Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Operação Pilar de Defesa

Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Operação Pilar de Defesa

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 17, 2012 11:03 am

.
ONU lembra a israelitas e palestinianos "obrigação" de proteger civis

por Lusa, publicado por Luís Manuel Cabral
Ontem

As Nações Unidas pediram hoje a israelitas e palestinianos que evitem uma escalada de violência na faixa de Gaza, lembrando-lhes a obrigação de proteger vidas civis.

"A Alta Comissária [para os Direitos Humanos], Navi Pillay, está consideravelmente alarmada com a morte de civis, incluindo três israelitas (...) e numerosas crianças palestinianas", disse o porta-voz, Rupert Colville, em conferência de imprensa.

Pillay junta-se ao apelo feito pelo secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para que "ambas as partes tomem as medidas necessárias para evitar uma escalada da violência", acrescentou.

A Alta Comissária manifestou-se "extremamente preocupada" com o impacto na população civil do lançamento de "rockets" a partir da faixa de Gaza contra localidades israelitas e com os ataques das forças militares israelitas contra localidades palestinianas.

Colville sublinhou que a proteção de civis é algo "a que estão obrigadas tanto as forças estatais como os atores não estatais" em cumprimento do direito humanitário internacional.

O apelo das Nações Unidas surge numa altura em que se agudiza o conflito israelo-palestiniano na faixa de Gaza e no dia em que o primeiro-ministro egípcio, Hicham Qandil, visita a região.

Uma operação israelita foi desencadeada na quarta-feira com um ataque aéreo, que matou o chefe das operações militares do Hamas, Ahmad Jaabari, de acordo com fontes médicas

A decisão de iniciar esta operação foi tomada pelas autoridades israelitas, depois de mais de 200 projéteis terem sido disparados nos últimos dias contra Israel pelos palestinianos.

Israel aceitou uma trégua durante a visita hoje a Gaza do primeiro-ministro egípcio, Hicham Qandil, mas retomou os ataques depois de ter acusado o Hamas de violação do cessar-fogo.

As hostilidades entre Israel e grupos palestinianos que causaram 23 mortos, 20 palestinianos e três israelitas em três dias.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcR_Erp4hc3EUjnlR8_RxjliN1Ud2OaI2pLcet7WsOeUY8evQUdk3KwTag


Última edição por Joao Ruiz em Ter Nov 20, 2012 9:18 am, editado 1 vez(es)

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Ataque aéreo israelita mata líder de milicia do Hamas

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 17, 2012 11:12 am

.
Ataque aéreo israelita mata líder de milicia do Hamas

por Lusa, texto publicado por Sofia Fonseca
Ontem

Um líder das brigadas Ezzedine al-Qassam, milícia do movimento radical palestiniano Hamas, que controla a Faixa de Gaza, foi hoje morto num ataque aéreo israelita, anunciou um porta-voz do Hamas.

Ahmed Abu Yalal foi morto pela aviação israelita a leste do campo de refugiados de Al Mughazi, no centro da Faixa de Gaza, num ataque que vitimou também dois dos seus irmãos e outro homem, disse Ashraf al Qedra, porta-voz do Ministério da Saúde do governo do Hamas.

As forças armadas israelitas referiram a agências internacionais que estão ainda a tentar confirmar as informações sobre a morte do líder da milícia palestiniana.

Este ataque elevou para 28 o número de palestinianos mortos desde que Israel iniciou, na quarta-feira, uma campanha de ataques aéreos contra a faixa de Gaza.

A operação israelita contra Gaza foi desencadeada com um ataque aéreo que matou o chefe das operações militares do Hamas, Ahmad Jaabari.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcQCoP-k3mDHPQJsK2iJGRlurf34w6QIWRUIH81J3vRbSShtsiCNUBwNLQ

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Israel aprova mobilização de até 75 mil reservistas

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 17, 2012 11:20 am

.
Israel aprova mobilização de até 75 mil reservistas

por Lusa, texto publicado por Sofia Fonseca
Ontem

Operação Pilar de Defesa Ng2228332

O Governo israelita aprovou hoje a mobilização de até 75 mil reservistas, adiantou hoje a estação televisiva Canal 2 de Israel, aumentando os sinais de que está em curso a preparação de uma ofensiva terrestre contra a Faixa de Gaza.

A decisão decorre de uma conferência telefónica do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, com os seus colaboradores mais próximos.

A partir de agora, até 75 mil reservistas podem ser chamados pelas forças armadas para atuar em qualquer local.

Na quinta-feira, o ministro da Defesa, Ehud Barak, tinha anunciado um reforço de até 30 mil reservistas e notificações foram enviadas hoje a 16 mil.

O Governo de Telavive decidiu, também hoje, aumentar esse limite, três dias após as forças armadas israelitas terem abatido o líder militar do Hamas, movimento que controla a Faixa de Gaza, em retaliação a cerca de 200 "rockets" disparados do enclave palestiniano para solo de Israel.

Ainda hoje, as autoridades israelitas decidiram fechar todas as estradas que ligam à Faixa de Gaza, considerando que elas se situam em zona militar, informou um porta-voz do exército à agência France Presse.

Pelo menos 28 palestinianos e três israelitas morreram desde quarta-feira, nesta nova escalada de violência no Médio Oriente.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcSl4npa6CLJEzICyigR1PsaNqWR7wbHQXYJeeFB1kuuTmJPhmHAyDOk

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Mais de 800 ataques ao quarto dia de ofensiva israelita

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 17, 2012 11:28 am

.
Mais de 800 ataques ao quarto dia de ofensiva israelita

por Lusa, publicado por Helena Tecedeiro
Hoje

Operação Pilar de Defesa Ng2228727

Israel lançou mais de 800 raides aéreos contra a Faixa de Gaza desde o início da operação "Pilar de Defesa" na quarta-feira, indicou hoje um porta-voz do exército israelita.

"As nossas forças aéreas levaram a cabo 830 ataques contra Gaza desde o início da operação "Pilar de Defesa" contra os grupos armados palestinianos desde a tarde de quarta-feira, declarou o porta-voz à AFP:

O mesmo responsável indicou que "mais de 350 'rockets' foram lançados a partir da Faixa de Gaza contra Israel, dos quais 200 foram intercetados" pelo sistema antimísseis 'Iron Dome'.

Segundo o porta-voz da polícia, Louba Samri, 16 'rockets' foram lançados desde Gaza ao início da tarde contra o sul de Israel, sem causar feridos. Cinco destes foram intercetados pelo sistema antimísseis.

Segundo a televisão israelita, cerca de 180 raides aéreos foram efetuados contra o enclave palestiniano durante esta noite.

Os jornalistas da AFP em Gaza constataram bombardeamentos intensos na madrugada de hoje, durante os quais o quartel-general do Hamas, o movimento islâmico no poder em Gaza, ficou completamente destruído.

Segundo o exército, cerca de 20.000 reservistas do exército foram convocados de urgência para se juntarem às suas unidades durante a manhã de hoje.

Reunido durante três horas, o gabinete de segurança composto por nove principais ministros, aprovou na sexta-feira à noite a mobilização de 75.000 reservistas, aumentando os sinais de que está em curso a preparação de uma ofensiva terrestre contra a Faixa de Gaza.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcTXd9MXepO_fF_orzIPjRUy8racvm6QXnyQhuKGFpNLolnY5lCaqkClQA

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Israel ataca símbolos de poder do Hamas em Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 17, 2012 11:36 am

.
Israel ataca símbolos de poder do Hamas em Gaza

por Susana Salvador, com agências
Hoje

Nove palestinianos morreram durante a manhã em novos raides israelitas na Faixa de Gaza, que elevam para 39 o número de mortos desde o início da ofensiva militar israelita.

O alvo israelita nos últimos bombardeamentos têm sido os símbolos do poder do Hamas em Gaza, depois da morte do chefe militar do grupo, Ahmad Jaabari, na quarta-feira. Junto com a mobilização de 75 mil reservistas, estes bombardeamentos parecem ser o preâmbulo para uma invasão terrestre do enclave palestiniano.

"O nosso alvo foi o quartel-general de Ismail Haniyeh [o líder do Governo]", afirmou à AFP um porta-voz militar. Um vídeo do exército mostra a explosão do edifício numa nuvem de fumo.

Outro bombardeamento atingiu a casa do ministro do Interior, Ibrahim Salah, no campo de refugiados de Jabaliya, no norte da Faixa de Gaza, provocando pelo menos 35 feridos, segundo fontes médicas palestinianas.

Foram ainda atingidos o quartel-general da polícia do Hamas, a Universidade Islâmica e o Estadio "Palestina", o principal espaço desportivo de Gaza.

O ministro turco dos Negócios Estrangerios, Rafik Abdessalem, apelou à comunidade internacional para "travar a agressão israelita flagrante" contra Gaza, durante uma visita de solidariedade ao território. Já o primeiro-ministro Recep Tayyp Erdogan acusou Israel de violar as tréguas com o movimento islamita.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcShfY6uajxjGSUGAmYwOesoRYIYEr0loAoo4w82Eas576InGUVDhP3Y-A

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Ataques de Israel a Gaza mataram 10 palestinianos

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 17, 2012 11:42 am

.
Ataques de Israel a Gaza mataram 10 palestinianos

por Lusa, publicado por Elisabete Silva
Hoje

Operação Pilar de Defesa Ng2229164

Os ataques aéreos de Israel à Faixa de Gaza mataram hoje dez palestinianos e destruíram o quartel-general do Hamas, no mesmo dia em que Telavive anunciou ter intercetado um míssil lançado contra a capital israelita.

Os aviões israelitas fizeram 180 ataques aéreos durante a noite de sexta-feira e madrugada de sábado, após terem sido disparados mísseis palestinianos contra Telavive, segundo a televisão israelita.

Os serviços de urgência de Gaza relataram hoje a morte de dez palestinianos, o que eleva para 40 o número total de mortos desde a ofensiva militar israelita.

O exército israelita anunciou, entretanto, que a bateria anti-mísseis conhecida como "Cúpula de Ferro" abateu um projétil disparado a partir de Gaza contra a região de Telavive, onde hoje as sirenes de alarme soaram pela terceira vez desde quinta-feira.

Desde o início da operação "Pilar de Defesa", segundo o exército israelita, foram disparados mais de 600 mísseis, dos quais 404 atingiram Israel e 230 foram intercetados pelo sistema "Cúpula de Ferro".

Três israelitas foram mortos e 18 ficaram feridos, incluindo 10 soldados, tendo sido atingidos mais de 830 alvos em Gaza, ainda segundo os militares.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcRRq7nA9T9lXEM-2UuTRTNneDmY1Nzn0ASVlRz9ZnM_B_X3V30SkmWi

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Israel preparado para "expandir" operações em Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 9:35 am

.
Israel preparado para "expandir" operações em Gaza

por Lusa, publicado por Helena Tecedeiro
18 novembro 2012

Operação Pilar de Defesa Ng2229996

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu anunciou hoje que Israel está preparado para "expandir significativamente" a sua operação contra os militares do Hamas na faixa de Gaza, ao quinto dia desde o início da operação militar.

"O exército está preparado para expandir significativamente a operação", disse Netanyahu no início da reunião semanal do gabinete.

"Os soldados estão preparados para qualquer eventualidade", acrescentou.

O exército israelita avançou com novos ataques esta manhã em Gaza, matando três crianças, apesar da intensificação dos esforços internacionais para uma trégua, em especial por parte do Egito.

Uma criança de 18 meses foi assassinada e os seus dois irmãos, com idades entre 4 e os 5 anos, foram gravemente feridos no ataque desta manhã no centro da faixa de Gaza, de acordo com a informação avançada pelo porta-voz dos serviços médicos de urgência do Hamas, Adham Abu Salmiya.

Durante a noite, duas outras crianças, com idades entre um a três anos foram mortas durante duas invasões em casas em Beit Lahiya e Beit Hanoun, perto da fronteira com Israel, segundo a mesma fonte.

Desde o início da operação militar israelita, na quarta-feira, 49 palestinianos - incluindo nove menores e três israelitas foram mortos, enquanto mais de 450 palestinianos e 18 israelitas ficaram feridos, de acordo com uma contagem da AFP.

Esta é a mais importante operação israelita contra a faixa de Gaza, controlada pelo Hamas desde a devastadora ofensiva de dezembro de 2008 - janeiro de 2009, que matou cerca de 1.400 palestinianos para parar permanentemente o disparo de foguetes na direção de Israel.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcRDxfvF5d3yFU0V44ycl_GAqASlMyv778FGGMk6Hc2JjvuCACg3_joeBgg

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Londres diz a Israel que poderá perder apoio internacional

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 9:40 am

.
Londres diz a Israel que poderá perder apoio internacional

por Agência Lusa, publicado por Susana Salvador
18 novembro 2012

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague, alertou hoje Israel que uma invasão por terra na Faixa de Gaza poderá custar-lhe a simpatia e apoio internacional.

Numa entrevista à Sky News citada pela AFP, o ministro dos Negócios Estrangeiros disse que com um ataque por terra será difícil limitar as baixas civis, além de que prolongará o conflito armado.

"Com uma invasão por terra em Gaza, Israel poderá perder muito do apoio e simpatia internacional ", disse Hague.

Entretanto, um porta-voz do governo britânico confirmou que o primeiro-ministro David Cameron pediu ao seu homologo israelita que "faça tudo o que for possível" para terminar com o conflito com os palestinianos.

De acordo com a fonte, citada pela agência EFE, Cameron terá contactado durante a noite de sábado com Netanyahu, pedindo-lhe que um abrandamento da tensão no território, depois de expressar a sua solidariedade contra "inaceitáveis" ataques sofridos por Israel de palestinos.

"O primeiro-ministro expressou a sua solidariedade contra os inaceitáveis ataques que Israel continua a sofrer, mas também expressou preocupação com o risco de um agravamento do conflito que possa causar mais mortes de civis em ambos os lados," disse ainda o porta-voz.

Cameron "instou o primeiro-ministro Netanyahu fazer todo o possível para pôr fim ao conflito".

Pelo menos 41 palestinianos, a maioria civis, e três israelitas morreram nesta nova onda de violência na Faixa de Gaza, que se endureceu esta semana depois do assassinato do chefe do braço armado do Hamas, Ahmed Yabari.

Em Londres, centenas de pessoas manifestaram-se no sábado frente à embaixada israelita em solidariedade com os palestinos e em protesto contra a posição do governo britânico, que acusou o Hamas de ser "o principal responsável" pela atual situação.

O Partido Laboral britânico, da oposição, pediu ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que se desloque ao local do conflito para intervir pessoalmente.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcRSrQlAl2z6OCO7pifZD7RyGSIKvulcQh0VCRqV1o1EoLd_uwGgTcC0jw

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Portugal expressa preocupação pela violência e apela às negociações

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 9:44 am

.
Portugal expressa preocupação pela violência e apela às negociações

por Lusa, texto publicado por Sofia Fonseca
18 novembro 2012

Portugal expressou hoje "profunda" preocupação com a escalada de violência em Gaza e no sul de Israel, condenando os ataques das duas partes e apelando ao retomar das negociações de paz.

Através de um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros divulgado hoje, o Governo português "condena o disparo indiscriminado de 'rockets' contra o território e a população israelitas" e "condena também com veemência as ações militares que atingem civis e crianças inocentes na Palestina".

A mesma nota refere que o Governo português volta a expressar profunda preocupação com a escalada da violência e sublinha a necessidade de as partes cumprirem as resoluções "relevantes" do Conselho de Segurança das Nações Unidas, bem como as "normas aplicáveis" do direito humanitário internacional.

"O Governo Português, como outros parceiros internacionais, apela à contenção e a uma atitude responsável das partes para evitar uma deterioração da situação no terreno. Expressamos o nosso incentivo às iniciativas para reduzir a tensão, em particular a do Egito", indica ainda o comunicado do ministério.

A tutela "realça uma vez mais" a urgência do regresso às negociações de paz entre Israel e a Palestina, de modo a tornar possível "uma solução de dois Estados vivendo lado a lado em paz e segurança".

Os confrontos começaram a 14 de novembro, após o ataque da Força Aérea israelita que provocou a morte do líder do braço armado do Hamas, Ahmad Yabari, e que iniciou a operação "Pilar Defensivo".

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcTIBCylp7sKr7ppuiDgEtCL3fFkbEJ9w4_qqf_5-swfeui28VcZqQO3og

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Líder palestiniano apela para "manifestações pacíficas"

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 9:50 am

.
Líder palestiniano apela para "manifestações pacíficas"

por Lusa, texto publicado por Sofia Fonseca
18 novembro 2012

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, apelou hoje para que os palestinianos se manifestem pacificamente contra a "agressão israelita em Gaza" e reiterou o apelo à realização urgente de uma cimeira árabe.

"Apelo ao povo palestiniano para que intensifique as suas manifestações pacíficas nas ruas contra a agressão israelita em Gaza", declarou Abbas, citado pela agência AFP, exortando os palestinianos "à unidade", num discurso que antecedeu uma reunião da Autoridade Palestiniana.

Abbas, cujo executivo governa a Cisjordânia, mas não a Faixa de Gaza - controlada desde 2007 pelo movimento islamita Hamas -, apelou ainda para a realização urgente da instância que dirige provisoriamente a Organização de Libertação da Palestina, que associa a OLP, o Hamas e a Jihad Islâmica.

Milhares de palestinianos manifestaram-se na sexta-feira na Cisjordânia contra a "agressão israelita em Gaza", e muitos exprimiram o apoio ao lançamento de morteiros a partir da Gaza e visando Israel, apelando ainda a que o braço armado do Hamas "atinja Tel-Aviv", noticiou a AFP.

Desde o início na quarta-feira de uma campanha de ataques aéreos israelitas contra a Faixa de Gaza 61 palestinianos foram mortos e mais de 450 feridos e três israelitas morreram em 18 israelitas ficaram feridos devido a disparos de "rockets" de Gaza para Israel.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcRPQUdwYVTsjTB3auB3_3sNruj0GChTqUcxD5LYadhQRYW9AbM1t-k1KA

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Maioria dos israelitas apoia ofensiva militar na Faixa de Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 9:57 am

.
Maioria dos israelitas apoia ofensiva militar na Faixa de Gaza

por Lusa, publicado por Luís Manuel Cabral
Ontem

Mais de oito em cada 10 israelitas (84%) apoia a operação "Pilar de Defesa" na Faixa de Gaza, que hoje entrou no sexto dia, indicam os resultados de um inquérito divulgados hoje pelo diário Haaretz.

A sondagem, elaborada pelo Instituto Dialog para o jornal de Telavive, analisou separadamente a opinião de judeus e árabes israelitas e mostra que o apoio dos primeiros à ofensiva chega aos 90%.

Quase um terço dos inquiridos afirmou ainda ser favorável a uma ofensiva terrestre na Faixa de Gaza.

Os líderes israelitas também viram a sua popularidade aumentar com a ofensiva, com o primeiro-ministro, Benjamín Netanyahu, e o titular da pasta da Defesa, Ehud Barak, a figurarem entre os que mais beneficiaram, ao receberem um apoio superior a 20% face ao apurado em sondagens anteriores.

Netanyahu e Barak obtiveram um apoio de 55 e 52%, respetivamente, percentagens ainda assim muito abaixo das conquistadas por outros líderes políticos israelitas que lançaram operações bélicas no passado e chegaram a obter durante as mesmas um apoio superior a 80%.

O Haaretz refere que os resultados da sondagem apontam que este momento seria o mais adequado para parar a ofensiva, pelo menos politicamente, se não estratégica ou militarmente.

Isto porque, em casos anteriores, verificou-se um ponto de viragem no apoio popular neste ponto, dado que o público começa a perceber depois de vários dias de operação que a situação se vai complicando, surgindo críticas no meio da incerteza.

O fraco apoio a uma intervenção terrestre, segundo a pesquisa, mostra ainda assim que os israelitas entendem bem o elevado preço em vidas humanas que semelhante decisão poderia acarretar, assim como os escassos benefícios decorrentes de uma operação do género, concluiu o diário.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcQmDBOIzy-p-xnoNfPUMn_0FRnaWWITG3ES-QNBtUrWKBnqKNOjwWCB_w

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Número de palestinianos mortos pelos israelitas sobe para 84

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 10:09 am

.
Número de palestinianos mortos pelos israelitas sobe para 84

por Lusa, publicado por Luís Manuel Cabral
Ontem

Três palestinianos foram mortos, esta manhã, na sequência de um novo ataque israelita no centro de Gaza, indicaram fontes médicas palestinianas, citadas pela agência noticiosa francesa AFP.

No total, sete palestinianos morreram hoje, depois de um primeiro ataque ter matado, segundo um novo balanço, quatro pessoas, incluindo uma criança de cinco anos e uma mulher.

As vítimas mortais de hoje elevam para 84 o número de palestinianos mortos desde o início, na quarta-feira, da ofensiva israelita contra Gaza.


In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcSkH_RhQ1vZpxeQa1HnUBtYRqYoL21xeM4IQlqKEgsaO_IXjMHgWYsNgw

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Ataque israelita destrói edifício da polícia de Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 10:20 am

.
Ataque israelita destrói edifício da polícia de Gaza

por Lusa, texto publicado por Sofia Fonseca
Ontem

Operação Pilar de Defesa Ng2230989

Um ataque da força aérea israelita destruiu hoje por completo instalações da polícia da cidade palestiniana de Gaza, testemunhou um correspondente local da agência France Presse.

O ataque ocorreu pouco depois das 02:00 (meia-noite em Lisboa) e demoliu o edifício Abbas, a segunda maior instalação da polícia da Faixa de Gaza, provocando ondas de choque que originaram danos em edifícios vizinhos, indicou a mesma testemunha.

Na semana passada, a aviação israelita tinha já atingido o principal complexo da polícia de Gaza, o edifício Arafat.

O ataque de hoje marcou o início do 6.º dia de uma ofensiva de Israel contra a Faixa de Gaza, controlada pelo movimento radical palestiniano Hamas, que riposta com disparos de "rockets" contra território israelita.

Desde o início das hostilidades pelo menos 74 palestinianos já foram vítimas dos ataques israelitas, enquanto os "rockets" disparados de Gaza mataram três pessoas e feriram 60 ficaram em Israel.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcS2PSziGxY8JZBg3OKWYP1Ywrr52cYEOi3CudD3fnSufnMQpSpJ0xa7

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Disparados tiros na embaixada dos EUA em Tel Aviv

Mensagem por Joao Ruiz Ter Nov 20, 2012 10:49 am

.
Disparados tiros na embaixada dos EUA em Tel Aviv

por Aldara Rodrigues, com agênciasHoje

(ATUALIZADA) Foram disparados tiros no interior da embaixada dos Estados Unidos da América em Tel Aviv, Israel.

Os guardas da embaixada dos Estados Unidos em Tel Aviv dispararam, hoje, contra um homem armado com um machado e uma faca que os tentou atacar, disse um porta-voz da polícia à AFP.

"O suspeito chegou à embaixada dos EUA às 11.00h [locais] com uma faca e um machado e atacou um dos guardas de segurança", disse Luba Samri, porta-voz da polícia, à AFP, acrescentando que o guarda foi ferido na perna e que o assaltante saiu ileso.

O atacante, que foi preso, "não foi ferido", afirmou Samri, acrescentando que o detido "não é árabe".

A porta-voz não deu mais detalhes sobre o suspeito, indicando somente que era originário da cidade de Bat Yam, a sul de Telavive.

O incidente aconteceu na entrada da embaixada norte-americana, situada não muito longe do mar, em Telavive.

O episódio decorreu em plena tensão entre Israel a Faixa de Gaza.

Mais de 100 palestinianos e três israelitas morreram desde o lançamento da ofensiva "Pilar Defensivo" de Israel, na quarta-feira passada, contra grupos armados na Faixa de Gaza.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcTAxvYfc1nNT-i1-SksQpgwScqhFf2V04wmNuITz7ZAW7-xD9BUUUsB

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Compromisso dos EUA para com a segurança de Israel é "inabalável"

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 22, 2012 9:53 am

.
Compromisso dos EUA para com a segurança de Israel é "inabalável"

por Lusa, publicado por Graciosa Silva
Ontem

Operação Pilar de Defesa Ng2235264

A secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton disse, na terça-feira, durante a visita a Jerusalém, que o compromisso dos Estados Unidos para com a segurança de Israel era "inabalável".

Hillary Clinton, interrompeu a participação na cimeira da Ásia Oriental, no Camboja, para se deslocar a Jerusalém, onde esteve reunida durante mais de duas horas com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, segundo o Departamento de Estado dos Estados Unidos.

A responsável norte-americana apelou ao "apaziguamento" da escalada de violência que prossegue em Gaza desde a semana passada, sem no entanto fazer referência às negociações em curso para obter uma trégua entre o exército israelita e grupos armados palestinianos.

"O compromisso norte-americano para com a segurança de Israel é forte como uma pedra e inabalável. É por isso que eu considero essencial obter um apaziguamento da situação em Gaza", afirmou Hillary Clinton durante uma breve conferência de imprensa.

A chefe da diplomacia americana disse também que "nos próximos dias, os Estados Unidos trabalharão com os seus parceiros aqui em Israel e na região para promover a segurança de Israel, melhorar as condições de vida da população de Gaza e contribuir para a paz total para todos os povos da região".

"Os ataques de 'rockets' das organizações terroristas a partir de Gaza para estas cidades (de Israel) devem acabar e a calma deve ser restaurada", afirmou.

Hillary Clinton é hoje esperada na cidade de Ramallah, na Faixa de Gaza, seguindo depois para o Egito, onde deverá reunir-se com o Presidente, Mohamed Morsi, para abordar o conflito entre Israel e a Palestina.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcThATGhYiPEOJrGRo8wCaIo3Nt34YuUFOH7MaVLHB8jEahMT0IJQg

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Cessar-fogo entrou em vigor na Faixa de Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 22, 2012 10:02 am

.
Cessar-fogo entrou em vigor na Faixa de Gaza

por Abel Coelho de Morais
Ontem

Operação Pilar de Defesa Ng2237009

O anúncio do acordo foi feito pelo ministro dos Negócios estrangeiros do Egito, tendo a seu lado Hillary Clinton, e pôs fim a oito dias de combates que causaram 160 mortos no total, dos quais 155 palestinianos.Barack Obama elogiou esforço do seu homólogo egípcio, Mohamed Morsi, e do chefe de Governo israelita, Benjamin Netanyahu, na concretização do cessar-fogo. Este foi considerado como uma "vitória" pelos partidários do Hamas.

Antes do anúncio feito pelo responsável da diplomacia egípcia, declarações de dirigentes do Hamas asseguraram ter-se chegado a um acordo de cessar-fogo entre este movimento, que controla a Faixa de Gaza, e Israel, sob mediação do Cairo. O cessar-fogo entrou em vigor às 19.00 de hoje.

Após a entrada em vigor do acordo israelo-palestiniana, milhares de habitantes de Gaza vieram para as ruas festejarem o que consideraram uma "vitória".

Tiros de armas ligeiras, o disparo de petardos e gritos de "vitória, vitória" e "Alá é grande" ouviam-se, em especial, na Cidade de Gaza, onde vive boa parte dos cerca de 1,5 milhões de habitantes da região controlada pelo Hamas.

Na Cisjordânia, por seu lado, os palestinianos também vieram para as ruas, envolvendo-se em confrontos com militares israelitas nas cidades de Hebron e Ramallah. Segundo a AFP, pelo menos 70 manifestantes ficaram feridos nestes confrontos.

Pouco depois do cessar-fogo começar a vigorar, verificou-se o disparo de dois mísseis feitos a partir de território do sul do Líbano sobre Israel. Um dos mísseis caiu ainda no Líbano, mas o segundo entrou em espaço aéreo israelita, explodindo em seguida, segundo um porta-voz do exército libanês, que entrou de prevenção na região de onde partiram os disparos.

O sul do Líbano é uma região de forte influência do movimento xiita Hezbollah, que é apoiado por Teerão e que está aliado ao Hamas. Aliás, nesta matéria, um alto dirigente do Irão, o presidente do Parlamento Ali Larijani declarou hoje que o seu país presta apoio "financeiro e militar" aos islamitas palestinianos e "ajuda e defende" a população da Faixa de Gaza.

Perante estas declarações, Netanyahu, na conferência de imprensa em que confirmou a disposição do seu Governo em observar um "cessasr-fogo duradouro", revelou que, em colaboração com os Estados Unidos, vai intensificar o combate ao tráfico de armas do Irão para a Faixa de Gaza que se verifica através do Egito.

Antes de ser confirmada a trégua, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que regressou hoje à região, salientara a urgência de se chegar a "cessar-fogo imediato", apesar de subsistirem divergências entre Israel e o movimento islamita.

"Há pessoas que continuam a morrer e cidades que continuam a ser visadas", o que Ban Ki-moon considerou insustentável, assim como é insustentável "o atual statu quo", o que torna "mais urgente" a negociação para se chegar "a dois Estados, Israel e Palestina, declarou o secretário-geral da ONU.

O Presidente Barack Obama elogiou a atuação do seu homólogo do Egito, Mohgamed Morsi, e a vontade do chefe de Governo israelita, Benjamin Netanyahu, para aceitar o cessar-fogo.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcSxWkMZy7yf1MGSfUbt7WkfYx7OvetU-58J8VAiWmGYkmgG8HcNEw

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Cessar-fogo permite primeira noite calma em Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 22, 2012 11:04 am

.
Cessar-fogo permite primeira noite calma em Gaza

por Lusa
Hoje

Operação Pilar de Defesa Ng2237465

Gaza e as comunidades israelitas adjacentes à Faixa viveram, desde a meia-noite, a primeira noite de absoluta calma nos últimos oito dias, depois de Israel e o Hamas terem acordado um cessar-fogo.

Um porta-voz militar israelita confirmou à agência noticiosa espanhola Efe que desde que entrou em vigor a trégua, às 21:00 locais (18:00 em Lisboa), "não houve qualquer atividade por parte das Forças de Defesa de Israel em Gaza". Segundo o mesmo responsável, as milícias palestinianas, contudo, "lançaram cinco mísseis entre as 21:00 e as 00:00" (17:00-20:00 em Lisboa). "Três mísseis caíram em território israelita e dois foram intercetados pelo sistema antimísseis 'Iron Dome'", indicou, garantindo que desde a meia-noite do lado da Palestina também não foi reportada qualquer atividade. O novo surto de violência no âmbito do conflito israelo-palestiniano, iniciado a 15 de novembro, já causou 167 mortos, dos quais 162 palestinianos.


In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcTr8TfuwNImn4J2dvYYs-HNoS-ZGZzQKXgmdnrxLiZQTVAKuGs3Xw

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Panetta reafirma compromisso com a segurança de Israel

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 22, 2012 11:13 am

.
Panetta reafirma compromisso com a segurança de Israel

por Lusa
Hoje

O secretário da Defesa dos EUA, Leon Panetta, reafirmou, na quarta-feira, o compromisso de Washington relativamente à segurança de Israel e ao combate de contrabando de armas na Faixa de Gaza.

Panetta felicitou o seu homólogo israelita, Ehud Bara, pelo cessar-fogo na Faixa de Gaza e no sul de Israel, expressando o desejo de que não sejam disparados mais mísseis a partir de Gaza, indicou o porta-voz do Pentágono, George Little. O secretário de Defesa norte-americano reiterou o compromisso de continuar a trabalhar "para resolver o problema do contrabando de armas para Gaza", acrescentou, em declarações citadas pela agência noticiosa espanhola Efe. Ambos aproveitaram ainda para realçar a "forte" relação que Estados Unidos e Israel têm em matéria de defesa. O ministro israelita, por seu lado, agradeceu o apoio da administração do Presidente Barack Obama ao sistema antimísseis "Iron Dome", o qual intercetou 85 % dos mísseis disparados contra o seu território. Panetta disse ainda ao seu homólogo israelita o quão "impressionado" estava com o funcionamento do sistema antimísseis, o qual "espera continuar a apoiar em prol da segurança de Israel", indicou o porta-voz. Palestinianos e israelitas alcançaram um acordo de cessar-fogo, esta quarta-feira, depois de uma semana intensa de ataques na Faixa de Gaza. O mais recente balanço aponta para um total de 167 mortos, 162 dos quais palestinianos.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcQFbDYP4Dc5Zm_SUYz1GxCHMGgeai-vM_PS-w4dkp8VcQN1W2Yn-A

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Israel atacou 1 500 alvos em Gaza durante oito dias

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 22, 2012 11:25 am

.
Israel atacou 1 500 alvos em Gaza durante oito dias

por Lusa
Hoje

Operação Pilar de Defesa Ng2237616

Israel atacou 1.500 alvos durante os oito dias da operação militar "Pilar de Defesa" na Faixa de Gaza e foram lançados 1.506 'rockets' a partir de território palestiniano contra solo israelita, indicou hoje o exército de Israel.

Antes da entrada em vigor, na quarta-feira à noite, do cessar-fogo que pôs fim às hostilidades na Faixa de Gaza, o exército israelita bombardeou "1.500 alvos terroristas, incluindo 19 centros de comando centrais, centros de comando operativo e sedes de altos quadros do Hamas", diz num comunicado, citado pela agência noticiosa espanhola Efe. Além disso, Israel indicou ter matado 30 altos dirigentes do Hamas, no poder na Faixa de Gaza, entre os quais Ahmed Yabari, chefe do braço armado do movimento islâmico. O exército israelita garante ainda ter destruído centenas de locais subterrâneos usados para o lançamento de mísseis, 206 túneis utilizados por terroristas, dezenas de bases operativas do Hamas, 26 fábricas de armas e armazéns de munições, bem como dezenas de lançadores de mísseis de longo alcance. No campo defensivo, o exército destacou o elevado grau de sucesso do seu sistema antimísseis "Iron Dome", que teve uma taxa de execução de 85%, ao alcançar 421 mísseis disparados contra território israelita. O dia em que o maior número de mísseis caiu sobre solo israelita (316) foi na última quinta-feira, 24 horas depois do arranque da ofensiva com a morte do líder do braço armado do Hamas, Ahmad Yabari. O exército segue muito de perto os mais recentes desenvolvimentos na zona e as suas forças permanecem em alerta perante a possibilidade de ocorreram violações da trégua acordada. Prevê-se, contudo, que dezenas de milhares de soldados estacionados na fronteira com a Faixa de Gaza recuem gradualmente, informou a rádio pública israelita. A mais recente escalada de violência no âmbito do conflito israelo-palestiniano causou 167 mortos, 162 dos quais palestinianos, bem como mais de 1.500 feridos, incluindo meia centena de israelitas.


In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcQG1bYQ-EtPJQqfd7IIXeavgWdbmzLVcaAKRmA7vkkXkZQFSDTi4g

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Hamas pede aos palestinianos para respeitarem trégua

Mensagem por Joao Ruiz Qui Nov 22, 2012 2:32 pm

.
Hamas pede aos palestinianos para respeitarem trégua

por Abel Coelho de Morais, com agências
Hoje

Operação Pilar de Defesa Ng2238264

Líder do Hamas pediu a todos os grupos palestinianos para respeitarem a atual trégua em vigor com Israel, tendo o seu movimento anunciado que o líder da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, felicitou a organização pela sua "vitória".

O movimento islamita Hamas decretou hoje dia feriado na Faixa de Gaza para celebrar a "vitória" sobre Israel e convidou todos os "cidadãos a festejarem este acontecimento e a visitarem as famílias dos mártires e aos feridos".

O chefe do Governo do movimento em Gaza, Ismail Haniyeh, apareceu em público e, em comunicado, o Hamas revelou que aquele falara telefonicamente com o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, que felicitou o dirigente islamita e a sua organização "pela sua vitória e expressou a sua simpatia para com os mártires".

Segundo o comunicado do Hamas, "o presidente saudou a determinação [palestiniana] perante a agressão e sublinhou a importância de se ter alcançado um cessar-fogo e de se evitarem as destruições da guerra". O Hamas anunciou ainda o seu apoio "à iniciativa nacional de pedir o estatuto de Estado observador às Nações Unidas a 29 de novembro".

A Assembleia-Geral da ONU irá pronunciar-se sobre o pedido palestiniano, sendo que neste órgão basta uma votação favorável por maioria simples para a concretização daquele estatuto.

O ambiente em Gaza era de festa e euforia, vendo-se predominantemente bandeiras do Hamas mas também algumas da Fatah, o movimento de Abbas que foi expulso do território em 2007, com a grande maioria da população nas ruas. Além de festejarem ou participarem em comícios daquelas duas organizações, e também da Frente Popular de Libertação da Palestina, os residentes de Gaza procuravam adquirir bens de primeira necessidade, enquanto operários e técnicos se atarefavam a reparar as infra-estruturas elétricas e passeios e ruas atingidas pelos ataques israelitas.

Através do ministro da Defesa Ehud Barak, o Governo israelita evocou a possibilidade de retomar os ataques, se o Hamas não respeitar o cessar-fogo. Este "pode durar nove dias, nove semanas ou mais, mas se isso não acontecer, sabemos o que devemos fazer e consideramos evidentemente a possibilidade de retomar as atividades [militares] em caso de disparos ou provocações", alertou Ehud Barak, em declarações à rádio pública.

O exército israelita anunciou a detenção de 55 palestinianos na Cisjordânia, que acusa de "atividades terroristas", poucas horas após a entrada em vigor do cessar-fogo.

Os oito dias de confrontos israelo-palestinianos causaram, segundo o mais recente balanço, 163 mortos palestinianos e seis israelitas, dos quais dois militares.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcSGblAm6zhz7uSs3q8UdXAoPGxGzRKGFQ65Nhvjp5ugWpq4cTgb

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Um palestiniano morto por disparos israelitas em Gaza

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 24, 2012 10:24 am

.
Um palestiniano morto por disparos israelitas em Gaza

por AFP - Patrícia Viegas
Ontem

Um palestiniano foi morto hoje pelo Exército israelita no sul da Faixa de Gaza, naquele que foi o primeiro incidente desde a entrada em vigor na quarta-feira à noite do cessar-fogo entre o Hamas e Israel. A informação foi avançada pelos serviços de emergência nesta parte dos territórios palestinianos liderada pelo Hamas, diz a AFP, enquanto que o jornal israelita 'Haaretz' refere que as autoridades israelitas estão a investigar o incidente.

Anouar Abdelhadi Qdeih, de 21 anos, foi morto e sete outros palestinianos ficaram feridos por disparos israelitas perto da fronteira entre Gaza e Israel, na aldeia de Khouzaa, a leste de Kahn Younès, precisou à AFP um porta-voz dos serviços de emergência de Gaza, Adham Abou Selmiya.

"Sete civis foram feridos por balas das forças da ocupação que abriram fogo sobre um grupo de agricultores em Khouzaa", um dos quais com gravidade, disse.

Segundo testemunhas, os soldados israelitas dispararam a partir da posição militar de Kissoufim sobre um grupo de palestinianos, na sua maioria agricultores, que tinham ido às suas terras na zona fronteiriça, à qual os israelitas impedem o acesso sob pena de abrirem fogo.

Interrogada pela AFP, uma porta-voz do exército de Israel confirmou que "houve desordem do lado palestiniano no sul da Faixa da Gaza perto da zona de segurança".

"Os palestinianos tentaram infiltrar-se em Israel e os soldados reagiam fazendo disparos para o ar", afirmou a responsável.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcRF_iVxz3tOI4KAcBn4KBfHOQtItY1918T-tPsR8i4Z0XQcDIAV

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty EUA defendem adiamento de conferência sobre armas nucleares devido à situação na região

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 24, 2012 10:32 am

.
EUA defendem adiamento de conferência sobre armas nucleares devido à situação na região

por Lusa, publicado por Graciosa Silva
Hoje

Os Estados Unidos defenderam, esta sexta-feira, que a conferência sobre a proibição de armas nucleares no Médio Oriente não pode ser realizada neste momento por causa da atual situação na região.

Num comunicado, a porta-voz do departamento de Estado norte-americano, Victoria Nuland, afirma, contudo, que os Estados Unidos vão continuar a trabalhar no sentido de criar condições que permitam o sucesso do encontro.

Em declarações citadas pela agência noticiosa norte-americana AP, Nucland reafirmou que Washington apoia o objetivo de um Médio Oriente livre de armas de destruição maciça.

Tal conferência sobre a não proliferação nuclear deverá discutir uma agenda para a segurança regional mais abrangente, apontou.

In DN

Operação Pilar de Defesa Images?q=tbn:ANd9GcQU7-DRTr9RUNl41LVAXklfbi-a1AEBn_cljNiKd6zsyumxcHuagA

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Israel mantém fortes medidas de segurança

Mensagem por Joao Ruiz Sab Nov 24, 2012 10:48 am

.
Israel mantém fortes medidas de segurança

por Lusa, publicado por Graciosa Silva
Hoje

Operação Pilar de Defesa Ng2242509

Israel mantinha hoje fortes medidas de segurança, após a morte na sexta-feira de um palestiniano na Faixa de Gaza, o primeiro teste à trégua acordada entre Israel e o Hamas, no poder no enclave.

O acesso à mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém, terceiro maior local mais sagrado do Islão, foi especialmente negado aos palestinianos com menos de 40 anos, noticia a agência noticiosa francesa AFP.

Anouar Abdelhadi Qdeih, de 20 anos, foi morto pelo exército israelita, cujos disparos feriram mais 19 palestinianos na aldeia de Khouzaa, a leste de Khan Younès, segundo disse à AFP um porta-voz dos serviços de urgência em Gaza, Adham Abou Selmiya.

Testemunhas indicaram que soldados israelitas atiraram da posição militar de Kissufim contra um grupo de palestinianos, na maioria agricultores, que tentavam deslocar-se às suas terras situadas na faixa fronteiriça, zona interdita pelo exército israelita que advertiu que abriria fogo.

"Palestinianos tentaram infiltrar-se em Israel e os soldados reagiram, disparando tiros de aviso", afirmou um porta-voz do exército israelita.

In DN

Embarassed Rolling Eyes


Última edição por Joao Ruiz em Sab Nov 24, 2012 11:07 am, editado 1 vez(es)

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

Operação Pilar de Defesa Empty Re: Operação Pilar de Defesa

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos