Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

POetas e poesia

Ir para baixo

POetas  e poesia  Empty POetas e poesia

Mensagem por Vitor mango Dom Maio 13, 2012 10:14 am

POetas  e poesia  POEMATTOSO+-+COMPASSO+DE+SENTIMENTO+-+com+imagem+pro+BLOG++-+3

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
POetas  e poesia  Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 115215

Ir para o topo Ir para baixo

POetas  e poesia  Empty Re: POetas e poesia

Mensagem por Vitor mango Dom Maio 13, 2012 10:37 am

Nicolau Tolentino.

POetas  e poesia  Images?q=tbn:ANd9GcST3LlCFp0pJqspKkGRj7Kk2tm_XxaR_u3t3AD_CAwjP6lkFwb6LQ

Nicolau Tolentino de Almeida (1740-1811)
morreu há duzentos anos, cumpridos hoje. Há uns anos, salvo erro,
qualquer aluno do ensino secundário sabia de quem se tratava – todas as
coletâneas (“seletas”, como então se denominavam) incluíam um célebre
soneto (“Chaves na mão, melena desgrenhada”) em que, de dentro de um
toucado, surgia um colchão desaparecido (“Eis senão quando [caso nunca
visto!]/ Sai-lhe o colchão de dentro do toucado!”) Nós ríamos bastante e
tínhamos razões para isso: Nicolau Tolentino era um boémio setecentista
com gosto afinado para a sátira e para o exagero. Professor primeiro
(de retórica), oficial de secretaria depois, a sua poesia nunca
ultrapassou aquele nível de curiosidade risível e clássica. Mas era bom
relê-lo para ter algumas surpresas.

[Na coluna do Correio da Manhã]






Chaves na mão, melena desgrenhada,
Batendo o pé na casa, a mãe ordena
Que o furtado colchão, fofo e de pena,
A filha o ponha ali ou a criada.



A filha, moça esbelta e aperaltada,
Lhe diz coa doce voz que o ar serena:
– «Sumiu-se-lhe um colchão? É forte pena;
Olhe não fique a casa arruinada...»



– «Tu respondes assim? Tu zombas disto?
Tu cuidas que, por ter pai embarcado,
Já a mãe não tem mãos?» E, dizendo isto,



Arremete-lhe à cara e ao penteado.
Eis senão quando (caso nunca visto!)
Sai-lhe o colchão de dentro do toucado!...


_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
POetas  e poesia  Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 115215

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos