Pedir ao FMI um estudo sobre a reforma do Estado é perguntar a um muçulmano se prefere cordeiro ou porco. Já sabemos a resposta.

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pedir ao FMI um estudo sobre a reforma do Estado é perguntar a um muçulmano se prefere cordeiro ou porco. Já sabemos a resposta.

Mensagem por Vitor mango em Dom Jan 13, 2013 3:17 am


O grande salto em frente


por PEDRO MARQUES LOPESHoje7 comentários




Com
mais de ano e meio de atraso Passos Coelho apresentou o seu manifesto
eleitoral. Está finalmente perante nós, mascarado de relatório do FMI, o
que Vítor Gaspar, Passos Coelho e Relvas querem para o País - saberemos
dentro em breve se devemos acrescentar Paulo Portas a esta lista. Eis a
agenda escondida, o ir para além da troika, aquilo que a Santíssima
Trindade sempre quis mas não apresentou aos portugueses receando não
ganhar as eleições.
Esqueçamos a falta de vergonha e o
desrespeito pelos cidadãos de se mandar para um jornal um documento que a
ser implementado mudaria o País para sempre e depois mandar um mero
secretário de Estado explicá-lo.
Também não vale a pena debater a
ideia que se quis vender dizendo que são simples propostas de âmbito
técnico e de se dizer que é um texto que busca consensos: é um documento
puramente político e não pretende ser minimamente consensual. A prova
disso é que nem os partidos da oposição, nem sindicatos, nem nenhum
parceiro social foram tidos ou achados.
A verdade é que Passos Coelho contratou o FMI para lhe escrever o seu programa ideológico.
Como
qualquer programa político é marcado ideologicamente, a opção
ideológica naturalmente reflecte-se na maneira de fazer os diagnósticos,
na forma de levantar as questões e essencialmente nas soluções
propostas. Este relatório do FMI não deixa de ter inexactidões graves,
erros flagrantes e enormes falsidades, mas sempre com o mesmo objectivo:
defender opções políticas (até nisso se aproxima de um manifesto
eleitoral). Mais, quando se pede um estudo deste tipo ao FMI sabe-se o
que se vai obter. Digamos que a receita é conhecida e, para quem não
saiba, não resultou em nenhum lado, da América Latina à Ásia. Pedir ao
FMI um estudo sobre a reforma do Estado é perguntar a um muçulmano se
prefere cordeiro ou porco. Já sabemos a resposta.

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ
avatar
Vitor mango

Pontos : 108113

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum