Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Costa do Marfim

Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Costa do Marfim

Mensagem por Joao Ruiz Dom Dez 05, 2010 4:23 am

.
Costa do Marfim mergulha no caos

por LUÍS NAVES
Hoje

Costa do Marfim  Ng1395341

Presidente desde 2000, Gbagbo não aceita derrota. Comissão Eleitoral atribuiu vitória ao rival, Ouattara.

A Costa do Marfim está a mergulhar na segunda guerra civil, com dois presidentes, o país dividido ao meio e o início de violência séria. Ontem, o Presidente Laurent Gbagbo foi investido em novo mandato como Chefe do Estado, após ser declarado vencedor da segunda volta das presidenciais pelo Conselho Constitucional, que lhe atribuiu 51,4% do total dos votos expressos nas urnas.

O vencedor das eleições foi Alassane Ouattara, com 54,1% e cuja vitória, declarada pela Comissão Eleitoral, está a ser reconhecida internacionalmente, apesar de invalidada pelo Conselho Constitucional. Para já, os apelos à calma não estão a produzir efeito, e ontem houve incidentes sérios em Abidjan, a maior cidade do país.

Ouattara, muçulmano do Norte, ficou em segundo lugar na primeira volta, com 32% dos votos, contra 38% de Gbagbo. Mas obteve o apoio decisivo do ex-presidente Henri Konan Bedié (25%), cristão como Gbagbo, mas de uma tribo, baoulé, hostil aos beté a que pertence o presidente. À margem das eleições ficou o homem decisivo, Guillaume Soro, líder das Forces Nouvelles, grupo rebelde que controla o Norte. Soro é primeiro-ministro e não tem os 40 anos necessários para ser presidente.

O líder nortista já disse que apoiará o vencedor, Ouattara.

O isolado Laurent Gbagbo está na presidência desde 2000 e na realidade presidiu a um país que controla apenas parcialmente e onde se combateu uma feroz guerra civil. As divisões são religiosas, mas sobretudo étnicas. As tribos de família mandinga (dioulas ou senoufos, por exemplo) controlam o Norte de maioria muçulmana. Soro é senoufo, embora cristão.

O Centro é dominado pelas tribos da família akan, sobretudo os baoulé; e o Sul pelos krou, nomeadamente os beté. Para complicar tudo isto, há continuidade tribal para países vizinhos, Libéria, Mali ou Burkina Faso.


Do êxito ao inferno

Tendo sido uma das ex-colónias africanas de maior sucesso da França, a Costa do Marfim entrou em convulsão política a partir da morte em 1993 do presidente Félix Houphouet-Boigny, que pertencia à tribo baoulé. A actual capital, Yamoussoukro, que tem pequena dimensão, a sua cidade natal do fundador e primeiro presidente do país, que se manteve no poder entre 1960 e 1993.

Sobretudo após o golpe militar do general Guei, em 1999, a situação tornou-se caótica, culminando num período de grande violência entre 2002 e 2007.

A partir de 2007, um precário acordo político mantido pela presença de uma força militar de seis mil homens, que inclui tropas francesas, tem conseguido preservar a paz, mas a actual crise estava ontem a tomar proporções preocupantes, com tiros em Abidjan e barricadas erguidas por jovens enraivecidos com o anúncio da tomada de posse de Gbagbo.

A comunidade internacional, incluindo ONU, França e EUA, reconhece a vitória de Ouattara. No entanto, os chefes militares apoiam Gbagbo. A separação definitiva do país não é impossível.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty 14 mil pessoas fugiram da Costa do Marfim para a Libéria

Mensagem por Joao Ruiz Dom Dez 26, 2010 3:59 am

.
14 mil pessoas fugiram da Costa do Marfim para a Libéria

por Lusa
Ontem

Costa do Marfim  Ng1412827

Cerca de 14 mil marfinenses fugiram para a vizinha Libéria para escapar à onda de violência pós-eleitoral na Costa do Marfim e alguns estão a ser impedidos de atravessar a fronteira por grupos armados, anunciou hoje a Organização das Nações Unidas (ONU).

O Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) "registou um total de 14.000 refugiados da Costa do Marfim no leste da Libéria, que fugiram na sequência da instabilidade pós-eleitoral no seu país, no último mês", segundo um comunicado divulgado hoje. Esta agência, liderada pelo português António Guterres, indica que elementos das Forças Novas estão a impedir refugiados de atravessar livremente para a Libéria.

A generalidade da comunidade internacional, incluindo a ONU e a União Africana, reconhece Alassane Ouattara como vencedor das eleições, derrotando o anterior Presidente, Laurent Gbagbo, que se recusa a deixar o poder.

Depois de ter sido reconhecido como Presidente eleito, Ouattara assumiu-se como comandante supremo das Forças Armadas e exigiu aos militares que "protejam o povo da milícia de mercenários e estrangeiros que derramam o sangue da Costa do Marfim". Segundo os seus seguidores, 745 pessoas morreram e mais de mil ficaram feridas desde o início dos conflitos pós eleitorais, em resultado de acções que atribuem aos apoiantes de Gbagbo.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Última tentativa diplomática para evitar guerra

Mensagem por Joao Ruiz Ter Dez 28, 2010 5:20 am

.
Última tentativa diplomática para evitar guerra

Hoje

Três Presidentes de países africanos vão deslocar-se à Costa do Marfim para convencer Laurent Gbagbo a aceitar o resultado das eleições presidenciais e abandonar a Presidência, de modo a evitar uma guerra civil ou uma intervenção militar externa.

Pressionado pela greve geral convocado pelo candidato vitorioso, Alassane Ouattara, Gbagbo é hoje visitado por Boni Yayi, Presidente do Benin, Errnest Koroma, da Serra Leoa, e Pedro Pires, de Cabo Verde, noticia do Le Monde.

Os três líderes representam a Comunidade económica dos Estados da África Ocidental (Cédéao), organismo que já ameaçou recorrer à "força legítima" para fazer cumprir os resultados das eleições, reconhecidos pela comissão eleitoral e pela comunidade internacional. Gbagbo respondeu inicialmente à Cédéao "lembrando" os milhões de imigrantes que dos países vizinhos que vivem na Costa do Marfim.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Costa do Marfim "a dois dedos de um genocídio"

Mensagem por Joao Ruiz Qui Dez 30, 2010 9:42 am

.
Costa do Marfim "a dois dedos de um genocídio"

por Lusa
Hoje

O embaixador da Costa do Marfim nas Nações Unidas, Yussuf Bamba, nomeado por Alassane Ouattara, o novo presidente reconhecido pela comunidade internacional, disse hoje que o país está "a dois dedos de um genocídio" e que "é preciso fazer alguma coisa."

Na capital deste país da África Ocidental, Abidjan, Charles Blé Gudé, líder dos Jovens Patriotas, organização apoiante do presidente cessante mas que se recusa a deixar o poder, Laurent Gbagbo, prometeu começar no sábado a "libertação" do hotel que serve de quartel-general a Alassane Ouattara.

"A partir de 01 de Janeiro, eu, Charles Blé Gudé, e os jovens da Costa do Marfim vamos libertar o Golf Hotel com as mãos nuas", disse Blé Gudé a vários milhares de apoiantes reunidos em Yopugon, um bairro de Abidjan onde predominam os apoiantes de Gbagbo.

Este "é o momento para termos, enfim, paz na Costa do Marfim", acrescentou, afirmando que ele e os seus Jovens Patriotas são "desprezados pelas forças rebeldes", referindo-se à ex-rebelião protagonizada pelas Forças Novas (FN), de Guillaume Soro, primeiro-ministro de Ouattara, que também se encontra no Golf Hotel.

"É preciso lançar um assalto ao Golf para prender Guillaume Soro", disse Blé Gudé. "O povo da Costa do Marfim está cansado dos seus vizinhos da república hoteleira do Golf. Cada dia [que passa], Guillaume Soro e o seu exército ameaçam-nos e desprezam-nos", acentuou.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Ofensiva das forças de Gagbo contra reduto de Ouattara

Mensagem por Joao Ruiz Dom Mar 13, 2011 11:28 am

.
Ofensiva das forças de Gagbo contra reduto de Ouattara

por Lusa
Hoje

Forças fiéis ao presidente cessante Laurent Gbagbo prosseguiram no sábado à noite uma ofensiva apoiada por helicópteros e blindados no bairro de Abobo, em Abidjan, reduto do seu rival Alassane Ouattara, noticiou a AFP.

O campo de Ouattara denunciou "matanças cegas de civis inocentes", qualificando a operação - a primeira de envergadura desde o início da crise pós eleitoral de finais de novembro -, como "ofensiva do desespero" do poder.

Esta brutal degradação da situação surge dois dias depois de uma cimeira da União Africana (UA), em Addis Abeba, ter reconhecido Alassane Ouattara como presidente eleito da Costa do Marfim, posição rejeitada por Gbagbo.

A ofensiva foi lançada no sábado de manhã no bairro pró Ouattara de Abobo (norte da capital).

Bairro mais populoso de Abidjan, Abobo que é uma cidade dentro da cidade, com cerca de 1,5 milhões de habitantes, tornou-se o epicentro da crise, que já fez cerca de 400 mortos no país, de acordo com a ONU.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty ONU pede "fim imediato" da "escalada da violência"

Mensagem por Joao Ruiz Qua Mar 16, 2011 12:06 pm

.
ONU pede "fim imediato" da "escalada da violência"

por Lusa
Hoje

A missão da ONU na Costa do Marfim apelou hoje para o "fim imediato" da "escalada da violência" no país, em particular em Abidjan, onde a crise que se sucedeu às eleições ameaça degenerar em guerra civil.

Na noite de terça para quarta-feira, uma pessoa morreu e "outras 18, entre as quais três mulheres e um bebé", foram feridas por uma granada lançada por homens não identificados num bairro de Abidjan, indica a ONUCI num comunicado, acrescentando que as vítimas foram tratadas na clínica da missão.

"É imperativo pôr termo, imediatamente, a esta escalada de violência", afirma a organização, que "condena energicamente atos de violência [que] ameaçam a paz, a coesão social e a reconciliação nacional".

A missão conclui o texto reiterando o "apelo urgente às partes para que dêem mostras de contenção e sabedoria cessando os confrontos" e afirmando-se "pronta para contribuir para o regresso à calma e para reduzir o sofrimento do povo costa-marfinense".

A Costa do Marfim é desde meados de fevereiro palco de violência entre forças e partidários do presidente cessante, Laurent Gbagbo, e do presidente eleito reconhecido pela comunidade internacional, Alassane Ouattara. As eleições presidenciais realizaram-se em novembro de 2010.

Os confrontos em Abidjan e na zona ocidental do país já causaram quase 400 mortos, segundo a ONU.

Na terça-feira, Ouattara apelou a Gbagbo para que "aproveite a última oportunidade" de abandonar o poder.

"Está na altura [de Gbagbo] aceitar a vontade dos costa-marfinenses e da União Africana", que na sua cimeira da semana passada reconheceu a vitória de Ouattara nas presidenciais de novembro.

Ouattara, que falava numa "mensagem à nação" difundida pela televisão TCI, criada pelo seu aparelho político, está refugiado desde finais de 2010 no Hotel Golf, em Abidjan, cercado pelas forças do seu rival e protegido pelos capacetes azuis e pelas Forças Novas, organização formada por antigos rebeldes.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty "Pelo menos 800 mortos" numa cidade do oeste

Mensagem por Joao Ruiz Sab Abr 02, 2011 10:56 am

..
"Pelo menos 800 mortos" numa cidade do oeste

por Lusa
Hoje

Pelo menos 800 pessoas foram mortas na terça-feira, em atos de violência intercomunitária em Duékoué, oeste da Costa do Marfim, adiantou hoje o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICR).

"Pelo menos 800 pessoas foram mortas em Duékoué na última terça-feira. As informações neste sentido foram recolhidas pelos delegados do CICR que estiveram no local entre 31 de março e 01 de abril" (quinta-feira e hoje), afirmou à France Presse uma porta-voz da organização em Genebra, Dorothea Krimitsas.

"Não há dúvida que se passou nesta cidade qualquer coisa de grandes dimensões e o CICR ainda está a recolher informações", acrescentou, adiantando que os delegados da Cruz Vermelha tinham "eles mesmo visto um grande número de corpos".

Os responsáveis que estiveram no terreno transportaram também 28 corpos para a morgue local. Esta operação deverá prolongar-se nos próximos dias, previne o CICR, em comunicado.

"Tudo parece indicar que se trata de violências intercomunitárias", disse ainda Dorothea Krimitsas.

A chefe da diplomacia do CICR na Costa do Marfim, Dominique Leingme, também citada no comunicado, considerou que "este acontecimento é particularmente chocante pela sua dimensão e brutalidade".

"O CICR condena os ataques diretos contra os civis e recorda a obrigação das partes envolvidas no conflito de assegurar, em todas as circunstâncias, a proteção sobre o território que controlam", acrescentou Dominique Leingme.

Nos últimos dias aumentaram os confrontos na Costa do Marfim entre partidários do presidente cessante, Laurent Gbagbo, e do seu rival, Alassane Ouattara, reconhecido pela comunidade internacional como tendo ganho as eleições.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Força francesa assumiu o controlo do aeroporto de Abidjan

Mensagem por Joao Ruiz Dom Abr 03, 2011 10:49 am

.
Força francesa assumiu o controlo do aeroporto de Abidjan

por Lusa
Hoje

Costa do Marfim  Ng1492271

A força francesa Licorne assumiu o controlo do aeroporto de Abidjan, capital económica da Costa do Marfim, onde combates estão a acontecer desde a noite de quinta-feira.

A França enviou mais 300 soldados para apoiar a Costa do Marfim anunciou hoje o Estado Maior da Forças Armadas. "A força Licorne, em coordenação com a ONUCI (Missão das Nações Unidas na Costa do Marfim), assumiu o controlo do aeroporto Felix Houphouet-Boigny", declarou o coronel Thierry Burkhard, porta-voz do Estado-Maior francês.

O campo militar francês em Abidjan está localizado em Port Bouet, próximo ao aeroporto internacional, que tem o controlo assegurado pelas forças da ONU.

Mais de 1.650 estrangeiros, dos quais metade de franceses, estão desde sábado no campo militar francês de Port-Bouët, depois do aumento dos confrontos em Abdijan.

As forças do presidente eleito Alassane Ouattara - reconhecido pela comunidade internacional - estão a enfrentar as tropas do ex-presidente Laurent Gbagbo, que não quer deixar o poder por não aceitar o resultado das eleições presidenciais, que ocorreram no final de 2010.

O Presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, deve "retirar-se imediatamente", disse hoje a secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton, argumentando que seu governo conduzirá o país a "anarquia".

In DN

Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Presidente Gbagbo negoceia saída

Mensagem por Joao Ruiz Ter Abr 05, 2011 4:19 pm

.
Presidente Gbagbo negoceia saída

por Lusa
Hoje

Costa do Marfim  Ng1494231

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Alain Juppé, declarou hoje estar ao corrente de negociações sobre a saída do Presidente cessante da Costa do Marfim Laurent Gbagbo.

Questionado sobre informações segundo as quais Gbagbo estava a negociar a rendição, Juppé declarou: «Estou ao corrente».

«Queremos que os combates parem o mais depressa possível», acrescentou o chefe da diplomacia francesa num encontro com a imprensa por ocasião da visita do homólogo romeno, Teodor Baconschi.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Franceses participam no assalto à residência de Gbagbo

Mensagem por Joao Ruiz Qua Abr 06, 2011 9:02 am

.
Franceses participam no assalto à residência de Gbagbo

por Lusa
Hoje

Costa do Marfim  Ng1494893

O representante europeu do presidente cessante da Costa do Marfim disse hoje que forças francesas abriram fogo contra a residência de Laurent Gbagbo a partir de helicópteros e de um telhado próximo.

Contactado telefonicamente pela agência noticiosa Associated Press, Toussaint Alain disse haver "perigo real" de que Gbagbo, a sua mulher e outros familiares que estão refugiados na residência possam ser mortos.

Um porta-voz militar disse à agência noticiosa francesa AFP que a força francesa Licorne "não participa no assalto" realizado pelos combatentes de Alassane Ouattara contra a residência em Abidjan onde está escondido Gbagbo.

"A Licorne não participa no assalto e hoje está ocupada com a protecção dos cidadãos estrangeiros", declarou o porta-voz da Licorne, o comandante Frédéric Daguillon.

Desde as presidenciais de Novembro que a Costa do Marfim vive uma crise política que degenerou numa guerra civil. Ouattara foi reconhecido pela maior parte da comunidade internacional como o vencedor das eleições, mas Gbagbo recusou-se a largar o poder.

Nos últimos dias, as forças pró-Ouattara assumiram o controlo da maior parte do país, chegando à principal cidade, Abidjan, onde contaram com o apoio de tropas francesas e da missão da ONU para a Costa do Marfim (ONUCI).

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Gbagbo vai ser levado a tribunal

Mensagem por Joao Ruiz Ter Abr 12, 2011 9:52 am

.
Gbagbo vai ser levado a tribunal

Hoje

Costa do Marfim  Ng1499880

O ex-presidente da Costa do Marfim, que foi detido pelas forças de Alassane Ouattara, vai responder perante a justiça, garantiu o representante marfinense na ONU.

Após uma ofensiva militar generalizada, que começou no passado dia 28 de Março, as forças marfinenses entraram no bunker da residência de Laurent Gbagbo e prenderam-no. Com o ex-presidente estavam também a mulher Simone, considerada a 'dama-de-ferro' do regime e o filho Michel.

Gbagbo, de 65 anos, estava no poder desde 2000 e rejeitou a sua derrota nas eleições presidenciais de Novembro que, de acordo com a ONU e a comunidade internacional, reconheceu Ouattara como vencedor. O ex-presidente está detido no quartel-general das forças do novo homem forte da Costa do Marfim.

As forças da ONU (Onucin) e francesas ajudaram a derrotar as tropas de Gbagbo e a prender o ex-chefe de Estado.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Mais de mil mortos na região oeste durante crise política

Mensagem por Joao Ruiz Qui Maio 26, 2011 9:37 am

.
Mais de mil mortos na região oeste durante crise política

por Lusa
Hoje

Pelo menos 1.012 pessoas morreram na região oeste da Costa do Marfim durante a crise política desencadeada pelas eleições presidenciais de Novembro de 2010, divulgou hoje a missão das Nações Unidas em Abidjan (ONUCI).

"Pelo menos 1.012 pessoas, incluindo 103 mulheres e 42 crianças, foram mortas" durante os confrontos inter-comunitários e político-militares na região oeste, afirmou o responsável pela divisão de direitos humanos da missão da ONU na Costa do Marfim (ONUCI), Guillaume N'gefa, em conferência de imprensa.

O mesmo representante destacou que o número de mortos mais elevado foi registado na cidade de Duékoué, onde pelo menos 505 pessoas perderam a vida entre dezembro e abril deste ano.

De acordo com um relatório do Comité internacional da Cruz Vermelha, o número de mortos naquela localidade foi superior.

A organização garantiu que "pelo menos 800 pessoas" morreram a 29 de Março durante as "violências inter-comunitárias" em Duékoué.

As forças do Presidente Alassane Ouattara, recentemente empossado, assumiram o controlo da cidade a 29 de Março depois uma ofensiva orquestrada a partir da região oeste do país.

O ataque das forças de Ouattara levou à queda do antigo chefe de Estado Laurent Gbagbo e ao fim de uma violenta crise política que durou mais de quatro meses.

O novo Presidente da Costa do Marfim já prometeu que nenhum crime ficará impune e pediu ao Tribunal Penal Internacional (TPI) para investigar os crimes cometidos nesta região.

Uma comissão internacional de inquérito do Conselho dos Direitos Humanos da ONU encontrar-se actualmente na Costa do Marfim e deverá concluir as investigações no próximo mês de junho.

A crise política na Costa do Marfim começou depois de o Presidente cessante, Laurent Gbagbo, se ter recusado a abandonar o poder após as eleições presidenciais de 28 de Novembro de 2010, em que Ouattara foi reconhecido pela maior parte da comunidade internacional como vencedor.

Laurent Gbagbo foi detido a 11 de Abril pelas forças de Ouattara.

Segundo as autoridades da Costa do Marfim, a onda de violência no país provocou cerca de três mil mortos e um milhão de deslocados.

In DN

Embarassed Rolling Eyes Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Costa do Marfim  Empty Re: Costa do Marfim

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos