Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Reino Unido

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Reino Unido

Mensagem por Joao Ruiz Qui Abr 15, 2010 5:58 am

Relembrando a primeira mensagem :

Britânicos estreiam debates na TV

por PATRÍCIA VIEGAS
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1280417

Cameron, Brown e Clegg protagonizam hoje primeiro debate eleitoral televisivo do país. Com 76 regras

Os britânicos assistem hoje pela primeira vez àquilo a que americanos, franceses ou portugueses estão há muito habituados a ver: um debate televisivo entre os principais candidatos à liderança do Governo do país. David Cameron, Gordon Brown e Nick Clegg vão enfrentar-se num debate promovido pelo canal ITV, o primeiro de três encontros até às eleições legislativas de 6 de Maio. Os candidatos conservador, trabalhista e liberal--democrata, respectivamente, aceitaram o desafio, depois de acertadas 76 regras de conduta para a realização dos debates.

No passado, este entendimento falhou sempre. Foi Harold Wilson, trabalhista, quem primeiro desafiou o primeiro-ministro conservador Alec Douglas-Home para um debate televisivo, em 1964. Este recusou por considerar que não devia ser o melhor actor a liderar os destinos do país. Mais tarde, já primeiro-ministro, Wilson recusou ele próprio um debate com Ted Heath. Jim Callaghan foi o primeiro chefe do Governo britânico a aceitar a ideia, mas a sua interlocutora, Margaret Thatcher, não se mostrou disponível. Tanto a Dama-de-Ferro como o seu sucessor, John Major, recusaram discutir na televisão com Neil Kinnock.

Em 1997, antes de perder as eleições para a Terceira Via trabalhista de Tony Blair, Major aceitou debater. No entanto, os partidos e as estações de televisão não conseguiram chegar a um acordo sobre o formato. Desde essa época, tanto Blair como o seu sucessor, Gordon Brown, argumentaram que a sessão semanal de perguntas ao primeiro-ministro, que se realiza às quartas-feiras, no Parlamento de Westminster, era debate mais do que suficiente. Mas assim que chegou à liderança dos conservadores, em 2005, Cameron começou a desafiar os seus opositores trabalhistas para debates televisivos. Depois de Clegg aderir à ideia, Brown não teve outro remédio a não ser aceitar.

O debate de hoje na ITV é dedicado à política interna. O segundo, no dia 22, na Sky News, é sobre política externa e o terceiro, marcado para dia 29, na BBC, versa sobre economia. As 76 regras de conduta acordadas estabelecem que os candidatos não têm conhecimento prévio das questões, que elas virão do público e que este, presente no estúdio, não pode reagir nem aplaudir. Os candidatos têm um minuto para responder a cada uma e outro minuto para rebater. A ordem pela qual falam é tirada à sorte e o jornalista tem um papel de mero moderador.

Conservadores e trabalhistas chegam a estes debates com uma diferença cada vez menor nas sondagens, o que confere aos liberais--democratas uma importância acrescida. Caso nenhum dos dois maiores partidos consiga maioria absoluta de deputados em Westminster, os britânicos estarão perante o primeiro hung parliament (parlamento pendente) em muitos anos. Aí, a terceira formação mais votada poderá ser aliciada para participar numa coligação.

Os jornalistas britânicos e europeus procurarão sempre nesses debates um vencedor e uma frase emblemática, como por exemplo o "Olhe que não, olhe que não" que Álvaro Cunhal dirigiu a Mário Soares no debate que a 6 de Novembro de 1975 travaram nos ecrãs da RTP.

In DN

Reino Unido - Página 4 000203CD

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo


Reino Unido - Página 4 Empty Há um novo segredo no casamento real

Mensagem por Joao Ruiz Sex Abr 29, 2011 5:14 pm

.
Há um novo segredo no casamento real

por Dn.pt
Ontem

Reino Unido - Página 4 Ng1515264

Tal como sobre o nome do criador do vestido de noiva, agora especula-se acerca do destino do príncipe William e de Kate Middleton para a lua-de-mel.

Não há informação oficial acerca do local onde os duques de Cambridge vão passar a lua-de-mel e os vários jornais especulam acerca da viagem.

Certo parece ser o local onde William e Kate vão passar a noite de núpcias: o Palácio de Buckingham, seguindo depois para Balmoral, na Escócia, para mais uns dias.

William e Kate, que se casaram hoje, sexta-feira, de manhã na Abadia de Westminster, vão passar duas semanas fora, tendo apenas uma viagem oficial ao Canadá marcada para dia 30 de Junho.

O "Sunday Mirror" avança que os noivos vão passar a lua-de-mel em Lizard Island, um paraíso em plena Grande Barreira de Coral, na Austrália, onde o príncipe Carlos e Diana de Gales também passaram uns dias.

Mas, segundo o jornal inglês "Daily Mail", há quatro destinos prováveis para a lua-de-mel: Jordânia, Quénia, Mustique e Chile.

Jordânia lidera as apostas, uma vez que Kate Middleton viveu, durante a infância, dois anos no Médio Oriente, precisamente em Amã, a capital.

O Quénia surge como uma forte possibilidade, segundo o jornal, porque foi o país onde o príncipe William pediu Kate Middleton em casamento.

Mustique é uma ilha das Caraíbas muito frequentada para família real inglesa. O casal esteve lá em 2009.

Finalmente, o Chile é um país que ambos conhecem bem visto que lá trabalharam como voluntários.

In DN

Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Kate usa novo vestido de Sarah Burton para a noite

Mensagem por Joao Ruiz Sex Abr 29, 2011 5:20 pm

.
Kate usa novo vestido de Sarah Burton para a noite

por DN.pt
Ontem

Reino Unido - Página 4 Ng1515372

A noiva mudou de visual para a recepção da noite reservada a 300 convidados, no palácio de Buckingham. A escolha recaiu sobre a mesma marca: Sarah Burton para Alexander McQuee.

O príncipe William trocou o uniforme militar com que subiu ao altar pelo smoking para a recepção do fim do dia, de volta ao palácio de Buckingham. Catherine Middleton manteve a escolha sobre a estilista e o tom branco, mas apresentou-se com uma alternativa

Comprido, bem rodado, de cintura bem marcada com detalhes bordados e sem alças, o segundo vestido da criadora Sarah Burton, da casa Alexander McQueen, apostou nos cetins e organzas de seda.

A recepção da noite, no palácio de Buckinhgam, está reservada para familiares e amigos mais próximos. Ao todo, são esperados 300 convidados neste exclusivo jantar onde o príncipe Harry e o pai da noiva, Michael Middleton, vão discursar.

In DN

Reino Unido - Página 4 GBflag

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty William e Kate adiam lua-de-mel

Mensagem por Joao Ruiz Sab Abr 30, 2011 5:11 pm

.
William e Kate adiam lua-de-mel

por DN.pt
Ontem

Reino Unido - Página 4 Ng1515730

(ACTUALIZADA) Os duques de Cambridge reduziram a lua-de-mel a um fim-de-semana, foi hoje oficalmente divulgado. Um helicóptero transportando o príncipe William e a mulher, Catherine, descolou esta manhã do Palácio de Buckingham, levando o casal para um destino secreto no Reino Unido.

Um comunicado oficial da casal real britânica, divulgado ao fim da manhã, deita por terra todas as especulações em torno do destino da lua-de-mel do casal: "Os duques optaram por não partir de imediato de lua-de-mel".

William e Catherine, que abandonaram esta manhã o palácio de Buckingham de helicóptero, vão passar este fim-de-semana algures no Reino Unido e, já na próxima segunda-feira, o príncipe regressa ao trabalho na base militar de Anglesey.

http://www.dn.pt/especiais/interior.aspx?content_id=1841044&especial=William e Kate - O casamento real&seccao=PESSOAS

In DN

Reino Unido - Página 4 GBflag

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Camilla repete vestido usado em visita a Portugal

Mensagem por Joao Ruiz Dom Maio 01, 2011 10:47 am

.
Camilla repete vestido usado em visita a Portugal

por Raquel Costa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1516507

Na segunda recepção do casamento do príncipe William e Kate, a duquesa da Cornualha exibiu um vestido que vestiu num jantar oficial no Palácio da Ajuda, em Lisboa, um mês antes.

A mulher do príncipe Carlos voltou a reciclar uma peça do seu guarda-roupa, desta vez na recepção do casamento do seu enteado, o príncipe William.

O vestido escolhido, um modelo azul comprido com bordados da estilista Anna Valentine, foi o mesmo que Camilla usou a 28 de Março, no jantar de gala oferecido pelo presidente da República no Palácio de Queluz, durante a visita oficial a Portugal.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty VEJA AQUI AS FOTOS OFICIAIS DO CASAMENTO

Mensagem por Joao Ruiz Dom Maio 01, 2011 10:54 am

.
VEJA AQUI AS FOTOS OFICIAIS DO CASAMENTO

por DN.pt
Ontem

Reino Unido - Página 4 Ng1515883

A Clarence House divulgou hoje, sábado, as imagens oficiais do casamento dos duques de Cambridge.

http://www.dn.pt/especiais/interior.aspx?content_id=1841169&especial=William e Kate - O casamento real&seccao=PESSOAS

Foi a objectiva do fotógrafo Hugo Burnand que captou as primeiras imagens oficiais do príncipe William e da mulher, Catherine Middleton.

Rodeado pelos pajens e damas-de-honor, o casal posou, primeiro de maneira mais formal, depois com uma pose descontraída. O conjunto de imagens inclui também uma foto de família, com os Middleton à esquerda e os Windsor à direita.

In DN

Reino Unido - Página 4 GBflag

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Derrota estrondosa dos liberais em eleições parciais

Mensagem por Joao Ruiz Sex Maio 06, 2011 10:23 am

.
Derrota estrondosa dos liberais em eleições parciais

por DN.pt
Hoje

O Partido Liberal, o que faz parte do governo britânico em coligação com os conservadores, sofreu a maior derrota no espaço de uma geração, nas eleições municipais parciais e para os parlamentos autónomos da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

De acordo com o The Guardian, os primeiros resultados da jornada eleitoral de ontem indicam que os Liberais caíram para 15% dos votos a nível nacional e perderam mesmo o poder em Sheffield, local de voto do líder do partido e vice-primeiro-ministro britânico, Nick Clegg. Com dois terços das eleições locais ainda por realizar, o partido já perdeu quase duzentos postos, diz o mesmo jornal.

Os grandes vitoriosos destas eleições foram os Trabalhistas, que beneficiaram dos votos perdidos pelos liberais. Mesmo assim, a Escócia foi um espinho na jornada trabalhista, pois Partido Nacionalista Escocês registou grandes ganhos à custa dos trabalhistas e dos liberais.

O Partido Liberal sofreu também grandes perdas em grandes cidades como Liverpool e Manchester e perderam o poder em Hull e Stockport. Lord Mike Storey, que liderou o município de Liverpool entre 1998 e 2005, perdeu mesmo o seu lugar na assembleia para um adversário com 18 anos de idade. Em Birmingham, a coligação entre liberais e conservadores conseguiu manter-se no poder, mas perdeu 13 lugares.

No País de Gales, as primeiras contagens de votos indicam que o Partido Trabalhista continua a dominar o parlamento local, mas que desta vez não deverá necessitar de se coligar com os nacionalistas de Plaid Cymru. Na Irlanda do Norte, ainda sem contagens, os unionistas e o Sinn Féin esperam manter o poder.

A derrota dos liberais em cidades com forte tradição industrial, como Manchester, justifica as críticas do partido, que acusam os trabalhistas e os sindicatos de levarem a cabo uma "estratégia de decapitação".

Mas a maior parte da fúria dos liberais é dirigida contra os seus parceiros de coligação. Como pano de fundo está o referendo, realizado também ontem, no qual se votava um novo sistema eleitoral, que tinha como objectivo evitar que os partidos mais pequenos obtivessem um número de lugares no Parlamento nacional muito menor que a percentagem de votos. Nas últimas eleições nacionais, os liberais conquistaram 25% dos votos e obtiveram apenas 15% dos lugares.

Um sistema que beneficia os partidos maiores, essencialmente os trabalhistas, mas foram os conservadores que mais contribuíram financeiramente para a campanha do não. Para muitos liberais, a alteração de lei eleitoral era o único motivo para uma coligação que todos consideram ser contranatura. Tão contranatura que o eleitorado tradicional do Partido Liberal foi o que mais castigou os partidos no poder pelos alargados cortes orçamentais, incluindo nos apoios sociais e na saúde, para baixar o défice do Estado.

Os liberais estão ainda muito irritados por o primeiro-ministro David Cameron ter permitido que a campanha financiada pelo seu partido tivesse direccionado os seus ataques contra Clegg. O não deverá vencer o referendo.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Nacionalistas conquistam maioria absoluta na Escócia

Mensagem por Joao Ruiz Sex Maio 06, 2011 4:23 pm

.
Nacionalistas conquistam maioria absoluta na Escócia

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1521290

O Partido Nacionalista Escocês conquistou uma maioria absoluta nas eleições regionais, abrindo o caminho a um prometido referendo para tornar o país independente do Reino Unido.

Os resultados finais dão ao SNP [sigla inglesa] 69 dos 129 lugares no parlamento escocês, mais 27 do que antes, reforçando o domínio na política escocesa retirado ao partido Trabalhista há quatro anos.

Todos os outros partidos perderam lugares relativamente a 2007, nomeadamente o partido Trabalhista (menos sete), Conservador (menos cinco) e os Liberais Democratas (menos 12).

O líder do "Labour" na Escócia, Iain Gray, reconheceu os "muito maus resultados" e anunciou a demissão do cargo a partir do outono.

Já o líder do SNP, Alex Salmond, declarando que se vai candidatar à eleição para primeiro ministro [first minister] do governo escocês, que é eleito pelo parlamento regional, saudou as promessas de "oposição construtiva".

"Temos a maioria dos assentos mas não temos monopólio da sabedoria", vincou, enquanto afirmou que iria falar com o chefe do governo britânico sobre o significado deste resultado.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, havia já elogiado a "vitória enfática" do SNP mas, no caso de um referendo para a independência da Escócia, prometeu fazer campanha "com toda a fibra" para manter o Reino Unido junto.

No País de Gales, o partido Trabalhista manteve a maioria mas ficou aquém de um controlo absoluto da assembleia autónoma.

O "Labour" ganhou quatro lugares, os mesmos que os parceiros de coligação, os nacionalistas do Plaid Cymru, pelo que terá, provavelmente, de formar uma nova aliança.

No resto do país, a contagem dos boletins das eleições locais e regionais prossegue, nomeadamente na Irlanda do Norte, onde se espera que o Sinn Fein e o Partido Unionista Democrático mantenham o domínio na assembleia regional.

Quanto às eleições locais em Inglaterra, contabilizados os votos em 238 das 279 autoridades locais, o melhor desempenho foi registado pelo partido Trabalhista, que ganhou até agora 707 lugares face aos que tinha até aqui.

O partido Conservador, atualmente no poder, parece ter evitado um castigo dos eleitores às medidas de austeridade porque, no geral, conquistou 56 novos lugares.

Mas o outro partido da coligação, os Liberais Democratas, não foi poupado e perdeu pelo menos 592 lugares, incluindo o controlo em cidades como Hull e Sheffield, onde o líder do partido, Nick Clegg, foi eleito deputado há um ano.

A somar aos maus resultados no País de Gales e Escócia, os "Lib Dems" deverão ter nova desilusão no referendo à mudança do modelo de voto realizado em paralelo na quinta-feira com as outras eleições.

A contagem começou a meio da tarde mas os primeiros números indicam que o "não" terá a vantagem, confirmando as sondagens dos últimos dias.

Como era esperado, em Londres houve uma elevada taxa de abstenção, 64,6 por cento, porque não havia eleições locais ou regionais na capital britânica, enquanto no resto do país variou entre os 49 e os 60 por cento.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty William e Kate em lua-de-mel no paraíso

Mensagem por Joao Ruiz Dom Maio 15, 2011 4:12 pm

.
William e Kate em lua-de-mel no paraíso

Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1527741

Os duques de Cambridge estão instalados numa 'villa' nas Seicheles com mordomo, piscina e praia privativa. Dez dias de amor que custaram 46 mil euros.

Uma ilha do arquipélago das Seicheles, no Oceano Índico, foi o local escolhido por William e Kate, duques de Cambridge, para a sua lua-de-mel. É aqui que vão passar dez dias de descanso e muito amor.

A informação que a casa real britânica tentou a todo o custo manter em segredo foi confirmada por uma fonte do gabinete do turismo daquele país africano, que adiantou ao diário britânico "Daily Mail" que o casal chegou ao arquipélago de jacto privado, tendo depois viajado de helicóptero até uma das ilhas, onde os aguardava o ninho de amor.

In DN

Reino Unido - Página 4 00021723

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Isabel II recorda civis mortos pelas forças britânicas

Mensagem por Joao Ruiz Qua Maio 18, 2011 4:41 pm

.
Isabel II recorda civis mortos pelas forças britânicas

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1530690

A rainha Isabel II visitou hoje, no segundo dia de uma deslocação histórica à República da Irlanda, o estádio de Croke Park, em Dublin, local onde 14 civis irlandeses foram mortos pelas forças britânicas em 1920.

A visita da monarca britânica ao local está a ser encarada como um grande gesto de reconciliação. A 21 de Novembro de 1920, a polícia britânica disparou contra uma multidão de espectadores que estava dentro do estádio e matou na altura 14 pessoas. O massacre, um dos factos mais marcantes da guerra que desencadeou a independência da Irlanda em 1922, foi organizado em represália a uma operação do IRA (Exército republicano irlandês, católico separatista e actualmente desactivado), que fez então 14 mortos entre as forças britânicas.

Na Irlanda, a visita real "fortemente simbólica", segundo as palavras do vice-primeiro-ministro irlandês Eamon Gilmore, está a ser interpretada como uma ocasião para a monarca pedir desculpa ao país pelos abusos da colonização e para curar as cicatrizes deixadas por vários séculos de conflito. A visita de Isabel II à República da Irlanda, que irá durar até sexta-feira, é a primeira visita de um soberano britânico desde a independência do país. Também num gesto de grande simbolismo, Isabel II prestou hoje homenagem aos 49.400 soldados irlandeses que perderam a vida na Primeira Guerra Mundial (1914-1918) ao serviço do exército britânico.

Acompanhada pela Presidente irlandesa, Mary McAleese, Isabel II escutou os dois hinos, observou um minuto de silêncio e depositou uma coroa de flores diante do Memorial de Guerra irlandês, localizado nos jardins de Islandbridge. Entre os convidados da cerimónia estavam líderes das Igrejas católica e protestante da Irlanda, veteranos de guerra, antigos paramilitares unionistas da Irlanda do Norte e representantes de todos os partidos irlandeses, à excepção do Sinn Fein, antigo braço político do IRA. Ainda no programa de hoje está previsto um banquete no castelo de Dublin, altura em que a rainha britânica irá proferir um discurso.

In DN

Cool

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty O estilo descontraído de Kate e Michelle

Mensagem por Joao Ruiz Ter Maio 24, 2011 10:31 am

.
O estilo descontraído de Kate e Michelle

por Raquel Costa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1536021

No primeiro acto oficial como membro da família real britânica, Kate Middleton manteve-se fiel ao seu estilo descontraído e usou um vestido de 200 euros, que já está esgotado.

A duquesa de Cambridge continua a marcar posição no mundo da moda. No encontro com o casal presidencial norte-americano, Barack e Michelle Obama, que aconteceu esta manhã no Palácio de Buckingham em Londres, Kate Middleton usou um vestido da marca de pronto-a-vestir Reiss, que custa 200 euros. À venda na página de Internet da marca, o modelo esgotou poucos minutos depois de ter sido revelado.

O vestido, de cor creme, escolhido pela duquesa, foi complementado com uma clutch de seda preta, da criadora Anya Hindman, que custa cerca de 280 euros. William e Kate surgiram pela primeira vez em público depois da lua-de-mel nas Seychelles e exibiram um saudável tom bronzeado.

Michelle Obama também se manteve fiel às cores fortes e à sua estilista de eleição: Barbara Tfank. A primeira-dama dos EUA usou um vestido com saia rodada azul-celeste, com padrão floral, que conjugou com um bolero cor-de-rosa.

In DN

Reino Unido - Página 4 Stop

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Obama e Cameron mostram que jogam em parceria

Mensagem por Joao Ruiz Qua Maio 25, 2011 3:42 am

.
Obama e Cameron mostram que jogam em parceria

Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1536206

Presidente dos EUA faz hoje um discurso inédito no Parlamento de Westminster..

Barack Obama e David Cameron alteraram ontem os seus programas para irem jogar ténis de mesa com estudantes da Globe Academy em Londres. As objectivas dos fotógrafos captaram o momento de boa disposição na equipa dos líderes americano e britânico que assim comprovaram a relação especial e essencial que une os seus países

Hoje começa a agenda oficial da sua agenda bilateral. Obama, que fará o primeiro discurso de um presidente americano em Westminster, deverá sublinhar a importância desta aliança histórica no Afeganistão, Líbia e Médio Oriente.

Ontem, Obama foi recebido oficialmente pela Rainha Isabel II, que ofereceu um banquete em sua honra. O Presidente e a mulher, Michelle, reuniram-se ainda com os duques de Cambridge, William e Catherine, recém-regressados da lua-de-mel nas Seicheles.

In DN

Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Grupo anti-aborto nomeado para fórum sobre saúde

Mensagem por Joao Ruiz Qua Maio 25, 2011 3:46 am

.
Grupo anti-aborto nomeado para fórum sobre saúde

por DN.py
Hoje

O governo britânico nomeou para o novo fórum sobre saúde sexual, que vai servir de conselheiro do executivo, um grupo anti-aborto e que defende a abstinência, deixando de fora o Serviço Britânico de Aconselhamento sobre Gravidez (BPAS, sigla em inglês), com uma experiência de 40 anos acumulada nesta área.

Segundo o The Guardian, o novo fórum criado pelo governo vai substituir o Grupo Independente de Aconselhamento sobre Saúde Sexual e VIH. O fórum terá um papel fulcral no auxílio ao governo na implementação das políticas de saúde sexual.

A Life foi convidada pela coligação que junta conservadores e liberais. A instituição opõe-se ao aborto em qualquer circunstância e defende a abstinência como base da educação sexual. "Estamos contentíssimos por termos sido convidados para o fórum, para representarmos pontos de vista que nem sempre têm estado presentes em grupos similares no passado", afirmou Stuart Cowie, chefe de educação da Life.

A polémica é maior porque o grupo anti-aborto foi convidado ao mesmo tempo em que o BPAS foi afastado, apesar de ter presença há vários anos nos fóruns governamentais, fruto dos 40 anos a prestar conselhos sobre gravidez em todo o território do Reino Unido. "Estamos desapontados e preocupados por sabermos que fomos inicialmente convidados para o fórum sobre saúde sexual e que depois fomos 'desconvidados', em particular agora que sabemos que foi oferecido à Life um lugar na mesa". Consideramos estranho que o Departamento de Saúde queira uma instituição que se opõe ao aborto e que não providencia quaisquer serviços de saúde sexual", lamentou Ann Furedi, directora executiva do BPAS.

In DN

Reino Unido - Página 4 0002031F

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Duques de Cambrige em maratona de eventos públicos

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jun 14, 2011 5:17 pm

.
Duques de Cambrige em maratona de eventos públicos

por Nuno Cardoso
Ontem

Reino Unido - Página 4 Ng1552817

Nos últimos cinco dias, o príncipe William e a mulher, Kate Middleton, fizeram cinco aparições. Menos de dois meses depois do casamento real, o casal anda numa roda viva.

A Rainha Elizabeth II bem que afirmou, aquando do casamento real do príncipe William e Kate Middlleton, que o casal ia acalmar o seu ritmo de vida e resguardar-se o mais possível, no primeiro mês de casado. Mas na realidade, a história não é bem assim. Os Duques de Cambridge andam mais activos do que nunca, participando numa autêntica roda viva de eventos públicos, uns atrás dos outros. Nos últimos cinco dias, cinco aparições.

Quinta-feira, o casal esteve numa gala de solidariedade em Londres, ajudando a recolher 28 milhões de dólares para a associação Absolute Return for Kids. Sexta foi dia de descanso, mas no sábado, William e Kate voltaram à carga no 85º aniversário da Rainha Elisabete II, fazendo uma aparição na varanda do Palácio de Buckingham.

Domingo, o casal esteve no 90º aniversário do Príncipe Filipe, Duque de Edimburgo. William e Kate passaram a manhã em família e deslocaram-se depois à capela de St. George, onde Filipe foi homenageado. Ainda durante o fim-de-semana, Kate foi ao casamento de um amigo com a irmã, Pippa, enquanto William aproveitou para jogar pólo com o irmão, Harry.

Ontem, o casal real britânico participou na cerimónia anual Order of the Garter, em Windsor, sorridentes e acenando aos populares, junto de Carlos e Camilla.

In DN

Razz

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Igreja anglicana autoriza ordenação de bispos homossexuais

Mensagem por Joao Ruiz Seg Jun 20, 2011 3:50 am

.
Igreja anglicana autoriza ordenação de bispos homossexuais

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1557166

A Igreja Anglicana de Inglaterra prepara-se para autorizar a ordenação de bispos homossexuais, segundo um documento tornado hoje público, antes do próximo Sínodo da igreja em Julho.

O documento intitulado "ordenar bispos, a lei sobre a igualdade de 2010" defende que a orientação sexual não deverá ser tida em consideração na promoção de um padre a bispo e recomenda que a hierarquia da Igreja possa bloquear uma nomeação se ela "causar divisão e desunião na diocese" em causa.

A Igreja Anglicana foi pressionada a esclarecer a sua posição sobre a ordenação de bispos homossexuais depois de Jeffrey John, padre celibatário e homossexual que vive com outro religioso, ter sido forçado a renunciar ao cargo de arcebispo de Reading em 2003. A Igreja Anglicana de Inglaterra voltou a rejeitar em Julho de 2010 a candidatura de Jeffrey John a bispo da diocese londrina de Southwark. Em setembro, o arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, líder da Igreja Anglicana, disse "não ter problemas" com o facto de os bispos serem homossexuais desde que sejam celibatários.

A Igreja Anglicana, que conta com cerca de 77 milhões de fiéis, nasceu de uma ruptura com a Igreja Católica no século XVI depois de o papa Clemente VII ter recusado conceder um divórcio ao rei de Inglaterra, Henrique VIII.

In DN

Idea Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Divulgada informação confidencial sobre Ashton

Mensagem por Joao Ruiz Seg Jun 20, 2011 8:34 am

.
Divulgada informação confidencial sobre Ashton

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1557410

O Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico publicou por engano uma informação confidencial segundo a qual Catherine Ashton não tinha experiência suficiente para ser a chefe da diplomacia da UE, afirma hoje a edição "online" do Daily Mail.

Segundo o Daily Mail, a informação, publicada no "site" do ministério e escrita em 2009, lança dúvidas sobre a credibilidade da trabalhista Catherine Ashton, actual alta representante da diplomacia europeia.

Elaborada antes da nomeação, a informação apenas refere que só um antigo ministro dos Negócios Estrangeiros, primeiro-ministro ou chefe de Estado estaria convenientemente preparado para assumir funções de chefe da diplomacia europeia, que tem a cargo o novo Serviço de Acção Externa da UE, adianta o jornal britânico.

Catherine Ashton foi escolhida pela UE para o cargo de alta representante da diplomacia europeia apesar do cargo mais proeminente que tinha ocupado até então ser o de comissária do Comércio e o de líder da Câmara dos Lordes.

Desde que assumiu o cargo, Ashton, 55 anos, tem sido criticada pelo "low profile" e falta de experiência diplomática, diz ainda o Daily Mail.

O jornal refere ainda que Ashton foi pelo menos a quarta escolha de Gordon Brown, primeiro-ministro britânico na altura, para o cargo.

A informação confidencial foi entretanto retirada do "site" do Foreign Office e um porta-voz do ministério britânico citado pelo jornal sublinhou que o documento foi elaborado pelo governo anterior.

"Ashton está a fazer um bom cargo. A nossa opinião sobre o papel da alta representante e do Serviço de Acção Externa são bem conhecidas -- devem complementar os ministérios de Negócios Estrangeiros, não substituí-los", referiu o porta-voz do Foreign Office citado pelo jornal.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Jornal espiou famílias das vítimas de atentado

Mensagem por Joao Ruiz Qua Jul 06, 2011 6:56 am

.
Jornal espiou famílias das vítimas de atentado

por DN.pt
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1570660

Não cessa de aumentar o rol de pessoas cujos telemóveis foram alvos de escutas ilegais por parte do 'News of the World'. As autoridades britânicas têm indícios de que um detective que trabalhava para o tablóide espiou ou tentou espiar os telemóveis e as mensagens de voz dos familiares das 52 pessoas mortas nos atentados de Londres, de 7 de Julho de 2005.

Segundo o Daily Telegraph, os detectives da Scotland Yard estão a contactar vários membros das famílias das vítimas cujos nomes e números de telefone foram encontrados na investigação ao jornal e aos detectives que este contratou para espiar personalidades e familiares de vítimas de crimes sangrentos.

Estima-se que os editores do 'News of the World' queriam aceder às mensagens de voz deixadas nos telemóveis dos familiares, numa altura em que estes procuravam desesperadamente informação sobre as vítimas. Não é certo ainda se na altura em que terão sido escutados ilegalmente os familiares já sabiam quem tinha morrido nos atentados.

A Scotland Yard já descobriu que os detectives contratados por este e outros tablóides interceptaram chamadas e mensagens de voz de familiares de pelo menos três jovens assassinadas. Rebekah Brooks, directora executiva da News International, é apontada como tendo contratado os detectives quando ocupada um cargo na direcção editorial do 'News of The World'.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Advogado do inquérito à morte de Diana espiado

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jul 07, 2011 8:43 am

.
Advogado do inquérito à morte de Diana espiado

por Lusa
Hoje

Um advogado que representou a família de Dodi al-Fayed no inquérito à morte da princesa Diana disse ter sido avisado pela polícia de que o seu telefone pode ter sido escutado pelo tabloide News of the World.

Michael Mansfield disse ter recebido uma carta da Scotland Yard segundo a qual o seu nome consta de uma lista de potenciais alvos de escutas do tabloide, noticiou a agência Associated Press.

O advogado considerou "particularmente perturbador" que jornalistas tenham tentado descobrir histórias sobre Diana a partir das suas mensagens.

Esta informação junta-se a outras que, nos últimos dias, indicam que celebridades, artistas e políticos, mas também vítimas de homicídio e familiares de vítimas dos atentados terroristas de 2005, em Londres, e de soldados mortos no Afeganistão e no Iraque terão sido objecto desta prática.

O escândalo levou o primeiro-ministro britânico, David Cameron, a apoiar, na quarta-feira, a abertura de um ou vários inquéritos públicos sobre o comportamento da comunicação social, mas também sobre as relações do jornal com a polícia, cuja primeira investigação não revelou a verdadeira dimensão do caso.

Na origem da controvérsia está o acesso e escuta ilícita de mensagens telefónicas de pessoas com a ajuda de detectives privados, um dos quais foi condenado em 2007, juntamente com um jornalista, por interceptar mensagens de empregados da família real.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Tablóide envolvido no escândalo das escutas encerra

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jul 07, 2011 4:44 pm

.
Tablóide envolvido no escândalo das escutas encerra

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1572180

O presidente da News Corporation, James Murdoch, filho do magnata Rupert Murdoch, anunciou hoje o encerramento do tablóide britânico News of the World, envolvido num escândalo de escutas ilegais.

"Tendo discutido o assunto com colegas em cargos de direcção, decidi que devemos tomar medidas adicionais relativamente ao jornal. A edição deste domingo será a última do News of the World", afirmou James Murdoch numa mensagem à equipa do jornal, divulgada pela NewsCorp.

O News of the World, fundado em 1843 e adquirido por Rupert Murdoch em 1969, era o semanário mais vendido no Reino Unido, com uma tiragem de 2,6 milhões de exemplares. O encerramento deve-se a uma investigação criminal sobre a intercepção de mensagens telefónicas por pessoas associadas ao News of the World.

Em 2007, um dos repórteres do jornal foi condenado em tribunal por aceder sem autorização ao "voice mail" de políticos e celebridades. No início deste ano, artigos na imprensa norte-americana e britânica revelaram outros elementos sobre as práticas de intercepção de mensagens telefónicas pelo News of the World.

Esta semana, os jornais The Guardian e The Daily Telegraph trouxeram novas revelações de escutas - a familiares de vítimas de ataques terroristas, de vítimas de crimes e de soldados mortos no Afeganistão e no Iraque. "Pessoas mal intencionadas perverteram uma boa redacção, e este fenómeno não foi bem compreendido nem adequadamente punido" pelo News of the World, disse James Murdoch.

O executivo da NewsCorp acrescentou que o News of the World mentiu quando alegou que "estes problemas se limitavam a um único jornalista". Murdoch disse ainda que a edição de domingo do News of the World não terá anúncios, e que todas as suas receitas serão doadas a "boas causas".

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty PM inglês promete chegar "ao fundo" no caso das escutas

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jul 08, 2011 9:52 am

.
PM inglês promete chegar "ao fundo" no caso das escutas

por Lusa
Hoje

O primeiro-ministro britânico prometeu hoje "chegar ao fundo" das alegações de escutas telefónicas e suborno a polícias por parte do tablóide News of the World, e anunciou a abertura de dois inquéritos.

"Tudo o que for preciso fazer, será feito", garantiu David Cameron numa conferência de imprensa sobre o assunto.

O chefe do Governo anunciou a abertura de dois inquéritos: um sobre o que falhou na primeira investigação policial ao caso e o segundo sobre a cultura e ética da comunicação social britânica.

Falando após o anúncio, na quinta-feira, de que o News of the World será fechado, David Cameron revelou que será nomeado um juiz para dirigir um inquérito público independente a iniciar após a investigação policial em curso.

O objectivo deste inquérito será saber porque fracassou "tão atrozmente" uma primeira investigação policial ao caso, o que se passava ao certo no semanário e também em outros jornais, referiu. Um segundo inquérito, continuou, deverá começar ainda durante o verão e "deverá olhar para a cultura, práticas e ética da imprensa britânica".

Cameron quer que seja feita uma reflexão sobre a regualação da comunicação social, que acusou de ter falhado, e que se façam "recomendações para o futuro" para que haja um "novo sistema".

O primeiro ministro distribuiu também responsabilidades pela classe política, ele próprio incluído. "Estávamos tão empenhados em ganhar o apoio dos jornais que fechámos os olhos à necessidade de resolver isto", reconheceu.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Murdoch vai a Londres para gerir escândalo das escutas

Mensagem por Joao Ruiz Sab Jul 09, 2011 11:18 am

.
Murdoch vai a Londres para gerir escândalo das escutas

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1574215

O magnata norte-americano Rupert Murdoch deverá viajar para Londres para lidar com o escândalo das escutas telefónicas ilegais por pessoas ligadas ao News of the World, o tabloide britânico encerrado recentemente pelo líder da News Corporation.

De acordo com a televisão britânica BBC, o empresário australiano, naturalizado norte-americano, é esperado em Londres para assumir a gestão do escândalo que levou ao encerramento do News of the World, um dos jornais mais rentáveis do grupo, após chegarem a público notícias que davam conta de que pessoas ligadas ao jornal teriam colocado escutas ilegais nas comunicações de familiares de vítimas de atentados terroristas, de vítimas de crimes e de soldados mortos no Afeganistão e Iraque.

O jornal prepara agora a sua última edição, após a prisão de três pessoas e o anúncio de dois inquéritos para investigar as alegações publicadas na comunicação social britânica feito esta sexta-feira pelo primeiro-ministro britânico, David Cameron.

O partido conservador britânico também já escreveu ao primeiro-ministro a exigir a nomeação imediata de um juiz para liderar a investigação a este caso, lembrando que com o encerramento do jornal será mais difícil conseguir chegar aos trabalhadores e coloca dúvidas sobre o destino imediato de toda a documentação, incluindo a contida nos computadores do jornal.

Uma porta-voz da News Corporation já veio a público refutar estas acusações, lembrando que, também no Reino Unido, o grupo mantém a política de retenção de e-mails nos seus servidores aplicada nos Estados Unidos e que estão a cooperar na totalidade com a polícia.

O primeiro-ministro britânico defendeu ainda na sexta-feira a contratação do ex-diretor do News of The World em 2007, para seu director de comunicações, Andy Coulson, outra das questões levantadas pela comunicação social britânica na última semana.

"Eu decidi dar-lhe uma segunda oportunidade mas essa segunda oportunidade não funcionou. A decisão de o contratar foi apenas minha", disse David Cameron.

Andy Coulson mantém que não tinha qualquer conhecimento do esquema de escutas ilegais para conseguir informações utilizadas na publicação britânica enquanto director do News of The World.

In DN

Embarassed Rolling Eyes Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty 'News of the World' despede-se com um "Obrigado"

Mensagem por Joao Ruiz Dom Jul 10, 2011 4:51 am

.
'News of the World' despede-se com um "Obrigado"

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1574734

"Adeus e Obrigado" é a mensagem da primeira página da última edição do "News of the World" que será publicada este domingo, após ter sido decretado o fecho do jornal devido a um escândalo de escutas telefónicas.

A despedida aos "7,5 milhões de leitores fiéis" aparece sobre uma colagem de imagens de várias primeiras páginas de escândalos e 'furos' noticiosos que marcaram os 168 anos de história do semanário.

Apesar da atmosfera de tristeza e revolta por o encerramento significar o fim de cerca de 200 postos de trabalho, terá havido um grande empenho dos empregados na última edição.

O "The Times" relata que a redação estava cheia, inclusivamente com jornalistas que deveriam estar a gozar férias.

Apesar de a tiragem normal ser de 2,6 milhões de exemplares por semana, esta edição subirá para cinco milhões devido ao interesse esperado por um possível objeto de colecção.

O encerramento do jornal foi anunciado esta semana, após a publicação de várias notícias dando conta de que os seus jornalistas teriam acedido ilicitamente à caixa de mensagens telefónicas de Milly Dowler, uma jovem de 13 anos raptada e assassinada em 2002.

Além de ouvir as mensagens, jornalistas do "News of the World" terão apagado algumas para evitar que a caixa enchesse, dando falsa esperança aos familiares e confundindo a investigação policial.

Este caso criou uma onda de indignação pública, incluindo de políticos e do próprio primeiro-ministro, David Cameron, que acabou por anunciar a abertura de dois inquéritos públicos ao que se passou e à comunicação social em geral.

Segundo a polícia, estão a ser analisadas 11 mil páginas que incluem quatro mil nomes de potenciais alvos destas escutas, e que se sabe terem incluído políticos, artistas e, alegadamente, familiares de vítimas dos atentados terroristas de 2005 e de soldados mortos no Iraque e Afeganistão.

As notícias de que também foram feitos pagamentos à polícia contribuíram para o escândalo e várias grandes empresas anunciaram retirar a publicidade do jornal, acelerando a queda do "News of the World".

Na sequência da investigação policial foram detidas até agora oito pessoas, incluindo Andy Coulson, diretor do semanário entre 2003 e 2007 e antigo porta-voz de David Cameron enquanto líder do partido Conservador e depois de eleito primeiro-ministro.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Principal conselheiro de Murdoch sabia das escutas

Mensagem por Joao Ruiz Seg Jul 11, 2011 8:22 am

.
Principal conselheiro de Murdoch sabia das escutas

por DN.pt
Hoje

Les Hinton teve conhecimento do relatório interno da News International, elaborado em 2007, que indicava que as escutas ilegais eram uma prática disseminada no News of the World. Mas o braço direito e principal conselheiro de Rupert Murdoch, o proprietáriod o grupo, garantiu perante uma comissão parlamentar que o problema se limitava a apenas um jornalista.

A investigação interna foi realizada depois das detenções de Clive Goodman, editor de assuntos da realeza, e de um detective privado, Glenn Mulcaire, por terem feito escutas aos telefones de auxiliares dos príncipes Harry e William. O inquérito foi realizado com ajuda do escritório de advogados Harbottle & Lewis, mas neste domingo ficou-se a saber que apenas 300 dos 2500 correios electrónicos que deveriam ter sido examinados foram entregues aos advogados. Os restantes foram escondidos pela News International (NI)

Apesar das conclusões do relatório interno, os dirigentes da NI garantiram publicamente, e perante a comissão parlamentar, que o problema estava limitado a um repórter. Nesse ano, Hinton testemunhou perante o comité de cultura da Câmara dos Comuns e garantiu que o News of the World conduziu um "inquérito rigoroso e profundo". E disse estar "absolutamente convencido" de que as práticas ilegais eram cometidas por um jornalista apenas.

Mas o The Guardian noticia hoje que Hinton foi um dos cinco executivos da News International que teve acesso ao relatório, tal como Colin Myler, então director do jornal, e Tom Crone, conselheiro jurídico. A existência deste documento, escondido da polícia até recentemente, era desconhecida de dois dos principais alvos actuais das críticas: Rebekah Brooks, ex-directora do News of the World e que na altura dirigia o The Sun, e James Murdoch, actual líder das operações europeias da News Corporation mas que nesse período estava na BskyB.

In DN

Rolling Eyes



_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Brown acusa jornais de Murdoch de recorrer a criminosos

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jul 12, 2011 6:05 am

.
Brown acusa jornais de Murdoch de recorrer a criminosos

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1576790

O antigo primeiro-ministro britanico Gordon Brown acusou hoje os jornais de Rupert Murdoch de utilizar criminosos para obtenção de informação confidencial sobre a sua família e a de outros.

"As pessoas com quem trabalham são criminosos. Criminosos conhecidos. Criminosos com cadastro", afirmou Brown em declarações à BBC.

Brown também disse que, quando estava no início de funções no cargo de primeiro-ministro, o Sunday Times -- que faz parte do grupo News International de Rupert Murdoch -- tinha obtido informação confidencial da conta bancária, ficheiros legais e provavelmente outro material.

"Estou chocado, genuinamente chocado, por descobrir que isto aconteceu devido às ligações com criminosos, criminosos conhecidos, contratados por detetives [que trabalhavam para] o Sunday Times", afirmou.

Ainda hoje, uma comissão parlamentar vai questionar a polícia de Londres para saber porque é que não iniciou há dois anos uma investigação sobre escutas telefónicas do tablóide The Sunday Times.

O News of the World, outro jornal de Rupert Murdoch, fechou devido à indignação do público face a alegadas escutas telefónicas.

In DN

Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Murdoch desiste da compra da British Sky Broadcasting

Mensagem por Joao Ruiz Qua Jul 13, 2011 5:04 pm

.
Murdoch desiste da compra da British Sky Broadcasting

por Lusa
Ontem

Reino Unido - Página 4 Ng1578168

O grupo NewsCorporation, do magnata Rupert Murdoch, anunciou hoje que retirou a oferta de compra da maioria das acções da rede televisiva British Sky Broadcasting (BSkyB), horas antes da votação no parlamento de uma moção contra essa aquisição.

"A News Corporation retira a sua proposta", informou a empresa num comunicado. A intenção de compra do total das acções da BSkyB foi anunciada em pleno escândalo das escutas ilegais feitas pelo jornal News of the World e suscitou grande oposição da classe política britânica. Hoje à tarde estava prevista a apresentação na Câmara dos Comuns de uma moção contra essa aquisição, apoiada por todos os partidos. Os partidos Conservador e Liberal-Democrata, que formam o governo de coligação, anunciaram o seu apoio a essa moção, apresentada pelos Trabalhistas. O vice-presidente da News Corporation, Chase Carey, afirmou no comunicado que "é evidente que é muito difícil avançar neste contexto". Já antes do escândalo em torno das escutas ilegais, a intenção da News Corporation, que já tem 39 por cento das acções do canal pago britânico e quer tornar-se proprietária de cem por cento, suscitou reticências no país ante o risco de monopólio.

News International, propriedade da News Corporation, tem entre outros títulos os diários The Times e The Sun, além do News of the World, cuja publicação foi suspensa no domingo devido ao caso das escutas ilegais. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, saudou a retirada da oferta de compra afirmando, num comunicado divulgado pelo seu gabinete, que a News Corporation deve concentrar-se em "esclarecer a trapalhada e arrumar a casa". O vice-primeiro-ministro, Nick Clegg, também saudou a decisão, que considerou "decente". Para o trabalhista Ivan Lewis, "ministro sombra" da Cultura, a decisão foi "uma vitória do parlamento".

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty A vingança de Gordon Brown contra a News International

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jul 14, 2011 4:34 am

.
A vingança de Gordon Brown contra a News International

por DN.pt
Hoje

Gordon Brown tem estado quase sempre calado na Casa dos Comuns desde que deixou o cargo de primeiro-ministro britânico. Mas ontem quebrou o silêncio e carregou violentamente contra a News International, que espiou e fez escutas ilegais à sua família e que contribuiu para a sua derrota nas últimas eleições legislativas.

Um dia depois de ter apresentado a sua moção de recandidatura ao cargo de primeiro-ministro, Gordon Brown levou com um balde de água fria, lançado pelo News of the World, que anunciou publicamente o seu apoio ao conservador David Cameron, que acabou por vencer as eleições. Há décadas que os jornais de Rupert Murdoch são considerados pelos políticos como fundamentais para vencer eleições, o que abriu caminho à submissão destes ao grupo de comunicação.

Além disso, foi noticiado já esta semana que vários jornais da News International espiaram o ex-primeiro-ministro e ex-ministro das Finanças e a sua família, durante mais de dez anos, fazendo escutas ilegais, infiltrando-se no correio electrónico dos visados e obtendo acesso ilegal aos registos financeiros, registos de propriedade e até dados médicos, incluindo do filho doente: em 2006, o The Sun publicou que o bebé, de apenas quatro meses de idade, sofria de fibrose cística, doença genética que causa deficiências progressivas e provoca morte prematura, diagnóstico que só era do conhecimento da família e dos médicos.

Ontem, Brown acusou a News Corporation, proprietária da News International (NI), dona dos jornais em causa, de recorrer sistematicamente a crimes, de conluio com o "submundo" e de abusar dos mais vulneráveis e que estão em sofrimento. "Muitos, muitos homens, mulheres e crianças inocentes que enfrentavam os seus momentos mais negros, nas alturas mais vulneráveis das suas vidas, sem ninguém a quem recorrerem, viram as suas vidas privadas, as suas perdas privadas, as suas tristezas privadas, tratadas como propriedade pública pela NI. Os seus sentimentos mais privados e íntimos e as suas lágrimas privadas foram comprados e vendidos pela NI para seu ganho comercial", vincou o ex-primeiro-ministro, citado pelo Daily Telegraph.

Brow acusou Cameron de fazer muito pouco e muito tarde e tentou colar o actual governante à NI, acusando-o de, quando foi líder da oposição, "reclassificar o interesse público como interesse da NI". Brown disse que Cameron não foi o único a impedir que, em 2009, o então primeiro-ministro lançasse um inquérito às escutas ilegais pelos jornais de Murdoch: Brown teve oposição da polícia, dos parlamentares e até de ministérios do seu governo.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Detido ex-director-executivo do News of the World

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jul 14, 2011 8:27 am

.
Detido ex-director-executivo do News of the World

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1578910

O ex-director-executivo do jornal News of the World Neil Wallis foi detido hoje em Londres no âmbito do caso das escutas telefónicas ilegais, que já levou à detenção de nove pessoas, informou a polícia.

Wallis, de 60 anos, foi levado para uma esquadra londrina para ser interrogado acerca das suspeitas de que terá conspirado para intercetar comunicações, disse um porta-voz da Scotland Yard.

O ex-director, detido na sua residência, em Londres, trabalhou como subdiretor do tabloide em 2003 e foi nomeado diretor-executivo em 2007.

Entre as nove pessoas detidas até hoje no âmbito deste caso figura Andy Coulson, antigo assessor de imprensa do primeiro-ministro britânico, detido na sexta-feira passada e libertado sob fiança.

O caso envolve escutas ilegais feitas pelo News of the World, propriedade do magnata Rupert Murdoch, que desde 2006 escutou ilegalmente políticos e celebridades, mas também vítimas de crimes.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Murdochs aceitam demissão de Rebekah Brooks

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jul 15, 2011 8:42 am

.
Murdochs aceitam demissão de Rebekah Brooks

por DN.pt
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1579802

Rebekah Brooks já não é directora executiva da News International, na sequência do escândalo das escutas ilegais levadas a cabo por jornais do grupo. O pedido de demissão, que apresentou há mais de uma semana, foi finalmente aceite.

A demissão foi confirmada hoje de manhã pela News International (NI). O chefe das operações europeias e asiáticas da News Corporation, James Murdoch, emitiu um comunicado agradecendo a dedicação de Brooks ao grupo nos últimos 22 anos e apelidou-a de "uma das directores extraordinárias da sua geração". Tom Mockridge, da Sky Itália, é o novo director executivo da NI, acrescenta a Sky News.

"Como directora executiva da companhia, sinto um profundo sentido de responsabilidade para com as pessoas que nós magoámos e quero reiterar o quando lamento o que sabemos ter acontecido. Quero acreditar que as acções próprias e responsáveis nos guiaram através do calor da crise. Contudo, o meu desejo de permanecer na ponto tornou-me no ponto fulcral do debate. Estou agora a desviar as atenções dos nossos esforços honestos para resolvermos os problemas do passado", escreveu Brooks num comunicado citado pelo Daily Telegraph.

Oficialmente, a ex-director executiva elogia Rupert e James Murdoch, mas o que se passa nos bastidores dá uma outra imagem do que se passa. Kamal Ahmed, editor de economia do Sunday Telegraph, escreveu no Twitter: "John Bingham, do Telegraph, revelou que Elisabeth Murdoch [filha de Rupert] disse que Brooks 'lixou a companhia'."

"Brooks desmitiu-se. Ela já não é eficaz como rede de protecção dos Murdochs por isso não há justificação para a manter no cargo", escreveu por seu turno Krishnan Guru-Murthy, do Channel 4 News, confirmando o que alguns jornais já tinham previsto sobre o futuro de Brooks: o objectivo de Rupert Murdoch é manter o poder da família e Brooks não é da família.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Murdoch publica pedido de desculpas este sábado

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jul 15, 2011 4:02 pm

.
Murdoch publica pedido de desculpas este sábado

por dn.pt
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1580274

O magnata dos media está sob forte pressão devido ao escândalo das escutas ilegais feitas por meios de comunicação social do seu grupo a cerca de quatro mil britânicos, entre políticos, estrelas, vítimas de crimes e de terrorismo

Rupert Murdoch vai pedir desculpas publicamente pelo escândalo das escutas ilegais levadas a cabo pelo News of the World num encarte que será publicado este sábado na imprensa britânica, acaba de avançar a agência noticiosa AFP. "O trabalho do News of the World era o de pedir contas aos outros. Mas falhou quando falhou em prestá-las ele próprio. Lamentamos os factos graves que foram cometidos e pelo sofrimento causado às vítimas. Entendo que só um pedido de desculpas não basta, nos próximos dias haverá medidas", escreve Murdoch, de 80 anos, num texto assinado por si.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Rebekah Brooks detida no âmbito do escândalo das escutas

Mensagem por Joao Ruiz Dom Jul 17, 2011 9:58 am

.
Rebekah Brooks detida no âmbito do escândalo das escutas

por Lusa
Hoje

Reino Unido - Página 4 Ng1581738

Rebekah Brooks, ex-directora da filial britânica do grupo de Rupert Murdoch, foi hoje detida pela polícia em Londres no âmbito da investigação às escutas feitas pelo jornal News of the World, anunciaram os 'media' britânicos.

Pouco antes, a Scotland Yard anunciou a detenção de uma mulher de 43 anos, suspeita "de envolvimento na intercepção de comunicações" e de "corrupção", sem especificar a sua identidade, mas segundo a BBC e a Sky News trata-se de Rebekah Brooks.

Questionada pela France Presse, a polícia recusou-se a confirmar a informação e a News Internacional, a filial no Reino Unido do grupo Murdoch, não fez qualquer comentário.

Esta é a décima detenção no âmbito do caso das escutas telefónicas feitas em larga escala pelo tablóide News of the World, que encerrou há uma semana devido a este escândalo.

A directora da News International demitiu-se na sexta-feira das suas funções. Rebekah Brooks dirigiu o jornal entre 2000 e 2003 quando tiveram lugar parte das escutas a políticos, famosos e muitas outras pessoas, incluindo vítimas de crimes, em busca de exclusivos.

Brooks tinha sido convocada pela comissão de 'media' do parlamento britânico para ser ouvida na terça-feira sobre este caso, tal como aconteceu com Rupert Murdoch e com o seu filho James.

A polícia já tinha detido na quinta-feita Neil Wallis, que exerceu funções na direcção do jornal entre 2003 e 2007.

Andy Coulson, um outro elemento que pertenceu à direcção do jornal e foi depois director de comunicação do primeiro-ministro britânico, David Cameron, também foi detido a 8 de Julho, mas foi libertado horas depois sob caução.

Coulson, que afirma nada saber sobre as práticas ilegais que eram feitas com a ajuda de detectives privados, tinha-se demitido em Janeiro passado de director de comunicação de Cameron devido a este escândalo.

O caso ganhou novas proporções no início deste mês, depois de ter sido divulgado que os jornalistas do News of the World teriam acedido ilicitamente à caixa de mensagens telefónicas de Milly Dowler, uma jovem de 13 anos raptada e assassinada em 2002.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Escutas ilegais: assessor de Cameron pressionou polícia

Mensagem por Joao Ruiz Qua Jul 20, 2011 11:01 am

.
Escutas ilegais: assessor de Cameron pressionou polícia

por DN.pt
Hoje

Ed Llewellyn, o chefe de gabinete do primeiro-ministro britânico, David Cameron, pressionou o número dois da Scotland Yard, John Yates, a não envolver o governante na investigação às escutas ilegais levadas a cabo pelo News of the World. Dez dos 45 assessores de imprensa da polícia eram ex-jornalistas deste tablóide.

O pedido de Llewellyn foi revelado ontem pelo demissionário chefe da Polícia Metropolitana, sir Paul Stephenson, perante a comissão de assuntos interiores da Câmara dos Comuns. Stephenson não disse quem fez o pedido, mas revelou que o destinatário foi John Yates, sub-comissário que se demitiu a semana passada sob fortes críticas por, em 2009, ter decidido não reabrir a investigação ao News of the World.

Segundo o El País, Yates disse à comissão que trocou uma série de correios electrónicos, em Setembro de 2010, com Ed Llewellyn. A missiva deste responsável não é absolutamente clara nas suas intenções, mas Stephenson disse que a Scotland Yard entendeu que o assessor do primeiro-ministro queria que Cameron não fosse envolvido no escândalo, nomeadamente devido à contratação, como director de comunicação, de Andy Coulson, que dirigia o News of the World na altura das escutas. Quando se terá produzido a alegada pressão ainda não se sabia, pelo menos publicamente, que Coulson tinha conhecimento das escutas. Neste mês foi detido por suspeita de participação na conspiração para violar comunicações de terceiros.

Essa contratação era uma bomba relógio para o governo. Segundo foi noticiado recentemente, o gabinete de Cameron, nomeadamente Stephenson, foi avisado por directores do The Guardian acerca dos alegados crimes de Coulson, apesar de este supostamente ter garantido ao primeiro-ministro que nada sabia sobre as escutas. Além disso, antes da vitória mas eleições, quando Coulson ainda era director de comunicação do Partido Conservador, este foi assessorado por Neil Wallis. Este jornalista viria a ser contratado pelo chefe da Polícia Metropolitana como assessor. Sir Paul Stephenson garantiu que não sabia do envolvimento de Wallis nas escutas e que este só exercia o cargo a tempo parcial.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Reino Unido - Página 4 Empty Re: Reino Unido

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos