis populadas sob ameaça de um ataque na Líbia, incluindo Bengazi", cidade líbia para onde Muammar Kadhafi está a dirigir forças e já disse pretender atacar em breve.

As "medidas", que podem incluir o uso de força militar contra as forças de Kadhafi, é podem resultar de acção "nacional ou através de organizações e acordos regionais", e devem ser tomadas em cooperação com o secretário geral das Nações Unidas.

Milhares de pessoas concentradas em Bengazi receberam com júbilo e fogo de artifício a adopção pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas da resolução que permite "todas as medidas necessárias" à protecção da população civil na Líbia.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Re: Líbia

Mensagem por Vitor mango Sex Mar 18, 2011 1:20 am

Kadafi desiste de atacar Benghazi
01h41m

Kadafi desiste de atacar Benghazi
Festa em Benghazi após votação na ONU


Kadafi mudou de tática por razões humanitárias e já não pretende atacar Benghazi, reduto dos rebeldes, anunciou esta sexta-feira a CNN, pouco depois de a ONU ter aprovado o uso da força contra regime líbio.

"Acabo de receber um telefonema de um dos filhos de Kadhafi, Seif", adiantou um jornalista da CNN em Tripoli, Nic Robertson.

"Ele [Seif] disse que estavam em vias de mudar de tática em Benghazi, que o exército não ia entrar em Benghazi e [que] se vai posicionar em torno dos rebeldes", acrescentou o jornalista.

O líder líbio afirmou quinta-feira que as forças governamentais iam atacar esta noite aquela cidade, numa mensagem via rádio, retransmitida pela televisão líbia.

"A razão [para esta mudança tática] é que eles esperam um êxodo humanitário. Esperam que as pessoas tenham medo do que se vai passar e ele [Seif, filho de Kadhafi] disse que o exército ia para lá para ajudar as pessoas a sair" da cidade, explicou ainda o jornalista.

O Conselho de Segurança da ONU estabeleceu hoje uma zona de exclusão aérea na Líbia, autorizando "todas as medidas necessárias" para a proteção de civis e áreas civis povoadas sob ameaça, referindo explicitamente a cidade de Benghazi.

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
Líbia - Página 2 Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 115074

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty EUA, França e Reino Unido atacam forças de Kadhaf

Mensagem por Joao Ruiz Dom Mar 20, 2011 5:31 am

.
EUA, França e Reino Unido atacam forças de Kadhafi

por Dn.pt/Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1480134

Um avião francês iniciou a operação "Odisseia ao Amanhecer". Seguiram-se os aviões americanos e britânicos. Kadhafi ameaça atacar alvos civis e militares no Mediterrâneo.

A coligação internacional passou à acção no sábado atacando por mar e ar alvos estratégicos na Líbia, para deter a repressão militar da revolta lançada há mais de um mês contra o regime de Muammar Kadhafi.

Depois de aprovado um mandato das Nações Unidas, com o apoio árabe e na sequência de uma reunião extraordinária em Paris, entre a Europa, EUA, ONU e países árabes, a intervenção militar começou com o envolvimento da França, Estados Unidos e Reino Unido.

O primeiro ataque aéreo francês foi as 16h45 GMT (mesma hora em Lisboa) contra um veículo das forças do regime de Kadhafi. O porta-aviões francês Charles de Gaulle, de propulsão nuclear, deverá começar a navegar hoje de Toulon (sul) para a Líbia.

Ao início da noite, os EUA dispararam, a partir de porta-aviões estacionados no Mediterrâneo, 110 mísseis de cruzeiro Tomahawk contra as defesas antiaéreas da Líbia, para facilitar a aplicação da zona de exclusão aérea.

Em Londres, o primeiro-ministro, David Cameron, anunciou que as forças britânicas estavam também em acção.

Do lado líbio, a imprensa estatal anunciou que "alvos civis" tinham sido atingidos e que havia feridos. O regime de Kadhafi anunciou a morte de pelo menos 48 pessoas. Kadhafi ameaçou atacar e transformar o Mediterâneo num verdadeiro campo de batalha.

A Líbia pediu depois uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU e disse que, depois dos raides das forças da coligação, considera nula a resolução 1973 das Nações Unidas.

A Rússia, que se absteve de votar na quinta-feira a resolução da ONU, lamentou a intervenção armada.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Kadhafi prevê uma "guerra longa" na Líbia

Mensagem por Joao Ruiz Dom Mar 20, 2011 5:46 am

.
Kadhafi prevê uma "guerra longa" na Líbia

Hoje

Líbia - Página 2 Ng1480303

O líder líbio, Mouammar Kadhafi, afirmou hoje que a Líbia jamais vai permitir que os novos "cruzados" se apoderem e explorem o petróleo do país e previu uma "guerra longa".

"Todo o povo líbio tem armas", afirmou numa mensagem sonora difundida na televisão oficial líbia, acrescentando que será identificado "qualquer traidor ou colaborador da coligação dos cruzados", numa referência aos países que decidiram avançar com uma ofensiva.

Após semanas de hesitações, de um mandato da ONU e de um apoio árabe, uma coligação internacional com os Estados Unidos, a França e a Grã-Bretanha na liderança passou sábado à ofensiva para tentar travar a repressão da revolta lançada há mais de um mês contra o regime de Muammar Kadhafi.

A resolução 1973 da ONU, adoptada na noite de quinta-feira, autorizou o recurso à força para proteger a população líbia. A China e a Rússia, membros permanentes do Conselho de Segurança, abstiveram-se mas não utilizaram o seu direito de veto para bloquear o texto. A Rússia lamentou esta intervenção militar internacional, efectuada no âmbito de uma resolução da ONU "adoptada à pressa".

In DN

Embarassed Rolling Eyes Shocked

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty EUA dizem que tropas de Kadhafi não chegaram a Benghazi

Mensagem por Joao Ruiz Dom Mar 20, 2011 9:33 am

.
EUA dizem que tropas de Kadhafi não chegaram a Benghazi

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1480383

A primeira fase de ataques aéreos contra alvos na Líbia foi "um êxito" e permitiu criar uma zona de exclusão aérea, afirmou hoje o principal responsável militar dos Estados Unidos, o almirante Michael Mullen, à televisão ABC.

O chefe do Estado-Maior dos Estados Unidos disse também que as forças leais a Muammar Kadhafi "suspenderam o avanço" para Benghazi, cidade bastião dos rebeldes a quase mil quilómetros para leste da capital, Tripoli.

Hoje de madrugada, segundo um porta-voz do comando militar africano dos EUA em Estugarda, na Alemanha, Kenneth Fidler, 19 aviões norte-americanos, entre os quais três bombardeiros furtivos B2 e caças F-15 e F-16, atacaram objectivos na Líbia.

No terreno, fontes dos rebeldes líbios em Benghazi (leste) citadas pela agência France Presse indicaram que dezenas de veículos militares das forças do regime foram destruídos hoje em ataques lançados a partir do ar cerca de 35 quilómetros a oeste da cidade.

Segundo os rebeldes, a operação aérea foi realizada por caças franceses e teve início às 05:30 locais (03:30 TMG e Lisboa), prolongando-se por cerca de duas horas.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Filho de Kadhafi diz que Ocidente foi atrás de mal-entendido

Mensagem por Joao Ruiz Dom Mar 20, 2011 11:13 am

.
Filho de Kadhafi diz que Ocidente foi atrás de mal-entendido

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1480559

Seif al-Islam, filho de Muammar Kadhafi, afirmou hoje numa entrevista estar surpreendido com os ataques à Líbia e que os países ocidentais foram atrás de um "grande mal-entendido" sobre a situação política no país.

Seif al-Islam disse à televisão norte-americana ABC que o pai não faz tenção de abandonar a liderança líbia e assegurou que "todo o país está unido contra as milícias armadas e os terroristas".

"Ontem (sábado) ficámos surpreendidos (...) Foi uma enorme surpresa ver o presidente Obama - que pensávamos ser um homem bom e um amigo do mundo árabe - bombardear a Líbia", disse.

O filho do líder líbio negou que o exército líbio tenha atacado forças da resistência, sustentando que a cidade é controlada por "terroristas e milícias armadas" que atacam os civis e o exército. "Se os americanos querem ajudar a população de Benghazi, que vão a Benghazi e libertem a cidade das milícias e dos terroristas", disse. Questionado sobre se o pai vai sair do poder, Seif al-Islam afastou essa possibilidade.

"Afastar-se porquê? Mais uma vez há um grande mal entendido. O país está todo unido contra as milícias e os terroristas. Os americanos e os outros países ocidentais estão simplesmente a apoiar os terroristas e as milícias", disse.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Novo ataque às forças de Kadhafi em Tripoli

Mensagem por Joao Ruiz Dom Mar 20, 2011 6:05 pm

.
Novo ataque às forças de Kadhafi em Tripoli

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1480716

A defesa antiaérea líbia entrou em acção hoje em Tripoli, com vários disparos para dar resposta a um novo ataque das forças da coligação na zona da residência de Kadhafi.

Jornalistas localizados em Tripoli relataram ter ouvido fortes estrondos e visto traços de fogo no céu, nomeadamente perto da zona de residência de Muammar Kadhafi.

A defesa antiaérea líbia entrou em acção cerca das 18h15 (hora de Lisboa) indiciando a resposta a novo ataque aéreo das forças internacionais mandatadas pela ONU.

Entretanto, o regime de Kadhafi anunciou um cessar-fogo para as 21h00 locais (19h00 em Lisboa).

A coligação, com Estados Unidos, França e Reino Unido a ter o papel mais activo, entrou em acção sábado, com ataques por ar e mar contra alvos militares estratégicos na Líbia, para tentar parar a repressão da revolta lançada contra o regime de Kadhafi.

A intervenção está legitimada por uma resolução aprovada na quinta-feira pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

In DN

Shocked

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Conselho de Segurança vai analisar pedido de cessar-fogo

Mensagem por Joao Ruiz Seg Mar 21, 2011 12:08 pm

.


por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1481468

O Conselho de Segurança da ONU reúne-se hoje em Nova Iorque às 15:00h (19:00h em Lisboa) para analisar a última carta do governo do líder líbio Muammar Kadhafi, disse hoje a presidência chinesa do órgão máximo das Nações Unidas.

Wang Min, representante permanente adjunto da China junto da ONU, disse que a reunião será "sobre como lidar com o pedido" de Tripoli, escusando-se a responder a mais perguntas. Fonte diplomática disse à Lusa que será analisada ainda a situação geral do conflito na Líbia, na sequência dos bombardeamentos pela coligação internacional durante o fim de semana.

Os ataques tiveram como alvo infraestruturas e forças de Muammar Kadhafi, e resultaram numa consolidação das posições rebeldes no leste do país.

Na última carta ao Conselho de Segurança, o governo de Kadhafi diz aceitar de imediato um cessar-fogo, além de uma equipa de monitores internacionais no terreno, de acordo com a mesma fonte.

A reunião de hoje foi pedida pelo Líbano, único país da Liga Árabe membro do Conselho de Segurança.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Re: Líbia

Mensagem por Viriato Seg Mar 21, 2011 12:11 pm

Líbia: é para ser ao contrário do Iraque

Daniel Oliveira (www.expresso.pt)


Ontem, 77 por cento dos egípcios aprovaram alterações na constituição que permitirão eleições livres democráticas. Também ontem, tunisinos festejaram, pela primeira vez, a sua independência em liberdade. E ainda ontem, sírios manifestaram-se pela democracia. Não se pode saudar, durante semanas, a vitória de egípcios e tunisinos contra a tirania e a coragem de sírios, iemenitas ou sauditas, dar-lhes força para continuarem a desafiar os seus tiranos, e depois esperar sentado pelo massacre dos povos.

Não sou por princípio contra intervenções internacionais. Fui contra as intervenções ilegais no Iraque, no Afeganistão e no Kosovo. Mas critiquei a passividade no Darfur. Lamentei a cumplicidade ocidental com os sucessivos massacres israelitas no Líbano e em Gaza. Festejei a intervenção internacional em Timor. E, andando muito mais para trás, penso que a história do século XX teria sido bem diferente se as democracias europeias não tivessem ficado quietas durante a guerra civil espanhola, e não tivessem deixado os republicanos serem massacrados pelos fascistas, armados e apoiados pelos nazis, naquele que foi o prelúdio da II Guerra e do Holocausto.

Uma vitória de Kadhafi, com um massacre dos rebeldes em Bengasi, que se previa sangrento e impiedoso, teria repercussões para lá da Líbia. Significaria uma mudança radical na atual situação no Médio Oriente, que daria força às restantes ditaduras árabes para esmagar sem dó nem piedade os movimentos populares pela democratização. Para mim, que ando há anos a criticar a cumplicidade da Europa com as ditaduras árabes, seria incoerente defender que ficássemos todos a assistir no camarote ao esmagamento de civis que lutam pela liberdade.

A decisão de criar uma "zona de exclusão aérea" na Líbia não permite qualquer comparação com o Iraque. Tratava-se, em tudo, do contrário. Apesar de todas as diferenças, seria, apesar de tudo, mais legitimo fazer comparações com Timor. Pelo menos cinco diferenças em relação ao ataque de Bush ao Iraque:

1. Foi reconhecido um novo governo na Líbia. Um governo composto pelos rebeldes. E esse governo, prestes a ser esmagado pelas armas que o Ocidente andou a vender a Kadhafi, pediu uma intervenção.

2. A Liga Árabe apoiou a criação da "zona de exclusão aérea", o que faz toda a diferença. Mais importante: a intervenção parece ter apoio da opinião pública árabe - basta ver a Al-Jazzera, um bom barómetro do que sente a maioria dos árabes, para perceber a diferença de tratamento em relação aos ataques ao Afeganistão e Iraque. Os árabes não veriam com os bons olhos que, depois de tanto empenho em guerras ofensivas contra o povo iraquiano, o Mundo fechasse os olhos ao sofrimento dos líbios.

3. Esta intervenção foi decidida pela ONU. É a primeira vez que uma intervenção internacional desta natureza é decidida assim, de forma clara e limpa. Foi o que andei a defender durante anos. Trata-se de uma intervenção multilateral e legal.

4. A resolução aprovada pela ONU não permite que qualquer soldado estrangeiro pise território líbio. Ou seja, não permite uma invasão estrangeira que todos sabemos como acabaria: anos de tropas ocidentais a decidir do futuro de um povo que quer ser livre, não quer mudar de dono.

5. Houve, na Europa, um consenso político alargado para a criação da "zona de exclusão aérea". O Parlamento Europeu aprovou com o voto da esmagadora maioria dos deputados, da direita à esquerda, uma resolução. Apesar de algumas - poucas - reticências à criação da zona de exclusão aérea, a resolução, em que os "verdes" tiveram um papel central, só contou com a oposição da extrema-direita e de uma minoria do GUE (grupo onde estão os comunistas e os partidos mais à esquerda). Todos os restantes grupos votaram a favor da resolução e só uma minoria do GUE votou contra - coisa que parece ser ignorada no debate em Portugal. Ou seja, a Europa, em todas as suas variantes políticas, envolveu-se neste processo.

Tudo é ao contrário do Iraque e qualquer comparação é pouco séria. Há envolvimento dos líbios, dos árabes, da Europa, da ONU, e regras que, se forem cumpridas, impedem a criação de mais um protetorado.

No entanto, esta intervenção tem enormes riscos e apoiar o seu princípio não é um cheque em branco. Ela pode resultar numa escalada em que os seus objetivos podem ser rapidamente pervertidos por Estados que, temos de recordar, nunca se preocuparam com a democracia nos países árabes e andaram, durante anos, a apoiar homens como Kadhafi. A resolução da ONU tem um objetivo: impedir bombardeamento de civis por parte das tropas de um ditador que não olhará a meios para se manter no poder. Não tem como objetivo fazer das forças estrangeiras a linha da frente das tropas rebeldes, para ali instaurar à força e à bomba uma democracia que, se vier de fora, nunca existirá. Quer-se um Egito na Líbia, não um Iraque.

As operações de ontem parecem, em alguns casos, aproximar-se perigosamente da linha em que há uma violação do mandato da ONU e já contaram com algumas criticas da Liga Árabe, que foi elemento ativo na criação da "zona de exclusão aérea". O apoio dos árabes, o apoio do Parlamento Europeu, a resolução da ONU, não são uma autorização para uma ofensiva contra a Líbia. E a minha posição é exatamente esta: a intervenção, a coberto da legalidade internacional, apenas permite conter a ofensiva de Kadhafi, não permite que as forças estrangeiras substituam as forças rebeldes.

O apoio a uma ação que defenda os líbios da locura de Kadhafi é uma obrigação moral e política para quem defende a autodeterminação dos povos e combate a um imperialismo que se serviu sempre de ditadores convenientes. Mas uma escalada de violência que ultrapasse o mandato internacional acabará por servir objetivos opostos. Defender uma intervenção internacional não é defender uma invasão.

Quem, por exemplo, à esquerda, no Parlamento Europeu, defendeu o que veio a ser a resolução da ONU, não cometeu nenhum erro. Cumpriu uma obrigação política e foi coerente com as posições que teve no passado em relação ao Iraque, a Timor, ao Darfur ou à Palestina. Não poderá ser responsabilizado por atropelos à resolução da ONU, muito clara nos seus propósitos. E quem, como José Sócrates, apoiou durante anos Mubarak, Ben-Ali ou Kadhafi, não tem qualquer autoridade moral para criticar os que apelam à contenção nesta intervenção

Viriato
Viriato

Pontos : 16657

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Re: Líbia

Mensagem por Vagueante Seg Mar 21, 2011 12:35 pm

Viriato escreveu:Líbia: é para ser ao contrário do Iraque

Daniel Oliveira (www.expresso.pt)


Ontem, 77 por cento dos egípcios aprovaram alterações na constituição que permitirão eleições livres democráticas. Também ontem, tunisinos festejaram, pela primeira vez, a sua independência em liberdade. E ainda ontem, sírios manifestaram-se pela democracia. Não se pode saudar, durante semanas, a vitória de egípcios e tunisinos contra a tirania e a coragem de sírios, iemenitas ou sauditas, dar-lhes força para continuarem a desafiar os seus tiranos, e depois esperar sentado pelo massacre dos povos.

Não sou por princípio contra intervenções internacionais. Fui contra as intervenções ilegais no Iraque, no Afeganistão e no Kosovo. Mas critiquei a passividade no Darfur. Lamentei a cumplicidade ocidental com os sucessivos massacres israelitas no Líbano e em Gaza. Festejei a intervenção internacional em Timor. E, andando muito mais para trás, penso que a história do século XX teria sido bem diferente se as democracias europeias não tivessem ficado quietas durante a guerra civil espanhola, e não tivessem deixado os republicanos serem massacrados pelos fascistas, armados e apoiados pelos nazis, naquele que foi o prelúdio da II Guerra e do Holocausto.

Uma vitória de Kadhafi, com um massacre dos rebeldes em Bengasi, que se previa sangrento e impiedoso, teria repercussões para lá da Líbia. Significaria uma mudança radical na atual situação no Médio Oriente, que daria força às restantes ditaduras árabes para esmagar sem dó nem piedade os movimentos populares pela democratização. Para mim, que ando há anos a criticar a cumplicidade da Europa com as ditaduras árabes, seria incoerente defender que ficássemos todos a assistir no camarote ao esmagamento de civis que lutam pela liberdade.

A decisão de criar uma "zona de exclusão aérea" na Líbia não permite qualquer comparação com o Iraque. Tratava-se, em tudo, do contrário. Apesar de todas as diferenças, seria, apesar de tudo, mais legitimo fazer comparações com Timor. Pelo menos cinco diferenças em relação ao ataque de Bush ao Iraque:

1. Foi reconhecido um novo governo na Líbia. Um governo composto pelos rebeldes. E esse governo, prestes a ser esmagado pelas armas que o Ocidente andou a vender a Kadhafi, pediu uma intervenção.

2. A Liga Árabe apoiou a criação da "zona de exclusão aérea", o que faz toda a diferença. Mais importante: a intervenção parece ter apoio da opinião pública árabe - basta ver a Al-Jazzera, um bom barómetro do que sente a maioria dos árabes, para perceber a diferença de tratamento em relação aos ataques ao Afeganistão e Iraque. Os árabes não veriam com os bons olhos que, depois de tanto empenho em guerras ofensivas contra o povo iraquiano, o Mundo fechasse os olhos ao sofrimento dos líbios.

3. Esta intervenção foi decidida pela ONU. É a primeira vez que uma intervenção internacional desta natureza é decidida assim, de forma clara e limpa. Foi o que andei a defender durante anos. Trata-se de uma intervenção multilateral e legal.

4. A resolução aprovada pela ONU não permite que qualquer soldado estrangeiro pise território líbio. Ou seja, não permite uma invasão estrangeira que todos sabemos como acabaria: anos de tropas ocidentais a decidir do futuro de um povo que quer ser livre, não quer mudar de dono.

5. Houve, na Europa, um consenso político alargado para a criação da "zona de exclusão aérea". O Parlamento Europeu aprovou com o voto da esmagadora maioria dos deputados, da direita à esquerda, uma resolução. Apesar de algumas - poucas - reticências à criação da zona de exclusão aérea, a resolução, em que os "verdes" tiveram um papel central, só contou com a oposição da extrema-direita e de uma minoria do GUE (grupo onde estão os comunistas e os partidos mais à esquerda). Todos os restantes grupos votaram a favor da resolução e só uma minoria do GUE votou contra - coisa que parece ser ignorada no debate em Portugal. Ou seja, a Europa, em todas as suas variantes políticas, envolveu-se neste processo.

Tudo é ao contrário do Iraque e qualquer comparação é pouco séria. Há envolvimento dos líbios, dos árabes, da Europa, da ONU, e regras que, se forem cumpridas, impedem a criação de mais um protetorado.

No entanto, esta intervenção tem enormes riscos e apoiar o seu princípio não é um cheque em branco. Ela pode resultar numa escalada em que os seus objetivos podem ser rapidamente pervertidos por Estados que, temos de recordar, nunca se preocuparam com a democracia nos países árabes e andaram, durante anos, a apoiar homens como Kadhafi. A resolução da ONU tem um objetivo: impedir bombardeamento de civis por parte das tropas de um ditador que não olhará a meios para se manter no poder. Não tem como objetivo fazer das forças estrangeiras a linha da frente das tropas rebeldes, para ali instaurar à força e à bomba uma democracia que, se vier de fora, nunca existirá. Quer-se um Egito na Líbia, não um Iraque.

As operações de ontem parecem, em alguns casos, aproximar-se perigosamente da linha em que há uma violação do mandato da ONU e já contaram com algumas criticas da Liga Árabe, que foi elemento ativo na criação da "zona de exclusão aérea". O apoio dos árabes, o apoio do Parlamento Europeu, a resolução da ONU, não são uma autorização para uma ofensiva contra a Líbia. E a minha posição é exatamente esta: a intervenção, a coberto da legalidade internacional, apenas permite conter a ofensiva de Kadhafi, não permite que as forças estrangeiras substituam as forças rebeldes.

O apoio a uma ação que defenda os líbios da locura de Kadhafi é uma obrigação moral e política para quem defende a autodeterminação dos povos e combate a um imperialismo que se serviu sempre de ditadores convenientes. Mas uma escalada de violência que ultrapasse o mandato internacional acabará por servir objetivos opostos. Defender uma intervenção internacional não é defender uma invasão.

Quem, por exemplo, à esquerda, no Parlamento Europeu, defendeu o que veio a ser a resolução da ONU, não cometeu nenhum erro. Cumpriu uma obrigação política e foi coerente com as posições que teve no passado em relação ao Iraque, a Timor, ao Darfur ou à Palestina. Não poderá ser responsabilizado por atropelos à resolução da ONU, muito clara nos seus propósitos. E quem, como José Sócrates, apoiou durante anos Mubarak, Ben-Ali ou Kadhafi, não tem qualquer autoridade moral para criticar os que apelam à contenção nesta intervenção


Como militante do BE, Daniel Oliveira não deixou os seus "créditos" pelo caminho.
De facto, faz um escrito todo ele de apoio a ideais pelos quais a humanidade se deve reger mas não deixa pelo caminho, de atacar aqueles que ele considera os seus inimigos cá dentro. De facto não tenho conhecimento de que Sócrates tenha criticado aqueles que têm apelado à contenção nesta intervenção.
Provavelmente, nesta questão, está com receio de se ver do mesmo lado da barricada daqueles que critica cá dentro.

Vagueante

Pontos : 1698

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Bebés entre os escudos humanos "voluntários" de Kadhafi

Mensagem por Joao Ruiz Ter Mar 22, 2011 9:51 am

.
Bebés entre os escudos humanos "voluntários" de Kadhafi

por DN.pt
Hoje

Muammar Kadhafi protege o seu complexo em Tripoli, capital da Líbia, dos ataques dos aliados usando escudos humanos. Homens, mulheres e até mães carregando bebés garantem estar preparados para morrer pelo ditador líbio.

"Amo Kadhafi. Ele é o nosso pai. Morrerei por ele", afirmou um engenheiro de 45 anos ao enviado do Daily Telegraph, que descreve como os apoiantes do coronel gritam palavras de apoio ao regime: "Abaixo, abaixo os EUA. Vai-te, vai-te Reino Unido. Morte a Sarkozy" (Presidente da França, Nicolas Sarkozy).

Alguns já terão mesmo morrido quando um ataque dos aliados, sob mandato do Conselho de Segurança das Nações Unidas, destruiu um edifício situado no complexo de Kadhafi, a apenas 50 metros da tenda onde o ditador líbio costumava receber os líderes estrangeiros.

Também há muitas dúvidas sobre se os escudos humanos são voluntários. O regime tem trazido pessoas de todas as partes da Líbia ainda sob o seu controlo para ocuparem o complexo de Kadhafi em Tripoli. Ontem foi a vez de crianças de escolas locais serem transportadas para o complexo para que demonstrassem o seu apoio ao ditador.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Base naval líbia atingida em novo ataque

Mensagem por Joao Ruiz Ter Mar 22, 2011 9:56 am

.
Base naval líbia atingida em novo ataque

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1481750

Tiros da defesa antiaérea (DCA) da Líbia, seguidos por pelo menos cinco fortes explosões, foram ouvidos esta noite na parte norte de Tripoli, do lado do mar, onde uma base naval foi atingida.

A DCA do exército líbio fiel a Muammar Kadhafi entrou em acção pouco depois das 21:00 locais [19:00 de Lisboa], quando foram ouvidas três explosões. Após uma hora de acalmia, recomeçaram os disparos e foram ouvidas mais duas explosões.

Testemunhas avançaram que uma base da marinha líbia, situada a 10 quilómetros a leste da capital, foi atingida pelos bombardeamentos. A base naval de Bussetta foi atingida pouco depois das 19:00 de Lisboa, indicaram testemunhas que viram chamas dentro das instalações.

A televisão estatal anunciou esta noite que a coligação internacional estava a bombardear Tripoli.

Segundo um porta-voz do Governo líbio, Mussa Ibrahim, os raides da coligação também alcançaram "um pequeno porto de pesca", situado a 27 quilómetros de Tripoli.

Mas, segundo os habitantes, os raides visaram um quartel do exército do regime situado na zona.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty EUA querem transferir comando militar mas a quem?

Mensagem por Joao Ruiz Ter Mar 22, 2011 11:01 am

.
EUA querem transferir comando militar mas a quem?

por DN.pt
Hoje

Barack Obama anuncia que os EUA vão transferir o comando da militar na Líbia "dentro de dias, não em semanas", mas não diz quem vai assumir a liderança. Há cada vez mais sintomas das divisões e da descoordenação dentro NATO sobre o cumprimento da resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O El País refere que o Presidente norte-americano deixou ontem claro que o objectivo deste ataque à Líbia não é derrubar Muammar Kadhafi, mas sim usar todos os meios disponíveis para impor uma zona de exclusão aérea e impedir os ataques a civis. "A política dos EUA continua a ser de que Kadhafi tem de sair. Mas a acção militar empreendida é especificamente para cumprir o mandato do Conselho de Segurança das Nações Unidas", vincou Obama.

Ainda de visita à América do Sul, o Presidente norte-americano explicou que a operação militar tem várias fases e que a primeira passa pela destruição das defesas anti-aéreas da Líbia de modo a que os aviões da coligação internacional possam patrulhar o país em segurança. O comando está nas mãos do general Carter Ham, chefe do comando africano das Forças Armadas dos EUA (Africom), mas, mal esteja concluída, a liderança será transferida "dentro de dias, não em semanas". Só que a grande interrogação é saber para quem será transferido o comando? Obama defende o envolvimento da NATO, mas os países da aliança atlântica estão divididos.

In DN

Líbia - Página 2 Notsure

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Coligação na Líbia: 108 ataques, 336 saídas e 162 mísseis

Mensagem por Joao Ruiz Qua Mar 23, 2011 6:35 am

.
Coligação na Líbia: 108 ataques, 336 saídas e 162 mísseis

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1482667

Os aviões da coligação internacional implicados nas operações sobre a Líbia efectuaram 336 saídas e realizaram 108 ataques aéreos, desde o início da ofensiva, no sábado, anunciou o Pentágono na terça-feira, segundo a AFP.

Com 212 saídas, os Estados Unidos (EUA) representam cerca de dois terços da totalidade do envolvimento aéreo, segundo a informação datada das 19:00 [de Lisboa] de terça-feira.

Os EUA estão a utilizar caças-bombardeiros F-15 e F-16, Harriers (aviões de guerra destinados a empastelar as comunicações das forças pró-Kadhafi) e aviões de reabastecimento.

Em visita a El Salvador, o Presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou na terça-feira que já havia uma "redução significativa" dos voos de aviões norte-americanos sobre a Líbia.

Os outros países da coligação implicados nas operações aéreas nesta altura - França, Reino Unido, Itália, Canadá, Espanha, Bélgica e Dinamarca - efectuaram, por sua parte, 124 saídas.

Com 55 saídas realizadas entre sábado e segunda-feira e outras sete na terça-feira, segundo o Estado-Maior dos Exércitos, a França representa 18 por cento do total de saídas.

Entretanto, os dois 'destroyers' e três submarinos norte-americanos, bem como um submarino britânico, dispararam 162 mísseis de cruzeiro Tomahawks entre a noite de sábado e a de terça-feira, dos quais 112 na primeira.

A baixa do número de ataques com Tomahawks parece indicar que a ameaça colocada pela defesa antiaérea e os centros de comando líbios, contra os quais os mísseis foram dirigidos na sua maioria, foi reduzida de uma forma muito significativa

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty UE preparada para bloquear todos os rendimentos petrolíferos

Mensagem por Joao Ruiz Sex Mar 25, 2011 5:33 pm

.
UE preparada para bloquear todos os rendimentos petrolíferos

Hoje

Líbia - Página 2 Ng1484745

A União Europeia (UE) está preparada para adoptar mais sanções contra a Líbia e impedir que o regime do coronel Muammar Kadhafi garanta rendimentos provenientes das exportações de gás e petróleo, decidiu hoje a cimeira de chefes de Estado e do governo.

Os países da UE vão fazer propostas similares ao Conselho de Segurança da ONU, de acordo com uma declaração sobre a Líbia aprovada pelos 27 Estados-membros.

A decisão segue-se às declarações da chanceler alemã Angela Merkel à chegada a Bruxelas, onde exigiu um "embargo total de petróleo e limitações comerciais radicais" para a Líbia.

Hoje entrou em vigor o mais recente pacote europeu de sanções contra Tripoli, que entre outras medidas inclui o bloqueio dos ativos da companhia nacional petrolífera NOC e de cinco filiais.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Regime diz que pelo menos 114 pessoas morreram na Líbia

Mensagem por Joao Ruiz Sab Mar 26, 2011 11:53 am

.
Regime diz que pelo menos 114 pessoas morreram na Líbia

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1485855

Pelo menos 114 pessoas foram mortas e 445 ficaram feridas entre domingo e quarta-feira nas incursões da coligação internacional na Líbia, anunciou um responsável do Ministério da Saúde líbio.

"De 20 a 23 de Março, 114 pessoas foram mortas e 445 ficaram feridas nas incursões" da coligação, afirmou Khaled Omar, em conferência de imprensa, citada pela agência noticiosa francesa AFP.

Questionado sobre a proporção de vítimas civis, declarou "não ser da competência do Ministério [da Saúde] fazer a distinção entre vítimas civis e militares".

De acordo com Omar, 104 pessoas foram mortas em Tripoli e arredores e dez morreram em Syrte, terra natal de Muammar Kadhafi, a mais de 600 quilómetros de Tripoli.

Um primeiro balanço provisório adiantado na quinta-feira pelo porta-voz do regime de Kadhafi, Moussa Ibrahim, apontava para "cerca de 100 mortos" entre a população civil.

A primeira missão aérea do Qatar em céus líbios foi hoje realizada por dois aviões Mirage 2000, acompanhados por dois aviões franceses, anunciou o Estado-Maior das Forças Armadas de França.

"Trata-se da primeira missão aérea de um país da Liga Árabe no quadro das operações multinacionais na Líbia", sublinhou a mesma fonte, no seu portal «online».

Os aparelhos de França e do Qatar, estacionados na base aeronaval de Sude, em Creta, realizaram "uma missão de interdição aérea", ou seja, participaram nas operações de vigilância da zona de exclusão aérea decretada pelas ONU para impedir qualquer movimentação dos aviões militares das forças leais a Kadhafi.

O Qatar destacou quatro aviões militares para Creta, dois Mirage 2000 e dois aviões de transporte C-17, que chegaram àquela base aeronaval na terça-feira.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Queda de Kadhafi não é objetivo de intervenção

Mensagem por Joao Ruiz Dom Mar 27, 2011 9:03 am

.
Queda de Kadhafi não é objetivo de intervenção

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1486814

O objetivo militar da intervenção na Líbia não é a queda do coronel Muammar Kadhafi pois qualquer "mudança de regime" é "muito complicada" de realizar, afirmou hoje o secretário da Defesa norte-americano, Robert Gates.

"Como vimos no passado, uma mudança de regime é qualquer coisa de muito complicado. "s vezes leva muito tempo, às vezes é muito rápido. Mas isso nunca fez parte do objetivo militar" na Líbia, sustentou Gates que falou hoje a vários canais de televisão norte-americanos.

Gates considerou, contudo, que não deve ser subestimada a possibilidade de elementos do regime "quebrarem e abandonarem o líder líbio".

"Não subestimem a possibilidade de o próprio regime quebrar", adiantou.

A secretária de Estado, Hillary Clinton, disse hoje que "numerosos diplomatas e chefes militares" na Líbia desertaram face à intervenção da coligação

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty EUA receiam rebelião líbia infiltrada pela Al-Qaeda

Mensagem por Joao Ruiz Qua Mar 30, 2011 10:53 am

.
EUA receiam rebelião líbia infiltrada pela Al-Qaeda

por dn.pt
Hoje

New York Times refere que os norte-americanos teme que haja entre os rebeldes membros da Al-Qaeda

A Admnistração norte-americana de Barack Obama está a debater a possibilidade de dar armas aos rebeldes líbios, para que estes consigam travar no terreno o avanço das tropas leais do regime de Muammar Kadhafi.

O New York Times, que cita fontes oficiais, diz que há um debate na Casa Branca, no Pentágono e no Departamento de Estado, pois os norte-americanos querem saber primeiro quem estão a armar e temem que haja membros da Al-Qaeda entre os chamados rebeldes anti-Kadhafi.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Re: Líbia

Mensagem por Viriato Qua Mar 30, 2011 11:00 am

Joao Ruiz escreveu:.
EUA receiam rebelião líbia infiltrada pela Al-Qaeda

por dn.pt
Hoje

New York Times refere que os norte-americanos teme que haja entre os rebeldes membros da Al-Qaeda

A Admnistração norte-americana de Barack Obama está a debater a possibilidade de dar armas aos rebeldes líbios, para que estes consigam travar no terreno o avanço das tropas leais do regime de Muammar Kadhafi.

O New York Times, que cita fontes oficiais, diz que há um debate na Casa Branca, no Pentágono e no Departamento de Estado, pois os norte-americanos querem saber primeiro quem estão a armar e temem que haja membros da Al-Qaeda entre os chamados rebeldes anti-Kadhafi.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

Também eu. Aliás a Al-Qaeda, os talibãs, Saddam, Noriega e outros nasceram em condições muito parecidas...
Viriato
Viriato

Pontos : 16657

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Barack Obama admite armar rebeldes

Mensagem por Joao Ruiz Qua Mar 30, 2011 11:14 am

.
Barack Obama admite armar rebeldes

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1489190

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Barack Obama, admitiu terça-feira fornecer armas à oposição líbia, mas realçou que ainda está em curso uma avaliação da relação de forças no conflito, em entrevista à televisão NBC.

Questionado sobre a possibilidade de os EUA fornecerem armas à oposição de Muammar Kadhafi, Obama respondeu: "Não o excluo, mas também não digo que vá ocorrer".

O presidente norte-americano previu ainda que Kadhafi acabará por ceder "no fim de contas" às pressões militares e diplomáticas e abandonar o poder.

Por outro lado, ao inaugurar instalações da missão diplomática norte-americana na Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque, Obama considerou exemplar o tratamento dado ao dossier Líbia pela comunidade internacional.

"O que nos ensinaram as guerras que não foram impedidas, as vidas inocentes que não puderam ser salvas, é que basta que as pessoas e os países responsáveis fiquem à margem e não façam nada para que o mal triunfe", afirmou Obama.

"Hoje, na Líbia, mostramos o que é possível 1uando encontramos coragem, quando cumprimos as nossas obrigações, quando nos unimos", sublinhou ainda o presidente norte-americano.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Forças especiais, CIA e MI6 presentes na Líbia

Mensagem por Joao Ruiz Qui Mar 31, 2011 5:47 am

.
Forças especiais, CIA e MI6 presentes na Líbia

por DN.pt
Hoje

Agentes dos serviços secretos dos EUA e Reino Unido e também forças militares especiais dos dois países levaram a cabo operações clandestinas na Líbia de modo a recolher informações e a estabelecer contacto com os rebeldes que combatem o regime ditatorial de Muammar Kadhafi.

O objectivo destas acções é obter informação sobre a eficácia dos ataques aéreos da coligação, mandatada pelas Nações Unidas para impor uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia, sobre a composição das forças rebeldes (e possível presença de membros de redes terroristas), o estado das tropas de Kadhafi e estabelecer uma relação com os rebeldes.

O Presidente dos EUA, Barack Obama, garantiu que não estão a ser usadas tropas terrestres na operação na Líbia. Mas, fontes oficiais norte-americanas e britânicas confirmaram ao International Herald Tribune que a CIA, serviços secretos norte-americanos, começou estar presente no terreno antes mesmo de terem começado os ataques dos aliados.

Também o MI6, serviços secretos do Reino Unido, e forças militares especiais britânicas têm tido presença recorrente no terreno para orientarem os ataques dos aviões de guerra Tornado.

In DN

Líbia - Página 2 ImSorry

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty NATO assumiu comando das operações militares

Mensagem por Joao Ruiz Qui Mar 31, 2011 5:52 am

.
NATO assumiu comando das operações militares

Líbia - Página 2 Ng1490007

por Lusa
Hoje

A NATO assumiu o comando das operações militares internacionais na Líbia às 6:00 TMG de hoje (7:00 em Lisboa), disse à AFP um diplomata da Aliança Atlântica.

"A operação 'Protecção Unificada', decidida no domingo à noite pelos países da Aliança Atlântica, iniciou-se oficialmente esta manhã como previsto às 6:00 TMG" (7:00 em Lisboa), disse o diplomata, confirmando a transferência para a NATO das responsabilidades dos bombardeamentos na Líbia até agora assumidos pela coligação composta pelos Estados Unidos, a França e o Reino Unido.

Sob a autoridade do quartel-general aliado na Europa em Mons, sul da Bélgica, a operação é dirigida pelo centro regional de comando da NATO em Nápoles, sul de Itália, pelo general canadiano Charles Bouchard.

A NATO tinha começado a assumir o controlo parcial das operações na quarta-feira "com um desfasamento de um dia em relação ao que estava inicialmente previsto, devido à grande complexidade" da transferência, nomeadamente devido ao envolvimento de dezenas de aviões, confirmou o diplomata.

In DN

Líbia - Página 2 ImSorry

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Kadhafi recusa condições dos rebeldes para cessar-fogo

Mensagem por Joao Ruiz Sab Abr 02, 2011 11:14 am

.
Kadhafi recusa condições dos rebeldes para cessar-fogo

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1491656

O regime do líder líbio, Muammar Kadhafi, recusou na sexta-feira as condições dos rebeldes para um cessar-fogo e assegurou que manterá as suas tropas nos lugares onde estão estacionadas.

O porta-voz do governo líbio, citado pela televisão Al Jazira, considerou "loucas" as condições impostas pelos rebeldes.

"Pedem-nos para sair das nossas próprias cidades. Se isto não é uma loucura, então não sei o que é. Não abandonaremos as nossas cidades", afirmou Musa Ibrahim.

A direção política dos revolucionários líbios admitiu na sexta-feira a possibilidade de um cessar-fogo, desde que as forças leais a Kadhafi levantem o cerco a algumas cidades.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Barco turco com 250 feridos esperado em Benghazi

Mensagem por Joao Ruiz Dom Abr 03, 2011 4:05 pm

.
Barco turco com 250 feridos esperado em Benghazi

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1492566

Um barco turco com 250 feridos dos combates em Misrata, a terceira cidade do país no oeste da Líbia, é aguardado hoje em Benghasi, o bastião da rebelião, disse à agência Efe um porta-voz do Conselho Nacional Transitório (CNT, oposição).

Os feridos da embarcação deverão ser transportados posteriormente para um porto turco para tratamentos médicos devido à sobrelotação dos hospitais de Benghazi, indicou o porta-voz Iman Bugheigis.

O mesmo responsável acrescentou ainda que outro barco turco chegou às primeiras horas de hoje ao porto de Benghazi com 75 feridos a bordo, e também provenientes de Misrata.

Esta cidade é palco há mais de um mês de combates entre as forças rebeldes e as tropas fiéis ao líder líbio Muammar Kadhafi.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Kadhafi surge em público após duas semanas de ausência

Mensagem por Joao Ruiz Ter Abr 05, 2011 4:14 pm

.
Kadhafi surge em público após duas semanas de ausência

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1493903

O chefe do regime líbio, Muammar Kadhafi, fez esta noite uma aparição pública em Tripoli para saudar algumas dezenas de apoiantes, de acordo com imagens difundidas pela televisão oficial líbia.

Kadhafi saudou, diante do palácio Bab El Aziziya, os seus apoiantes, avança a agência EFE, acrescentando que as dezenas de manifestantes que o saudavam também envergavam imagens do líder líbio e emblemas verdes, a cor do regime.

Esta foi a primeira vez nas últimas duas semanas que Kadhafi apareceu em público. Na sua última mensagem, através da agência oficial Jana, a 30 de Março, o dirigente acusou a coligação internacional de lançar uma guerra de cruzados no Mediterrâneo.

A revolta popular contra Kadhafi, no poder há mais de 40 anos, começou em meados de Fevereiro e culminou numa guerra civil que opõe as forças leais a Kadhafi aos rebeldes. Entretanto, em Março, as Nações Unidas aprovaram uma resolução e acabaram por intervir no terreno, numa coligação liderada pelos Estados Unidos, França e Grã-Bretanha.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Kadhafi quer dialogar se rebeldes entregarem armas

Mensagem por Joao Ruiz Qua Abr 06, 2011 8:49 am

.
.
Kadhafi quer dialogar se rebeldes entregarem armas

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1494638

O regime do coronel Muamar Kadhafi afirmou hoje que está disposto a dialogar com os rebeldes se eles entregarem as armas, adiantou o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Khaled Kaïm.

"Eles [os rebeldes] devem entregar as armas. Eles podem depois participar num processo político", afirmou Kaïm, em conferência de imprensa, de acordo com a AFP. O Conselho Nacional de Transição, formado pelos insurgentes, "não representa a base popular na Líbia", disse, acrescentando que "haverá garantias em todo o processo político pela intervenção dos observadores da União Africana e da ONU capazes de dissipar qualquer dúvida".

O porta-voz do governo líbio, Moussa Ibrahim, afirmou na segunda-feira à noite que o regime estava preparado para negociar as eleições ou um referendo, salvaguardando, no entanto, que o afastamento de Kadhafi não é discutível.

A revolta popular contra Kadhafi, no poder há mais de 40 anos, começou em meados de fevereiro e culminou numa guerra civil que opõe as forças leais a Kadhafi aos rebeldes. Entretanto, em Março, as Nações Unidas aprovaram uma resolução e acabaram por intervir no terreno, numa coligação liderada pelos Estados Unidos, França e Grã-Bretanha.

In DN

Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Rebeldes atingidos por aviões da NATO: dois mortos

Mensagem por Joao Ruiz Qui Abr 07, 2011 10:52 am

.
Rebeldes atingidos por aviões da NATO: dois mortos

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1495968

As forças rebeldes líbias foram hoje vítimas de um ataque de aviões da NATO, um segundo incidente de "fogo amigo" que fez dois mortos e mais de uma dezena de feridos, noticiou a agência norte-americana AP.

O ataque, que ocorreu juntou à linha da frente em torno do porto petrolífero de Brega (leste da Líbia), é o segundo ataque acidental da NATO contra as forças que combatem o regime de Muammar Kadhafi em menos de uma semana.

Um comandante rebelde, Ayman Abdul-Karim, disse ter visto os ataques aéreos atingirem tanques e uma coluna de veículos rebeldes, entre os quais um autocarro que transportava rebeldes para Brega. Karim e outros rebeldes disseram que o ataque fez vários feridos, mas a agência indicou não haver um balanço exato de vítimas.

Um médico do hospital de Ajdabiya, Hakim al-Abeidi, disse que pelos menos duas pessoas morreram e 16 ficaram feridas, algumas com queimaduras graves.

Em Bruxelas, um responsável da Aliança Atlântica afirmou que a organização não dispõe ainda de informações e vai investigar o incidente.

A NATO assumiu na semana passada o comando da operação militar internacional iniciada na Líbia a 19 de Março.

No sábado, um ataque de aviões da NATO matou 13 rebeldes no leste da Líbia. Um porta-voz dos rebeldes considerou-o "um acidente infeliz" e reiterou o apoio à campanha aérea contra o exército de Kadhafi.

No acidente de hoje, o comandante rebelde citado pela AP manifestou-se irritado com ataque, afirmando que os tejadilhos das viaturas atingidas tinham marcas amarelas, como foi sugerido pela NATO para identificação das forças da oposição.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Forças da NATO destruiram vários blindados líbios

Mensagem por Joao Ruiz Sab Abr 09, 2011 4:02 pm

.
Forças da NATO destruiram vários blindados líbios

por Lusa
Hoje

Líbia - Página 2 Ng1498161

As forças militares da NATO destruiram hoje, sábado, na Líbia vários blindados e depósitos de armas do regime de Muammar Kadhafi, anunciou a Aliança Atlântica em comunicado.

O ataque da NATO atingiu depósitos de armas nos quais as forças leais a Kadhafi se deveriam abastecer para atacar a cidade de Misrata.

De acordo com o responsável pelas operações militares da NATO na Líbia, general Charles Bouchard, foi ainda destruída "uma percentagem significativa das forças blindadas", o que diminuirá a capacidade do regime de Kadhafi de atacar civis em Misrata.

A agência Associated Press refere que 17 tanques foram destruídos e nove ficaram danificados, referindo uma fonte da NATO que falou sob anominato.

Citado pela agência Efe, Charles Bouchard lamentou que os leais a Kadhafi usem a população civil como "escudo humano", ao armazenar armamento pesado junto de habitações civis e mesquitas.

"Foram vistas tropas a esconderem atrás de mulheres e crianças. Esta conduta viola os princípios do direito internacional e isso não será tolerado", sublinhou o militar.

Sobre os ataques registados hoje em Ajdabiya, uma das localidades onde se têm registado mais conflitos, pelo menos oito pessoas morreram, segundo fontes hospitalares citadas pela Associated Press.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Líbia - Página 2 Empty Re: Líbia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos