Portugal serve de referência para simular independência da Catalunha

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Portugal serve de referência para simular independência da Catalunha

Mensagem por Vitor mango em Dom Nov 25, 2012 9:48 am

Portugal serve de referência para simular independência da Catalunha


24 de Novembro, 2012

Artur
Mas, actual presidente do governo regional da Catalunha, durante o
último discurso de campanha eleitoral. As eleições catalãs decorrem
amanhã. ©AP Um estudo sobre a
independência da Catalunha indica que a proximidade geográfica de
Espanha e um Produto Interno Bruto semelhante ao catalão converteram
Portugal numa das referências para simular os custos e benefícios da
eventual separação desta região autónoma."Hoje em dia a Catalunha é
muito distinta de um país normal da Europa porque tem muitíssimo menos
fricções comerciais com o resto de Espanha do que os países da Europa
têm entre si", justificou à Lusa José V. Rodríguez Mora, co-autor do
estudo "Measuring Costs and Benefits of Independence".
"É de
esperar que após a independência deixe de ser assim", conclui este
economista catedrático da Universidade de Edimburgo, em vésperas das
eleições regionais antecipadas de domingo na Catalunha, lidas como um
ensaio geral para um referendo de autodeterminação.
É precisamente
aqui que entra a analogia com Portugal, a referência do estudo. Segundo
os autores, as fricções que o novo Estado catalão iria encontrar com o
resto de Espanha seriam muito semelhantes às que Portugal encontra, "o
que resultaria numa perda substancial do PIB na Catalunha".
"Os
efeitos comerciais foram considerados como se a Catalunha tivesse a
mesma relação com Espanha que esta tem com Portugal. Não há boicotes, a
Catalunha pertence à União Europeia e tudo continua igual, excepto que
há uma fronteira, mesmo que bastante difusa", exemplifica José V.
Rodríguez Mora.
O estudo equaciona que a Catalunha deixaria de
transferir dinheiro para outras regiões de Espanha e que a sua economia
se abriria mais ao mundo. Não obstante, a riqueza cairia 3,3 por cento
em Espanha e quase 9 por cento na Catalunha pelo simples facto da
criação de uma fronteira.
"Este é o valor de manter a fronteira actual em vez da dos países que se votam na Eurovisão", sustenta José V. Rodríguez Mora.
"Falamos
de algo a mais longo prazo, do que acontece quando os laços culturais
se diluem, quando as regulações mudam e quando as relações interpessoais
são menos frequentes. Quanto? Pois, como as que tem Espanha com o
melhor amigo da Espanha. Quem mais semelhanças culturais tem, com uma
população que entende bem o castelhano e vê assiduamente a televisão
espanhola: Portugal", prossegue o economista.
O estudo não passou
despercebido a alguns economistas favoráveis da independência. A reacção
mais contundente ao que chamou a "Portugalização da Catalunha" veio do
catalão Pol Antràs, professor de Economia na Universidade de Harvard.
"Na
minha perspectiva, esta estimativa de que os fluxos comerciais entre a
Catalunha e Espanha poderiam diminuir até 80 por cento como resultado da
independência é exagerado", escreve Pol Antràs no portal Wilson
Initiative, criado sob o lema "Os cidadãos da Catalunha têm o direito de
decidir livremente, sem medo nem ameaças, e com a máxima informação
possível".
Por outro lado, prossegue Antràs, "é altamente
inverosímil que os laços criados durante mais de 500 anos de História
comum se tornassem irrelevantes ao ponto de equacionar a distância entre
Catalunha e Espanha com a distância entre Portugal e Espanha".
O
economista catalão dá como exemplo o fim da Checoslováquia. "Nos cinco
anos que se seguiram à separação, a queda no volume de trocas comerciais
bilaterais entre a República Checa e a Eslováquia foi de apenas 6,2 por
cento (e não de 75 por cento, como certos economistas apregoaram),
conclui Pol Antràs.
Em Outubro, foi o próprio presidente da
Generalitat e candidato da Convergência e União (CiU), Artur Mas, quem
sublinhou ter a Catalunha 7,5 milhões de habitantes que geram uma
riqueza idêntica à de Portugal com uma população de 10 milhões.
Lusa/SOL

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106507

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum