Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Guiné-Conacri

Ir para baixo

Guiné-Conacri      Empty Guiné-Conacri

Mensagem por Joao Ruiz Sab Set 04, 2010 10:00 am

.
Chimpanzés desactivam armadilhas dos caçadores

por BRUNO ABREU
Hoje

Guiné-Conacri      Ng1338045

Nas selvas de Bossou, no Sul do país, os chimpanzés surpreenderam ao conseguirem desfazer as armadilhas de laço. Há casos gravados em vídeo.

"É uma situação surpreendente e mais uma barreira destruída na forma como vemos os chimpanzés." É assim que o biólogo Fernando Sousa, que trabalhou com estes primatas na Guiné- -Bissau, reage ao vídeo que mostra o comportamento dos chimpanzés na zona de Bossou, na Guiné-Conacri, que está a surpreender o mundo científico. As imagens mostram alguns primatas a reconhecerem as armadilhas colocadas pelos caçadores e a desarmá-las sem que sejam activadas.

A descoberta deixou Gaku Ohashi e Tetsuro Matsuzawa, investigadores japoneses, boquiabertos. São detectadas muitas feridas nos chimpanzés, na zona este e oeste de África, provocadas por armadilhas, mas em Bossou não havia registo de muitas situações destas, o que intrigou os cientistas da Universidade de Quioto.

Ao observarem cinco chimpanzés machos, tanto jovens como adultos, os cientistas descobriram o porquê: os primatas desactivavam as armadilhas e sem que estas fossem accionadas - algo comprovado e registado em vídeo por duas vezes.

Fernando Sousa esteve em África para entender a relação entre as populações locais e os chimpanzés, mas desconhece a frequência com que estes primatas são apanhados em armadilhas porque os habitantes da região não admitem a sua captura: " As populações não dizem a frequência com que isto acontece. Mas onde estive, isso era uma realidade e os chimpanzés eram vendidos para serem domesticados", explica.

As populações da zona de Bossou costumam usar uma armadilha que consiste num laço feito de arame, preso a uma corda que, por sua vez, está ligada a um ramo. O animal ao passar no meio do arame activa a armadilha, que o prende, por exemplo, pelo pescoço ou pela pata.

Este sistema permite capturar qualquer animal que passe entre o laço. Mas os chimpanzés de Bossou arranjaram uma forma de enganar os caçadores e conseguem desactivar as armadilhas sem serem apanhados.

"Parece que sabem que partes das armadilhas são perigosas e quais não são", disse à BBC News Gaku Ohashi, que participou na investigação.

No jornal Primates, no qual foi publicada a descoberta, os cientistas descrevem seis diferentes casos em que os chimpanzés foram vistos a desactivar as armadilhas. A maioria deles pegava no ramo e sacudia-o até partir. Outros davam pancadas leves no ramo para depois o agarrarem. Mas em todos os casos evitavam tocar no fio que activa a armadilha.

"Foi a primeira vez que se detectaram chimpanzés a quebrar armadilhas sem saírem feridos", acrescentou à BBC o professor Ohashi. A investigação fornece também novos dados para se compreender o processo de aprendizagem destes primatas: normalmente pelo processo de tentativa-erro. Neste caso, isto não seria possível porque falhar a tentativa seria fatal. Os investigadores pensam que os chimpanzés aprenderam por observação.

In DN

Guiné-Conacri      000202FE

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos