A Mesquita no Ground Zero

Ir em baixo

A Mesquita no Ground Zero  Empty A Mesquita no Ground Zero

Mensagem por Viriato em Seg Set 13, 2010 9:34 am

A Mesquita no Ground Zero

Apesar de pura, a indignação das famílias das vítimas está errada. Dar razão a essa indignação é o mesmo que dar razão a Bin Laden, ou seja, é dizer que as torres foram derrubadas pelo Islão.

Henrique Raposo (www.expresso.pt)

É o tema do momento na América: uma associação muçulmana pode ou não construir uma mesquita a dois quarteirões do ground zero? A meu ver, a questão nem sequer se pode colocar. As pessoas que querem construir a mesquita são cidadãos americanos. São muçulmanos? So what? Antes de ser muçulmanos, são cidadãos de uma democracia liberal. O critério, aqui, só pode ser este: o da legalidade, o da cidadania. Dizer o contrário, é o mesmo que dizer que o terrorismo islamita representa todo o Islão. O que não é verdade.

II. Não estou aqui a invocar a máxima cristã do "dar a outra face". Até porque isto significaria que estaríamos a dar a outra face ao Islão. E, como já disse, não existe esse monólito-diabólico-de-mão-esticada-à-espera-de-dar-nova-chapada-aqui-na-malta-boazinha-do-ocidente-cristão. Nada disso. O ponto é outro. A superioridade do Ocidente, do mundo democrata e liberal assenta em critérios políticos e legais. Quando diz que "não deve haver uma mesquita perto do ground zero enquanto não houver Igrejas e Sinagogas na Arábia Saudita", Newt Gingrich está a destruir a superioridade ética e política dos EUA perante ditaduras como a Arábia. Pior: está a considerar que os muçulmanos americanos são muçulmanos antes de serem americanos. Algo que, mais uma vez, faz o jogo de Bin Laden.

III. O ponto mais forte dos críticos desta mesquita é, claro, a emoção dos familiares das vítimas. Num tempo como o nosso, em que a emoção televisionada tende a vencer a razão assente em valores e factos, este argumento tem peso. Mas vamos lá com calma. Apesar de pura, a indignação das famílias das vítimas está errada. É uma indignação que assenta num falso pressuposto "oferecido" por Bin Laden: as torres foram derrubadas pelo Islão por inteiro.

IV. Com a previsibilidade matemática dos populistas, Sarah Palin já aproveitou esta onda emocional: A Dona Alasca disse que a Mesquita fere o coração americano. Mas porquê? O construtor da dita não é Bin Laden, mas Feisal Abdul Rauf, um imã americano, conhecido por incentivar o dialogo inter-religioso. A emotividade anda a estragar, há muito, a cabeça à direita americana.

Viriato
Viriato

Pontos : 16657

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Mesquita no Ground Zero  Empty Re: A Mesquita no Ground Zero

Mensagem por Vitor mango em Seg Set 13, 2010 11:10 am

IV. Com a previsibilidade matemática dos populistas, Sarah Palin já aproveitou esta onda emocional: A Dona Alasca disse que a Mesquita fere o coração americano. Mas porquê? O construtor da dita não é Bin Laden, mas Feisal Abdul Rauf, um imã americano, conhecido por incentivar o dialogo inter-religioso. A emotividade anda a estragar, há muito, a cabeça à direita americana.
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 113544

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum