Vagueando na Notícia


Participe do fórum, é rápido e fácil

Vagueando na Notícia
Vagueando na Notícia
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

EUA

2 participantes

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir para baixo

EUA Empty EUA

Mensagem por Joao Ruiz Ter Mar 30, 2010 10:56 am

Menino de 12 anos pode ser condenado a prisão perpétua

Hoje

EUA Ng1273555

Jordan Brown, um rapaz norte-americano de 12 anos, corre o risco de passar o resto da vida na cadeia. Jordan é acusado de matar a madrasta, grávida de oito meses, e pode tornar-se a criança mais jovem a ser condenada a prisão perpétua - sem direito a liberdade condicional - nos Estados Unidos.

Kenzie Houk, de 26 anos, grávida de oito meses, foi morta, enquanto dormia, com um tiro à queima roupa. Pouco tempo depois, Jordan Brown - o menino de 11 anos que mais tarde a polícia acusou do assassínio da madrasta - entrava no autocarro que o levou à escola como se nada tivesse acontecido.

O crime aconteceu numa pequena casa, no quarto onde o pai de Jordan vivia com a namorada. Agora o rapaz, já com 12 anos, enfrenta a prisão perpétua uma vez que vai ser julgado como adulto. Na casa viviam ainda outras duas crianças de 7 e 4 anos filhas de Kenzie Houk.

Segundo o New York Times, os procuradores vão tentar que Brown seja julgado por homicídio de primeiro grau, o que fará com que o rapaz possa enfrentar uma pena de prisão perpétua caso seja considerado culpado.

Christian Brown criou o filho sozinho, depois de ser abandonado pela mãe. O tiro que tirou a vida de Kenzie Houk, e do bebé que nasceria dentro de duas semanas, obrigou o homem a abandonar o trabalho na construção civil para defender o rapaz.

Questionado sobre a espingarda que deu de presente ao filho, Christian Brown respondeu: “Se a pergunta é se me arrependo de lhe ter comprado uma arma? Não. Recebi a minha primeira arma exactamente quando tinha 11 anos de idade”.

De acordo com a família da vítima, alguns meses antes do crime, Jordan contou aos primos sobre a intenção de matar a madrasta por ciúmes.

Christian nega que o filho tenha cometido o crime ou que tivesse sequer feito ameaças de morte por ciúmes da gravidez da madrasta.

No Estado da Pensilvânia, a lei é uma das mais rigorosas dos Estados Unidos: se uma criança com mais de dez anos comete um homicídio é tratada pela Justiça como se fosse um adulto.

Nos Estados Unidos existem 2,6 mil adolescentes a cumprir prisão perpétua.

In DN

Embarassed Rolling Eyes Sad Twisted Evil


Última edição por João Ruiz em Qui Jun 24, 2010 4:19 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Obama volta a promulgar lei da reforma da saúde

Mensagem por Joao Ruiz Ter Mar 30, 2010 11:50 am

Obama volta a promulgar lei da reforma da saúde

por Lusa
Hoje

EUA Ng1273625

O Presidente dos Estados Unidos promulgou hoje a lei que reforma o sistema de saúde no país e uma reformulação do sistema de empréstimos a estudantes do ensino superior, depois de alterações necessárias para conseguir o acordo do Congresso

Depois de uma cerimónia no centro de formação profissional em Alexandria, Virginia, Barak Obama assinou as adendas que contêm uma série de "correções" à lei que tinha sido inicialmente promulgada na semana passada mas que teve de ser corrigida.

Estas correções fazem parte do dispositivo legal que permitiu a Obama e aos democratas conseguir um acordo no Congresso para a reforma da prestação de cuidados de saúde, que a termo visa alargar a cobertura de assistência na doença a cerca de 32 milhões de pessoas que até agora estavam excluídas.

O Senado dos Estados Unidos "reaprovou" também, há dias, a reforma, depois de ter sido detetada uma irregularidade processual pelos opositores da legislação.

A Lei sobre a reforma da saúde já tinha sido promulgada pelo presidente Barack Obama, mas os republicanos detetaram disposições relacionadas com empréstimos a estudantes que tiveram que ser removidas do texto.

In DN

http://www.trasosmontes.com/forum/images/smilies/smilie34.gif[img]

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty EUA - Três mortos e seis feridos em tiroteio em Washington

Mensagem por Joao Ruiz Qua Mar 31, 2010 5:56 am

Três mortos e seis feridos em tiroteio em Washington

por Lusa
Hoje

Três pessoas morreram e seis ficaram feridas na capital federal na noite de terça feira numa troca de tiros num dos bairros mais pobres de Washington, informaram hoje os media locais.

Um homem armado "atirou contra uma multidão" reunida à frente de um prédio num bairro do sudeste da capital, declarou a chefe da polícia local Cathy Lanier, citada pelo jornal Washington Post.

"Tudo o que vi, foram corpos a cair", declarou uma testemunha ao jornal. "Era como no Vietname", adiantou.

Segundo a cadeia de televisão NBC, uma arma do tipo AK-47 foi atirada a partir de uma viatura, onde estavam várias pessoas. O condutor da viatura entrou em fuga depois da troca da tiros e foi perseguido pela polícia.

Segundo o Washington Post, três pessoas foram detidas. O jornal precisa que quatro polícias ficaram feridos na perseguição que se seguiu à troca de tiros.

Este incidente é um dos mais graves deste género nos últimos 15 dias na capital federal

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Al Gore investigado em 2006 por acto sexual não consentido

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jun 24, 2010 4:20 pm

Al Gore investigado em 2006 por acto sexual não consentido

por DN.pt, com AFP
Hoje

EUA Ng1309917

Al Gore foi investigado em 2006 por um alegado 'acto sexual não consentido' contra uma massagista. A mulher negou prestar depoimento à polícia, o que levou a que tivesse sido arquivado o inquérito visando o ex-Presidente dos EUA.

O procurador do condado de Multnomah, estado norte-americano de Oregon, Michael Schrunk, explicou ontem que Gore foi denunciado por cometer um "acto sexual não consentido" no final de 2006, "mas informaram-nos que a mulher não queria prestar depoimento à polícia e dar prosseguimento à investigação criminal".

De acordo com a revista People, a queixa que deu origem ao caso foi apresentada por uma massagista de 54 anos, após uma sessão de quase três horas no Hotel Lucia, um estabelecimento de luxo de Portland, decorrida a 24 de Outubro de 2006. A massagista respondeu a um pedido feito já de madrugada por um cliente VIP, identificado como sendo Al Gore.

Na altura, a mulher disse que o ex-vice-presidente dos Estados Unidos estava descontrolado. De acordo com a People, citada pela revista Abril, Al Gore terá também atirado a massagista ao chão, provocando lesões na perna e joelho esquerdos, que tiverem de receber tratamento médico durante meses.

Mas, além de ter recusado prestar depoimento à polícia, 'acabando' com o inquérito, a massagista terá tentado chantagear o ex-governante no mês passado, quando procurava vender a história ao 'National Enquirer', jornal sensacionalista que acabou por ser o primeiro a tornar público este caso, que Al Gore não quis comentar.

O tablóide anunciou, segundo a agência EFE, que vai publicar a foto da mulher, "documentos policiais secretos" e mais pormenores sobre as calças que a massagista terá guardado como prova.

Gore, 62 anos, galardoado em 2007 do Prémio Nobel da Paz por seus esforços contra o aquecimento global e as alterações climáticas, anunciou no início de Junho a separação da sua esposa, Tipper Gore, colocando um ponto final a um casamento de 40 anos.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty FBI prende 10 suspeitos de espionagem para Moscovo

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jun 29, 2010 5:50 am

FBI prende 10 suspeitos de espionagem para Moscovo

por Lusa
Hoje

EUA Ng1311832

A polícia federal dos Estados Unidos (FBI) deteve 10 pessoas por alegadamente terem servido como agentes secretos de um serviço russo de informações, o SVR, com o objectivo de penetrarem nos círculos governamentais de decisão norte-americanos.

O anúncio, feito pelo Ministério da Justiça, ocorreu depois de uma investigação que durou vários anos.

De acordo com documentação divulgada segunda-feira, o FBI interceptou uma mensagem originada na base do SVR, em Moscovo, para dois dos acusados, descrevendo a sua missão como "procurar e desenvolver laços com os círculos de tomada de decisão nos EUA".

As mensagens interceptadas revelaram que os interesses russos eram generalizados e incluíam temas como armas nucleares, posições norte-americanos sobre controlo de armamento, Irão, rumores sobre a Casa Branca, mudanças na liderança da CIA, a última eleição presidencial e ainda sobre o Congresso e os partidos políticos.

Entretanto, a Rússia espera de Washington explicações sobre a detenção dos suspeitos, declarou o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov (ver relacionado).

In DN

EUA 000204E2

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Guerra do Afeganistão divide os republicanos

Mensagem por Joao Ruiz Qua Jul 07, 2010 7:20 am

Guerra do Afeganistão divide os republicanos

por LUÍS NAVES
Hoje

EUA Ng1315213

Afirmações do presidente do partido sobre a intervenção americana no Afeganistão motivaram forte polémica entre os conservadores.

O presidente do Partido Republicano dos EUA, Michael Steele, está sob fortíssimos ataques após um comentário público em que definiu o conflito no Afeganistão como uma guerra da "escolha de Obama", que "não pode ser vencida". Isto originou uma reacção imediata, por exemplo de John McCain, candidato presidencial do partido nas eleições de 2008, que numa entrevista a partir de Cabul considerou estas afirmações "terrivelmente erradas".

Na opinião de McCain, Steele "terá de verificar se ainda pode liderar o Partido Republicano como presidente do comité nacional e deve tomar uma decisão apropriada". Outros dirigentes do partido fizeram críticas semelhantes e, segundo muitos analistas, a demissão de Steele é uma possibilidade.

Senadores como Lindsey Graham ou Joseph Lieberman distanciaram-se de Steele, mas membros da ala radical, como o libertário Ron Paul, apoiaram a tese do dirigente republicano. "Ele tem toda a razão: o Afeganistão é agora a guerra de Obama", afirmou Paul, segundo o qual Steele disse "a verdade sobre esta guerra".

Michael Steele não é uma figura de peso decisivo na política americana, pois a presidência do comité nacional do Grand Old Party (GOP, como é conhecido o Partido Republicano) é uma posição sem o significado que as presidências partidárias têm em países europeus. No entanto, a afirmação e a polémica mostram como a direita conservadora americana está dividida em relação ao Afeganistão.

Steele limitou-se a referir o que muitos activistas da direita afirmam, sobretudo figuras ligadas a um movimento populista cada vez mais influente nos EUA, o Tea Party. Estes militantes são contra mais impostos e exigem a retirada americana do Afeganistão. O Partido Republicano, que oscila entre posições centristas e populistas, precisa de atrair o eleitorado de direita que ameaça escapar para o movimento Tea Party.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Sismo de magnitude 5,4 no sul da Califórnia

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jul 08, 2010 10:30 am

Sismo de magnitude 5,4 no sul da Califórnia

por Lusa
Hoje

Um sismo de magnitude 5,4 abalou na quarta feira à tarde (hora local) o sul da Califórnia, entre Los Angeles e San Diego, informou o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS).

Até ao momento, não há notícias sobre vítimas ou prejuízos, de acordo com os bombeiros.

De acordo com o USGS, o epicentro do sismo localizou-se a 45 quilómetros de Palm Springs.

Em Hollywood, a norte de Los Angeles, o sismo foi claramente sentido durante cerca de 30 segundos.

As autoridades do aeroporto de Los Angeles esclareceram que a actividade não foi perturbada pelo sismo.Não há a lamentar qualquer corte de água ou electricidade.

Em San Diego, diversas testemunhas referiram ter sentido o abalo.

Várias réplicas, com magnitude média de 03, seguiram-se ao sismo.

No passado dia 05 de abril, um sismo de magnitude 7,2 sacudiu a Baixa Califórnia, no México, provocando um morto e uma centena de feridos.

Os sismos mais fortes registados na Califórnia datam de 1992 e 2005, tendo ambos atingido uma magnitude de 7,2.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Bandido do pé descalço preso nas Bahamas

Mensagem por Joao Ruiz Dom Jul 11, 2010 3:56 pm

Bandido do pé descalço preso nas Bahamas

por Patrícia Viegas
Hoje

EUA Ng1317125

Adolescente roubava aviões, carros, barcos, casas, etc...
Era procurado há dois anos pelo FBI

Colton Harris-Moore, adolescente americano em fuga, foi detido na ilha de Eleuthera, nas Bahamas, disse fonte policial hoje citada pela AP. Foi
apelidado pelas autoridades de bandido de pé descalço, por estar sempre sem sapatos quando roubava barcos, carros, aviões, casas, etc...

Harris-Moore foi detectado nas Bahamas depois de se despenhar na aterragem de um avião que tinha furtado nos Estados Unidos. O aparelho, um Cessna 400, foi alegadamente roubado no aeroporto de Bloomington, no Indiana, tendo caído na ilha de Abaco daquele arquipélago situado no oceano Atlântico. Aí terá roubado um barco na marina e navegado até à ilha de Eleuthera.

O jovem, que mede 1,90 m, é procurado desde 2008 pelo FBI, que oferecia já uma recompensa de dez mil dólares pela sua captura.

In DN

Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty BP mostra colocação de nova tampa para conter fuga

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jul 13, 2010 10:48 am

BP mostra colocação de nova tampa para conter fuga

por Lusa
Hoje

EUA Ng1317879

Imagens subaquáticas transmitidas pela BP mostraram como os seus robôs submarinos colocaram uma nova tampa de contenção na origem da fuga de crude no Golfo do México, pretendendo-se que capture todo o petróleo que seja derramado.

A empresa tinha removido no sábado a tampa anterior e desde então o crude era livremente despejado no oceano.

O novo equipamento ajusta-se mais à tubagem de onde escapa o petróleo, pelo que a petrolífera britânica espera agora canalizar todo o petróleo para os barcos que estão à superfície.

A empresa vai fazer hoje um teste, em que vai encerrar algumas das válvulas da nova tampa para medir a pressão do poço, explicou em comunicado o almirante Thad Allen, responsável de coordenação das operações para travar a maré negra.c

De acordo com a BP, estão empenhadas na luta contra o desastre ambiental no Golfo do México 46 mil pessoas, mais de 6400 navios e dezenas de aviões.

O grupo disse ter recebido 105 mil pedidos de indemnização, tendo já efectuado mais de 52 mil pagamentos num total de 165 milhões de dólares (cerca de 131 milhões de euros).



In DN

EUA Notsure

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Teste adiado aumenta maré negra

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jul 15, 2010 9:34 am

Teste adiado aumenta maré negra

por SUSANA SALVADOR
Hoje

EUA Ng1318710

Autoridades adiaram por pelo menos 24 horas encerramento, deixando petróleo a jorrar do poço

O petróleo jorrava ontem livremente para o golfo do México, depois de as autoridades norte-americanas terem adiado, pelo menos por 24 horas, o início dos testes à nova tampa de contenção destinada a pôr fim à fuga de ouro negro. A Administração e a petrolífera BP queriam garantir que nada falhava na mais recente tentativa de acabar com o pesadelo que começou há 85 dias. Se tudo correr como esperado, o teste teve início hoje de madrugada.

Desde sábado que não há nada a impedir a fuga de petróleo, depois da primeira tampa de contenção - que apanhava apenas 25 mil dos 35 a 60 mil barris que estão a sair diariamente do poço - ter sido retirada. Quando mais tempo durar o início dos trabalhos, pior será o cenário. A nova tampa foi colocada na segunda-feira e devia ter começado a ser testada na terça-feira, mas houve um adiamento, por decisão do almirante Thad Allen, responsável pelas operações nomeado pela Casa Branca. "Queremos assegurar-nos de que tudo é feito de maneira absolutamente correcta", informou o vice-presidente da BP, Kent Wells.

As autoridades querem realizar testes de pressão para ter a certeza que o poço aguenta. A BP não garante o sucesso da operação, lembrando que este dispositivo nunca foi usado a esta profundidade. Para já, os responsáveis da petrolífera mostram-se satisfeitos e confiantes na forma como a tampa de contenção de 75 toneladas foi colocada, no local onde se erguia a plataforma Deepwater Horizon - cuja explosão, a 20 de Abril, causou a morte a 11 trabalhadores.

O teste decisivo deverá durar entre seis e 48 horas. A pouco e pouco, os técnicos vão começar a fechar três válvulas, medindo a pressão no interior do poço, de forma a garantir que este não tem outras fugas para além das visíveis. "Se os testes mostrarem que podemos fechar o poço então, evidentemente, este será fechado e não haverá mais fuga de petróleo", garantiu o responsável da BP. Caso a tampa de contenção não consiga aguentar a pressão, será ligada a um tubo que transportará o petróleo para os navios à superfície.

Caso tenha sucesso, será a primeira vez em quase três meses que não sairá ouro negro deste poço. A solução definitiva para o problema deverá contudo ter lugar apenas em meados de Agosto, quando estiverem a funcionar os dois poços de alívio que começaram a ser perfurados em Maio. Para evitar problemas durante os testes à nova tampa e por "medida de precaução", estas operações foram ontem interrompidas.

Nas costas do golfo do México, as populações que foram afectadas por aquela que já é a pior catástrofe ecológica nos EUA estão ansiosas por saber os resultados dos testes. "Não percebo porque é que está a demorar tanto tempo. Só espero que consigam resolver o problema", disse à AP Lanette Eder, que passeava pelas areias da praia de Pensacola, na Florida. "Não posso dizer que estou optimista, mas tenho esperança", contou por seu lado Nancy LaNasa, dona de um centro de yoga na cidade.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty BP trava derrame de petróleo

Mensagem por Joao Ruiz Sex Jul 16, 2010 3:44 pm

BP trava derrame de petróleo (com vídeo)

por DN.pt
Hoje

EUA Ng1319251

Já não há petróleo a derramar no fundo do Golfo do México. A petrolífera BP anunciou hoje que pela primeira vez em 87 dias conseguiu parar o desastre ecológico. Mas a solução é ainda provisória.

A tampa de contenção colocada pela petrolífera entrou esta madrugada num período crítico de 48 horas de testes, durante o qual se verificará a capacidade das três válvulas do mecanismo para resistirem à pressão (veja aqui o gráfico do New York Times sobre este sistema).

O jornal New York Yimes permite-lhe também também acompanhar em tempo real a situação no fundo do Golfo do México. Para ver, clique aqui.

Veja o vídeo do momento em que a BP instala a nova tampa de contenção.




In DN

Idea

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Segurança cresceu sem controlo após o 11 de Setembro

Mensagem por Joao Ruiz Ter Jul 20, 2010 9:29 am

Segurança cresceu sem controlo após o 11 de Setembro

por Lusa
Hoje

EUA Ng1320809

Os serviços de segurança norte-americanos criados depois dos atentados de 11 de Setembro tornaram-se tão extensos, secretos e complexos que é impossível averiguar com precisão a sua eficácia, concluiu uma grande investigação do jornal Washington Post.

Com o nome "Top Secret America", a investigação resulta de dois anos de trabalho em que participaram 20 jornalistas do prestigiado diário norte-americano, que esteve na origem do escândalo Watergate, que levou à demissão do presidente Richard Nixon, em 1974.

O inquérito afirma que, nove anos depois dos atentados que fizeram quase três mil mortos, "o mundo secreto que o governo criou [...] tornou-se tão vasto, difícil de manobrar e secreto que ninguém sabe quanto custa, quantas pessoas emprega, quantos programas existem nem quantos serviços diferentes efectuam as mesmas tarefas".

"Este artigo não mostra os serviços de inteligência tal como os conhecemos", reagiu David Gompert, director do National Intelligence, garantindo que as reformas feitas nos últimos anos permitiram "melhorar a qualidade e a quantidade de missões".

Ilustrado com vários gráficos, o trabalho do Washington Post vai ser publicado em três partes, tendo o primeiro capítulo - "Um mundo secreto que cresce sem controlo" - sido publicado na segunda feira. Os outros dois serão divulgados hoje e quarta feira.

O jornal garante que 1271 agências governamentais e 1931 empresas privadas, repartidas por 10 mil sítios nos Estados Unidos, trabalham sobre a inteligência, num dispositivo que emprega quase 854 mil pessoas, com acesso a informações secretas.

O Washington Post sublinha que a amplitude da burocracia resulta em redundâncias administrativas: 51 organizações federais situadas em 15 cidades diferentes fiscalizam a circulação de fundos de redes terroristas.

"Provavelmente, há redundâncias e problemas de organização", reconhece o Pentágono, sublinhando, no entanto, que "é preciso recordar que não houve nenhum atentado maior nos Estados Unidos desde o 11 de Setembro".

A grande máquina de inteligência norte-americana produz relatórios em tão grande número - cerca de 50 mil por ano -, que "muitos deles são simplesmente ignorados".

O jornal alega mesmo que, devido a estes erros, os serviços de inteligência norte-americanos não conseguiram antecipar o atentado num avião que fazia a ligação Amesterdão-Detroit no dia de Natal, nem a matança de Fort Hood, no Texas, que fez 13 mortos em Novembro.

A investigação do Washington Post está também disponível online, numa versão com vários gráficos (http://projects.washingtonpost.com/top-secret-america).

O jornal explica que, devido à natureza sensível do assunto, os responsáveis do governo norte-americano foram autorizados a aceder à investigação antes da sua publicação e que algumas informações foram retiradas.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Exibição de força dos EUA na fronteira com o México

Mensagem por Joao Ruiz Qui Jul 22, 2010 8:49 am

Exibição de força dos EUA na fronteira com o México

por ABEL COELHO DE MORAIS
Hoje

EUA Ng1321534

Presença da Guarda Nacional constitui "dissuasão visível" e prolonga-se por um ano.

A partir de 1 de Agosto cerca de 1200 efectivos da Guarda Nacional vão patrulhar as fronteiras do Arizona, Califórnia, Novo México e Texas com o México, áreas consideradas de alto risco, com o objectivo de "impedirem a actuação do crime organizado e o tráfico ilegal de pessoas e bens", anunciou ontem a responsável pela Segurança Interna, Janet Napolitano.

A mobilização destes efectivos fora anunciada em Maio pelo Presidente Barack Obama num momento de recrudescimento da violência dos cartéis do narcotráfico, que operam do outro lado dos 3200 quilómetros de fronteira comum. A anteceder a decisão de Obama, tinham sido assassinados dois funcionários consulares americanos no México e o marido de uma terceira funcionária.

Além do problema do narcotráfico, centenas de milhares de pessoas tentam todos os anos atravessar ilegalmente a fronteira do México para os EUA.

A presença da Guarda Nacional irá prolongar-se por um ano e tem como objectivo libertar os Guardas de Fronteira e as polícias estaduais para as operações de aplicação das leis de imigração. Neste espaço de tempo, os Guardas de Fronteira estarão a formar novos agentes para reforçar as suas forças nos quatro estados, hoje na ordem dos 12 mil efectivos.

A missão dos militares dos guardas será essencialmente de vigilância e de dissuasão visível, explicou ontem o seu comandante, general Craig McKinley. Enquanto a polícia e os guardas fronteiriços estarão centrados na captura de imigrantes ilegais e de elementos do narcotráfico, a Guarda Nacional irá garantir a segurança da fronteira.

Com estes 1200 efectivos, dos quais 130 ficarão adstritos a um centro de coordenação na cidade de San Diego, na Califórnia, chegam mais seis aviões para vigilância aérea. Esta é efectuada agora por helicópteros e aviões não pilotados (drones).

A opção de Barack Obama, notam alguns críticos desta estratégia, repete a estratégia de George W. Bush, que recorreu sempre ao reforço de efectivos e à concentração de meios para tentar neutralizar os fluxos de ilegais e as operações de narcotráfico.

O anúncio do início das patrulhas coincide com uma série de protestos internos e externos contra uma recente lei aprovada no Arizona, que tornou crime a presença neste estado de qualquer estrangeiro sem documentação. Basta a suspeita das autoridades para estas poderem exigir a apresentação daqueles documentos. Até agora, a documentação só podia ser exigida em caso de infracção flagrante.

A lei deve entrar em vigor dia 29, mas está inclusive a ser contestada judicialmente pela Administração Obama, com o argumento de que só o Governo federal pode legislar em matéria de imigração.

No plano externo, os responsáveis de oito parlamentos latino- -americanos condenaram ontem em Genebra aquela lei do Arizona. Os presidentes dos parlamentos do México, Cuba, Chile, Bolívia, Guatemala, Panamá, Uruguai e Equador, à margem de uma reunião da União Interparlamentar a decorrer em Genebra, assinaram uma declaração em que classificam como "absurda e a contracorrente dos tempos actuais" aquela legislação.

Os partidários da lei, nomeadamente a governadora do estado, Jan Brewer, consideram-na necessária para enfrentar uma "situação de guerra e de ausência de lei nas regiões da fronteira".

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Matou a tiro oito colegas de trabalho e suicidou-se

Mensagem por Joao Ruiz Qua Ago 04, 2010 10:50 am

,
Matou a tiro oito colegas de trabalho e suicidou-se

por Lusa
Hoje

EUA Ng1326523

O funcionário de uma empresa de distribuição de cerveja e vinhos de Connecticut (nordeste dos Estados Unidos) matou hoje a tiro oito colegas e suicidou-se, confirmou a polícia local.

A polícia foi chamada cerca das 07:30 (12:30 em Lisboa) pela empresa Hartford Distributors de Manchester, na hora de mudança de turno. Nesta altura, estavam na fábrica entre 50 a 70 pessoas.

"Nove pessoas, incluindo o suspeito, foram mortas no tiroteio. Estamos a tentar identificar as vítimas e a avisar as famílias", afirmou a polícia de Manchester, em comunicado.

O atirador que, segundo a imprensa local, tinha sido chamado à direcção por um problema disciplinar e fora convidado a demitir-se, foi encontrado morto cerca de 40 minutos depois do tiroteio.

Dois feridos foram transportados para um hospital local e "deverão sobreviver", de acordo com o comunicado da polícia.

O jornal Hartford Courant adiantou que o atirador se chamava Omar Thornton, tinha 34 anos e era motorista daquela empresa.



In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty 25% não acreditam que Obama tenha nascido nos EUA

Mensagem por Joao Ruiz Qui Ago 05, 2010 10:57 am

.
25% não acreditam que Obama tenha nascido nos EUA

por Lusa
Hoje

EUA Ng1326973

Mais de um quarto dos norte-americanos duvidam de que o seu presidente tenha nascido nos Estados Unidos, indica uma sondagem da CNN divulgada hoje, dia do 49.º aniversário de Barack Obama.

O inquérito revela que 11% dos inquiridos pensam que Obama não nasceu "de certeza" nos EUA e 16% julgam que "provavelmente" não nasceu em solo norte-americano, apesar de esta ser uma condição "sine qua non" para aceder à presidência.

Apesar de o nascimento de Barack Obama, datado de 04 de Agosto de 1961, ter ocorrido no arquipélago norte-americano do Havai e de este facto ter sido largamente difundido pela comunicação social, uma parte da direita persiste em querer semear a dúvida, afirmando que o presidente terá nascido no Quénia, pátria do seu pai.

Os simpatizantes dos republicanos que duvidam do lugar de nascimento de Obama ascendem a 41%, enquanto que, pelo contrário, 87% dos democratas nem colocam a questão.

A sondagem CNN/Opinion Research foi realizada entre 16 e 21 de Julho junto de 1018 adultos, inquiridos por telefone, com uma margem de erro de mais ou menos três pontos percentuais.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Barack janta com Oprah e Michelle visita Alhambra

Mensagem por Joao Ruiz Sex Ago 06, 2010 6:47 am

.
Barack janta com Oprah e Michelle visita Alhambra

por HELENA TECEDEIRO
Hoje

EUA Ng1327341

Presidente dos EUA celebrou os 49 anos em Chicago e recebeu telefonema de parabéns da mulher, de férias em Espanha.

O Presidente Barack Obama até pode ter passado o 49.º aniversário longe da família, mas não deixou de receber os parabéns da mulher e da filha mais nova. De férias em Marbella, no Sul de Espanha, Michelle e Sasha ligaram a Obama enquanto jantavam com amigos num restaurante da cidade. A filha mais velha, Malia, está numa colónia de férias. Pouco depois de receber a chamada, o aniversariante, que viajara para Chicago com o "primeiro cão" Bo, iria ele próprio jantar com amigos, entre os quais a apresentadora Oprah Winfrey.

De fato escuro e camisa branca, mas sem gravata, Obama foi visto a sair do Graham Elliott, propriedade do chef com o mesmo nome, conhecido nos Estados Unidos desde a sua participação no concurso televisivo Top Chef Masters. Eram 22.50 locais (madrugada em Lisboa) e o Presidente acabara de jantar com Oprah, que deixara o local dois minutos antes.

Sorridente e visivelmente descontraído, Obama saudou a multidão que se juntara à saída do restaurante para ter oportunidade de ver o Presidente. Este regressou depois à sua casa em Kenwood-Hyde Park, onde viveu vários anos, enquanto prestou serviço comunitário em Chicago, deu aulas na universidade e foi senador estadual do Ilinóis.

Obama viajou para Chicago na véspera de uma visita a um fábrica de automóveis da marca Ford. Nascido no Havai a 4 de Agosto de 1961, o Presidente decidiu este ano não tirar férias na altura do aniversário, tendo antes marcadas para meados do mês uma ida com a família para o Golfo do México, atingido pela maré negra provocada pelo afundamento da plataforma da BP Deepwater Horizon, no dia 22 de Abril.

Aproveitando o aniversário do Presidente, o Partido Democrata organizou festas em sua honra por todo o país, algumas com objectivo de recolher fundos para as eleições intercalares de Novembro. Mas a oposição republicana também não a oportunidade de assinalar a data com cartões de "boas festas" a criticar o Presidente.

Depois de ter dado os parabéns ao marido pelo telefone, Michelle aproveitou ontem o dia para visitar Granada. Mal chegou à cidade, a primeira dama e a sua comitiva de dez carros pararam na rua principal para comer um gelado no Los Italianos. Depois de uns minutos de impasse, o empregado, que não percebia inglês, lá serviu um gelado de chocolate com trufas.

Para a tarde, ficou a visita à catedral, ao Albaicín e ao mirador de São Nicolau, onde Michelle e Sasha dançaram ao som de flamenco, antes do jantar e da visita ao Alhambra, o palácio cuja vista Bill Clinton, o ex-presidente americano que visitou o local em 1997, classificou como "a fatia de sol mais bela do mundo".

As férias da primeira dama já estão a ser criticadas por media como o New York Daily News, que compara os gastos de Michelle ao fausto da corte de Maria Antonieta.

In DN

Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty BP gastou 4,6 mil milhões para estancar derrame

Mensagem por Joao Ruiz Seg Ago 09, 2010 6:48 am

.
BP gastou 4,6 mil milhões para estancar derrame

por DN.pt/Lusa
Hoje

EUA Ng1328497

A petrolífera britânica BP anunciou hoje que já gastou 4,6 mil milhões de euros na luta contra a maré negra no Golfo do México. O anúncio surge no dia seguinte à declaração, por parte da empresa, que o derrame foi definitivamente estancado.

O montante inclui as despesas para conter e limpar o crude na zona, o valor gasto com as equipas de apoio, as operações para tapar o furo rebentado, o dinheiro entregue aos estados norte-americanos com costa afectados pelo desastre e às autoridades federais bem como os pedidos de indemnização já entregues. O balanço é no entanto provisório, podendo o valor final ser superior.

A BP precisou ainda que já recebeu mais de 145 mil pedidos de indemnização, dos quais já pagou 103.900, num total de 319 milhões de dólares.

No domingo, a BP indicou no seu site que os testes já efectuados permitem concluir que a cimentação do poço petrolífero da plataforma Deepwater Horizon foi um sucesso.

'Os testes de pressão que se seguiram às operações de cimentação indicam que temos uma rolha de cimento operacional (...), que era o resultado desejado', indicou o grupo em comunicado.

"Não há petróleo a ser derramado actualmente no Golfo" do México, acrescentou.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Queda de avião mata ex-senador Ted Stevens

Mensagem por Joao Ruiz Qua Ago 11, 2010 4:00 am

.
Queda de avião mata ex-senador Ted Stevens

Hoje

EUA Ng1329128

O antigo chefe da NASA Sean O'Keefe e o ex-senador do Alasca Ted Stevens iam a bordo de um pequeno avião que se despenhou no Alasca, perto da cidade de Dillingham.

Stevens - de 86 anos, senador entre 1968 e 2009 - encontra-se entre as vítimas mortais deste acidente. Em 1978, Ted Stevens sobreviveu a um acidente com uma aeronave que matou cinco pessoas, entre as quais estava a sua primeira mulher.

De acordo com o organismo responsável pela investigação de acidentes de aviação nos EUA, cinco pessoas morreram e quatro sobreviveram. Segundo informações avançadas pela família, Sean O'Keefe encontra-se entre os sobreviventes do desastre. Administrador da NASA entre 2001 e 2005, O'Keefe assume actualmente o cargo de administrador da empresa EADS (European Aeronautic Defence and Space Company), que actua no sector aeropespacial. 0'Keefe, de 54 anos, foi ministro da aviação na primeira administração do presidente George W. Bush.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Obama mergulha no golfo do México para ajudar turismo

Mensagem por Joao Ruiz Seg Ago 16, 2010 3:43 am

.
Obama mergulha no golfo do México para ajudar turismo

por PATRÍCIA VIEGAS
Hoje

EUA Ng1330665

Família passou fim-de-semana em Panama City, Florida. Na quinta-feira, já com Malia, a filha mais velha, ruma a Martha Vineyard

Barack Obama e a filha Sasha mergulharam este sábado nas águas do golfo do México para provar que estas não estão poluídas e para convencer os turistas mais receosos a regressar às praias da zona que foi afectada pelo derramamento de petróleo da BP.

"Graças às operações de limpeza as praias do golfo estão seguras e abertas. Essa é uma das razões pelas quais Michelle, Sasha e eu estamos aqui. Quero fazer saber aos nossos compatriotas que devem vir aqui. Não apenas para apoiar a região, mas também porque é um local magnífico", disse o Presidente dos EUA.

A família Obama, à excepção da filha mais velha, Malia, que ainda está na colónia de férias, passaram o fim-de-semana em Panama City, na Florida, em sinal de solidariedade para com os habitantes das zonas costeiras afectadas pela maré negra. Esta começou no dia 20 de Abril com a explosão da plataforma DeepWater Horizon, que era explorada pela BP. O derramamento ficou apenas estancado no dia 17 de Julho, com a colocação de uma tampa sobre o poço de petróleo.

Apesar de apenas 60 das 180 praias do Oeste da Florida terem sido atingidas pela fuga, muitos turistas impressionados com as imagens da maré negra evitam passar ali as férias. O turismo representa aproximadamente 70% das receitas anuais da região de Junho a Agosto, segundo responsáveis da área do turismo, citados pelo Telegraph.

Após o mergulho na baía de Saint Andrew, em Alligator Point, Sasha, Obama e Michelle jogaram ontem mini-golfe. A filha mais nova do casal presidencial mostrou que o pai não é o único com jeito para este desporto, ao conseguir fazer logo um hole-in-one (quando o golfista acerta no buraco com apenas uma tacada).

A seguir a este fim-de-semana, a família planeia partir na quinta-feira para a ilha de Martha Vineyard, no Atlântico, onde estará de férias até dia 29. Malia juntar-se-á entretanto ao pai, à mãe e à irmã mais nova.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Tribunal "congela" casamentos "gay" na Califórnia

Mensagem por Joao Ruiz Ter Ago 17, 2010 6:48 am

.
Tribunal "congela" casamentos "gay" na Califórnia

por Lusa
Hoje

EUA Ng1331277

Um tribunal de recurso de São Francisco, nos Estados Unidos, decidiu na segunda feira "congelar" a realização dos casamentos homossexuais na Califórnia até se pronunciar sobre a sua legalidade.

Depois de ter considerado constitucional os casamentos "gay", o juiz federal Vaughn Walker ordenou a retoma dos matrimónios entre pessoas do mesmo sexo a partir de quarta feira.

Contudo, na segunda feira, opositores aos casamentos interpuseram uma ação pedindo a sua suspensão até haver uma decisão do tribunal de recurso sobre a sua legalidade, o que só acontecerá depois de 06 de Dezembro.

In DN

Embarassed Rolling Eyes Laughing

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty McCain resiste ao avanço do 'Tea Party'

Mensagem por Joao Ruiz Qui Ago 26, 2010 5:51 am

.
McCain resiste ao avanço do 'Tea Party'

Hoje

EUA Ng1334697

O candidato presidencial republicano derrotado em 2008 e senador do Arizona, John McCain, venceu a nomeação do partido às eleições de Novembro, mas gastou na campanha mais do que o valor combinado de todas as suas campanhas para o Senado, desde 1987.

A 2 de Novembro, os americanos votam para a totalidade da Câmara dos Representantes e para um terço do Senado. Com as duas câmaras na mão dos democratas, os resultados poderão constituir um referendo à Administração Obama.

John McCain obteve 57% dos votos e o seu opositor, o animador radiofónico J. D. Hayworth, ficou-se pelos 30%, mas, para chegar a este resultado, o senador de 73 anos teve de gastar 21 milhões de dólares. A verba gasta pelo senador que aspira ao quinto mandato consecutivo e o recuo nas suas posições centristas, demonstra que o movimento Tea Party ganhou real implantação entre os republicanos. Este surgiu em 2009, com uma agenda de direita, populista e anti-Obama; tomou a designação do protesto de 1773 em Boston (The Boston Tea Party), que iniciou a luta de independência nos EUA.

Uma das principais figuras do movimento é a candidata a vice de McCain, em 2008, a antiga governadora do Alasca, Sarah Palin.

As primárias decorreram também na Florida e no Alasca. Naquele estado, Marco Rubio, o candidato do Tea Party, ganhou a nomeação, mas além do adversário democrata, Rubio irá enfrentar Charlie Christ, um republicano que deixou o partido em Abril.

No estado de Palin, esta envolveu-se na campanha de Joe Miller, que enfrentava Lisa Murkowski, no Senado desde 2002 e descendente de uma família republicana.

Miller registava ontem 45 909 votos e Murkowski 43 949. Na campanha, as sondagens davam mais de 60% das intenções de voto à primeira e 30% a Miller. Embora o resultado só seja conhecido no final da semana, a votação deste demonstra a vitalidade do Tea Party. E o desafio que constitui para republicanos e democratas

In DN

Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Obama termina férias e visita Nova Orleães reconstruída

Mensagem por Joao Ruiz Seg Ago 30, 2010 6:10 am

.
Obama termina férias e visita Nova Orleães reconstruída

por LUMENA RAPOSO
Hoje

EUA Ng1336033

Cinco anos após o 'Katrina', várias fundações contribuem para dinamizar cidade

Ontem todos os caminhos foram dar a Nova Orleães, precisamente no dia em que se assinalava o quinto aniversário do furacão Katrina, que ali causou 1952 mortos, suscitando impressionantes imagens de destruição e dor que o mundo não esqueceu. O Presidente Barack Obama terminou o período de férias que gozou na ilha de Martha's Vineyard e, mesmo antes de regressar à Casa Branca, visitou Nova Orleães para prestar homenagem às vítimas da tragédia e aos que sobreviveram e enfrentaram uma série de dificuldades inerentes à destruição daquela cidade da Luisiana, celebrada por escritores como Tennessee Williams e considerada a capital mundial do jazz, berço de nomes célebres como Louis Armstrong.

Os progressos realizados - ou a realizar - para que a região seja, no futuro, mais segura era o tema do discurso que Obama tinha agendado para o fim da tarde de ontem [noite avançada em Lisboa], na Universidade Xavier da Luisiana.

Um dos aspectos fundamentais para que a população local sinta que a história não irá repetir-se prende-se com a construção de mais de 500 quilómetros de diques destinados a evitar nova subida das águas e de cerca de 78 estações de bombagem de água para proteger uma cidade que em grande parte foi construída abaixo do nível do mar.

Um dos bairros há cinco anos mais atingidos pela tragédia foi o Lower Ninth Ward, o mais pobre da cidade, maioritariamente habitado por afro-americanos. Ontem, por isso, este bairro acabou por ser o centro de uma homenagem muito especial: bem à maneira de Nova Orleães, ao som da música, um cortejo de centenas de pessoas ignorou a chuva e percorreu o bairro para colocar flores num dos locais mais atingidos e em memória dos mortos.

"Continuamos aqui e nunca partiremos. Se não formos capazes de reconstruir Lowe Ninth Ward, então não seremos capazes de reconstruir a América", afirmou o presidente da Câmara, Mitch Landrieu, que iniciou funções apenas há três meses. Há cinco anos, Landrieu era o governador adjunto da Luisiana.

Mas Lower Ninth Ward está, de facto, a ser transformado num bairro ecológico e experimental, com a ajuda de nomes conhecidos, incluindo algumas estrelas da Sétima Arte.

Brad Pitt e Sandra Bullock são apenas dois nomes dos famosos que se empenharam em recuperar a cidade que foi vítima do Katrina (ver outro texto nesta página). Uma tragédia que ninguém quer ver repetida, nunca mais.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Obama avisa: "Não joguemos à roleta-russa com tornados"

Mensagem por Joao Ruiz Ter Ago 31, 2010 6:13 am

.
Obama avisa: "Não joguemos à roleta-russa com tornados"

Hoje

EUA Ng1336411

Presidente afirma que o seu Governo não descansará enquanto a cidade de Nova Orleães não estiver reconstruída e segura.

Pela primeira vez, o Presidente Barack Obama criticou George W. Bush. Fê-lo, porém, sem referir o nome do antecessor, durante o discurso que proferiu, domingo, na Universidade Xavier da Luisiana, em Nova Orleães, por ocasião do quinto aniversário da passagem pela cidade do demolidor furacão Katrina.

"Foi um desastre natural, mas também uma catástrofe provocada pelo homem - uma falha vergonhosa de governo que deixou um sem número de homens, mulheres e crianças abandonados, sem qualquer ajuda", afirmou Obama, ao prestar homenagem às vítimas do furacão Katrina em Nova Orleães e também àqueles que lutaram e continuam a lutar para reconstruir a cidade.

A declaração de Obama reavivou na memória de muitos as imagens de milhares de pessoas sem mantimentos e sem abrigo seguro semanas depois do Katrina ter fustigado a Luisiana e de parte de Nova Orleães ter sido submersa porque os diques não resistiram à força das águas. Tudo isto perante uma administração que não conseguiu dar uma resposta rápida, organizada e adequada. O Katrina acabou, de alguma forma, por pôr a nu a fragilidade da única superpotência para responder a catástrofes nacionais.

Obama, que considerou Nova Orleães como um "Símbolo de Resistência", garantiu que o seu Governo irá continuar a trabalhar com os habitantes de Nova Orleães até que a cidade esteja totalmente reconstruída e segura por novos diques e estações de bombagem de água, um sistema que, garantiu o Presidente, "deve estar totalmente operacional no próximo ano" porque "não podemos jogar à roleta-russa em cada estação de tornados".

Uma das pessoas que, no domingo, trocaram o palco por Nova Orleães foi Sandra Bullock. A popular actriz preferiu inaugurar uma clínica, cuja construção financiou, do que assistir à entrega dos Emmys em Los Angeles. A homenagem de Obama também se alargou a pessoas como Bullock.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Obama 'sai' do Iraque com mira no Afeganistão

Mensagem por Joao Ruiz Qua Set 01, 2010 3:52 am

.
Obama 'sai' do Iraque com mira no Afeganistão

por LUMENA RAPOSO
Hoje

EUA Ng1336789

Em encontro com os soldados na base militar de Fort Bliss, o Presidente dos EUA alertou para o "período difícil" que se avizinha.

Horas antes do seu discurso a assinalar o fim formal da missão de combate dos EUA no Iraque, o Presidente americano lembrou aos militares presentes na base de Fort Bliss que o país tem ainda um "combate muito duro" a travar no Afeganistão. Consciente da situação do próprio Iraque, Barack Obama garantiu aos militares que o seu discurso não será propriamente uma declaração de vitória.

"Vou fazer um discurso à nação esta noite. Não será um grito de vitória nem tão-pouco uma autofelicitação. Temos ainda muito trabalho a fazer de forma a que o Iraque seja um verdadeiro parceiro", explicou Obama aos militares da base de Fort Bliss, perto de El Paso, no extremo oeste do Texas (sul ).

Sete anos e meio após se ter oposto à invasão decidida pela Administração de George W. Bush - com o apoio do Reino Unido de Tony Blair e de outros países da comunidade internacional - o actual chefe da Casa Branca afirmou que o Iraque "tem a oportunidade de construir um futuro melhor e os Estados Unidos estão agora em segurança".

Obama tinha agendado para as 20.00 locais (meia noite em Lisboa) o seu discurso aos americanos a partir da Sala Oval, que o Presidente mandou redecorar enquanto esteve de férias em Martha's Vinyard. Um discurso para anunciar o cumprimento de uma das suas promessas de campanha: o regresso a casa dos militares que combatiam no Iraque. Na realidade, os milhares de soldados que integravam a missão de combate fizeram o seu adeus ao Iraque há já alguns dias e rumaram à base americana no Koweit.

Obama não é o único a ser cauteloso sobre os resultados americanos no Iraque. Ontem, o secretário da Defesa dos EUA, Robert Gates, afirmou em Milwaukee (norte dos EUA) que "a hora dos desfile triunfal e da auto-satisfação ainda não chegou. Temos ainda lá muito trabalho a fazer ".

Em contrapartida, o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, não hesitou em afirmar que o Iraque "é agora um país soberano e independente". Isto quando a violência continua a marcar presença nas cidades e vilas iraquianas e, seis meses após as legislativas, ainda não foi possível a formação do novo Executivo.

Obama, que disse ir telefonar a Bush antes de falar ao país, não esquece que os EUA têm outra frente de combate: o Afeganistão. Bem mais difícil, como ele próprio afirmou aos soldados de Fort Bliss.

"Temos visto as perdas (em combate) aumentar porque estamos a enfrentar a Al-Qaeda e os talibãs. Ainda lá vamos viver um período difícil", afirmou o Presidente que, consciente da situação no país de Hamid Karzai, adiantou: "Temos os soldados necessários no terreno para enfrentarmos os terroristas. Isso vai significar perdas, sofrimento".

Obama decidiu, entretanto, avançar com outro dossiê também difícil: o processo de paz para o Médio Oriente. Ciente de que a solução para a região passa pelo entendimento entre Israel e palestinianos, a Casa Branca agendou para amanhã o lançamento das negociações directas entre as duas partes. Com o apoio do Egipto e Jordânia. Ocasião que os radicais querem destruir


In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Obama: "A missão de combate no Iraque terminou"

Mensagem por Joao Ruiz Qua Set 01, 2010 4:09 am

.
Obama: "A missão de combate no Iraque terminou"

por Lusa
Hoje

EUA Ng1336862
O presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou hoje o fim da missão de combate no Iraque, sete anos depois da invasão que derrubou o regime de Saddam Hussein, e apontou a economia como a "tarefa mais urgente" da sua administração.

"A missão de combate no Iraque terminou", refere a aguardada comunicação do presidente, segundo excertos libertados pela Casa Branca através de alguns órgãos de comunicação, antes da declaração ao país marcada para as 20:00 locais (01:00 de Lisboa), a partir da Sala Oval.

Apesar do fim das operações, os Estados Unidos vão manter mais 50 mil tropas no Iraque até ao final do próximo ano, confinadas a tarefas de contraterrorismo, aconselhamento e formação das forças iraquianas.

Isso mesmo foi vincado pelo presidente norte-americano na manhã de terça feira, na visita às instalações militares de Fort Bliss, no Texas, onde antecipou às tropas ali presentes que a sua comunicação ao país não seria "um auto-elogio".

"A nossa tarefa no Iraque não está ainda acabada", afirmou o presidente norte-americano, desde o início um opositor à invasão daquele país do Médio Oriente.

O cumprimento das metas para a retirada das tropas do Iraque foi um dos temas centrais da campanha presidencial de Obama, que enfrenta, no início de Novembro, um difícil teste nas eleições intercalares, em que estará em jogo o controlo do Congresso.

Na sua comunicação, Obama lembra o "alto preço" pago pelos Estados Unidos para "pôr o futuro do Iraque nas mãos do seu povo".

Numa altura de "virar a página" e em que o crescimento económico está a abrandar e o desemprego tarda em baixar de máximos históricos, o presidente vinca uma nova prioridade.

Economia é prioridade

"A nossa tarefa mais urgente hoje é revigorar a nossa economia", afirma. O combate ao desemprego, adianta, é "central às responsabilidades presidenciais".

Os sete anos de conflito no Iraque causaram 4400 vítimas mortais às forças norte-americanas e um número indeterminado de baixas entre forças de segurança iraquianas e civis.

Juntamente com o Afeganistão, o conflito no Iraque custou mais de um bilião de dólares aos cofres norte-americanos.

Esta foi a segunda vez que Barack Obama falou ao país a partir da Sala Oval, reservada apenas para as comunicações mais importantes.

Na segunda feira, o presidente norte-americano fez uma visita de surpresa a um hospital militar em Washington, onde se avistou com soldados internados.

Simultaneamente, o vice-presidente, Joe Biden, deslocou-se a Bagdade para se avistar com os principais líderes políticos iraquianos.

No campo político, prossegue o impasse sobre a formação do novo governo, seis meses depois das muito renhidas eleições.

Sete anos depois de o ex-presidente George W. Bush ter declarado "missão cumprida" no Iraque, Obama ligou hoje ao seu antecessor, a bordo do Air Force One.

A Casa Branca limitou-se a afirmar que Bush e Obama falaram "por alguns momentos", escuasando-se a revelar o teor da conversa.

In DN

Embarassed

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Pastor quer queimar Alcorão no dia 11 de Setembro

Mensagem por Joao Ruiz Qua Set 08, 2010 4:21 am

.
Pastor quer queimar Alcorão no dia 11 de Setembro

Hoje

EUA Ng1339300

General Petraeus alertou que esta campanha pode pôr em perigo a vida dos militares americanos no Afeganistão.

O secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen, e o comandante das tropas internacionais no Afeganistão, David Petraeus, alertaram ontem para os perigos do projecto de uma igreja baptista americana de queimar em público o Alcorão. O grupo fundamentalista cristão Dove World Outreach Center, liderado pelo pastor Terry Jones, pretende queimar a 11 de Setembro, no aniversário dos atentados de Nova Iorque e Washington, um exemplar do livro sagrado dos muçulmanos.

O general Petraeus criticou ontem a iniciativa, dizendo que ela poderá colocar em perigo a vida de soldados americanos. "Estou muito inquieto com as repercussões possíveis da hipótese de queimarem um Alcorão", explicou o general, em comunicado. "É precisamente o género de acções que os talibãs usam e que poderá colocar problemas significativos."

O simples rumor da intenção de uma queima já provocou agitação em Cabul. Ontem, centenas de pessoas protestaram na capital afegã e chegaram a apedrejar veículos militares. Os manifestantes gritavam "morte à América" e alguns deles, citados pelas agências, diziam que a decisão de queimar o Alcorão partira dos EUA e "do Presidente americano".

A ideia de queimar o livro sagrado dos muçulmanos foi criticada por grupos islâmicos americanos e já motivou uma posição do porta-voz do ministério iraniano dos Negócios Estrangeiros, segundo o qual o auto-da-fé provocaria "sentimentos incontroláveis" em todo o Islão. "Aconselhamos os países ocidentais a impedirem a exploração da sua liberdade de expressão para insultar os livros santos", disse o mesmo porta-voz.

A notícia está entretanto a crescer nos países islâmicos. Na Indonésia, grupos radicais muçulmanos ameaçam lançar uma "guerra santa" se a iniciativa for concretizada. A minoria cristã local teme um surto de violência e um grupo de igrejas cristãs protestantes na Indonésia lançou um apelo a Barack Obama para que impeça a acção do pastor Terry Jones.

Mas Jones não parece ter a intenção de recuar. "O Islão e a Charia [lei islâmica] são responsáveis pelo 11 de Setembro", disse o pastor da Flórida. "É o momento dos cristãos, das igrejas e dos responsáveis políticos de dizerem 'Não', o islão e a Charia não são benvindos nos Estados Unidos." Terry Jones acusa ainda o Islão de ser "uma religião diabólica". O pastor tenciona queimar o Alcorão à porta da sua igreja, em Gainsville , a 500 quilómetros de Miami.

In DN

EUA 000203CE

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Pastor garante que nunca irá queimar o Corão

Mensagem por Joao Ruiz Sab Set 11, 2010 10:15 am

-
Pastor garante que nunca irá queimar o Corão

Hoje

EUA Ng1340787

O pastor evangélico norte-americano Terry Jones garantiu hoje que a sua igreja nunca irá queimar o Corão, nem se for construída uma mesquita perto do Ground Zero, local onde estavam as Torres Gémeas.

Terry Jones tinha ameaçado queimar hoje o livro sagrado dos muçulmanos, dia em que se assinalam nove anos desde o 11 de setembro, por causa da eventual construção de um centro islâmico perto do World Trade Center.

O pastor reside na Florida, mas deslocou-se hoje a Nova Iorque, onde participou num programa televisivo matinal.

Terry Jones disse ainda que o seu objectivo foi de “expor que há uma parte do Islão que é muito perigosa e muito radical”.

Em declarações ao programa matinal da NBC, o pastor afirmou que “definitivamente cumpriu essa missão”.

Terry Jones disse também que não está prevista qualquer reunião com o líder do centro islâmico em causa, mas mostrou-se esperançado em conseguir reunir-se com aquele responsável.

In DN

EUA 00020293

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Desunidos a 11 de Setembro

Mensagem por Joao Ruiz Dom Set 12, 2010 4:08 am

.
Desunidos a 11 de Setembro

por LUÍS NAVES
Hoje

EUA Ng1340974

Questões religiosas marcaram cerimónias do nono aniversário dos atentados realizados pela Al-Qaeda em 2001

Em três cerimónias separadas, os americanos lembraram ontem as vítimas dos atentados do 11 de Setembro de 2001. Este aniversário do ataque foi marcado por divisões políticas e religiosas, o que não acontecera antes. Estas feridas surgiram por causa dos protestos em torno do projecto de um centro cultural e mesquita a 200 metros da zona de impacto, o ground zero, em Nova Iorque, mas também devido à intenção de um pastor evangélico da Florida de queimar o Alcorão.

Num incidente inesperado, seis membros do movimento populista Tea Party (que está a abalar toda a direita americana) rasgaram páginas de exemplares do Alcorão. O acto foi feito em frente à Casa Branca e atraiu a curiosidade de alguns jornalistas e turistas. "A mentira de que o Islão é uma religião pacífica deve acabar", disse um dos activistas.

Em Nova Iorque as cerimónias do 11 de Setembro decorreram sem incidentes, num parque próximo da zona de impacto, ao lado do local onde começa a erguer-se o futuro World Trade Center, que substituirá o anterior, destruído nos atentados. Milhares de familiares das quase 3 mil vítimas leram os nomes dos mortos e o vice--presidente Joe Biden declarou que "não estavam ali para chorar, mas para lembrar e reconstruir".

O discurso principal, de Barack Obama, foi feito na segunda cerimónia, junto ao Pentágono, em Washington. Obama prometeu que os EUA "jamais estarão em guerra com o Islão" e falou das recentes divisões (ver texto ao lado).

Em pano de fundo destas cerimónias, estava a controvérsia em relação ao projecto de um centro comunitário, cultural e mesquita, a Cordoba House, que uma fundação muçulmana liderada pelo imã Feisal Abdul Rauf pretende construir em Nova Iorque. Tem havido oposição ao projecto. Ontem, o New York Post publicava uma sondagem onde se verificava aumento do apoio entre os nova-iorquinos, embora a maioria dos inquiridos (51%) estivesse contra.

Um dos opositores à construção da mesquita foi o pastor cristão fundamentalista Terry Jones, que dirige uma igreja evangélica com meia centena de seguidores em Gainesville, na Flórida, e que até ao início desta semana era um completo desconhecido.

A sua ameaça de queimar o Alcorão a 11 de Setembro deu-lhe fama mundial. Nos países muçulmanos houve manifestações de protesto, algumas violentas, e a controvérsia só abrandou quando Jones prometeu não queimar o livro sagrado dos muçulmanos.

Jones tentou entretanto ligar a questão da queima do Alcorão ao projecto da mesquita do ground zero. Primeiro, afirmou que fizera uma acordo com Rauf, através de um intermediário, mas o imã de Nova Iorque desmentiu imediatamente a afirmação. Numa entrevista à NBC, o pastor explicou que apenas pretendia alertar para os "aspectos muito radicais e muito perigosos do Islão".

As cerimónias de ontem decorreram a poucas semanas de eleições intercalares, cuja campanha está a ser marcada por discussões invulgarmente ideológicas.

In DN

Embarassed Rolling Eyes

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty EUA executam a primeira mulher em cinco anos

Mensagem por Joao Ruiz Qui Set 23, 2010 3:08 am

.
EUA executam a primeira mulher em cinco anos

por PATRÍCIA VIEGAS
Hoje

EUA Ng1345300

Teresa Lewis, que a defesa diz ser deficiente, será hoje morta por injecção letal devido ao homicídio do marido e do enteado

Acusada de ter ordenado a morte do marido e do enteado para receber o seu seguro de vida, Teresa Lewis, de 41 anos, vai hoje ser executada por injecção letal no centro correccional de Greensville, no estado da Virgínia. Esta será a primeira vez em cinco anos que uma mulher é executada nos EUA e a primeira naquele estado americano desde 1912.

O último recurso de Teresa, que depois de ter confessado o crime viu a sua defesa alegar que sofria de deficiência mental, foi recusado esta terça-feira pelo Supremo Tribunal dos EUA. A sua condenação à morte está a ser alvo de várias críticas por parte dos opositores da pena capital. E até foi criticada pelo Presidente do Irão, Mahmud Ahmadinejad, que aproveitou este caso para mostrar a contradição entre a sua execução e as críticas feitas à lapidação da iraniana Sakineh Ashtiani.

"Nos EUA vai ser executada uma mulher e ninguém protesta", afirmou o líder iraniano, aproveitando para denunciar uma "campanha mediática" contra o Irão no caso Ashtiani. A pena de morte é praticada no Irão e em 35 dos 50 estados dos EUA. Desde que a pena foi restabelecida em território americano, em 1976, 11 mulheres foram executadas e 61 esperam a sua vez no corredor da morte, segundo os media do país.

O crime que levou à condenação máxima de Teresa remonta à noite de 30 de Outubro de 2002, véspera do Halloween. Dois homens armados entraram na caravana da família no condado de Pittsylvania, no Sul da Virgínia, mataram a tiro o seu marido e o seu enteado, respectivamente, Julian e Charles C. J. Lewis. Este último era reservista e preparava-se para partir para o Iraque.

45 minutos depois ela chamou a polícia e esta ainda apanhou o marido vivo a tempo de dizer: "A minha mulher sabe quem fez isto." Mais tarde descobriu-se que os autores dos disparos tinham sido Matthew Shallenberger e Rodney Fullner, de 22 e 19 anos, sendo o primeiro amante dela. Ambos foram condenados a prisão perpétua e Shallenberger acabou por cometer suicídio.

Teresa tinha-lhes prometido que ia repartir com eles os 250 mil dólares do seguro de vida, tendo mesmo adiantado algum dinheiro, cerca de 1200 dólares, para a compra de armas e munições. Após admitir a culpa, em 2003, o juiz que ficou responsável pelo caso, Charles Strauss, classificou-a como "a cabeça da serpente" por ter planeado o duplo homicídio. É provável que nada salve Teresa, uma vez que o governador da Virgínia, Bob McDonnell, já disse que não vê motivos para atender aos pedidos de clemência.

In DN

Twisted Evil

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty "Ajuda é dependência, não é desenvolvimento"

Mensagem por Joao Ruiz Qui Set 23, 2010 3:15 am

.
"Ajuda é dependência, não é desenvolvimento"

por PATRÍCIA VIEGAS
Hoje

EUA Ng1345297

Obama falou ontem e no discurso de hoje sobre política externa não evitará o tema Irão

"Nós medimos durante demasiado tempo os nossos esforços pelos dólares que gastamos na comida e nos medicamentos que damos. A ajuda só por si é dependência, não é desenvolvimento", disse ontem Barack Obama na ONU, num discurso que fez no encerramento da cimeira dedicada ao balanço dos Objectivos do Milénio.

O Chefe do Estado americano, cuja declaração foi das poucas a receber aplausos na sala de reunião da Assembleia Geral, instou a comunidade internacional a fazer melhor nesta área, enterrou a ideia de ajuda como caridade e anunciou uma nova política americana, que consiste noutras ferramentas como a diplomacia, o comércio e os investimentos para apoiar os países em desenvolvimento.

Várias horas antes de Obama, o secretário-geral da ONU anunciara um programa na ordem dos 40 mil milhões de dólares, ou seja, 30,5 mil milhões de euros, dedicados à saúde materno-infantil. Ban Ki-moon estimou que esse valor permitirá salvar 16 milhões de vidas até ao ano de 2015, a meta para o cumprimento dos objectivos.

Na lista das oito metas a atingir estão, por exemplo, a redução em 75% da mortalidade materna ou o aumento da ajuda pública ao desenvolvimento até 0,7% do PIB. A de Portugal foi, em 2009, de 0,23%. No balanço feito em Nova Iorque, líderes mundiais admitiram que muitos dos compromissos não foram cumpridos, mas desculparam-se com a crise. Esta foi uma das explicações avançadas, à Lusa, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros português, Luís Amado.

Entre as propostas que foram sendo apresentadas pelos líderes nesta cimeira de dois dias, o Presidente francês, Nicolas Sarkozy, defendeu a criação de uma taxa sobre as transacções financeiras, para financiar projectos na área dos Objectivos do Milénio.

O discurso que ontem fez Obama foi o primeiro de vários do líder norte-americano na ONU, onde hoje volta a falar na fase de debate da Assembleia Geral. E onde amanhã participa numa reunião sobre o referendo à autodeterminação do Sul do Sudão, que está marcado para 9 de Janeiro de 2011 (ver caixa nesta página).

140 líderes mundiais, entre os quais o primeiro-ministro português, José Sócrates, que tem o discurso marcado para sábado, vão participar nesta fase da 65.ª Assembleia Geral da ONU. Este evento anual é sempre ocasião para reuniões e contactos bilaterais. Sócrates, por exemplo, espera reunir mais apoios para a candidatura portuguesa a um lugar não permanente no Conselho de Segurança para o biénio 2011/2012. Angola já manifestou publicamente o seu inteiro apoio.

No discurso de hoje, Obama vai defender o balanço dos seus 20 meses de política externa e, em clima de campanha para as eleições intercalares norte-americanas do dia 2 de Novembro, sublinhar os esforços feitos pelos EUA para relançar a economia mundial. Isto, depois de a sua Administração ter perdido, em dois dias, dois colaboradores para a área da Economia: o primeiro conselheiro económico Lawrence Summer e o subsecretário adjunto do Tesouro Herbert Allison.

O Chefe do Estado americano deverá defender uma aproximação negocial ao Irão, por causa do seu programa nuclear. Esta abordagem já foi ontem defendida pelos representantes do chamado grupo de negociadores dos Seis - China, EUA, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha. Três meses depois de terem imposto um novo pacote de sanções ao Irão, eis mais uma tentativa de resolução do problema pela via negocial. Falta saber qual a resposta do Presidente do Irão, Mahmud Ahmadinejad, que na terça-feira falou aos jornalistas na hipótese de uma "guerra ilimitada com os EUA".

In DN

EUA Swordplay

_________________
Amigos?Longe! Inimigos? O mais perto possível!
Joao Ruiz
Joao Ruiz

Pontos : 32035

Ir para o topo Ir para baixo

EUA Empty Re: EUA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos