Berlim deve explicar crise do euro aos alemães para evitar fractura Sul - Norte

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Berlim deve explicar crise do euro aos alemães para evitar fractura Sul - Norte

Mensagem por Vitor mango em Sab Jan 26, 2013 1:43 am

Berlim deve explicar crise do euro aos alemães para evitar fractura Sul - Norte

Por Bruno Faria Lopes, publicado em 26 Jan 2013 - 03:10 | Actualizado há 5 horas 26 minutos

Alemães e portugueses avisam num fórum em Lisboa
para risco de divisão no euro. Em Davos, o director do fundo de resgate
do euro fala de ambiente “agressivo” na Alemanha












“Consolidar mais o diálogo”, “o euro não se pode deixar dividir”,
evitar “o aprofundamento de uma fractura entre o Norte e o Sul” da
Europa – oradores de Portugal e da Alemanha alertaram ontem em Lisboa,
no primeiro fórum dedicado às relações entre os dois países, para a
necessidade de explicar correctamente as causas da crise da moeda única
aos europeus e de intensificar o diálogo político entre norte (credor) e
sul (devedor) da Europa.

“A zona euro não se pode deixar dividir entre norte e sul”, afirmou
Mathias Jopp, director do Instituto de Política Europeia de Berlim,
citado pela Lusa. Jopp somou que o diálogo da Alemanha com Portugal e os
restantes países do sul é uma “prioridade absoluta” em Berlim. Momentos
depois, na sessão de encerramento, António Vitorino deu uma sugestão
para basear esse diálogo em terreno mais firme. “[Berlim] deve ser
particularmente cuidadosa na explicação das causas da crise” [para
evitar] “o aprofundamento de uma fractura entre o sul e o norte”,
realçou o ex-comissário europeu e presidente do instituto de
investigação europeu “Notre Europe”.

A turbulência económica na zona euro que começou em 2009 colocou a
Alemanha, a principal economia da moeda única, no papel de relutante
líder do esforço de saída da crise. Em Berlim, a chanceler Angela Merkel
tem navegado por entre barreiras constitucionais e forte oposição
interna ao que é visto por uma parte significativa do eleitorado e
sistema político do país como um resgate a fundo perdido dos países
gastadores e indisciplinados do Sul.

Em Setembro do ano passado uma sondagem realizada pela Infratest
indicou que dois terços dos alemães se opunham ao aumento da
contribuição financeira para o novo fundo de resgate europeu. Ontem, à
margem da cimeira de Davos, o líder do fundo de resgate, Klaus Regling,
admitiu em entrevista à revista “Der Spiegel” que o ambiente na Alemanha
“é agressivo” na altura de discutir apoios financeiros para o Sul da
Europa.

A resistência social na Alemanha encontra paralelo noutros países do
Norte da Europa, como a Finlândia ou a Holanda, cujos governos adoptam
uma linha dura com os países sob ajustamento, como Portugal. A sondagens
sugerem que os europeus do Norte grosso modo não são eurocépticos, mas
rejeitam transferências para o Sul.

O tratamento de concessões aos países periféricos é tratado com
delicadeza pelo governo alemão no plano interno, sobretudo em ano
eleitoral. Há dois dias, o número dois das Finanças da Alemanha, Steffan
Kampeter, tratou friamente o sinal de cedência dado por Bruxelas a
Portugal e à Irlanda, para prazos mais amplos de pagamento aos fundos de
resgate europeus.

Os resultados positivos dos países periféricos – ou a atitude
cumpridora dos respectivos governos – são enaltecidos publicamente pelo
governo Merkel e pelos representantes da troika, parte da campanha de
relações públicas a favor da imagem junto dos mercados e dos eleitorados
do norte. Com este capital político – e com a continuação da
austeridade em Portugal e no restante “Sul” – o poder político no Norte
espera melhor aceitação de cedências que economistas e mercados dão como
inevitáveis (de tolerância em derrapagens do défice orçamental nominal a
uma “reestruturação suave” da dívida grega e portuguesa à parte
europeia da troika).

_________________
Só discuto o que nao sei ...O ke sei ensino ...POIZ

Vitor mango

Pontos : 106463

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum