Freitas do Amaral "completamente perplexo" com eventual gestão de arquivos por privados

Ir em baixo

Freitas do Amaral "completamente perplexo" com eventual gestão de arquivos por privados

Mensagem por Vitor mango em Ter Nov 06, 2012 1:46 am

Freitas do Amaral "completamente perplexo" com eventual gestão de arquivos por privados
06 Novembro 2012 | 01:22
Lusa


"Espero que não cheguemos a essa situação de país de quinto mundo, como se fossemos uns autênticos selvagens que correm nus pela floresta. Isso não lembra ao diabo", disse o fundador do CDS.
O fundador do CDS, Freitas do Amaral, disse hoje estar "completamente perplexo" com a notícia de que o Governo estará a preparar a entrega da gestão dos arquivos de toda a Administração Pública a privados. "Espero que não cheguemos a essa situação de país de quinto mundo, como se fossemos uns autênticos selvagens que correm nus pela floresta. Isso não lembra ao diabo", disse o antigo governante.

Diogo Freitas do Amaral falava aos jornalistas à margem da conferência "Princípios de uma Política Humanista", que decorre hoje em Lisboa, promovida e dirigida pelo deputado Ribeiro e Castro.

A notícia foi avançada hoje pelo jornal Diário de Notícias, que diz que os arquivos secretos do Estado podem vir a ser entregues a privados.

O jornal diário cita um estudo do Governo que defende que as bases de dados de toda a administração pública sejam centralizadas e guardadas por uma entidade privada, com o objectivo de reduzir despesas.

Entretanto, o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, já disse hoje, no parlamento, que a situação dos arquivos do seu ministério não foi discutida e que "não está previsto absolutamente nada" sobre uma eventual entrega desta documentação a entidades privadas.

"Não está previsto entregar, nem sabia, não tive tempo de ler o Diário de Notícias, não li, mas essa matéria relativamente aos arquivos da Defesa Nacional não foi tratada ainda sequer, não está previsto absolutamente nada sobre isso", declarou o governante, numa resposta ao deputado do PS Marcos Perestrello.

Também o presidente do Conselho de Fiscalização do Sistema de Informações da República Portuguesa (CFSIRP) considerou hoje um “completo absurdo” o eventual controlo de bases de dados da Administração Pública por privados, sublinhando que “poria em perigo” segredos do Estado.

“Parece-me que o que vem proposto é um absurdo, um completo absurdo, independentemente de conhecer – que não conheço efectivamente – as condições em que se isso se processaria”, disse à agência Lusa Marques Júnio

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 110497

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum