Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 6:35 am

Centenas de mortos e 10.000 desaparecidos no sismo do Japão - Novo balanço



O sismo que atingiu hoje o nordeste do Japão causou centenas de mortos, desaparecidos e feridos, de acordo com o novo balanço da polícia japonesa. O violento sismo de magnitude 8,9 atingiu hoje a costa nordeste do Japão, seguido de um tsunami. O governo admitiu já que os danos são “consideráveis”.




Última edição por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 6:08 am, editado 5 vez(es)
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 6:38 am






avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 6:42 am














avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 6:49 am

Japão/Sismo: Dois mil habitantes de uma zona nuclear exortados a abandonar o local



Tóquio, Japão 11/03/2011 13:22 (AFP)

Dois mil habitantes de uma zona próxima de um central nuclear japonesa foram hoje avisados para deixar a região pelas autoridades de Fukushima (nordeste), horas depois de um violento sismo que abalou o país.

O governador da região pediu a retirada dos residentes de uma área de dois quilómetros em redor da central Fukushima n.°1, indicaram as autoridades locais.

Segundo a televisão nipónica, disse não foi ainda assinalada qualquer fuga radioativa.

Um violento sismo de magnitude 8,9 na escala de Richter atingiu hoje a costa nordeste do Japão, seguido de um tsunami, tendo-se registado pelo menos 60 mortos e centenas de feridos, além de danos que o Governo local já admitiu serem “consideráveis”.

O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, está reunido de emergência com o seu governo e determinou a criação de um comité de crise para monitorizar a situação, tendo ainda enviado meios navais para Tóquio e para a zona de Miyagi.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 8:41 am




Pelo menos 288 mortos e 349 desaparecidos no Japão - balanço provisório

O sismo de magnitude 8,9 e o tsunami que atingiram hoje a região nordeste do Japão provocaram pelo menos 288 mortos e 349 desaparecidos, segundo um novo balanço provisório divulgado pela polícia japonesa.

avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 8:44 am

Japão/sismo: Pelo menos 288 mortos e 349 desaparecidos - balanço provisório



Tóquio, Japão 11/03/2011 (afp kyodo)


O sismo de magnitude 8,9 e o tsunami que atingiram hoje a região nordeste do Japão provocaram pelo menos 288 mortos e 349 desaparecidos, segundo um novo balanço provisório divulgado pela polícia japonesa.

O balanço divulgado pela polícia, que refere também muitas centenas de feridos, inclui os mais de 200 corpos encontrados numa praia da cidade de Sendai, na prefeitura de Miyagi, e que, de acordo com fontes da polícia citadas pela imprensa local, serão de residentes da cidade arrastados pela onda de cerca de 10 metros de altura que devastou a região.

A polícia japonesa, que insiste tratar-se de um balanço provisório e que o número de vítimas aumentará progressivamente à medida que informação dispersa for compilada, calcula em pelo menos 1.200 o número de casas destruídas pelo tsunami em Sendai.

Um comboio com um número desconhecido de passageiros a bordo está ainda dado como desaparecido, tal como um navio com cerca de 80 pessoas a bordo.

De acordo com a agência japonesa Kyodo, o comboio viajava entre as cidades de Sendai e Ishinomaki quando descarrilou, ao ser atingido pelo tsunami.

Entretanto, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Takeaki Matsumoto, que ocupa o cargo há apenas dois dias, anunciou que o governo japonês já enviou 8.000 militares para a zona mais afetada pelo sismo e pediu aos Estados Unidos a ajuda dos militares norte-americanos estacionados em várias bases no Japão.

O sismo de magnitude 8,9 na escala aberta de Richter, que regista a energia libertada pelo abalo telúrico, foi registado às 14:46 (05:46 em Lisboa) a uma profundidade de 24,4 quilómetros e com epicentro localizado a cerca de 100 quilómetros ao largo da prefeitura de Miyagi, na região nordeste do Japão.

O abalo, que foi fortemente sentido em Tóquio, a cerca de 400 quilómetros do epicentro, deu origem a um tsunami que atingiu a costa japonesa com uma onda de cerca de 10 metros de altura.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Viriato em Sex Mar 11, 2011 9:31 am

No meio de toda esta tragédia há uma coisa boa. Sócrates ainda não foi considerado responsável. Por enquanro....
avatar
Viriato

Pontos : 16657

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 9:46 am

Viriato escreveu:No meio de toda esta tragédia há uma coisa boa. Sócrates ainda não foi considerado responsável. Por enquanro....

Laughing Laughing Laughing
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sex Mar 11, 2011 10:09 pm

Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e desaparecidos – Novo balanço



Tóquio, Japão 12/03/2011 4:15am (AFP)


O potente sismo e tsunami que devastaram na sexta-feira o nordeste do Japão causaram mais de 1.000 mortos e desaparecidos, segundo um balanço hoje atualizado pela polícia, citado pela AFP.

De acordo com os novos dados, pelo menos 487 pessoas morreram em diferentes regiões do norte e leste do Japão.

Entre estas vítimas contam-se os mais de 200 cadáveres encontrados na praia de Sendai (nordeste, prefeitura de Miyagi), em consequência da passagem de uma onda com mais de dez metros, depois do sismo que atingiu uma magnitude de 8,9 na escala de Richter.

Nesta zona, o tsunami afetou cerca de 1.200 casas.

Por outro lado, pelo menos 725 pessoas estão dadas como desaparecidas e 1.046 ficaram feridas, ainda segundo o novo balanço divulgado hoje, às 10:00 locais (01:00 em Lisboa).

"Trata-se do maior sismo depois da era Meiji (1868 à 1912) e pensamos que mais de 1.000 pessoas perderam a vida”, confirmou o porta-voz do governo.

Fonte da polícia salientou que balanço é ainda provisório dado que tem sido difícil reunir os dados tendo em conta o elevado montante e a extensão das regiões sinistradas.

Depois do sismo de magnitude 8,9, registado às 14:46 locais (05:46 de sexta-feira em Lisboa), seguido de um devastador tsunami, registaram-se dezenas de réplicas na mesma região.

O alerta de tsunami foi mantido no conjunto da costa do Japão.

O número de edifícios total ou parcialmente destruídos eleva-se a 3.400 de acordo com a agência noticiosa Kyodo, que cita a Agência Nacional de Incêndios e Desastres.

Na vasta zona afetada por esta imensa catástrofe, cerca de 5,57 milhões de lares ficaram privados de eletricidade e 600.000 de água corrente, ainda segundo os “media” japoneses.

avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sab Mar 12, 2011 6:53 am


Explosion at Japan nuke plant, disaster toll rises



avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sab Mar 12, 2011 6:56 am



Japão/Sismo: 564 mortos e 10.000 desaparecidos - AP

Pelo menos 564 pessoas morreram e cerca de 10.000 estão desaparecidas devido ao forte sismo e ao tsunami que devastaram o nordeste do Japão na sexta-feira, segundo um novo balanço da AP/CNN hoje divulgado.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sab Mar 12, 2011 6:58 am

Japão/Sismo: Embaixada já contactou com mais de 60% dos portugueses



Lisboa, 12 mar (Lusa) - A embaixada portuguesa no Japão já contactou com mais de 60 por cento dos portugueses que vivem nos locais mais difíceis, incluindo dois que habitam em Sendai, a zona mais afetada pelo sismo e tsunami de sexta-feira.

O embaixador português em Tóquio, José Freitas Ferraz, contou hoje à agência Lusa que já foram sentidas "mais de 100 réplicas de sismos" na capital, depois do terramoto de magnitude 8,9 na escala de Richter registado na sexta-feira.

Contudo, apesar do violento sismo e o subsequente maremoto, que afetaram o nordeste do Japão e que terão já provocado mais de 700 mortos, Tóquio passou um dia "calmo, com menos pessoas na rua, mas muitas lojas abertas a tentar recuperar a normalidade".

"Os transportes públicos estão a funcionar entre 30 a 50 por cento, as pessoas estão a tentar voltar à normalidade. Os japoneses têm um civismo muito apurado e reagem, regra geral, de forma contida. Há muita informação na televisão e nas redes sociais", adiantou o diplomata.

Quanto aos cidadãos portugueses, José Freitas Ferraz referiu que já conseguiram contactar mais de 60 por cento dos portugueses que vivem nas zonas mais difíceis através de telemóvel, correio eletrónico, da página do Facebook e dos blogues criados para o efeito.

Os três portugueses que vivem na zona de Sendai, a mais afetada pelo sismos e tsunami, foram contactados de forma indireta e estão bem, faltando apenas falar com uma pessoa que vive na região.

"As comunicações para aquela região são muito difíceis e pedimos ajuda à Cruz Vermelha Internacional e com as equipas de salvamentos japonesas", indicou.

O embaixador garantiu ainda que em Tóquio não se sentiu qualquer efeito da forte explosão que foi hoje sentida perto do reator número 1 da central nuclear de Fukushima (que fica a 350 kms a norte de Tóquio), onde o nível de radioatividade aumentou de forma alarmante.

"O Governo nipónico decretou que, num raio de 1 km à volta do reator, as pessoas fossem evacuadas e que num raio de 20 km os habitantes se dirigissem aos centros de acolhimento, previamente indicados e que todos conhecem bem porque já lá realizaram treinos", acrescentou.

Quanto aos cidadãos portugueses que vivem perto da região, o embaixador disse que há poucos e que já tem conhecimento que estão bem.

avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sab Mar 12, 2011 8:35 am

Japão/Sismo: Situação nas centrais nucleares de Fukushima representa "perigo real"



Lisboa, 12 mar (Lusa) – A situação das centrais nucleares de Fukushima, danificadas pelo sismo que devastou o nordeste do Japão, representa um "perigo real", apesar de não ser comparável ao acidente de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986, avaliou hoje um especialista português.

"O principal risco é o derrame de material radioativo para a água, ou para a atmosfera, como aconteceu em Chernobyl", disse à agência Lusa João Seixas, especialista em física de partículas elementares e responsável pelo grupo português na experiência do acelerador de partículas LHC (Large Hadron Collider) do CERN (Organização Europeia para a Investigação Nuclear).

João Seixas alertou que uma explosão “deve ser impedida a todo o custo” devido ao eventual derrame para a atmosfera ou para a água, de material radioativo, que poderá ser transportado e disseminado rapidamente para seres vivos.

Ressalvando que não é suficientemente especializado nesta área para dar uma opinião abalizada, apesar de ter recebido formação em física nuclear muito avançada, João Seixas indicou que atualmente "há protocolos internacionais estabelecidos para garantir os sistemas de segurança" nestes casos.

"Essencialmente, a primeira coisa que se faz é evacuar as pessoas e monitorizar a situação, e é o que o Japão está a fazer. Eles têm com certeza todos os protocolos de seguranças controlados e ativados", sublinhou.

Inicialmente, as autoridades japonesas tinham estipulado um raio de dez quilómetros em torno das centrais nucleares de Fukushima, mas na sequência de uma explosão num edifício que alberga o reator número um da central, o perímetro foi aumentado para 20 quilómetros.

Em resultado desta explosão, quatro empregados ficaram ligeiramente feridos, mas as autoridades japonesas garantem que estão a adotar todas as medidas para assegurar a segurança dos habitantes.

João Seixas considera que apesar dos riscos, a situação no Japão "nada tem a ver com Chernobyl" - o mais grave acidente nuclear de sempre - porque a central ucraniana "encontrava-se em muito mau estado e sem segurança".

"Tudo o que poderia correr mal nestes casos aconteceu em Chernobyl", recordou.

Na sexta-feira, um sismo de magnitude 8,9 na escala aberta de Richter abalou o Japão e provocou um tsunami que atingiu a costa japonesa com uma onda de cerca de 10 metros de altura.

O último balanço oficial dá conta de 568 mortos e 600 desaparecidos.

avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Sab Mar 12, 2011 7:34 pm

Japão/Sismo: Reação do Governo à explosão na central nuclear de Fukushima criticada pela imprensa




Toquio, Japão 13/03/2011 (EFE)

O primeiro-ministro japonês Naoto Kan está a ser alvo de críticas pelo que é considerada uma lenta reação do seu Governo à explosão na central nuclear de Fukushima, após o sismo de sexta-feira no nordeste do país, seguido de tsunami.

“A forma como o Governo forneceu informações levanta questões”, afirma hoje o maior quotidiano nipónico, Yomiuri, num editorial, citado pela agência France Presse.

Na central de Fukushima N.º 1, uma explosão destruiu o telhado e as paredes da sala onde se encontrava o reator número um, mas sem danificar o aparelho.

O Governo tentou acalmar os receios da população dizendo que não havia risco de derrocada e que o nível de radioatividade tinha diminuído significativamente após a explosão.

Algumas horas depois, as autoridades aumentaram para 20 quilómetros o raio da zona evacuada em torno da central e, entretanto, o operador da central admitiu que há risco de explosão num segundo reator.

O Yomiuri sublinha que o Governo demorou cinco horas a dar as primeiras informações após a primeira explosão, o que deixou a população ansiosa.

“Era tarde demais, não era?”, questiona o jornal.

O diário de centro-esquerda Asahi Shimbun criticou a demora das autoridades no alargamento do perímetro de segurança: “É difícil, mas o Governo deve ser responsável pela segurança da população, considerando o pior cenário”.

O jornal Mainichi apontou também o dedo ao operador da central, Tokyo Electric Power (Tepco) ao considerar insuficientes as medidas previstas contra este tipo de acidentes.

Ainda no sábado, a Comissão Americana de Regulação do Nuclear (NRC) anunciou ter enviado para o Japão dois especialistas que irão trabalhar com as autoridades nipónicas.

A NRC – uma agência independente mandatada pelo Congresso dos Estados Unidos para regular as centrais e as matérias nucleares – indicou num comunicado tratar-se de dois especialistas em reatores de água fervente que fazem parte da equipa enviada pelos Estados Unidos para ajudar nas operações de resgate.

O nordeste do Japão foi atingido na sexta-feira por um do sismo de magnitude 8,9 (escala de Richter) seguido por um tsunami com ondas de mais de dez metros que destruiu parcial ou totalmente mais de 12.250 edifícios e casas.

Segundo o último balanço oficial provisório da polícia japonesa, morreram perto de 900 pessoas, 642 estão dadas como desaparecidas e 1570 ficaram feridas.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 6:22 am

Japão/Sismo: Portugal pede ajuda para localizar cidadã portuguesa desaparecida em Sendai



Por Patrícia Neves, da agência Lusa

Tóquio, 12 mar (Lusa) – O embaixador português em Tóquio disse à agência Lusa ter solicitado apoio do Governo japonês e da Cruz Vermelha para localizar uma portuguesa desaparecida na região de Sendai, fortemente afetada pelo sismo e tsunami de sexta-feira.

“Fizemos o pedido oficial no sábado. É muito difícil contactar com a região de Sendai. Não estamos a tirar conclusões nenhumas, mas pura e simplesmente a tentar contactar com a nossa cidadã nacional”, disse o embaixador José de Freitas Ferraz.

“A Cruz Vermelha do Japão e a Cruz Vermelha Internacional estão a trabalhar junto dos deslocados e a sua missão tem como objetivo a reunificação familiar e responder a este tipo de pedidos”, acrescentou.

A preocupação da embaixada após o sismo de sexta-feira foi entrar em contacto com a zona mais afetada, aquela que foi atingida pelo tsunami, explicou o diplomata.

“Os contactos são difíceis, mas conseguimos contactar com uma portuguesa daquela região que nos disse que estava bem e também sabemos que outros dois portugueses na mesma zona se encontram bem, mas continuamos sem notícias de uma outra portuguesa”, explicou.

De acordo com os registos da embaixada portuguesa, cerca de 450 portugueses residem atualmente no Japão, a grande maioria na região de Tóquio.

“Em Tóquio, além de ter sido sentido um grande tremor de terra não aconteceu mais nada. A nossa preocupação é com as zonas mais a norte, com aquelas atingidas pelo tsunami”, afirmou.

A embaixada portuguesa em Tóquio tem estado também em contacto com turistas portugueses que se encontravam de férias no país e que segundo os dados avançados pelo embaixador José de Freitas Ferraz deverão ser entre 30 e 50 pessoas.

Depois do sismo, a embaixada de Portugal em Tóquio criou dois núcleos de apoio permanente que funcionam na residência do embaixador e na chancelaria, ambos praticamente 24 horas.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 6:35 am

Japão/Sismo: Mais de 10 mil mortos em Miyagi - Polícia



O Mar cruel

Tóquio, Japão 13/03/2011 (AFP)

Mais de 10 mil pessoas poderão ter morrido em consequência do sismo e do tsunami de sexta-feira na prefeitura costeira de Miyagi, anunciou hoje o chefe da polícia local, citado pela AFP.

Segundo Naoto Takeuchi, não há “nenhuma dúvida” que o número de vítimas mortais vai ultrapassar os 10 mil.

No sábado, a televisão pública japonesa NHK noticiou que 10 mil dos 17 mil habitantes da cidade portuária de Minamisanriku estavam dados como desaparecidos nesta prefeitura.

A referida prefeitura japonesa é a que fica mais próximo do epicentro do sismo, localizado no Pacífico, a cerca de 100 quilómetros de Miyagi e a uma profundidade de 24,4 quilómetros.

O forte sismo de sexta-feira deu origem a um tsunami que atingiu a costa japonesa com uma onda de cerca de 10 metros de altura.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 6:53 am






avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 9:07 am

Japão/Sismo: Autoridades portuguesas e de outros países europeus desaconselham viagens ao Japão



Lisboa, 13 mar (Lusa) – Portugal, à semelhança de outros países europeus e dos Estados Unidos, está a desaconselhar viagens ao Japão, depois do terramoto e do tsunami registados na sexta feira, disse à Lusa fonte da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

No seu site, a secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas refere que “dada a situação no Japão desaconselham-se todas as viagens não essenciais àquele país”.

Além de Portugal, também as representações diplomáticas no Japão dos Estados Unidos, Reino Unido, França e Suiça estão a recomendar aos seus cidadãos para não viajarem para aquele país.

A missão diplomática dos Estados Unidos difundiu uma recomendação, no dia em que se registou o terramoto, a instar os seus cidadãos a evitar viagens para Japão e que devido “às fortes réplicas” que se deverão repetir nas próximas semanas, frisou que este alerta se prolongará até 1 de abril.

Já a embaixada britânica aconselhou, numa mensagem atualizada hoje, a evitar viagens a Tóquio acrescentando que existe um risco contínuo de tsunami.

Em comunicado, recordou que a Agência Meteorológica japonesa alertou para a possibilidade de vir a ocorrer outro terramoto de sete graus ou mais na escala de Richter, o que poderá originar novos tsunamis.

A agência meteorológica japonesa advertiu hoje para o risco elevado - uma probabilidade de 70 por cento – de, até à próxima quarta-feira, ocorrer um novo terramoto no país de magnitude 7 ou superior.

A embaixada de França, além de recomendar também o cancelamento de viagens para aquela zona, aconselha os que ainda estão em Tóquio para que saiam da zona, perante a incerteza da situação na central nuclear de Fukushima.

Também a embaixada da Suíça pediu aos cidadãos suíços que reconsiderem se a sua presença em Tóquio e na área e na cidade de Yokohama é mesmo “necessária”, caso contrario deverão deixar o país.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 9:09 am

Japão/Sismo: Agência de Energia Atómica pronta a enviar cientistas



Moscovo, 13 mar (Lusa) – A Rússia propôs hoje oficialmente ao Japão ajuda na esfera nuclear com vista à solução dos problemas surgidos nas centrais atómicas nipónicas após o sismo, anunciou Alexandre Lokchin, vice-diretor da Agência russa de Energia Atómica.

“A proposta foi feita aos japoneses, esperamos a resposta a qualquer momento”, declarou ele aos jornalistas.

Segundo ele, “os especialistas russos em matéria nuclear dão uma nota alta ao trabalho realizado pelos japoneses nas suas centrais atómicas”.

Vladimir Asmolov, outro vice-diretor da mesma agência, revelou que “nos últimos dias, os especialistas russos em matéria nuclear fizeram todos os cálculos sobre o que ocorreu nas centrais japonesas e estão absolutamente prontos para ajudar”.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 9:12 am

Japão/Sismo: Estado de emergência decretado na central de Onagawa



Tóquio, 13 mar (Lusa) – O estado de emergência foi declarado hoje na central nuclear de Onagawa atingida pelo forte sismo que sexta-feira abalou o Japão e onde foi registado um elevado nível de radioatividade, disse a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA).

"As autoridades japonesas informaram a AIEA de que o primeiro (que é menor) estado de emergência na central de Onagawa foi comunicado pela companhia Tohoku Electric Power, informa a agência em comunicado.

Os três reatores nucleares da central de Onagawa "estão sob controlo", segundo as autoridades japonesas, e de acordo com o documento da AIEA.

"O alerta foi declarado em resposta a níveis de radiação superiores aos níveis permitidos registradas na área perto da estação", explicou a AIEA, adiantando que as autoridades japonesas estão a tentar determinar a fonte de radiação.

Depois do terremoto de sexta-feira, um incêndio deflagrou na central de Onagawa, num edifício onde existia uma turbina, mas foi rapidamente controlado.

A AIEA foi também informada de que as operações de socorro do reator 3 da central de Fukushima começaram às 09:20 horas locais (00:20 em Lisboa).

Entretanto, o governo japonês já alertou para um novo risco de explosão na central nuclear de Fukushima N° 1 devido à acumulação de hidrogénio no reator 3.

O porta-voz do governo, Yukio Edano, adiantou, no entanto, que em caso de explosão "não haverá problema para o reator".
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 9:14 am

Japão/Sismo: Vulcão da ilha Kyusku entra em erupção



Um vulcão no sudoeste do Japão entrou hoje em erupção libertando lava e cinzas que chegaram a atingir os quatro mil metros de altitude, depois de duas semanas de acalmia, segundo as autoridades nipónicas.




Última edição por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 9:30 am, editado 1 vez(es)
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 13, 2011 9:25 am






avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Kllüx em Dom Mar 20, 2011 8:44 pm

Japão/Sismo: Estragos poderão custar 235 mil milhões de dólares – Banco Mundial



Tóquio, Japão (AFP)

O sismo e o tsunami que devastaram o Japão no passado dia 11 poderão custar à economia japonesa 235 mil milhões de dólares (165 mil milhões de euros), ou seja 4 por cento da produção nacional, anunciou hoje o Banco Mundial.

“Se nos basearmos na experiência do passado, o crescimento real do PIB será afetada negativamente em meados de 2011”, referiu o Banco Mundial no seu último relatório sobre a economia do leste da Ásia e do Pacífico, citado pela agência noticiosa AFP.

O Banco Mundial adianta que o crescimento deverá retomar nos trimestres seguintes, “quanto os esforços de reconstrução, que poderão durar cinco anos, acelerarem”.
avatar
Kllüx

Pontos : 11186

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Japão/Sismo: Mais de 1.000 mortos e 10.000 desaparecidos – Novo balanço

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum