Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde

Ir em baixo

Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde Empty Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde

Mensagem por Vitor mango em Ter Abr 06, 2010 9:32 am

Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco
da dívida dispara para recorde
A bolsa de Atenas volta hoje aos dias de
fortes quedas, cedendo mais de 3%, pressionada pela forte alta dos juros
das obrigações do país. A "yield" já superou os 7%, o que levou o
"spread" face à dívida pública alemã a superar os 400 pontos base. O
euro continua a ser penalizado.

Nuno Carregueiro
nc@negocios.pt



.def_cptxt_text {font:normal 11px verdana;color:#000000;text-decoration:none;margin:0em 0em 1.5em 0em;line-height:2.5ex;}


ord=Math.random()*10000000000000000;
document.write('');






Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde Lg.php?bannerid=362&campaignid=98&zoneid=100&loc=http%3A%2F%2Fwww.jornaldenegocios.pt%2Findex.php%3Ftemplate%3DSHOWNEWS%26id%3D418335&referer=http%3A%2F%2Fwww.google
Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde Lg.php?bannerid=362&campaignid=98&zoneid=100&loc=http%3A%2F%2Fwww.jornaldenegocios.pt%2Findex.php%3Ftemplate%3DSHOWNEWS%26id%3D418335&referer=http%3A%2F%2Fwww.google

Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde AvwBolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde Mercados;sz=1x1;ord=123456789?

ABolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde GeorgepapandreougrEciagrd bolsa de Atenas volta hoje aos dias de
fortes quedas, cedendo mais de 3%, pressionada pela forte alta dos juros
das obrigações do país. A “yield” já superou os 7%, o que levou o
“spread” face à dívida pública alemã a superar os 400 pontos base. O
euro continua a ser penalizado.

As notícias de que a
Grécia se preparava para pedir a renegociação do acordo europeu de
ajuda ao país, de modo a excluir o FMI do pacote, explica o ressurgir da
tensão no mercado de dívida grego.

Apesar de o
Governo grego já ter excluído esse pedido de afastamento do FMI da
solução para o país, os investidores estão a considerar que o plano
acordado pelos líderes europeus está já em causa.

A
“yield” das obrigações gregas a 10 anos sobe 50 pontos base para 7,021%
(superou a marca dos 7% pela primeira vez em 10 semanas), elevando o
“spread” face à dívida alemã para valores acima dos 400 pontos base, o
que representa o valor mais elevado desde a introdução do euro em 1999.

A
tensão no mercado de dívida grega está também a arrastar a dívida de
outros países, embora com menor dimensão. A “yield” das obrigações do
tesouro portuguesas a 10 anos sobe 6 pontos base para 4,195%.


os credit default swaps (CDS) – seguros que permitem aos investidores
protegerem-se contra o incumprimento no pagamento de dívida – gregos
estão a subir 28 pontos base para 374 pontos.

Bolsa
desce mais de 3%

Na bolsa de Atenas o índice
FTSE/ASE deprecia 3,1%, pressionado sobretudo pelo sector financeiro, o
mais castigado com a alta dos juros da dívida pública, que se reflectem
nos seus custos de financiamento.
Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde Atenasstockexchangebolsagreciagrd
O National Bank of Greece
cede 4,57%, o Bank of Cyprus cai 4,71% e a Hellenic Telecom desvaloriza
3,05%.

Depois de uma abertura em alta, as restantes
bolsas europeias estão também a ser contagiadas, com o Stoxx50 a cair
0,1%. Em Lisboa o PSI-20 desce 0,11%, enquanto Madrid e Frankfurt estão
também em terreno negativo.

O euro está também a ser
pressionado pela percepção do mercado de que o acordo para ajudar a
Grécia está em questão. A moeda única cede 0,78% para 1,3380 dólares.

A
notícia de que a Grécia “não quer o FMI envolvido no pacote de ajuda ao
país parece colocar todo o plano em questão”, comentou à Bloomberg um
especialista do mercado cambial, concluindo que a crise na Grécia “é
definitivamente negativa para o euro”.

De acordo com
a Market News, o Governo grego prepara-se para pedir aos parceiros da
Zona Euro para que renegoceiem as condições em que lhe poderão conceder
empréstimos bilaterais, uma vez que as exigências que o FMI lhe quer
impor são “demasiado duras”.

Atenas já negou a
notícia, afirmando que o Governo helénico continua a apoiar o plano
desenhado na última cimeira europeia.

Responsáveis
do FMI deverão amanhã chegar a Atenas para discutir com o Governo os
contornos de um possível empréstimo.
Bolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde CopyBolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde FaviconBolsa da Grécia afunda e prémio de risco da dívida dispara para recorde Favicon
Vitor mango
Vitor mango

Pontos : 113539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum