Parapente Douro Internacional arranca quinta-feira

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Parapente Douro Internacional arranca quinta-feira

Mensagem por Joao Ruiz em Qui Maio 13, 2010 6:58 am

13 a 16 de Maio

Parapente Douro Internacional arranca quinta-feira

É a prova inaugural do campeonato nacional de parapente e promete juntar cerca de 100 pilotos em Freixo-de-Espada-à-Cinta e Torre de Moncorvo de 13 a 16 de Maio.
Com o cenário do Douro como pano de fundo, os pilotos farão voos que podem atingir mais de 100 quilómetros de extensão e três horas de duração.

Os participantes do Parapente Douro Internacional não terão qualquer ajuda motorizada - ou seja, voam em perfeito voo livre - o que os obrigará a tirar partido das condições atmosféricas para cumprir com as exigências da prova.

O percurso será registado através de um GPS que cada piloto transporta ao longo do voo.


Lusa, 2010-05-13


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Primeira Prova do Campeonato Nacional foi no Douro Internacional

Mensagem por Joao Ruiz em Dom Maio 23, 2010 10:21 am

Parapente


Primeira Prova do Campeonato Nacional foi no Douro Internacional

Foi a primeira vez que o magnífico cenário do Douro Internacional foi o cenário de uma prova do Campeonato Nacional de Parapente. A Competição Parapente Douro Internacional aconteceu de quinta a domingo (13 a 16 de Maio).

Uma centena de pilotos de voo livre (sem qualquer motor, apenas aproveitando as correntes térmicas) sobrevoaram escarpas, penados e vinhas, numa modalidade desportiva neutra em termos de peugada ecológica e completamente aliada com a natureza que a envolve.

A sua perícia, imune às cinzas vulcânicas que perturbam aeronaves bem mais pesadas e abençoada pela simultaneidade da visita papal, originou grandes momentos de voo livre, em que o prazer de voar se alia à competição pelo título de campeão nacional. Os voos são duros e podem atingir mais de 100 km de extensão e mais de três horas de duração, e a vitória em cada etapa e também os títulos finais decidem-se, cada vez mais, por diferenças na casa do segundo, evidenciando a competitividade e a destreza enormes exigidas aos atletas.

Devido às condições meteorológicas adversas (chuva e ventos fortes) não houve voos nos primeiros 3 dos 4 dias de competição. Para o último dia (domingo) estava guardado o prazer do voo livre entre a Serra de Reboredo, em Torre de Moncorvo e Almeida, já no distrito da Guarda, numa distância de quase 50 kms, que, na verdade, se traduzem em mais do dobro da distância, visto que os pilotos têm que passar em vários pontos previamente definidos no plano de voo e registar essa passagem no seu GPS.

Neste dia de voo, que constituiu o primeiro voo a contar para o Campeonato Nacional de Parapente 2010, onde 25 dos 75 pilotos chegaram à meta, os vencedores foram Pedro Moreira, do Clube Voo Livre Vertical (o recordista nacional de voo livre em distância, com 232 km), seguido do espanhol Miguel Angel Ventaja, do clube Masseis. Como é habitual, nas senhoras, a primeira a chegar ao Goal (meta) foi Sílvia Ventura, do Clube de Montanhismo da Arrábida, Campeã Nacional 2009.

Veremos como evolui a competição nas próximas etapas do Campeonato Nacional, marcadas para Mirandela (10 a 13 de Junho), Montalegre (15 a 18 de Julho) e Linhares da Beira (Serra da Estrela, 2 a 5 de Agosto).

Esta prova é organizada pela WIND, Escolas de Parapente – Portugal e pelo clube local da modalidade “Os Grifos do Douro Internacional”, sendo o seu valor competitivo acreditado pela Federação do Voo Livre. A prova é apoiada pelo Inatel e pelo município de Freixo-de-Espada-à-Cinta.


ST, 2010-05-23


_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
avatar
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum