Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Partilhar - Como nasce a amizade

Ir para baixo

 Partilhar - Como nasce a amizade Empty Partilhar - Como nasce a amizade

Mensagem por Vitor mango Qui Ago 13, 2015 12:40 am

 Partilhar - Como nasce a amizade



 
 
 
 
Um dia, quando o parque infantil estava cheio de crianças, o André viu um menino que não conhecia, o Tiago, sentado sozinho. “Se calhar ainda não tem nenhum amigo”, pensou o André. Então, teve uma ideia.
— Olá! — disse o André, enquanto caminhava na direção do Tiago. — Tenho alguns biscoitos. Queres partilhá-los comigo?
— Obrigado — disse o Tiago.
Pouco tempo depois, os dois meninos estavam a falar e a rir. O ato de partilhar tinha mudado completamente o dia do Tiago. O André também se sentia muito bem.
 
Quando o Tiago chegou a casa, pegou no seu conjunto de lápis novos e começou a desenhar.
— Gosto do teu desenho — disse a sua irmã Leonor. — Também posso desenhar?
A Leonor queria sempre fazer o que o irmão estava a fazer. E algumas vezes aborrecia-o. Mas hoje não. Ele tinha muitos lápis e ela não tinha nenhum.
— Claro! — disse o Tiago.
Ele deu-lhe uma folha de papel e pegou em alguns lápis. Roxo, cor-de-laranja, azul, verde. O ato de partilhar pode ter muitas cores.
— Queres vermelho ou amarelo? — perguntou-lhe ele.
A Leonor pegou num lápis vermelho e num amarelo. Agora sim, ela estava feliz!
 
A Leonor gostava muito de andar de baloiço. E era capaz de se baloiçar nele durante horas. Na manhã seguinte, enquanto ela se baloiçava para trás e para a frente, viu a sua vizinha, Matilde, sentada num banco a olhar para ela. “Não faz sentido ela estar ali sozinha”, pensou a Leonor.
— Vamos andar uma de cada vez? — perguntou a Leonor.
— Sim! — disse a Matilde, muito contente.
Então a Matilde andou em primeiro lugar no baloiço e logo depois deu a vez à Leonor. Partilhar fez com que ambas se sentissem bem.
No dia seguinte, a Matilde estava a fazer uma cova na areia com a sua pá. Perto dela estava outra pá. Mesmo nessa altura passaram dois meninos.
— Estou a construir um castelo — disse a Matilde.
Os meninos observaram-na a escavar.
— Queres ajuda? — perguntaram eles.
— Eu posso ir buscar água — disse um deles.
— Eu posso ajudar-te a construir uma torre — disse o outro menino.
O seu nome era Simão. Então a Matilde partilhou o seu balde e a sua pá, e os três juntos construíram o maior castelo de sempre. Construir o castelo juntos foi muito, mas muito mais divertido!
O Simão estava a divertir-se muito a jogar futebol com a sua irmã, Rita. No entanto, após algum tempo, ambos sentiram sede.
— Vou buscar uma bebida — disse a Rita.
— Eu também — disse o Simão e correram para ver quem chegava primeiro ao frigorífico.
— Eu quero o sumo de laranja — disse a Rita, pegando na única lata.
— Eu também quero — disse o Simão.
Mas, em vez de brigar com a irmã, o Simão fez algo diferente.
— Vamos dividir o sumo — disse ele, pegando em dois copos.
— Está bem — disse a Rita.
Partilhar evitou uma discussão antes mesmo dela começar!
E o Simão e a Rita ficaram felizes.
A aula de ballet tinha terminado e toda a gente ia para casa. Havia uma menina pequena, a Filipa, que estava sentada num banco com as mãos na cara, a chorar. A Filipa tinha-se enganado na aula e agora estava triste. A Rita foi ter com ela e sentou-se ao seu lado. Ela desejou ter um biscoito ou um brinquedo, qualquer coisa para dar à Filipa. “Não tenho nada para partilhar”, disse ela para si mesma.
Pensou um pouco, chegou mais perto da Filipa e deu-lhe um forte abraço. Depois disso, as duas meninas começaram a conversar. Partilhar um abraço mostrou à Filipa que a Rita se preocupava com ela, por isso ela sentiu-se muito melhor. A Rita viu o que um abraço podia fazer e isso fez com que também ficasse feliz.
 
Sim, às vezes tudo o que é preciso para fazer um amigo, ou fazer alguém sorrir, é um pouco de partilha. Partilhar gera um sentimento de felicidade e esse sentimento cresce à medida que é passado de pessoa em pessoa. Partilhar une-nos — o André, o Tiago, a Leonor, a Matilde, o Simão, a Rita, a Filipa, e eu e tu também. Cada vez que partilhamos uns com os outros, espalhamos amizade pelo mundo. Com quem é que vais partilhar hoje?
 
 
 
Fran Shaw; Miki Sakamoto
Partilhar – como nasce a amizade
Porto, Porto Editora, 2007

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
 Partilhar - Como nasce a amizade Batmoon_e0
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 115221

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos